Abril 22 2011

O capitão do Benfica Luisão assegurou esta sexta-feira que não existe qualquer conflito entre os jogadores e o treinador Jorge Jesus. O defesa encarnado confirmou que um grupo de adeptos falou com os jogadores na partida para Coimbra, mas com respeito. 

«Querem criar algo que não existe. A contestação vai sempre existir, mas o grupo é fechado e estamos todos prontos para ajudar. Não há nenhum problema [com Jorge Jesus], é uma pessoa que sabe tudo de futebol e entrega-se ao clube», afirmou Luisão, em Coimbra.

Sobre a contestação dos adeptos esta manhã, antes da partida dos jogadores para Coimbra, Luisão considerou-a normal e ressalvou que não existiram problemas.

«Jogamos num clube que, quando não vence, o adepto mostra desagrado. Nós também não estamos satisfeitos com a derrota com o FC Porto. Houve sempre respeito e isso não afecta. Aliás, até aumenta a responsabilidade», explicou Luisão.

Depois de ter perdido o campeonato e após a eliminação da Taça de Portugal, o capitão encarnado não acredita que a final da Taça da Liga tenha maior importância para o Benfica. O importante, segundo Luisão, é vencer.

«Damos a mesma importância. A taça tem o mesmo valor e temos a mesma vontade de vencer. É fundamental ganhar porque é uma final e há uma taça. Não temos de ganhar para mostrar alguma coisa a alguém», assegurou o brasileiro.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 23:12

Abril 22 2011

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, falou há momentos no canal televisivo do clube, confessando que a derrota com o FC Porto ainda não foi bem digerida mas reforçando a confiança no treinador Jorge Jesus.

«Têm sido dias frustrantes. Foi uma derrota que doeu muito, ainda a sinto, como todos os benfiquistas a devem estar a sentir e ainda não conseguiram digerir essa derrota. Mas não podemos esquecer que ainda há coisas para ganhar esta época e é assim que temos de pensar», referiu Luís Filipe Vieira, que reclamou apoio aos adeptos para as decisões que se avizinham: 

«Temos de apoiar incondicionalmente a equipa, pois os jogadores são os primeiros a sofrer e ficar tristes com as derrotas. Sabemos que temos capacidade para chegar à final da Liga Europa e se lá chegarmos para a vencer. Mas primeiro temos uma final com o Paços de Ferreira, equipa que respeitamos, e temos também de jogar com o SC Braga. Vamos respeitar todos os adversários, todos.»

Já sobre a contestação ao treinador Jorge Jesus, o presidente do Benfica relembra as conquistas feitas pelo clube na última época.
«Já dei exemplos aos benfiquistas que este clube não é gerido pelos jornais. Não tenho memória curta e os benfiquistas também não e não são ingratos. E eu também não o sou. Estou grato ao que já conquistámos com Jorge Jesus. Só temos de olhar para frente... estou dorido mas se calhar saberemos reverter as feridas em vitórias. Vamos lutar por aquilo que sonhámos e não olhar para o passado», explicou Luís Filipe Vieira.

A terminar, o presidente dos encarnados não deixou também de criticar a actuação das forças policiais no jogo da última quarta-feira, no Estádio da Luz, frente ao FC Porto, relembrando o que se passou a Norte do país.

«Penso que cometeram-se bastante excessos no último jogo, mas curiosamente no Porto a polícia é muito mais pacífica, sobretudo nos jogos em que o Benfica intervém. Ainda estou à espera de saber o resultado dos inquéritos, se é que foram feitos, às pedradas que a minha viatura foi alvo na auto-estrada quando voltávamos de Paços de Ferreira. Não foram tão lestos. Porque aquilo não foram simples pedrinhas, foram volumes grandes de mais de 50 quilos... é preciso averiguar quem lá colocou essas pedras, que não era em cinco minutos que o faziam, e quem é que permitiu que aquele viaduto não estivesse guarda policial como era exigido. Temos de perceber porque é que no Norte existe um determinado tipo de polícia e no Sul outro... »

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 23:08

Abril 22 2011

A final da Taça da Liga que vai opor o Benfica ao Paços de Ferreira, agendada para sábado, vai ter lotação esgotada em Coimbra.

A poucas horas para o ínicio da partida decisiva, apenas faltam vender 400 bilhetes, que serão postos à venda no dia do jogo. Estes ingressos resultam da devolução de algumas Casas do Benfica, que devolveram os bilhetes ao emblema encarnado que, por sua vez, entregou à organização do encontro.

O jogo tem ínício às 20.45, em Coimbra

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 21:30

Abril 22 2011
O plantel do Benfica começou há poucos minutos o treino de adaptação ao relvado do Estádio Finibanco Cidade de Coimbra, onde amanhã defronta o Paços de Ferreira na final da Taça da Liga.
Jorge Jesus orienta uma sessão com todos os futebolistas disponíveis, sob o olhar atento de Rui Costa. O presidente encarnado, Luís Filipe Vieira, viaja amanhã para Coimbra.
Ausente do encontro de amanhã estará Gaítan, mas Jorge Jesus garantiu que, apesar de lesionado, o argentino estará no estádio a apoiar a equipa.
Fonte: A Bola


   
publicado por Benfica 73 às 21:20

Abril 22 2011

Jorge Jesus negou, esta sexta-feira, que os jogadores não tenham percebido as indicações que lhe foram dadas no encontro da 2.ª mão das meias-finais da Taça de Portugal com o FC Porto, como adianta o jornal "A Bola".

"Os jogadores do Benfica quando vão para os jogos sabem sempre ao pormenor o que fazer", frisou o técnico.

"Até se calhar sabem a marca do perfume dos jogadores que vão defrontar", brincou.

Jorge Jesus considerou que, para a final da Taça da Liga com o Paços Ferreira, "a parte mais complicada será a emocional".

"O ano passado também tivemos poucos dias de recuperação mas os níveis emocionais eram mais fortes", defendeu Jorge Jesus, que se mostrou confiante na conquista do troféu.

"Sim, estamos pressionados. É uma final, está um título em questão. Vencemos esta prova dois anos consecutivos e queremos voltar a vencer este ano", afirmou Jorge Jesus.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 20:28

Abril 22 2011

O Benfica chega à final da Taça da Liga, que se disputa sábado, em Coimbra, com um percurso 100 por cento vitorioso e que foi quase sempre encarado de forma "séria" pelo treinador Jorge Jesus.

Na quarta edição da prova, os encarnados alcançam pela terceira vez consecutiva a final e têm a possibilidade de conquistar o primeiro troféu da época, depois de já terem perdido a Liga, a Taça e a Supertaça, todas para o FC Porto.

A decisão de sábado, com o Paços de Ferreira, culmina um percurso 100 por cento vitorioso, que se iniciou na segunda fase de grupos, a 2 de janeiro, com uma vitória por 2-0 sobre o Marítimo, com golos dos argentinos Salvio e Saviola.

Cerca de duas semanas depois, as "águias" praticamente carimbaram a passagem às "meias", mas sentiram dificuldades para ultrapassar o Olhanense (3-2), num jogo que teria assinatura decisiva de "Toto" Salvio, a 20 minutos do fim.

A deslocação à Vila das Aves, na terceira jornada da fase de grupos, confirmou a presença nas "meias", graças a novo triunfo, por 4-0, no qual se destacou o "capitão" Nuno Gomes, que jogou 18 minutos, mas apenas precisou de quatro para fazer o "gosto ao pé", naquela que seria a única participação do 21 benfiquista na competição.

O apuramento para a final de Coimbra foi discutido no início de março, no "dérbi" com o Sporting, em que os comandados de Jorge Jesus apenas chegaram ao triunfo nos descontos, dando a volta ao marcador que tinha sido inaugurado pelo "leão" Hélder Postiga (2-1).

De resto, este seria um jogo em que o técnico benfiquista apostaria no "onze" mais utilizado esta época, dando, inclusive, os primeiros minutos na competição a Roberto, Luisão, Fábio Coentrão e Cardozo.

O central Sidnei foi o jogador mais utilizado por Jorge Jesus na Taça da Liga, tendo atuado a tempo inteiro nos quatro jogos disputados, somando mais um do que o quarteto Moreira, Maxi Pereira, Javi Garcia (melhor marcador dos "encarnados" na prova) e Saviola.

Do atual plantel benfiquista, apenas o guarda-redes Júlio César, o lateral esquerdo Carole e o avançado Weldon não tiveram direito a qualquer minuto na competição.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 19:13

Abril 22 2011

O Benfica procura vencer sábado o primeiro troféu da temporada, defrontando na final da Taça da Liga o Paços de Ferreira, que pode levar para as suas vitrinas o primeiro grande troféu.

Três dias depois do traumático afastamento da Taça de Portugal, nas meias-finais com o FC Porto (1-3 em casa, após o triunfo fora por 2-0), o Benfica joga uma final que pode servir para se redimir de ter falhado o Jamor.

Com a derrota na Supertaça, o afastamento da Taça de Portugal e o "adeus" à revalidação do título, os encarnados centram as suas forças na Liga Europa, na qual defrontam o Sporting de Braga na meia-final, mas, para já, podem garantir que não ficarão em "branco" em 2010/2011.

Em Coimbra, o Benfica vai tentar somar o terceiro sucesso consecutivo na prova, em quatro edições, depois de vitórias face aos outros "grandes", o Sporting (1-1, 3-2 na "lotaria), em 2008/2009, e o FC Porto (3-0), a época passada.

Contando já com o título virtual do FC Porto na Liga portuguesa, o Benfica pode voltar a desempatar o número de títulos em relação aos "dragões", caso some o 68.º troféu da sua história - soma já 68, contando a Taça Latina.

Ao atingir a final, o Paços de Ferreira, que afastou Sporting de Braga e Vitória de Guimarães, conseguiu um dos maiores feitos da sua história, ao nível da qualificação para a Taça UEFA de 2007/2008 e para a final da Taça de Portugal de 2008/09, que valeu o acesso à Liga Europa de 2009/10.

Os "castores" poderão ganhar o seu primeiro grande troféu a nível nacional, algo que apenas estiveram perto de alcançar no Jamor, quando perderam a final da Taça para o FC Porto (1-0).

Por ter estado na final da Taça, face ao campeão nacional, o Paços de Ferreira teve a hipótese de vencer novo troféu, mas voltou a ser derrotado pelos "dragões", por 2-0, na Supertaça.

No seu currículo, o Paços de Ferreira tem apenas três títulos da Liga de Honra, em 1990/91, 1999/2000 e 2004/05, temporada em que os "castores" estiveram pela última vez no segundo escalão.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 18:34

Abril 22 2011

Jorge Jesus negou, esta sexta-feira, em Coimbra, que tenha o seu lugar em perigo depois do desaire com o FC Porto.

 "Cheguei com um crédito muito menor do que tenho hoje. Continuo a trabalhar com a mesma paixão e sabedoria. Ganhámos identidade, prestígio internacional, paixão e qualidade de futebol. Tudo isso foi uma conquista desde a minha chegada", destacou Jorge Jesus.

 "Tenho dado muitas alegrias aos adeptos", desabafou.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 18:29

Abril 22 2011

Jorge Jesus falou com ironia sobre a ausência de Pablo Aimar do onze que na quinta-feira defrontou o FC Porto, dando a entender que a derrota nada tem a ver com o facto de o argentino ter sido suplente.

«Eu também acerto no totoloto depois de saírem os números... Fizemos cinco jogos com o FC Porto, o Aimar foi titular em três deles e não ganhámos nenhum. No que vencemos, não jogou», disse Jorge Jesus, recusando-se a atribuir à ausência do número 10 a responsabilidade da derrota frente ao FC Porto:
«Quando se perde não é pela utilização ou não de um jogador, é pela equipa.»

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 17:11

Abril 22 2011

Fonte do Benfica confirmou a A BOLA que cerca de duas dezenas de adeptos estiveram de facto junto do autocarro da equipa quando este se preparava para partir rumo a Coimbra, conversando com Jorge Jesus sobre o encontro de quarta-feira, com o FC Porto.

O clube encarnado nega contudo que tenha existido qualquer tipo de incidentes, garantindo que tudo se passou de forma ordeira.
O próprio Jorge Jesus, confrontado já em Coimbra com esta situação, confirmou a conversa com os adeptos. «O Benfica é um clube muito grande, há adeptos em todo o lado, é normal que não estando satisfeitos mostrem esse descontentamento. Mas conversei com eles, como faço sempre», disse o treinador encarnado.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 16:57

Abril 22 2011

O autocarro do Benfica partiu, rumo a Coimbra, com um considerável atraso pelo facto de 30 adeptos se terem concentrado no Estádio da Luz, apupando os jogadores e criando momentos de tensão.

Foi Rui Costa a acalmar os simpatizantes encarnados, ainda desgostosos com a eliminação da Taça de Portugal.

Por esse motivo a conferência de imprensa, prevista para o Estádio Cidade de Coimbra, relativamente à final da Taça da Liga, sofreu um atraso de uma hora.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 16:37

Abril 22 2011

Adeptos, alegadamente ligados às claques encarnadas, provocaram momento de tensão no momento em que a equipa se preparava para partir rumo a Coimbra, onde amanhã joga a final da Taça da Liga, com o Paços de Ferreira.
Os adeptos entraram no parque de estacionamento do Estádio da Luz e acercaram-se do autocarro, protestando contra o momento da equipa.
Acabou por ser Rui Costa quem serenou os ânimos, embora algumas das malas dos jogadores tenham ficado danificadas durante os protestos.
Por causa disso, e também devido ao trânsito que a comitiva apanhou na A1, o autocarro encarnado só agora chegou a Coimbra. Jorge Jesus, que não divulgou os convocados, está ainda por chegar ao Estádio Cidade de Coimbra, onde às 12.45 horas deveria ter começado a conferência de Imprensa conjunta com Rui Vitória, treinador do Paços que chegou a horas ao local.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 16:29

Abril 22 2011

O treinador do Benfica, Jorge Jesus, convocou todos os jogadores disponíveis no plantel para a final da Taça da Liga, a disputar este sábado (20.45 horas) com o Paços de Ferreira, em Coimbra. 
Gaitán está entre o lote de lesionados que não viajam com a equipa. O argentino está a contas com um problema na perna esquerda que o impediu igualmente de defrontar o FC Porto na segunda mão das meias-finais da Taça da Portugal, na quarta-feira.
Nuno Gomes, Luís Filipe, Salvio e Ruben Amorim, também lesionados, completam o lote de indisponíveis. 
O plantel encarnado realiza esta tarde, pelas 18 horas, no Estádio Cidade de Coimbra, o derradeiro treino de preparação para duelo o Paços de Ferreira.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 16:07

Abril 22 2011

Cinco clássicos com o FC Porto numa mesma época, uma vitória e... quatro derrotas. Este o actual registo de Jorge Jesus, que na presente campanha já viu partir o campeonato para os dragões em pleno Estádio da Luz e também fugir a final da Taça de Portugal no mesmo palco. Em toda a história dos dois clubes, houve apenas sete épocas com cinco ou mais jogos entre as duas equipas (já a contar com a presente), sendo que, para encontrar um treinador que tenha liderado as águias em quatro derrotas (ou mais) contra os azuis e brancos numa mesma época, é preciso recuar 26 anos na história, ao tempo em que Pal Csernai era treinador.

Na altura, o húngaro perdeu uma mão-cheia de clássicos com os dragões - nessa época, houve lugar a sete (!) jogos escaldantes -, sendo que quatro foram para a Supertaça Cândido de Oliveira, um para a Taça de Portugal e dois para o campeonato.

Igual nota à actual encontra-se na campanha de 1996/97, quando os encarnados também disputaram cinco clássicos com os azuis e brancos, tendo perdido quatro e vencido apenas um. A diferença é que, na dita época, o estrago foi dividido por dois técnicos: Paulo Autuori perdeu três dos jogos; Manuel José mais um, com direito a uma vitória.

Diferença de golos também pior do que há 14 anos

Há 14 anos, na época 1996/97, o Benfica disputou igualmente um total de cinco clássicos com o FC Porto (nesta época, pode chegar aos seis caso as duas equipas se encontrem na final da Liga Europa). Na dita campanha, os encarnados perderam exactamente os mesmos quatro jogos que agora Jorge Jesus leva contabilizados e venceram igualmente uma das partidas. Diferenças? Só mesmo na diferença entre golos marcados e sofridos, que nos dias que correm ainda é mais gravosa do que na dita época. Em 1996/97, o Benfica marcou quatro golos nos clássicos e sofreu 11, enquanto agora festejou os mesmos quatro e encaixou 12.

Fonte: O Jogo

publicado por Benfica 73 às 16:00

Abril 22 2011

"Mexe os pés, Cardozo", gritou ontem, ao final da manhã, um adepto ao paraguaio à saída do centro de estágio do Benfica. O jogador nem deve ter ouvido. Saiu disparado e com ar chateado, acelerando a fundo, no seu automóvel de luxo, já depois do treino que Jorge Jesus orientou logo cedo, após a decepcionante derrota da véspera com o FC Porto. Os dirigentes da Luz não revelaram a hora do treino, mas alguns adeptos não deixaram de ir ao Seixal, ainda que ficando apenas do lado de fora do centro de estágio. Aguentaram lá algumas horas para aplaudir jogadores como Luisão, Carlos Martins e Fábio Coentrão - este último agradeceu -, mas também protestaram contra Cardozo - como já foi referido -, Roberto, Saviola ou Jara. Martins e Coentrão são nesta altura os jogadores com a popularidade mais em alta, tendo sido ilibados de quaisquer culpas. Em todas as conversas, foi Jorge Jesus a estar no centro das críticas, apontado como principal responsável pela eliminação da Taça de Portugal. De resto, não houve claques acampadas à porta do centro de estágio numa manhã em que Rui Costa marcou também presença no Seixal.

Fonte: O Jogo

publicado por Benfica 73 às 15:14

Abril 22 2011

Péssima notícia para o balneário do Benfica: Nicolas Gaitán não vai recuperar do problema físico que já o afastou da negra noite de anteontem na Luz, ante o FC Porto, que redundou no afastamento dos encarnados da final da Taça de Portugal, e vai ser obrigado, também, a falhar o jogo da final da Taça da Liga, agendado para amanhã (20.45 horas), no Estádio Cidade de Coimbra, frente ao P. Ferreira.

Depois de ter sido baixa de última hora para o segundo jogo da meia-final da prova rainha do futebol luso por causa de queixas na perna esquerda - imprevisto que privou Jorge Jesus de mais uma asa argentina após a lesão de Salvio em Eindhoven - sabe-se agora que o jogador não recuperou do problema e fica afastado da segunda final que as águias vão disputar esta temporada, depois de terem perdido a Supertaça para o FC Porto no início da época. 
Tudo indica, porém, que Gaitán irá estar disponível para o jogo da primeira-mão das meias-finais da Liga Europa com o SC Braga, na Luz, no dia 28.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 14:41

Abril 22 2011

O autocarro do Benfica partiu, rumo a Coimbra, com um considerável atraso pelo facto de algumas dezenas de adeptos se terem concentrado no Estádio da Luz, apupando os jogadores e criando momentos de tensão.

O Corpo de Intervenção foi chamado ao local e foi Rui Costa a acalmar os simpatizantes encarnados, ainda desgostosos com a eliminação da Taça de Portugal.

Por esse motivo a conferência de imprensa, prevista para o Estádio Cidade de Coimbra, relativamente à final da Taça da Liga, sofreu um atraso de uma hora.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 14:31

Abril 22 2011

Os treinadores vivem de resultados, e Jorge Jesus não é excepção. Apesar de o técnico já estar, inclusive, a preparar a próxima época em consonância com os responsáveis do clube, o seu futuro à frente da equipa assume um carácter de grande fragilidade caso a época chegue ao fim sem títulos. E se a Taça da Liga, amanhã em disputa, também é um troféu bem acolhido na Catedral, não é a esse que a SAD mais almeja: perdidos o campeonato e, mais recentemente, a Taça de Portugal, os responsáveis encarnados apontam mais alto e querem ver na Luz o único troféu que ainda falta na vitrina: a Liga Europa.

Etapa após etapa, dirigentes e equipa técnica têm vindo a ajustar os objectivos para tornar 2010/11 numa época positiva, e se da passagem aos quartos-de-final da Liga dos Campeões já se passou à tentativa de erguer o troféu da Liga Europa - isto fora os já referidos desaires na Taça de Portugal, na Liga ZON Sagres e Supertaça, onde apenas ficou garantido o acesso à próxima edição da Liga dos Campeões, sendo necessário disputar a terceira pré-eliminatória -, agora a ideia de todos na Luz é vencer este título. Mas se para chegar a Dublin a águia ainda terá de voar por cima do Braga - as meias-finais arrancam já na próxima quinta-feira -, amanhã é dia de uma final, que já estava garantida. Contra o Paços de Ferreira, Jorge Jesus joga também muito do que poderá ser um curto balão de oxigénio, mais que não seja por este ser o quarto troféu (em termos de prestígio) em Portugal, depois de campeonato, Taça da Portugal e Supertaça.

Seja como for, a rescisão de contrato com o técnico nunca sairá barata à SAD, a menos que se verifique um acordo amigável. É que o homem nascido na Amadora viu o salário substancialmente melhorado aquando da sua renovação contratual - em Maio do ano passado acertou por mais duas épocas, até final de Junho de 2013 - e uma eventual indemnização seria dispendiosa. Já no rescaldo da goleada de 5-0 sofrida no Dragão (10ª jornada) e, pouco depois, do desaire em Israel contra o Hapoel de Telavive, o treinador viu a sua situação tremida. Essa derrota na Liga dos Campeões ditou o afastamento dos oitavos-de-final da prova, algo que os responsáveis da sociedade anónima tinha definido como mínimo admissível atendendo ao investimento feito na equipa.

Ontem, soube O JOGO, Luís Filipe Vieira nem conseguiu dormir após nova derrota contra o FC Porto em pleno Estádio da Luz. O presidente tardou em serenar enquanto já projectava ajustes para a próxima época.

Fonte: O Jogo

publicado por Benfica 73 às 14:04

Abril 22 2011

Ao serem eliminados pelo FC Porto da Taça de Portugal, na noite de quarta-feira, os jogadores do Benfica perderam a oportunidade de receber 1 milhão de euros. Este foi o prémio que Luís Filipe Vieira prometeu à equipa em caso de vitória na competição.

A conquista deste troféu era um dos objetivos definidos pelos responsáveis encarnados, até como forma de atenuar a revalidação do título de campeão, perdido para os dragões, facto consumado também em casa no dia 3 deste mês.

Na Taça de Portugal a história era outra. A vitória (2-0) obtida no Estádio do Dragão, a 2 de fevereiro, na 1.ª mão das meias-finais, deixava escancaradas as portas da final. Nunca o Benfica esteve em tão boa posição de voltar ao Jamor, seis anos depois da última presença e sete após a vitória frente ao FC Porto de José Mourinho, que viria a sagrar-se campeão europeu.

Depois do triunfo conseguido na Invicta e malgrado a vantagem confortável, Vieira anunciou aos jogadores que estava estipulado um prémio monetário, caso o troféu fosse erguido pelos jogadores no final do encontro com o V. Guimarães, a 22 de maio. Para o líder dos encarnados, de 61 anos, a vitória na competição era algo que perseguia insistentemente.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 11:30

Abril 22 2011

Aimar vai ser titular amanhã diante do Paços de Ferreira, embate que, em caso de triunfo, permite ao Benfica conquistar o primeiro troféu da temporada, a Taça da Liga.

Uma desilusão cura-se com um êxito. Esta é, talvez, a receita mais antiga do futebol. Jesus não vai facilitar no escalonamento da equipa para o duelo de Coimbra, preparando-se para colocar em cima da mesa todos os trunfos que tem à disposição. El Mago é um deles e... até já marcou dois golos aos pacenses esta época. O clássico de anteontem fica marcado por vários aspetos, o mais importante deles o ponto final na caminhada em direção ao Jamor. A ausência de Aimar no lote de titulares também ressalta da noite no Estádio da Luz. Apesar de não poder contar com Gaitán, o que indiciava a utilização do losango, o treinador dos encarnados optou por “guardar” Aimar no banco de suplentes. Jesus só lançou o camisola 10 quando o FC Porto já havia cavado uma diferença (0-3) irrecuperável.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 10:45

Abril 22 2011

Os adeptos do Benfica estão em estado de choque. À forma sistemática como o FC Porto tem arrasado, esta época, as pretensões do clube, juntou-se a confirmação da conquista do título, pelos dragões, em pleno Estádio da Luz e, agora, a eliminação da final da Taça de Portugal, apesar da vantagem, que parecia segura, de dois golos sem resposta, no Dragão.
Impreparados para o sentimento de humilhação a que foram submetidos por um FC Porto intratável e manifestamente superior, os benfiquistas reagiram de maneira diversa. A maioria nunca chegou a recuperar a confiança que tão efusivamente demonstrou na época passada e preferiu acompanhar de longe, quase diria pelo canto do olho, os desenvolvimentos da equipa, desde que ela conseguiu a proeza negativa de perder três dos primeiros quatro jogos do Campeonato. Muitos outros sucumbiram, totalmente, depois da goleada histórica de 5-0, no Porto. Alguns, mais resistentes, acabariam por deitar a toalha ao chão, depois de verem o Benfica afastado da Liga dos Campeões por uma modesta equipa de Israel.
Ficaram, apenas, os incondicionais, o que de acordo com a tradição da cultura do Benfica eram, manifestamente, muito poucos.
O que mudou da época passada?

Não se pode dizer, portanto, que o Benfica tivesse podido contar com o apoio dos adeptos, nesta época de má memória para o clube da águia. A equipa sentiu-se muitas vezes sozinha numa luta cruel pela reconquista do capital de confiança, as coisas melhoraram com a carreira na Liga Europa, deixaram antever o sol, na vitória, no Dragão, para a Taça, mas o mundo desabou definitivamente nestas últimas jornadas de consagração portista no 'castelo inimigo'.
Ora o adepto do Benfica quer, legitimamente, saber o que mudou da época passada para esta. O clube tinha perdido Di María e Ramires, substituiu-os por Gaitán e por Salvio, que foram sempre considerados dos melhores, esta época. Mandou embora Quim, porque era baixo, e foi buscar Roberto, que é um rapagão bem constituído. É verdade que deixou sair um dos seus melhores jogadores - David Luiz - na época de Inverno, mas nessa altura todos já tinham percebido que o Benfica já tinha perdido o campeonato e as maiores expectativas internacionais da época.
Começo de época desastroso
Tendo a convicção de que, no essencial, a equipa manteve a sua estrutura base, a maioria virou-se para o treinador. Jesus não podia deixar de ser o culpado. Ele e os árbitros ou, para aqueles mais contestatários do mundo do futebol, os árbitros e ele.
Jesus reagiu mal a essa ideia que foi sentindo, de forma tão óbvia, quanto injusta. Ele tinha dado um título ao Benfica, rompendo a hegemonia incontestada do FC Porto e, no entanto, já ninguém lhe agradecia o feito.
A verdade é que o próprio Jorge Jesus, homem que vive o futebol vinte e quatro horas por dia, terá equacionado o que verdadeiramente teria provocado esta súbita e dramática alteração no comportamento global da equipa. Ninguém sabe se chegou a conclusões concretas, mas aqueles que lhe estão mais próximos certamente que o ouviram falar dos erros de um começo de época desastroso, para o qual nem Jesus, afinal, estava preparado para enfrentar.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 09:58

Abril 22 2011

Aos 35 anos, Sérgio Ramos quer terminar carreira na Luz. Foi o benfiquista mais valioso da fase regular e anseia conquistar o tri. Admite que o rival dragão está mais forte e é sério candidato. 

Os 35 anos não parecem pesar-lhe nas pernas. Quer ser sempre primeira opção para o treinador e fica aborrecido quando as coisas não lhe correm bem dentro de campo. Sérgio Ramos é a antítese de um basquetebolista acomodado. E os números registados na fase regular demonstram que é o jogador mais valioso do actual plantel do Benfica, que hoje defronta a Ovarense (está em vantagem por 2-0) nos quartos-de-final do play-off da Liga.

Ramos confessa que o Benfica não esteve ao melhor nível na fase regular. «Não rendeu como nas duas últimas épocas. E é preciso dar mérito ao FC Porto, porque foi a melhor equipa neste ciclo. Melhorou e é sério candidato ao título. Mas o Benfica não falhou quando chegou os momentos decisivos da temporada, tendo conquistado a Supertaça e a Taça Hugo dos Santos. Mas ambos os conjuntos falharam na Taça de Portugal. A qualidade e consistência mental dos jogadores vê-se quando chega a hora das decisões, como nos play-offs

O extremo ainda não quer equacionar o final de carreira. «Enquanto me sentir bem fisicamente e jogar sem limites, não arrumo as botas», assegura o craque, que já teve contactos com os responsáveis benfiquistas para renovar contrato. «Ainda não tomei uma decisão. Mas dificilmente sairei da Luz se decidir continuar a jogar. Estou muito ligado a este clube e sinto muito esta mística e grandiosidade. Não conseguia trocar o Benfica pelo FC Porto. E isto não é crítica ao meu ex-colega de equipa João Santos, de quem sou amigo. Respeito a opção, até porque é excelente profissional e nada tenho a apontar-lhe pelo facto de ter ido para o nosso principal rival.»

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 07:47

Abril 22 2011
publicado por Benfica 73 às 06:10
Tags:

Abril 22 2011

A pouco mais de um mês de se jogar a final da Taça de Portugal, partida que fecha o calendário oficial das principais equipas nacionais, o quadro é distinto para os três “grandes” e para o seu mais recente acompanhante. A contar os dias para as férias está o Sporting, a quem faltam três jogos para começar a exorcizar uma época tão penosa que nem o terceiro lugar parece bem encaminhado. É fácil perceber que adeptos e dirigentes queiram pôr uma pedra sobre o assunto. Quanto aos jogadores, muitos abalarão em maio com um enorme ponto de interrogação sobre as respetivas cabeças – será que voltam?

O Braga enfrenta um mínimo de cinco jogos e um máximo de seis, dependendo da Liga Europa. Apetece dizer que, mesmo que falhe Dublin e não confirme o último lugar no pódio do campeonato, esta será uma temporada inesquecível para clube e apoiantes, tal a cavalgada europeia e tão forte acabou por ser a recuperação a nível interno. O Braga deu um enorme passo em frente para se fixar como o tal quarto “grande”, evitando candidaturas alternativas. O hábito de ganhar e de se transcender começa a estar cimentado. Resta saber quais os custos do recomeço, a confirmar-se a partida de Domingos Paciência.

Ao FC Porto esperam-no, se ambas as meias-finais em que está envolvido correrem mal, um mínimo de seis encontros e, caso contrário, um máximo de oito (três de campeonato, três de Liga Europa e dois de Taça de Portugal). Atrevo-me a dizer que o compromisso está cumprido com a conquista do título, ainda mais se os comandados de Villas-Boas mantiverem a invencibilidade no campeonato e se balancearem para uma diferença de pontos ainda mais assinalável. A Taça de Portugal pode ser um bónus que, sem remissão, atirará o Benfica para horas amargas. Quanto à Liga Europa, seria menos doloroso para os portistas perderem agora com o Villarreal do que chegarem à final e serem derrotados por um dos parceiros lusitanos. Mas e se ganharem, fazendo jus ao favoritismo que lhes dão os apostadores? Será, na íntegra, uma época à Mourinho…

Por fim, o Benfica afina quase pela bitola do FC Porto quanto ao número de jogos, sabendo que tem obrigatoriamente mais um: a final da Taça da Liga já no próximo sábado. A decisiva diferença está nisto: para brindarem esta época e manterem “cara alegre” na próxima, os homens de Jesus não têm margem de erro. Ultrapassar hoje o FC Porto é imperativo de orgulho e, de seguida, amealhar as Taças da Liga e de Portugal. Quanto à Europa, por mais que isso custe a alguns, está obrigado a deixar o Braga para trás. Na final, para não ressuscitar fantasmas, só tem uma saída: ganhar aos novos campeões ou, a perder, que seja com o Villarreal.

O tempo é o mesmo para todos. Os desafios é que mudam. Muito.

Autor: João Gobern

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 01:14

BENFICA 73
contador grátis
Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9





subscrever feeds
comentários recentes
Do You Need A Loan To Consolidate Your Debt At 1.0...
Here is a good news for those interested. There is...
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...