Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

Benfica vence «derby» e assume liderança

20.04.11, Benfica 73

O Benfica recebeu e venceu o rival Sporting por 25-24, partida que inaugurou a quinta jornada do Grupo A da fase final do campeonato da Liga de andebol. 
Com esta vitória, os encarnados assumem à condição a liderança da prova, com 40 pontos, mais um do que o FC Porto, que só esta quarta-feira entra em campo para receber a Madeira SAD.
O Sporting é quarto classificado, com 35 pontos, ficando praticamente arredado da luta do título.

Fonte: A Bola

Gaitán foi a transferência mais cara no mercado argentino

20.04.11, Benfica 73

A transferência de Nicolas Gaitán, avaliada em 8,4 milhões de euros, foi a mais alta da última temporada no futebol argentino, revela um estudo económico sobre a modalidade naquele país.
O Boca Juniors, clube onde militava Gaitán, foi de resto o clube que mais dinheiro arrecadou no mercado de transferências (total de 15,6 milhões de euros).
O estudo revela ainda que o valor das transferências para clubes estrangeiros (mais de 100 milhões de euros no total) representa mais de metade do total de receitas do futebol argentino.

Fonte: A Bola

Aimar e Moutinho suspensos 1 jogo

20.04.11, Benfica 73

Os médios do Benfica Pablo Aimar e do FC Porto João Moutinho foram esta terça-feira suspensos pela liga de clubes por completarem, respectivamente, um conjunto de cinco e nove cartões amarelos. 
Com este castigo, Aimar vai falhar a deslocação, de 1 de Maio, ao reduto do Olhanense e Moutinho, no mesmo dia, também não viajará até Setúbal.

Fonte: A Bola

Venda aberta ao público

20.04.11, Benfica 73

As bilheteiras do Estádio da Luz vão estar abertas, esta quarta-feira, para que sejam vendidos os últimos ingressos do clássico ao público em geral.

Nas últimas semanas, visando impedir a entrada de um elevado número de adeptos dos dragões no recinto, os dirigentes encarnados optaram por condicionar a comercialização a sócios e respetivos acompanhantes. A ideia inicial era garantir a lotação da Luz com benfiquistas, mas como a procura não correspondeu às expectativas, foi decidido abrir a venda a todos os adeptos.

Conforme Record já noticiou a lotação do estádio não vai esgotar. As previsões apontam para 40 mil espectadores.

Fonte: Record

Gaitán é baixa de última hora

20.04.11, Benfica 73

Jorge Jesus não pode contar, hoje, com os dois médio-ala argentinos - Salvio, já se sabe, foi operado ao pé direito e não volta a jogar mais esta temporada, mas Nicolas Gaitán é baixa de última hora, pois nem sequer seguiu ontem com os companheiros para o estágio. Imprevisto que vai obrigar o treinador do Benfica a mudar a estratégia que tinha delineado para o clássico.

Um Benfica sem as habituais asas argentinas vai apresentar-se, hoje, contra o FC Porto. Tudo porque Gaitán não vai poder dar o contributo à equipa, devido a problemas físicos. O extremo argentino, jogador do plantel que participou em mais encontros oficiais (43), embora seja o sétimo na lista daqueles que têm mais minutos, é baixa inesperada. A ausência do internacional argentino diminui os encarnados, especialmente nas acções de ataque. No lugar de Gaitán, Jesus deve apostar em César Peixoto. 

O esquerdino foi poupado no jogo com o Beira-Mar, para a Liga, e deve desempenhar funções no meio-campo, embora não ao lado de Javi García, como aconteceu em Eindhoven e na vitória sobre os dragões, justamente na primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal.

Carlos Martins acabou o jogo da Liga esgotado, como reconheceu Raúl José, que substituiu o castigado Jorge Jesus no banco, mas também vai ser titular. Será o médio internacional português, que completa 29 anos a 29 de Abril, a tentar fazer esquecer o argentino Salvio (teve ontem alta da clínica em Madrid, onde foi operado). E, neste caso, as indicações de que pode consegui-lo, embora se sinta mais confortável a actuar no centro do terreno, são positivas para o técnico dos encarnados - Carlos Martins foi o melhor em campo contra os aveirenses.

Pablo Aimar deve comandar a manobra ofensiva da equipa, apesar de ter de desdobrar-se em missões de apoio a Javi García, na fase defensiva, como já aconteceu noutros encontros.

De resto, tudo indica que Jesus manterá a confiança em Júlio César na Taça de Portugal (o brasileiro jogou no Porto a primeira mão). A defesa será composta por Maxi Pereira, Luisão, Jardel e Fábio Coentrão. O ataque estará entregue aos indiscutíveis Cardozo e Saviola.

Fonte: A Bola

Jesus é trunfo para o clássico

20.04.11, Benfica 73

O grande reforço do Benfica para o clássico de hoje à noite é... Jorge Jesus. Motivado pela tentativa de agressão a Luís Alberto, médio do Nacional da Madeira, o castigo de 11 dias que lhe foi aplicado pela Comissão Disciplinar da Liga terminou ontem, ou seja, a tempo de participar de forma ativa naquele que constitui um dos jogos mais importantes da temporada.

Substituído no banco pelo adjunto Raul José durante este curto período – em termos práticos, Jorge Jesus foi obrigado a orientar a equipa, via telemóvel, na visita à Figueira da Foz e na receção ao Beira-Mar –, o treinador, de 56 anos, regressa agora num encontro que é catalogado internamente como “imperdível”. Apesar dos cuidados, não passa pela cabeça a ninguém pertencente ao staff do Benfica esbanjar uma vantagem de dois golos (2-0) granjeada em pleno Estádio do Dragão.

Não há quem conte assistir ao duelo agendado para o Estádio do Jamor através da... televisão. A conquista da Taça de Portugal é uma das grandes ambições de Jorge Jesus, que na final transata se deslocou ao Estádio Nacional e, questionado pelos jornalistas, vincou que queria disputar o jogo de encerramento desta prova em 2010/11.

Fonte: Record

Humberto Coelho: «Vencer a Liga Europa»

20.04.11, Benfica 73

O antigo capitão do Sport Lisboa e Benfica, Humberto Coelho, garantiu que o Benfica tem uma oportunidade muito boa para triunfar na Europa.

“Se nos mantivermos todos unidos e bem concentrados, com uma boa atitude, acho que o Benfica pode fechar a época da melhor forma, que é ganhar as duas Taças e a Liga Europa. Estou convencido que o Benfica tem equipa para vencer a Liga Europa e está motivado”, revelou aos microfones da Benfica TV.

Nesta entrevista Humberto Coelho visitou ainda as instalações do clube e mostrou-se radiante: “Está tudo muito evoluído e não há duvidas que é o progresso. Hoje em dia, o Benfica tem um profissionalismo muito grande em todos os departamentos.”

Fonte: Record

Benfica, 68 – FC Porto, 67: Luta cada vez mais intensa

20.04.11, Benfica 73

Rivais estão quase iguais em número de títulos. Diferença é a Taça Latina... Benfica ainda pode ganhar três troféus este ano, mas em dois deles os dragões também estão envolvidos... 

A segunda mão da meia-final da Taça de Portugal, que hoje se disputa às 20.30 no Estádio da Luz, entre Benfica e FC Porto, depois da vitória dos encarnados no Dragão por 2-0, constituirá mais um duelo muito particular num campeonato à parte, literalmente do tamanho dos outros juntos, entre Benfica e FC Porto. Os clubes estão, depois dos dois que o FC Porto já conquistou esta época, separados por apenas um troféu: 68 para o Benfica, 67 para o FC Porto.

O Benfica venceu 3 Campeonatos de Portugal, 32 Ligas, 24 Taças de Portugal, 4 Supertaças, 2 Ligas dos Campeões e 2 Taças da Liga e uma Taça Latina, troféu europeu conquistado em 1950 e antecessor da Taça dos Campeões europeus; o FC Porto, por sua vez, já incluindo os dois troféus conquistados nesta temporada, tem 4 Campeonatos de Portugal, 25 Ligas, 15 Taças de Portugal, 17 Supertaças, 2 Ligas dos Campeões, 1 Taça UEFA, 2 Taças Intercontinentais e 1 Supertaça Europeia. 

O Benfica ainda pode vencer três troféus esta época e chegar aos 70, mas dois deles, curiosamente, ainda têm o FC Porto também em prova, pelo que os dragões também podem ultrapassar este ano o Benfica em número total de troféus, o que marcaria um ponto de viragem no entendimento do futebol nacional, um confronto cada vez mais nítido entre o passado e o presente do futebol português.

Tudo isto junto é, dir-se-ia, para lá da especificidade de cada prova e do valor sempre subjectivo que os adeptos de uns e outros darão aos seus troféus - sobretudo porque nesta diferença mínima 68-67 se misturam provas nacionais com provas internacionais -, uma forma diferente de entender a rivalidade entre os clubes, porque as pequenas lutas nas várias provas já se juntaram num número e numa luta bem maior. Sessenta e oito contra sessenta e sete e a partir de agora cada troféu servirá para ajustar contas.

Apenas mais duas vitórias
Um outro registo histórico está em fase de actualização: nesta altura, em 219 jogos contabilizados entre Benfica e FC Porto - incluindo Campeonatos Nacionais, Supertaças, Taças de Portugal e Taças da Liga - as águias têm 84 vitórias e os dragões 82. O resto, evidentemente, 53 empates. São números que estão próximos como nunca antes e que dão cada vez mais cor ao despique entre Benfica e FC Porto. 

Fonte: A Bola

O jogo do ano

20.04.11, Benfica 73

Jesus tem passado para o balneário mensagem que este é o desafio mais importante da época. Proibido falhar após vantagem no Dragão. 
É no balneário que começam a ganhar-se os jogos e neste capítulo Jorge Jesus não entra em desleixos: nos últimos dias o treinador tem feito questão de passar a mensagem que o clássico desta noite, na Luz, para a Taça de Portugal, é o jogo mais importante da época. Por todos os motivos. Tendo em conta a eterna rivalidade entre águias e dragões, mas também considerando que ao longo desta temporada Benfica e FC Porto já se defrontaram em quatro ocasiões e apenas em uma delas a turma da Luz saiu vencedora. Mas também porque se disputa o acesso a uma final da Taça de Portugal, prova que há muito tempo o treinador encarnado deseja conquistar. E garantindo a acesso à final batendo o já campeão nacional terá seguramente um sabor especial para os homens de encarnado... até porque a vantagem construída na primeira mão abre boas perspectivas para o Benfica chegar ao Jamor seis anos após a última presença. 

Por outro lado um afastamento da Taça nesta fase e depois da vantagem construída no Dragão deixaria no emblema da águia um desagradável estado de espírito. Com consequências nefastas a nível anímico para os importantes compromissos que se seguem e nos quais os responsáveis técnicos, jogadores e dirigentes apostam bastante forte para fazer esquecer uma época em que a revalidação do título não foi conseguida. 
A importância atribuída ao desafio é extensível a toda a estrutura encarnada, concentrada em garantir o sucesso na segunda maior prova do calendário nacional.

Fonte: A Bola