Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

Javi García incorre em multa; Alan até pode ser suspenso

07.11.11, Benfica 73

De acordo com o regulamento disciplinar em vigor, o caso espoletado com as acusações de Alan sobre Javi García poderá valer multa ao médio espanhol do Benfica entre 2.000 e os 10.000 euros. Já Alan, caso não comprove as afirmações, poderá vir a ser suspenso. 

O artigo 128.º/A do Regulamento Disciplinar prevê situações de injúrias e ofensas à reputação, referindo-se aos casos de jogadores que tenham comportamentos que atentem contra a dignidade humana, em função da raça, cor, língua, religião ou origem étnica. «São punidos com a pena de multa de 2.000 a 10.000 euros», pode ler-se. O caso de Javi García, a confirmar-se a acusação, poderá então ser enquadrado neste ponto.

Mas Alan poderá ficar também sob alçada disciplinar, caso não comprove a acusação de ter sido alvo de insultos racistas. «Os jogadores que usem expressões, verbalmente ou por escrito, ou façam gestos de carácter injurioso, difamatório ou grosseiro são punidos nos termos dos números seguintes: contra outros jogadores: suspensão de 1 a 3 jogos e multa de 125 a 1.250 euros», lê-se no artigo 128.º do Regulamento Disciplinar.
A Comissão Disciplinar da Liga, que vai reunir-se esta terça-feira, deverá pronunciar-se sobre este caso.

Fonte: A Bola

António Costa espera voltar a receber o Benfica na Câmara

07.11.11, Benfica 73

O presidente da Câmara Municipal de Lisboa espera poder receber em breve o Benfica no Paços do Concelho, tal como aconteceu após a conquista do campeonato nacional no final da época 2009/2010. 

«Espero que tenha sido um ensaio para várias recepções nos Paços do Concelho. Esta era uma boa época para voltar a receber o Benfica», expressou António Costa, entrevistado pelo canal televisivo do clube da Luz.

O edil deixou ainda elogios à responsabilidade social do Benfica, destacando o exemplo da Fundação. «O Benfica é uma das grandes instituições da cidade. Temos através da Fundação Benfica um projecto muito interessante na área social na freguesia de Marvila, que é outro exemplo de actuação do Benfica. O clube tem feito tudo pelo desporto e pelo fomento pela prática desportiva», disse.

Fonte: A Bola

Uma Pedreira a meia luz

07.11.11, Benfica 73

Se não foi uma das primeiras partes mais longas dos últimos anos no campeonato português deve ter andado muito perto disso. Quando Pedro Proença mandou, ao intervalo, todos para os balneários, estavam decorridos nada mais nada menos do que... 45+37’ minutos. Sim, leu bem, não é engano. Foram precisos quase 90 minutos para completar o primeiro tempo do Sp. Braga- Benfica.

A explicação para tanta demora é simples. A casa dos arsenalistas esteve em três ocasiões a meia luz e a partida esteve largos minutos interrompida.

Fonte: Record

Problemas nas caldeiras na origem dos cortes de luz no Estádio AXA

07.11.11, Benfica 73

O presidente da Liga portuguesa de futebol, Fernando Gomes, revelou que o primeiro apagão no Estádio AXA afectou as caldeiras e que os presidentes do SC Braga, António Salvador, e do Benfica, Luís Filipe Vieira, estavam ao corrente da situação. 

«O primeiro corte de luz provocou danos nas caldeiras e dai terem acontecido mais duas falhas. Isso foi explicado na minha presença e também do presidente do SC Braga e do Benfica», afirmou Fernando Gomes, durante apresentação de um protocolo de cooperação que irá permitir a utilização do Pavilhão Multiusos de Odivelas na UEFA Futsal Cup.
O jogo entre o SC Braga e Benfica (1-1) foi interrompido por três vezes por causa de problemas relacionados com a iluminação do recinto. 

Fonte: A Bola

Luisão e Bruno César viajam com rival... Elias

07.11.11, Benfica 73

Luisão e Bruno César deixaram Lisboa esta manhã para se juntarem à selecção brasileira, que vai iniciar a preparação para os próximos compromissos, diante do Gabão no dia 10 de Novembro, e Egipto, no dia 14. 

A principal nota de destaque prende-se que os dois jogadores encarnados viajaram com um rival e compatriota brasileiro: Elias, médio do Sporting, que também continua a merecer a confiança de Mano Menezes na equipa brasileira. 

De resto, o plantel encarnado prepara-se para sofrer uma verdadeira razia nos próximos dias com vários jogadores internacionais a deixarem o clube da Luz como são os casos de Maxi Pereira (Uruguai), Witsel (Bélgica), Rodrigo (Espanha), Gaitan (Argentina), Cardozo (Paraguai), Rúben Amorim e Eduardo (Portugal).

Fonte: A Bola

Javi García desmente insultos racistas a Alan

07.11.11, Benfica 73

O médio espanhol reagiu através de comunicado às declarações de Alan, que acusou Javi García de ter proferido insultos racistas na partida deste domingo entre SC Braga e Benfica. 

«Tenho respeito por todos os jogadores, como profissionais e colegas, infelizmente, pelo que acabo de ser informado, respeito alguns em demasia», começa por dizer Javi García, através de comunicado divulgado através do site do Benfica.

Alan acusou o médio espanhol de ter proferido insultos racistas durante a partida e desejado também a morte dos filhos do extremo do SC Braga. Javi desmente por completo:

«Sou um jogador leal, incapaz de fazer aquilo que hoje alguém me acusa. Estranho até, com acusações tão graves, que o jogador em causa só se tenha lembrado delas hoje. As declarações que foram produzidas são totalmente falsas e reveladoras do carácter do jogador que as produziu, o mesmo que no ano passado simulou uma agressão dentro de campo. Quem simula dentro de campo é bem capaz de fazer o que ele fez hoje fora dele.»

Fonte: A Bola

Águias sem água quente no balneário

07.11.11, Benfica 73

A falta de eletricidade não foi a única peripécia no encontro de ontem. Que o diga o Benfica, que no final do encontro, no regresso aos balneários deparou-se com a ausência de gás. Os jogadores não tiveram água quente para tomar banho e foram obrigados a recolher ao autocarro com sinais bem visíveis da luta dentro das quatro linhas e com um semblante carregado pela insólita situação.

Aliás, alguns ainda nem tinham despido o equipamento, agasalhando-se apenas com casacos e gorros para se protegerem do frio. O motivo apresentado para a ausência de gás foi o mesmo que originou a falta de eletricidade, ou seja, um problema elétrico que teve de ser solucionado com o gerador.

Fonte: Record

«Acontecem coisas do outro mundo em Braga» - Artur

07.11.11, Benfica 73

Artur Moraes lança suspeitas sobre a falha de iluminação. Guardião do Benfica sublinha que não houve mais paragens «depois do 1-0». 
Já não lhe serve o fato de herói da Pedreira: aplausos esquecidos, foi com assobios que os adeptos do SC Braga brindaram o regresso de Artur Moraes. «Estou feliz por voltar a esta casa. Adoro o público e a cidade», revelou o guarda-redes do Benfica no final de «um empate positivo, de acordo com as circunstâncias da partida».

A ideia de «impor um ritmo forte» no desafio encontrou, no entanto, contrariedades inesperadas. Ou... nem por isso? «Curiosamente, a luz nunca mais falhou depois de o Lima ter feito o 1-0 na grande penalidade... Havia sempre uma interrupção quando acelerávamos as coisas na primeira parte», atirou o guardião brasileiro, com ares de pouco crente em coincidências.

Se o jogo se prolongou por horas extras devido à falha de iluminação no Estádio AXA, outro contratempo surgiu no regresso dos jogadores aos balneários, após o apito final. Sem água quente disponível, os encarnados ainda aceleraram o passo para tomar banho no hotel, mas acabaram por inverter a marcha quando o problema foi solucionado.
«Pois é... Acontecem coisas do outro mundo quando o Benfica vem jogar a Braga...», levantou suspeitas Artur Moraes.

Fonte: A Bola

«Se houvesse um vencedor seria o Benfica» - Jorge Jesus

07.11.11, Benfica 73

O treinador do Benfica considera que a sua equipa fez o suficiente para somar os três pontos em Braga, não deixando, porém, de lamentar as muitas paragens que houve no decorrer da primeira parte e... aludindo também à grande penalidade que valeu o golo ao adversário. 


«Somar um ponto é melhor que zero, disso não há dúvida. Foi um jogo incaracterístico. Na primeira parte, até não ter faltado a luz, o Benfica dominou, deu sinais de que teria tudo a seu favor, mas as paragens quebraram por completo o jogo. Ainda por cima fomos penalizados com uma grande penalidade, também ela estranha», começou por dizer Jorge Jesus na habitual flash interview no final do encontro.

«Depois, na segunda parte, fomos atrás do resultado e acabámos o jogo a perder uma grande oportunidade de golo. O SC Braga defendeu-se e saiu no contra-ataque. É uma excelente equipa, mas, pelo que aconteceu na segunda parte, que foi quando houve jogo, se houvesse um vencedor seria o Benfica. Perdemos uma boa oportunidade de sair daqui com uma vitória», vincou, reiterando ainda a sua ideia sobre a partida:
«Desiludido com tudo o que aconteceu. As quebras tiraram concentração. Só houve uma parte e nessa o Benfica foi nitidamente melhor.»

Fonte: A Bola

Gaitán saiu indisposto

07.11.11, Benfica 73

Criou certa surpresa a substituição de Nico Gaitán ao intervalo na partida com o SC Braga, até porque estava a ser o elemento que tinha conseguido criar mais desequilíbrios no adversário. 

Jorge Jesus explicou, no final, que o extremo argentino saiu ao intervalo devido a indisposição. «Estava a ser um dos melhores jogadores do Benfica, mas sentiu-se indisposto e vomitou ao intervalo. Por isso, fui forçado a tirá-lo», explicou o treinador dos encarnados.

Fonte: A Bola

«Não sei se ganhámos um ponto ou perdemos dois» – Aimar

07.11.11, Benfica 73

O médio argentino Pablo Aimar admitiu que o empate frente ao SC Braga (1-1) é um resultado curto. Por outro lado, teceu críticas aos problemas presentes na iluminação do Estádio AXA. 

«Sinto que é um resultado curto, numa partida que foi interrompida várias vezes. Foi complicado esta partida. Não sei se ganhamos um ponto ou perdemos dois», afirmou Aimar.

Sobre o seu futuro na equipa encarnada: «Tenho ainda sete meses de contrato com o Benfica e estou muito feliz no Benfica. Vamos ver o que acontece mais à frente».

Fonte: A Bola

SC Braga e Benfica empatam - Rescaldo e Resumo com Relato

07.11.11, Benfica 73

Braga 1 - 1 Benfica

O SC Braga e o Benfica empataram (1-1), numa partida marcada, na primeira parte, por várias interrupções, por causa de falhas na iluminação. A equipa «encarnada» não conseguiu aproveitar o deslize do FC Porto. 
Na primeira parte foi o SC Braga que criou a primeira situação de perigo, com Lima a obrigar Artur a defesa de recurso. Depois, começaram a surgir as diversas quebras na iluminação e que provocaram sucessivas interrupções na partida. 
Pouco antes do intervalo, o árbitro assinalou uma grande penalidade a favor do SC Braga, após mão na bola de Emerson. Lima aproveitou o castigo máximo para marcar.
Na segunda parte o jogo foi mais dividido, mais luta no meio-campo e aos 73 minutos o Benfica empatou. Rodrigo, na área, rematou, Douglão desviou a bola e impediu que Quim defendesse.
Até ao final da partida, o Benfica teve uma clara oportunidade, mas Rodrigo, após excelente recepção, rematou ao lado.
Após este resultado, o Benfica não aproveitou o deslize do FC Porto, que empatou frente ao Olhanense (0-0), para assumir a liderança.

Fonte: A Bola / SLB