Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

Espanha-Estónia: Rodrigo fez «hat-trick» na vitória de Espanha por 6-0

10.11.11, Benfica 73

O jovem internacional sub-21, Rodrigo, do Benfica, apontou três golos na primeira parte da partida entre a Espanha e a Estónia, de qualificação para o Euro-2013, da categoria. No final, Espanha venceu por 6-0.
Rodrigo, que tem estado em evidência no Benfica, inaugurou o marcador aos quatro minutos, bisou aos sete e fez o hat-trick aos 45. Na segunda parte, Isco marcou aos 59 minutos e já depois dos 90 marcaram Vazquez e Sarabia.
Com a vitória da Suíça por 5-0 sobre a Geórgia, fica tudo na mesma na frente do Grupo 5. Os suíços lideram com 13 pontos, com a Espanha logo atrás com 12.

Fonte: A Bola

A SIC aparece agora com isto... mas isto prova o quê? Palhaçada!!

10.11.11, Benfica 73

A SIC divulgou, esta quinta-feira, imagens sobre o alegado incidente entre Alan, do SC Braga, e Javi García, do Benfica, na partida entre as duas equipas, que decorreu no Estádio AXA, relativo à 10.ª jornada. 
Alan, na segunda-feira, acusou o médio espanhol de insultos racistas, tendo Javi desmentido que em algum momento tivesse faltado ao respeito ao extremo brasileiro do SC Braga.
A SIC divulgou esta quinta-feira imagens do jogo que mostram os dois jogadores em conversa, momentos antes da marcação da grande penalidade que valeu o golo inaugural da partida para o SC Braga, apontado por Lima. Javi leva diversas vezes a mão à boca, sempre com Alan por perto. O brasileiro vai acompanhando o médio do Benfica, até que são separados por companheiros.

Fonte: A Bola

Carolina revela fotos de jogadores do FC Porto em sexo com prostitutas

10.11.11, Benfica 73

Carolina Salgado, a antiga companheira de Pinto da Costa, vai publicar um novo livro onde revela, entre outras coisas, a existência de fotografias de jogadores do FC Porto em práticas sexuais com prostitutas. Uma revelação do Correio da Manhã que salienta que a publicação intitulada "Descida ao Inferno" vai divulgar mais segredos do presidente do FC Porto e dos atletas do clube.

"Carolina denuncia sexo no FC Porto" é o título da notícia do jornal que transcreve uma parte do livro que a ex-namorada de Pinto da Costa vai lançar.

"Foram várias as vezes em que Pinto da Costa pediu a Carolina para sair de casa e encontrar-se com um indivíduo que tinha um envelope para lhe dar. Esse envelope continha fotografias de determinados jogadores do FC Porto em práticas sexuais com mulheres. Leia-se: acompanhantes". É o excerto do livro que o Correio da Manhã divulga.

Fonte: Relvado

Águias recusam Vágner Love

10.11.11, Benfica 73

Não é a primeira vez que Vágner Love é colocado na órbita do Benfica. Representado pelo empresário português Dionísio Castro, que insiste na disponibilidade do jogador em deixar a Rússia, o internacional brasileiro foi oferecido à direção encarnada tendo em vista o reforço do plantel. Mas esta foi uma possibilidade imediatamente descartada na Luz, pois o atacante não possui o perfil desejado.

A representar o CSKA de Moscovo desde 2004, o atacante nunca escondeu o desejo de experimentar outro campeonato na Europa para além do russo. Esporadicamente, o futebolista vem a Portugal visitar amigos e, nestas ocasiões, revela vontade de transferir-se para um dos grandes nacionais. Recorde-se que Sporting e FC Porto, no passado, também já foram abordados para avançarem para a contratação do futebolista. Aliás, foi mesmo um dos trunfos do Bruno de Carvalho – candidato derrotado nas últimas eleições do Sporting – que apresentou Vágner Love como trunfo eleitoral.

Fonte: Record

Mora oferecido ao Peñarol

10.11.11, Benfica 73

Rodrigo Mora foi oferecido ao Peñarol pelo seu empresário. A revelação foi feita pelo vice-presidente do clube uruguaio, que poderá receber o atacante em janeiro, até final da temporada.

"Mora não tem tido minutos no Benfica e o seu representante entrou em contacto comigo, na semana passada, com o objetivo de colocar o jogador no futebol uruguaio", disse Edgar Welker, "vice" do Peñarol, ao programa "A Fundo", da rádio 1010.

Mora, de 24 anos, foi contratado esta temporada após terminar contrato com o Defensor Sporting, tendo sido utilizado por Jorge Jesus somente no encontro da 4.ª eliminatória da Taça de Portugal, frente ao Portimonense.

Fonte: Record

Villarreal e Lazio lutam por Saviola

10.11.11, Benfica 73

Primeiro foi noticiado em Espanha o interesse do Villarreal em Saviola, para substituir Giuseppe Rossi, que se lesionou com gravidade e estará vários meses ausente dos relvados; depois foi a vez de a Lazio, de Itália, surgir associada ao futuro de «El Conejo». 
O avançado argentino tem sido pouco utilizado por Jorge Jesus nos últimos tempos e termina contrato em Junho, embora o Benfica tenha mais um ano de opção. Como tal, o agente do jogador, Diego Queiruga, já colocou qualquer decisão nas mãos do clube da Luz.

Fonte: A Bola

Rúben Amorim a um passo do clube dos centenários

10.11.11, Benfica 73

Rúben Amorim fez, em Braga, o jogo 99 com a camisola do Benfica, em todas as provas oficiais, o que significa que na próxima vez que entrar em campo para defender as cores encarnadas - provavelmente no jogo da Taça de Portugal, com a Naval, a 18 de Novembro - passará automaticamente a fazer parte do restrito lote de jogadores do actual plantel que gozam já do estatuto de centenários.

O médio que o Benfica contratou ao Belenenses no Verão de 2008 está a um pequeno passo de se juntar a Luisão (314), Cardozo (185), Maxi Pereira (179), Aimar (133), Javi García (105) e Saviola (104), mas o caso de Rúben Amorim poderá talvez considerar-se um pouco mais especial uma vez que, a cumprir a quarta época na Luz, o camisola 5 nunca foi titular indiscutível, antes um joker de eleição cujas características e polivalência Jorge Jesus chegou a elogiar publicamente: «Todos os treinadores gostam de ter jogadores como Rúben Amorim», disse o técnico, quando chegou à Luz, já depois de ter trabalhado com o jogador no Restelo.

Fonte: A Bola

Adepto do Benfica condenado por petardo no Dragão

10.11.11, Benfica 73

O Tribunal da Relação do Porto confirmou a condenação a 25 meses de prisão, com pena suspensa, de um adepto do Benfica que lançou um petardo no Estádio do Dragão em maio de 2010.

Segundo o acórdão do tribunal, a que a Lusa teve acesso, o arguido, de 21 anos, estudante de Relações Internacionais, arremessou o petardo “para junto da bancada dos adeptos” do FC Porto.

O petardo rebentou “com grande estrondo” junto dos adeptos portistas, “não tendo, no entanto, provocado qualquer dano físico”.

Quando a PSP o abordou para o identificar, agrediu um polícia com dois pontapés, um na perna esquerda e outro no abdómen, não tendo, no entanto, provocado qualquer ferimento, devido ao equipamento de proteção que o agente envergava na altura.

O incidente registou-se no dia 2 de maio de 2010, durante o jogo FC Porto - Benfica, a contar para a penúltima jornada da Superliga.

No Tribunal de Pequena Instância Criminal do Porto, o adepto foi condenado pela prática de um crime de ofensa à integridade física qualificada (três meses de prisão) e por um crime de detenção de arma proibida (dois anos de prisão).

Em cúmulo jurídico, foi-lhe aplicada a pena única de 25 meses de prisão, suspensa por igual período.

Só queria livrar-se do petardo

O arguido, que confessou o arremesso do petardo, recorreu, alegando que a pena era demasiado pesada, até porque “teria agido sem consciência da ilicitude, ao não saber que o que tinha na mão era um petardo explosivo”.

Uma alegação que contraria as declarações que proferiu em julgamento, quando disse que arremessou o petardo porque “pretendia apenas livrar-se daquilo”.

“Se não sabia que era um petardo explosivo, porquê querer livrar-se dele?”, refere o acórdão da Relação.

Este tribunal sublinhou mesmo que a pena da primeira instância “foi estabelecida com muita benevolência”.

A pena concreta pelo crime de detenção de arma proibida foi fixada no mínimo aplicável e a pena pelo crime de ofensa à integridade física qualificada foi fixada em três meses de prisão, numa moldura abstrata que ia de um a 48 meses de prisão.

“O que, considerando a culpa do arguido e as exigências de prevenção, nomeadamente de prevenção geral positiva, além de todas as demais circunstâncias atendíveis, em que avultam a gravidade do facto e o dolo direto com que o arguido agiu, tem de considerar-se uma pena estabelecida com muita benevolência”, refere o acórdão.

Fonte:Relvado

«Fui chamado por tudo o que fiz no Benfica» - Bruno César

10.11.11, Benfica 73

Prestes a estrear-se na selecção do Brasil, médio do Benfica não quer mudar o seu estilo de jogo. 
«Penso que fui chamado por tudo o que fiz no Benfica e no Corinthians. Não vou mudar as minhas características. Fui chamado por isso. Tenho um remate forte e não vou mudar. Vou continuar a fazer o que fiz no Corinthians e faço no Benfica. Na selecção, não podemos mudar e não vou mudar», disse Bruno César em declarações à imprensa brasileira.

Fonte: A Bola

Luisão no top-20

10.11.11, Benfica 73

Anderson Luís da Silva, Luisão no mundo do futebol, chegou, aos 30 anos - e com mais cinco épocas de contrato para além da presente, a sua nona ao serviço do clube da Luz - ao galarim dos 20 jogadores que mais vezes representaram o Benfica, em todas as provas oficiais. 

Um desiderato alcançado domingo, em Braga, e que cimenta ainda mais um lugar especial para o capitão de equipa na história da águia, na qual igualou, em número de jogos oficiais, o... inigualável Rogério Lantres de Carvalho, conhecido para sempre como Rogério Pipi: 314 presenças com a camisola das águias.

O ex-jogador encarnado, que completa 89 anos a 7 de Dezembro e conquistou seis Taças de Portugal, três Campeonatos Nacionais e a Taça Latina, é o primeiro a tirar o chapéu a Luisão pela assiduidade.

«Não me importo de ser igualado e ultrapassado, é a evolução do futebol. A braçadeira de capitão de equipa fica bem a Luisão. Compara-se um pouco ao Félix, que era muito completo, um patrão. Jogadores à Benfica são coisa rara hoje em dia, Luisão é talvez caso único no plantel. Hoje em dia, os jogadores mudam constantemente, pela ganância do dinheiro. Se lhes oferecem mais, vão logo. São bons mas saem depressa, não chegam a tornar-se símbolos», disse ao nosso jornal Rogério Pipi, que marcou 205 golos pelo Benfica. 

Fonte: A Bola

Empresário diz que futuro de Saviola depende do clube

10.11.11, Benfica 73

Diego Queiruga, representante de Javier Saviola, diz que a continuidade do avançado argentino no Benfica depende apenas dos dirigentes do clube. 
«Ele tem contrato com o clube e a decisão sobre a sua continuidade é do clube», refere Diego Queiruga, em declarações à Renascença
Apesar de não ter falado com os dirigentes encarnados recentemente, acredita o empresário que El Conejo continuará no Benfica.
Saviola tem contrato válido até Junho de 2012, mas o Benfica tem a possibilidade de exercer uma cláusula de opção de mais uma temporada.

Fonte: A Bola

Só Ruben Amorim resiste

10.11.11, Benfica 73

O Benfica foi o último clube nacional a abrir-se aos estrangeiros, mas atualmente é de "forasteiros" que vive, sendo Ruben Amorim o único português utilizado por Jorge Jesus na Liga Zon Sagres.

O polivalente português é o "responsável" pelos escassos 265 minutos nacionais dos 9.900 acumulados pelos jogadores "encarnados" nos 10 jogos já disputados na edição 2011/2012.

Longe vão os tempos em que o Benfica precisou de uma Assembleia-Geral extraordinária para alterar os estatutos e a lei interna do clube, que só "autorizavam" uma nacionalidade, a portuguesa (da metrópole ou das colónias) e, assim, permitir a contratação do brasileiro Jorge Gomes.

Na reunião magna de julho de 1978, a maioria dos adeptos votou pela "liberalização" e, depois de Gomes quebrar uma tradição de 65 anos, ao estrear-se como primeiro estrangeiro a 29 de agosto de 1979, quando substituiu Fernando Chalana, aos 72 minutos de um jogo com o Vitória de Setúbal, a torrente de importações não mais parou.

Hoje, quando se olha para o relvado, é quase certo ver-se um "onze" do Benfica só com estrangeiros, ou não fosse a equipa tipo "vazia" de portugueses, com Artur, Maxi Pereira, Luisão, Garay, Emerson, Javi García, Aimar, Gaitán, Bruno César (ou Nolito), Saviola (ou Witsel) e Cardozo.

Ou seja, dos 13 que normalmente forma o "onze", contam-se quatro brasileiros, quatro argentinos, dois espanhóis, um uruguaio, um paraguaio e um belga.

Nenhum outro treinador recorre tanto a estrangeiros e tão pouco a portugueses - minutos somados, 2,68 por cento pertencem a Amorim e 97,32 por cento ao contingente não nacional - como Jorge Jesus, que ainda não estreou Nelson Oliveira, Eduardo, Luís Martins, Miguel Vítor e Mika.

Fonte: Record

Porto vs. Lisboa

10.11.11, Benfica 73

Os “três grandes” já tiveram todas as combinações possíveis de alianças a traições, numa espécie de rotação em cama quente que já colocou dois contra um, todos contra todos e até o sistema “versus” resto-do-mundo. Pois bem, nestas eleições da Federação Portuguesa de Futebol há outra luta de poder. Entre Porto e Lisboa. Que poder? O das arbitragens.

As eleições resultarão de uma votação quase impenetrável entre diversos micropoderes que desaguam na Federação. A disputa está entre Fernando Gomes e Carlos Marta, que apresentaram candidaturas com curiosidades paranormais: Fernando Gomes, ex-administrador da SAD do Porto, é apoiado pelos “grandes” de Lisboa, Sporting e Benfica; Carlos Marta, que arregimentou o benfiquista Fernando Seara e o sportinguista Luís Duque, é apoiado pelo Porto…

A FPF recuperou poder depois da transferência de funções da Liga, que voltaram à casa da partida. Nomeadamente o poder na arbitragem. Porque esse poder existe mesmo com árbitros competentes e imparciais. Não se trata de ter árbitros com corações azuis, encarnados ou verdes debaixo das camisolas pretas, nem de bolsos com mais notas que as dos jogos. Trata-se da avaliação das arbitragens: elas condicionam a carreira de cada árbitro. Se quem avalia não é isento, os árbitros ficam sujeitos a pressões ilegítimas que afetam os seus desempenhos, potencialmente a favor dos clubes que dominam os organismos que os avaliam. É um conflito de interesses disfarçado. Ora, Lisboa acha que o Porto domina hoje o processo.

As espingardas contam-se a 10 de dezembro. Até lá, vão contar cabeças, estrelas, histórias e historietas. Mas mesmo que nenhum destes clubes queira dominar a arbitragem, quer pelo menos evitar que o outro possa dominá-lo. Quem ganha?

Autor: PEDRO S. GUERREIRO

Fonte: Record

Carolina Salgado revela plano para matar águia do Benfica

10.11.11, Benfica 73

Carolina Salgado denuncia que foi "perseguida" e "ameaçada" e aponta que corre "risco de vida até ao final" dos seus dias. Em entrevista a Júlia Pinheiro, no programa "Querida Júlia" da SIC, a ex-companheira de Pinto da Costa fala do seu novo livro, "Descida aos Infernos", que promete mais revelações polémicas sobre o "submundo do futebol", nas suas palavras.

Depois de ter lançado o "Eu Carolina" em 2006, na nova publicação Carolina Salgado conta que desde que se separou do presidente do FC Porto e se tornou testemunha do Apito Dourado foi alvo de "perseguições e situações desagradáveis" que a podiam "ter levado à morte". "Deus não nos põe acidentes no caminho, não nos faz despistar", salienta na entrevista a Júlia Pinheiro, frisando que "eventualmente alguém tinha mais interesse" em que tivesse um acidente.

Questionada diretamente sobre quem é que desejaria fazer-lhe mal, simplesmente nota "todos sabemos". "Alguém que não gostou que eu o tivesse denunciado e que tivesse falado", aponta sem nunca referir o nome de Pinto da Costa, mas mantendo sempre presente as insinuações relativamente ao dirigente.

No novo livro Carolina Salgado revela ainda a existência de um plano para matar a águia do Benfica e na entrevista na SIC refere que "são ideias de pessoas fanáticas que não veem mais nada e tudo lhes serve para atacarem o clube rival".

Fonte:Relvado