Setembro 07 2011

"O que achei é que tem muita força física e um bom pulmão. Foi isso que me impressionou mais em Emerson", declarou ontem, a O JOGO, Luís Carlos, extremo-direito do Gil Vicente, que travou um duelo individual com o brasileiro quando o Benfica e a equipa de Barcelos se encontraram na ronda inaugural do campeonato (2-2). Por seu turno, Ludovic, do Feirense, teve pela frente Capdevila, na partida da segunda jornada no Estádio da Luz (3-1). "Capdevila é um jogador experiente e isso nota-se na forma simples e calma como joga. Apanhei-o ainda em condições físicas debilitadas pois foi o seu primeiro jogo pelo Benfica, mas, ainda assim, não foi fácil ultrapassá-lo", comentou Ludovic a O JOGO, considerando, no entanto, que Jorge Jesus fez bem em preferir Emerson para a Liga dos Campeões. "Penso que é um jogador mais ao estilo de Jorge Jesus. Apesar de não subir muito para o ataque, mesmo assim ataca mais do que Capdevila", considerou.

Luís Carlos, do Gil Vicente, disse ainda, sobre o seu confronto com o camisola 3 encarnado, que Emerson "marca muito bem e foi complicado ultrapassá-lo". "É forte, muito bom e também humilde. Foi sempre correcto comigo", acrescentou.

Fonte: O Jogo

publicado por Benfica 73 às 23:43

Setembro 07 2011

O internacional argentino Lionel Messi assinou uma jogada fenomenal que originou o golo da Argentina frente à Nigéria. 
Messi «roubou» a bola, passou quatro jogadores adversários e rematou para defesa incompleta do guardião contrário, que ficou à mercê de Di María, tendo o extremo aproveitado para marcar. 

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 22:33

Setembro 07 2011

Argentino que chegou à Luz proveniente do Real Madrid diz que o grupo está com fome de títulos. Garante sentir-se totalmente adaptado e mostra-se disposto a voltar à equipa frente ao V. Guimarães, recuperado que está da entorse no tornozelo direito que o afastou do jogo com o Nacional e da selecção do seu país.

A presença no jogo de sábado frente ao Vitória até poderia estar em causa, por precaução, uma vez que para quarta-feira está marcada a recepção ao Manchester United, para a Liga dos Campeões. Mas Garay rejeita a ideia de poder ser poupado. «Para um jogador, quanto mais jogar melhor», vincou, falando à margem de uma acção de promoção aos lugares anuais (Red Pass) no Estádio da Luz, realizada em Almada.

Emerson e Nélson Oliveira também estiveram presentes, todos distribuíram mais de 200 autógrafos, mas só Garay foi autorizado a falar aos jornalistas, perspectivando o encontro com o V. Guimarães. «É mais um jogo para ganhar, mas será difícil, pois a Liga portuguesa é complicada», disse, entre comparações com a espanhola. Da mesma forma disse que Benfica e Real Madrid são clubes diferentes, mas ambos muito grandes.

De resto, garantiu sentir-se cómodo e cada vez mais adaptado ao clube da Luz, onde está a sentir-se muito acarinhado pelos adeptos. O grupo de trabalho, esse, não podia ser melhor, deixando perceber o estado de espírito reinante no balneário: «Temos muitas ´ganas´ de conquistar muitas coisas.»

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 21:58

Setembro 07 2011

O internacional paraguaio Oscar Cardozo reconheceu que atravessa um bom momento, tendo apontado três golos em dois jogos pela selecção. O goleador quer agora continuar a marcar mas ao serviço do Benfica. 

«O primeiro jogo correu-me bem e tentei corresponder em campo ao que o treinador pediu. Com um golo ajudei a selecção. No segundo jogo voltou tudo a correr bem. Fiz o meu trabalho e aproveitei as oportunidades para marcar dois golos. Foi um bom ensaio para os compromissos frente ao Peru e Uruguai», afirmou Cardozo, em declarações ao diário ABC.

O avançado está pronto para continuar com a veia goleadora: «Muitíssimo. Acho que os jogos que fiz e os golos que marquei motivaram-me muitíssimo para prosseguir o trabalho primeiro no Benfica e depois com camisola do Paraguai. Os golos e exibições foram importantes para mim e depois destes jogos resta-me continuar a fazer o meu melhor e procurar fazer golos nos próximos jogos».

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 20:54

Setembro 07 2011

Horacio Gaggioli, empresário de Joan Capdevila, diz que vai reunir-se dentro dos próximos 20 dias com os responsáveis do Benfica para conhecer a situação do seu representado. Pelo caminho, admite que o jogador gostaria de jogar no Nápoles. 

«Não sei se Capdevila pode deixar o Benfica em Janeiro, ainda vou ter de falar com os dirigentes do clube. Nos próximos 20 dias vou reunir com os responsáveis do Benfica e informar-me sobre essa possibilidade», começou por dizer Gaggioli, em declarações à rádio italiana Crc.

No país transalpino foi noticiado nos últimos dias que Capdevila interessava a Juventus e Nápoles. Gaggioli não confirma qualquer abordagem, limitando-se a salientar que «Capdevila é um jogador interessante e que é sempre seguido por muitos clubes».

«Se ele aceitaria jogar no Nápoles? Certamente. É uma equipa histórica, um clube muito importante, por isso o meu cliente aceitaria com muito prazer», referiu ainda o empresário.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 19:45

Setembro 07 2011

Embora não tenho sido chamado para os últimos jogos do Brasil, o defesa-central Luisão, do Benfica, espera no futuro ainda ter a oportunidade de voltar a defender as cores da «canarinha». 

«Não tenho sido convocado para estes últimos particulares. Vontade para estar num Mundial existe sempre. Mas no Brasil aparecem sempre novos talentos. Não estando presente, o importante é que vou torcer pelo Brasil», afirmou Luisão.

O defesa brasileiro esteve hoje com o antigo presidente do Brasil, Lula da Silva: «Foi muito especial. Não encontro palavras para expressar a felicidade por estar do lado de uma pessoa ilustre do nosso país, que marcou o Brasil e o Mundo todo pelo lado positivo. Hoje é um dia muito especial da minha vida».

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 17:28

Setembro 07 2011

O antigo presidente da República do Brasil, Lula da Silva, deixou hoje, no decorrer de um almoço no Estádio da Luz, grandes elogios ao Benfica e à forma como o clube mantém a ligação a Eusébio, sobre quem também falou de forma grandiosa. 

«Só tenho pena que Eusébio não seja colocado numa máquina do tempo e podermos recuperar, pelo menos, metade do que fez ao serviço do Benfica», referiu Lula da Silva, vincando ainda mais a recordação sobre o Pantera Negra: «Eu ouvi Pelé dizer que Eusébio foi dos jogadores mais perfeitos que existiram.»

O antecessor de Dilma Russeff como presidente da República do Brasil (liderou os destinos do país entre 2003 e 2011) não deixou de felicitar a forma como o Benfica mantém a ligação com Eusébio e deu também os parabéns pela forma como o clube conseguiu recuperar o seu património histórico, nomeadamente através do museu e também do próprio estádio.

O almoço contou com as presenças dos cinco jogadores brasileiros que militam no plantel dos encarnados (Luisão, Artur, Emerson, Jardel e Bruno César), além de Luís Filipe Vieira e do próprio Eusébio. O presidente executivo da Portugal Telecom, Zeinal Bava, também marcou presença.

Como recordação, Lula da Silva recebeu uma camisola com o número 4 nas costas, o mesmo utilizado por Luisão, só que com o próprio nome do antigo presidente do Brasil inscrito.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 14:39

Setembro 07 2011

O ex-presidente do Brasil, Lula da Silva, almoça esta quarta-feira com o presidente do Benfica, Luis Filipe Vieira, e jogadores brasileiros do plantel encarnado. O encontro vai ter lugar em Lisboa, no camarote presidencial do Estádio da Luz, às 12h45.

Luisão, Bruno César, Jardel, Artur e Emerson vão ser os jogadores presentes no almoço naquela que é a segunda viagem de Lula da Silva a Portugal após ter deixado a presidência do Brasil, sucedendo-lhe Dilma Rousseff. Lula da Silva é um entusiasta do futebol e é conhecida a sua preferência pelos paulistas do Corinthians, clube em que atua o avançado internacional luso Liedson.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 12:15

Setembro 07 2011

O Presidente da República, Cavaco Silva, homenageou esta terça-feira a Selecção Nacional de Sub-20 pela sua brilhante participação no Mundial da categoria, que decorreu na Colômbia. No final, os jogadores do Benfica Nelson Oliveira e Roderick Miranda mostraram-se muito orgulhosos pela distinção. 

Numa cerimónia realizada no Palácio de Belém, Cavaco Silva teceu rasgados elogios à comitiva no seu discurso. “A Selecção Nacional de Sub-20 teve um comportamento verdadeiramente brilhante no Campeonato do Mundo, que teve lugar na Colômbia. Os atletas, a equipa técnica e os dirigentes são motivo de orgulho para os portugueses e impressionaram o mundo com o seu talento, a suadeterminação e o seu rigor”, afirmou.


Os futebolistas deram uma camisola da Selecção Nacional ao Presidente da República, com o nome de Cavaco Silva nas costas. No final da cerimónia, um dos quatro atletas do Benfica presentes, Nelson Oliveira, salientou a importância da distinção por parte de Cavaco Silva. “É um orgulho e um sinal que tivemos uma boa participação no Campeonato do Mundo. Honrámos o País e é um sinal que ficaram satisfeitos com o nosso trabalho”, considerou.
Questionado sobre se foi o Mundial de Sub-20 que lhe permitir ficar no Benfica, Nelson Oliveira afirmou: “Não, até porque já estava decidido que ia ficar no Benfica antes do Mundial.”

Já Roderick Miranda salientou que não é todos os dias que se é homenageado pelo Presidente da República. “É um sentimento de muita honra e de muito orgulho. É muito bom sermos homenageados pelo Presidente da República e estamos honrados por este feito”, afirmou.

Relativamente ao que levou Portugal a terminar no segundo lugar do Campeonato do Mundo, o jogador dos quadros do Benfica revelou: “O segredo foi ter, acima de tudo, fé e acreditar em nós próprios, não dependendo da opinião dos outros.” 
Referir que, além de Nelson Oliveira e Roderick Miranda, o Benfica contou com Mika e Luís Martins na cerimónia desta terça-feira.

Fonte: SLB

 

publicado por Benfica 73 às 11:51

Setembro 07 2011

Fora dos relvados nada de correrias! Com um discurso tranquilo e muitas vezes numa espécie de autorretrato, o médio, que pode estrear-se sábado como titular, fala das expectativas.Pessoais e do Benfica.

RECORD – Ao fim de três meses em Portugal, quais são as primeiras impressões que tem do nosso futebol?

BRUNO CÉSAR – O futebol português está a crescer há muitos anos, muitos jogadores estão a vir para cá e o campeonato, a cada ano que passa fica ainda mais difícil. Mas, apesar das dificuldades que tive no início, este é um campeonato bom de se jogar.

R – Que dificuldades são essas?

BC – Para mim, a questão da relva foi complicada de ultrapassar. No Brasil deixa-se ficar o relvado muito grande e não é molhado, ao contrário do que acontece aqui, em que a relva é cortada e é molhada, para tornar o futebol mais rápido. No jogo de apresentação do Benfica, na Luz, tive muitas dificuldades devido a isso. Foi o pior encontro que fiz.

R – Estão ultrapassados esses problemas?

BC – Agora, está tudo tranquilo, já me adaptei também ao estilo de jogo. Em Portugal cobra-se muito taticamente e no Brasil não. É tudo completamente diferente. Aqui há muita tática no jogo, temos de nos posicionarmos muito bem, mas já me vou habituando.

R – Também estranhou, segundo disse, a marcação muito em cima que é feita pelos adversários. Já arranjou forma de ultrapassar isso?

BC – Já. Vamos encontrando uma forma. Aqui a marcação é muito forte e nem temos muito tempo para pensar. Quando nos livramos de um adversário, aparece outro e, depois, outro… Mas com o tempo tudo se ultrapassa.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 11:23

Setembro 07 2011

O avançado do Benfica, Óscar Cardozo, foi uma das figuras da vitória do Paraguai sobre as Honduras, por 3-1, num jogo particular que teve lugar esta madrugada.
Nestor Camacho inaugurou o marcador para o Paraguai aos 30 minutos e, já na segunda parte, aos 61, Óscar Cardozo entrou em campo.
Numa partida marcada pela chuva torrencial que se fez sentir em San Pedro Sula, nas Honduras, o avançado encarnado precisou apenas de quatro minutos para fazer os dois golos que ditaram a vitória do Paraguai. Aos 87 minutos Cardozo fez o 2-1, num remate de cabeça e, aos 90, bisou na partida, de pé esquerdo.

Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 10:31

Setembro 07 2011

A Selecção Nacional de atletismo que marcou presença nos Mundiais de Daegu, na Coreia, regressou na noite desta terça-feira a Lisboa. Apesar de não trazer qualquer medalha na bagagem, a recepção foi calorosa. 
Muitos familiares e amigos fizeram questão de marcar presença no aeroporto da capital para receber os atletas, que, mal passaram pela porta das chegadas, foram muito aplaudidos. 
A recepção foi, por isso, muito calorosa, mesmo tendo em conta que ninguém logrou trazer uma medalha para Portugal.




 
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 10:04

Setembro 07 2011

Aimar e Gaitán são os jogadores que mais vezes foram substituídos (seis em sete jogos). Técnico só tira Aimar quando pensa que está tudo resolvido Os mais criativos do meio-campo têm quase o mesmo tempo de utilização. 

Pablo Aimar e Nicolás Gaitán são dois casos à parte no plantel. Tanto um como outro foram, até agora, os jogadores mais protegidos de Jorge Jesus, no que à condição física diz respeito dos vários titulares absolutos da equipa que orienta. Tanto Aimar como Gaitán alinharam apenas um jogo na íntegra, em encontros distintos, numa lógica de gestão bem vincada: ambos têm praticamente o mesmo tempo total de utilização (média de 70 e 74 minutos por partida, respectivamente).

Dos sete encontros já disputados pelo Benfica, Aimar foi substituído em seis, tal como Gaitán. E no caso do número 10, só saiu quando o jogo estava garantido (ou assim pensava Jesus). Foi assim com o Trabzonspor (nos dois encontros), Gil Vicente (substituído ao intervalo, quando a equipa vencia por 2-1, mas com um 2-2 final), Twente (na Holanda) e Nacional. A única vez que não foi substituído foi na partida mais importante até agora das águias: a segunda mão do play-off de acesso à Liga dos Campeões, com o Twente, no Estádio da Luz. Ali jogava-se parte da época e Jesus não prescindiu nem um único minuto do criativo.

O caso de Gaitán é semelhante, mas não igual. Em duas das seis vezes em que saiu de campo, o quadro anunciava um resultado negativo para a equipa: 2-2 frente ao Gil Vicente (com a sua saída nada se alterou) e 1-1 ante o Feirense (os encarnados viriam a marcar mais dois golos, por Cardozo e Bruno César). 

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 09:17

Setembro 07 2011

Uma dor de cabeça que pode ter sequelas perigosas no final da semana. Maxi Pereira regressou lesionado da selecção do Uruguai, que na sexta-feira jogou na Ucrânia, e ainda não se treinou no regresso ao trabalho no Seixal. 

O departamento clínico dos encarnados revelou ontem que o defesa direito tem uma mialgia na face posterior da coxa direita, limitando-se a realizar tratamento e trabalho condicionado. Está, por isso, em dúvida para o jogo do próximo sábado, na recepção ao V. Guimarães.

Sendo esse um jogo importante para os objectivos dos encarnados, acresce que na próxima semana o Benfica recebe o Manchester United no primeiro jogo da fase de grupos da Liga dos Campeões, sendo que Jorge Jesus não arriscará colocar o uruguaio no fim-de-semana se não estiver a cem por cento, sob pena que uma eventual recaída prejudique a presença na quarta-feira. 

Mas a dor de cabeça não termina por aqui. O substituto natural de Maxi tem sido Rúben Amorim, internacional português que também não está na plenitude das capacidades físicas. Segundo o boletim clínico dos encarnados, integrou ontem o treino sob vigilância médica, queixando-se de um traumatismo na extremidade superior da perna esquerda. Tudo indica que poderá recuperar totalmente até ao fim-de-semana tendo em conta que já trabalhou no relvado, mas, pelo sim pelo não, Jorge Jesus já tem testado a adaptação do central Miguel Vítor na direita. Não vá a dor de cabeça transformar-se em enxaqueca.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 08:44

Setembro 07 2011
publicado por Benfica 73 às 08:11
Tags:

Setembro 07 2011

O Benfica entra hoje em palco para a 3.ª jornada da Liga. A Choupana não é fácil, e jogar repetidamente como jogámos contra o Twente também não. Mas com dois pontos cedidos logo no pontapé de saída, não há margens para erro. Hoje só os três pontos interessam.

No derradeiro jogo do playoff da Champions provámos que podemos ir longe. Temos obstáculos. Vejamos. A basculação ofensiva potente que os pupilos de Jesus emprestam ao jogo é desgastante, é um esforço físico que pode levar ao cansaço absoluto na dobra do campeonato. Depois, o poder atacante necessita de maior objetividade: contra o Twente fizemos 16 remates à baliza na primeira metade do jogo – na tentativa de evitar o individualismo os jogadores passavam inconscientemente a bola em detrimento do remate, e nem um golito. À direita Gaitán está em baixo de forma e dá cabo da vida a Maxi Pereira, porque não desce a acompanhar os ataques do adversário e tantas vezes Maxi vê-se a mãos e pés com três adversários e acaba por ser Artur a salvar. E Jesus, quando quer chocalhar a equipa aos já célebres 60 minutos de jogo – Jesus faz sempre substituições aos 60’ –, vê-se confrontado com alguns dilemas: tirar Aimar é pecado, mas até quando é que a condição física do genial maestro aguenta? Contra o Twente optou por mexer nas alas. Só que a criatividade da equipa perdeu muito com a saída de Nolito e até de Gaitán, que gostam de ir ao miolo, ao encontro da construção de jogo da magnífica reta Artur, Javi, Witsel e Aimar.

Estes obstáculos e dilemas não podem ser desconsiderados. Mas depois do Twente e dos 7 M€ da Champions, há que louvar a equipa. Não fomos perfeitos nem atingimos o apuro na finalização, mas fomos grandes. A magnífica recta constrói jogadas de ataque de génio. Witsel é um jogador de duas mãos cheias e o Rei Artur segura o castelo como há muito não se via no Glorioso. Agora é agarrar a Liga e a Champions como se não houvesse amanhã. E com Nélson Oliveira lá à frente, sff.

Autor: MARTA REBELO

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 01:22

Setembro 07 2011

Em entrevista à RTPN, Paulo Bento quis colocar um ponto final na polémica saída de Ricardo Carvalho da selecção nacional.
O técnico defende que o central deve um pedido de desculpas aos portugueses, e que todos têm o direito a errar... caso saibam lidar com as consequências: «Todos podemos errar, mas no momento em que erramos temos de ter a consciência disso e ter a hombridade necessária para pedir desculpa. Neste caso não a mim, mas aos portugueses. É um erro de um grande jogador, mas que prejudicou muita gente, por um factor extremamente normal, que é ficar num ou noutro momento na condição de suplente».

Paulo Bento garante que Ricardo Carvalho devia, mais do que ninguém ter compreendido a situação com Pepe, que tomou parte na equipa principal, sem ter treinado durante a semana. «O Pepe estava tocado, e por isso foi poupado. Mas por várias vezes o memo já aconteceu com o Ricardo, que esteve tocado e não treinou, e depois foi titular. Devia compreender a situação», referiu.

O seleccionador português garante está disponível para falar com o jogador, mas que as consequências, a nível profissional, já ninguém as apaga. «Falarei com ele assim que o Ricardo quiser. A nível pessoal, estou completamente aberto a isso. Agora, a nível profissional, a decisão está tomada; não é que não queira falar sobre isso, mas nada mudará o que penso. Uma coisa é a minha relação com ele, outra é a posição enquanto seleccionador».

Paulo Bento assegurou ainda que não pedirá nenhuma sanção contra o jogador, além do seu afastamento, e deixa isso ao critério da Federação, que acredita que o defesa deixou a equipa numa situação precária – «E se só tivéssemos três centrais convocados, tinha de ir chamar alguém à última hora? Era um jogo muito importante» –, e que não será esta situação a afectar a relação de confiança que mantém com os atletas.

A terminar, o técnico qualificou a chamada de Nuno Gomes à selecção como «normal dentro de um contexto em que poucos atletas tinham ritmo de jogo», estar «muito contente» com a escolha de João Pereira para defesa-direito da equipa das quinas, disse achar «difícil», que João Tomás seja convocado e que Ronaldo não é insubstituível, mas que com a sua qualidade é normal que jogue quase sempre.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 00:43

Setembro 07 2011

Feitas as contas, o Atlético de Madrid pode orgulhar-se de ter um dos ataques mais valiosos do futebol europeu.
Entre Radamel Falcao, avançado colombiano que os colchoneros contrataram ao FC Porto, José António Reyes, extremo espanhol e o turco Arda Turan soma-se mais de uma centena de milhões.
Falcão está avaliado em 60 milhões de euros, valor da sua cláusula de rescisão, Reyes em 20 milhões, e Turan em 24: uma frente de respeito, pela qualidade que espalham em campo, e pelas cifras que movem.
Um tridente atacante que vale mais que o seu peso em ouro.
Curiosamente, a antiga frente de ataque, constituída por apenas dois jogadores, custava pouco menos: entre Folán e Aguero, somavam-se 82 milhões de euros.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 00:04

BENFICA 73
contador grátis
Setembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9





subscrever feeds
comentários recentes
Do You Need A Loan To Consolidate Your Debt At 1.0...
Here is a good news for those interested. There is...
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...