Fevereiro 20 2011

O Benfica venceu, este domingo, o HC Motor-ZNTU-ZAS, na Ucrânia, por 27-23, em jogo da 1.ª mão dos oitavos-de-final da Taça Challenge.

Para além do triunfo, os encarnados alcançaram uma importante vantagem de 4 golos para a 2.ª mão, que se disputa no próximo domingo, em Lisboa, às 17 horas.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 23:45

Fevereiro 20 2011

O Vitesse venceu, este domingo, na receção ao De Graafschap, com o médio sérvio Nemanja Matic, futuro reforço do Benfica - envolvido no negócio da saída de David Luiz para o Chelsea -, a marcar um dos golos do triunfo, por 2-0, em jogo da 24.ª jornada da liga holandesa.

Matic, que está na Holanda por empréstimo dos blues, começou por ver um cartão amarelo aos 48 minutos. Depois, aos 72’, Wilfried Bony abriu o ativo para os visitados, tendo o jogador sérvio garantido a vitória, aos 84’.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 22:53

Fevereiro 20 2011

Jorge Jesus ainda não sabe qual vai ser o onze do Benfica para o jogo com o Sporting. «Problemas de ordem física» no plantel adiam para o treino de segunda-feira a definição da equipa que vai subir ao relvado de Alvalade.

«Até amanhã [domingo] tenho muitas horas para pensar. Há alguns problemas de ordem física na equipa com que tenho de saber jogar para tomar as decisões certas», explicou Jesus, quando questionado se iria repetir no derby o onze que apresentou com o Estugarda.

«Como sabem, o Saviola esteve doente [com gastroenterite]. Há também factores de estratégia que desenvolvemos nestes dias. As opções para amanhã, mas também para o jogo de quinta-feira, que é igualmente muito importante, serão feitas em função da fadiga que possa sentir num ou outro jogador», acrescentou.

«Para amanhã não sei, mas para Estugarda vai haver alterações de certeza. Segue-se o jogo com o Marítimo e outra vez o Sporting. Teremos de pensar jogo a jogo e analisar o comportamento e os sinais dos jogadores. Será em função disso que tomaremos as decisões», concluiu o treinador.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 21:48

Fevereiro 20 2011

Sporting e Benfica defrontam-se a uma segunda-feira, dia estranho aos derbies, devido a «uma jogada estratégica bem feita» do FC Porto, segundo Jorge Jesus.

«Não era preciso antecipar o jogo, bastava jogar hoje [domingo]. Não o podíamos ter antecipado porque já havia uma equipa com esse benefício, no que foi uma jogada estratégica bem feita. O Benfica fez o mesmo na época passada, o FC Porto fê-lo agora. De acordo com a calendarização, o jogo disputar-se-ia hoje, mas o Sporting alegou que não teria 72 horas de recuperação [em relação à partida com o Rangers]», explicou Jorge Jesus.

«Não sei o que é mais importante para o Sporting neste momento, se a Liga Europa ou o campeonato. O que é um facto é que tanto o Sporting como o Benfica vão disputar os seus jogos na Liga Europa com menos um dia de descanso em relação aos adversários», notou.

Quanto ao facto de o FC Porto ter já disputado o seu compromisso na ronda 20, Jorge Jesus deixou claro que o triunfo (3-0) dos azuis-e-brancos diante do Nacional «não acrescenta pressão ou ansiedade» ao Benfica em Alvalade.

«O derby vai ter cenários lindos para as duas equipas, há sempre motivação e adrelanina fortes. A ansiedade diz respeito ao momento e não por o FC Porto ter antecipado o seu jogo», disse.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 20:56

Fevereiro 20 2011

A desvantagem de 11 pontos para o FC Porto deixa o Benfica sem margem de erro para o derby com o Sporting. «Não podemos falhar», admite Jorge Jesus, frisando que as águias, sob pressão por estarem na corrida pelo título, vão a Alvalade para contrariar a máxima de que a equipa em pior momento costuma vencer: «Queremos que essa teoria não seja um facto».
«Normalmente é assim, mas espero que tal não aconteça amanhã. Derby é sempre um derby, a classificação das equipas não é muito importante mas os 12 pontos de vantagem que temos para o Sporting dão-nos tranquilidade. Na minha opinião, o Sporting já não corre nem pelo primeiro nem pelo segundo lugar. A responsabilidade e pressão é mais do Benfica que do Sporting, por estarmos obrigados a vencer para podermos aspirar ao primeiro lugar», afirmou Jorge Jesus, no lançamento ao jogo de segunda-feira, em Alvalade.
Depois de afirmar que o Estugarda tinha razões para estar assustado com o Benfica, o treinador dos encarnados escusou-se a aplicar a mesma ideia ao Sporting.
«Não! Quem está habituado a estes derbies sabe que são jogos em que os jogadores estão sempre empolgados, independentemente da classificação. Quem não está tão bem costuma vencer. Nós queremos que essa teoria não seja um facto. Não queremos assustar o Sporting, que nos conhece muito bem, mas impor a nossa qualidade de jogo, as nossas ideias e tentarmos ser melhores para vencer», frisou.
Sobre a possibilidade de Paulo Sérgio recorrer a uma estratégia diferente da habitual para travar as águias, diz Jorge Jesus que «é natural que assim seja». «Face à qualidade e criatividade dos jogadores do Benfica, é natural que o Paulo Sérgio tenha alguma estratégia para anular o Benfica. Mas nós também estamos preparados», afiançou.
Leão menos forte sem Liedson
Jorge Jesus não fugiu à questão e comentou a saída de Liedson do Sporting no mercado de Inverno, para regressar ao Corinthians.
«Claro que [o Sporting] fica menos forte. Liedson era um dos grandes jogadores da nossa Liga. Foi pena ter partido. As equipas portuguesas demonstraram na Liga Europa que podem competir com as melhores. Quanto melhores forem os nossos jogadores, mas competitivo será o campeonato e melhores serão os espectáculos. Como treinador e amante da qualidade do espectáculo, defendo que os grandes jogadores devem ficar em Portugal. Sem Liedson, com certeza que o Sporting não fica tão forte», advogou.
Título mais difícil com derrota em Alvalade
O Benfica apresenta-se segunda-feira em Alvalade obrigado a somar os três pontos, para manter em aberto a luta pelo primeiro lugar. Jorge Jesus admite que a vitória é o único desfecho que serve os desígnios encarnados.
«Se o título ficaria perdido? Não. Mas, temos de ser realistas e reconhecer que ficaria mais difícil. Estamos a correr contra uma desvantagem pontual feita no princípio do campeonato. Temos respondido de forma excelente e deixando o nosso adversário sempre com a dúvida. Afirmamo-nos cada vez mais fortes a cada semana e isso deixa o nosso adversário mais intranquilo», argumentou.
«Sabemos que não podemos falhar. Vamos disputar um derby, contra um adversário forte como o Sporting. A grande responsabilidade é do Benfica. O Sporting, na minha opinião, apenas tem a defender o terceiro lugar, enquanto o Benfica pode ainda chegar ao primeiro e isso passa por uma vitória no jogo de amanhã», acentuou.
Investimento irrelevante
Questionado se a diferença entre o valor dos plantéis de Benfica e Sporting poderia ditar leis no relvado de Alvalade, Jorge Jesus foi taxativo na resposta.
«Essas contas são feitas mas não são uma obrigatoriedade para vencer. Caso contrário, o Sporting desistia já da Liga Europa, pois o Rangers deve ser uma equipa muito mais cara. Não vejo o futebol dessa maneira. Penso que isso não terá qualquer influência no jogo de amanhã», referiu.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 20:41

Fevereiro 20 2011

O treinador do Benfica Jorge Jesus chamou cinco avançados para o «derby» de segunda-feira com o Sporting, em Alvalade. O principal destaque da convocatória prende-se com o regresso de Saviola, que cumpriu castigo frente ao Estugarda.
Em relação aos eleitos para a Liga Europa regista-se ainda a saída de Luís Filipe e a entrada de Weldon, bem como uma troca de guarda-redes: regressa Júlio César, Moreira fica de fora.
Eis a lista de convocados:

Guarda-redes: Roberto e Júlio César;

Defesas: Maxi Pereira, Jardel, Sidnei, Luisão e Fábio Coentrão;

Médios: Javi Garcia, Airton, Carlos Martins, Felipe Menezes, Salvio, Aimar e Gaitán;

Avançados: Cardozo, Saviola, Weldon, Jara e Nuno Gomes.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 20:17

Fevereiro 20 2011

Depois da derrota (2-1) em Lisboa diante do Benfica, o Estugarda voltou à Bundesliga e não melhorou o seu registo mais recente. Nova derrota para os comandados de Bruno Labbadia, desta feita por 4-2 diante do Bayer Leverkusen, na BayArena.

Entrou melhor a equipa da casa, com Kiessling a abrir as contas ao minuto 6. Harnik, que também marcou na Luz, empatou aos 16'. Em cima do intervalo, Gonzalo Castro recolocou os homens da casa na frente, resultado que persistiria até ao intervalo.

No recomeço, o Estugarda entrou mais animado e alcançaria novamente a igualdade num fantástico remate do sérvio Kuzmanovic de fora da área, aos 52'. Porém, de pouco valeu a reação dos homens de Labbadia, pois em dez minutos o Leverkusen marcou dois golos e "matou" o jogo.

Já com Ballack em campo (entrou aos 68' para o lugar de Rolfes), os homens da casa marcaram aos 81' e 90'+1, por intermédio de Kiessling e Reinartz.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 20:11

Fevereiro 20 2011

O treino de ontem confirmou a disponibilidade de Saviola para disputar o clássico lisboeta. Após ter sido poupado na véspera devido a uma gastroenterite, o internacional argentino, de 29 anos, já foi reintegrado no grupo de trabalho e vai ter nova oportunidade para confirmar a ambição de marcar ao Sporting, um dos poucos clubes do escalão principal que ainda não sofreu os danos provocados pela veia goleadora do sul-americano.

A cumprir a segunda temporada no Benfica, El Conejo tem a particularidade de já ter apontado golos à maioria das equipas que disputam o escalão principal do futebol nacional. Além do Sporting, Saviola também ainda não celebrou qualquer tento frente a Sp. Braga, V. Setúbal, Portimonense e Naval. Deste lote, só os sadinos, que já disputaram os 2 jogos com os encarnados, estão a salvo do atacante. Perderam sempre mas sem o contributo do futebolista formado no River Plate.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 18:46

Fevereiro 20 2011

O avançado do Barcelona, Nolito, comprometido com o Benfica para a próxima temporada, recusou recentemente uma oferta do Hércules, de Espanha, clube que lhe oferecia contrato de cerca de um milhão de euros por época. A argumentação para recusar a proposta foi precisamente o facto... de já estar vinculado com os encarnados.
Nolito, de 24 anos, chegou recentemente a acordo com a SAD encarnada para assinar contrato, no próximo Verão, até 2016. Avançado da equipa B do Barcelona, Nolito é frequentemente chamado à equipa principal, onde também já sobressaiu. O jogador ainda não assumiu a ligação com o clube da Luz, mas a possibilidade de poder jogar ao mais alto nível com regularidade foi determinante para assinar pelo Benfica.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 18:28

Fevereiro 20 2011

A exuberante celebração dos golos de Cardozo no jogo com o Estugarda não está de forma alguma ligada a uma empresa paraguaia, que gere o “La Quiniela”, que funciona como o Totobola, ao contrário do que ontem foi noticiado por alguma imprensa. “Limitei-me a fazer um novo festejo”, garante o internacional, de 27 anos, que imitou uma galinha, sendo este um gesto que está a ser utilizado na liga guarani.

Refira-se que, de facto, é normal os futebolistas paraguaios receberem 100 dólares (73 euros) por cada golo apontado e celebrado desta forma – 200 dólares (146 euros) para os que estão na Europa – mas estas são verbas entregues aos próprios e não a instituições.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 12:19

Fevereiro 20 2011

Os bicampeões nacionais derrotaram o Barreirense, por 88-74, num encontro da 16.ª jornada da Liga portuguesa. Os visitantes chegaram a estar na frente, mas os “encarnados” reagiram e garantiram um triunfo importante.

O início da partida ficou marcado por uma entrada muito forte da formação de Henrique Vieira, que chegou a estar a vencer, por 15-0. O primeiro período terminou com o Benfica na frente (28-9). O segundo período trouxe uma ligeira recuperação do Barreirense, que conseguiu diminuir a desvantagem que tinha no marcador. As equipas regressaram aos balneários, com o Benfica a liderar. 37-31 era o resultado.

No regresso das cabines, registou-se algum equilíbrio entre ambas as equipas, com os “encarnados” a manterem a vantagem (60-53). O quarto e último período deu emoção à partida, com a vitória a ser decidida nos últimos minutos. Os visitantes entraram muito bem e alcançaram o empate a 62 pontos com alguma surpresa. O Clube da Luz não reagiu de imediato e viu o Barreirense passar para a frente, com 64-70.

Com o triunfo em risco, o grupo uniu-se e num grito de revolta, foi para o ataque, assumiu o comando das operações e ultrapassou o Barreirense no marcador. No final da partida, o 88-74 registado no Pavilhão Império Bonança, não sofria contestação.

Fonte: SLB

publicado por Benfica 73 às 11:56

Fevereiro 20 2011

Sem tempo para pensar no que ficou por liquidar, o Benfica calca com os dois pés no acelerador e é em grande velocidade que vem colhendo vitórias. As 14 consecutivas representam já um número vistoso, impressionante e com músculo para meter respeito - ou medo, como advoga Jorge Jesus - a qualquer adversário que se lhe cruze no caminho, mas o campeão sabe que os objectivos em agenda o pressionam para sair triunfante das próximas quatro batalhas a encarar em apenas dez dias. É que, neste intervalo de tempo, os encarnados jogam o futuro em três frentes, começando pelo campeonato - amanhã há dérbi em Alvalade -, passando pela Liga Europa - quinta-feira, em Estugarda, defendem a vantagem mínima assegurada em Lisboa (2-1) - e terminando na Taça da Liga - novo embate contra o Sporting, desta feita na Luz, para discutir o acesso à final. Pelo meio ainda há outro compromisso da Liga ZON Sagres, em casa, frente ao Marítimo, que esta época, refira-se, já tombou duas vezes aos pés dos comandados de Jesus. E se na Liga Europa um empate até pode merecer sorrisos, já no que diz respeito às contas da Liga - o sonho de revalidação do título é um dos pilares do ânimo do Benfica - só há campo para uma palavra: vencer. Porque a esta série segue-se a visita... ao terreno do Braga.

Em certa medida, o peso do calendário pode reflectir-se nas pernas e no andamento dos jogadores do Benfica. São três competições a que correspondem quatro finais, pois, neste pacote de jogos, o embate com os madeirenses tem de valer tanto como o braço-de-ferro com o Sporting - quanto mais não seja porque o descanso se resume a dois dias! -, pesem as diferenças impostas por uma rivalidade histórica que converte o grande dérbi lisboeta num duelo singular e de desfecho imprevisível. Só vencendo em Alvalade é que os encarnados repõem em oito pontos o atraso para o líder FC Porto - que, como se sabe, antecipou e ganhou a partida com o Nacional -, podendo depois continuar a subir aos relvados com o intuito de pôr carvão nas tentativas de pressão sobre o líder, visando possíveis deslizes que conduzam ao desalojamento do condómino que habita no ponto mais alto da classificação.

O desgaste é um factor de risco que Jesus tem de correr e, valha a verdade, não se importará de enfrentar. Também aqui a dimensão da força psicológica resultante das vitórias pode fazer muita diferença, pois ela constitui importante combustível para fazer face a eventuais debilidades que derivem do acumular de fadiga. Não menos relevante em ciclos de extrema dureza como este em que o campeão navega é ter ou não ter banco. E os elementos de segunda linha têm demonstrado ao treinador que pode contar com eles; até Felipe Menezes está a ter tempo e espaço para justificar oportunidades.

Fonte: O Jogo

publicado por Benfica 73 às 11:29

Fevereiro 20 2011

O autocarro do Benfica foi apedrejado à saída de Guimarães, onde os encarnados conquistaram hoje uma vitória na ronda inaugural da Série dos Primeiros do Nacional A1 de voleibol.
«O autocarro foi apedrejado e tem um vidro partido. Felizmente, não houve consequências graves com ninguém, o que é o mais importante», disse o treinador do Benfica José Jardim em declarações à televisão do clube.
Benfica e V. Guimarães são dois dos principais candidatos à conquista do título.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 11:07

Fevereiro 20 2011
publicado por Benfica 73 às 10:28

Fevereiro 20 2011

Telma Monteiro alcançou o quinto lugar em -57 quilos e foi a melhor judoca portuguesa no Grande Prémio de Dusseldorf, Alemanha.
A judoca do Benfica, vencedora do Masters e medalha de bronze no Grand Slam de Paris, começou por vencer a alemã Sandra Nisser (waza-ari) e a romena Andreea Chitu (ippon) mas acabou por ceder diante a campeã olímpica, a italiana Giullia Quintavalle, terminando na quinta posição.
Em -52 quilos, Joana Ramos foi eliminada pela britânica Sophie Cox - duas vezes campeã europeia de -57 quilos - logo no primeiro combate.
Os três representantes lusos masculinos - Sergiu Oleinic (-66 kg), André Alves e Jorge Fernandes (-73 kg) – foram igualmente eliminados no primeiro combate.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 10:07

Fevereiro 20 2011

O presidente do Sport Lisboa e Benfica, Luís Filipe Vieira, inaugurou este sábado as Casas do Benfica no Seixal e na Charneca de Caparica, onde abordou a temática Atletismo e ainda deixou uma palavra para Pedro Mantorras. Leia o discurso na íntegra.
“Pela história, pelo trabalho de formação, pela atenção às diferentes modalidades desportivas, pelo que representa no panorama desportivo nacional, é inquestionável que o Spot Lisboa e Benfica é uma Instituição de referência única no contexto nacional.
Muito mais do que um Clube de Futebol, o Sport Lisboa e Benfica é uma instituição que tem orgulho no seu ecletismo, nas suas modalidades. E se alguma outra prova fosse necessária, fica a minha presença na Federação Portuguesa de Atletismo na passada quinta-feira.
Tenho orgulho em defender a origem e os valores do Benfica, e as modalidades fazem parte dessa história.
Como também fazem parte as Casas do Benfica. Não me tenho cansado de afirmar nas várias intervenções que tenho vindo a fazer que o Benfica são pessoas. Que a nossa aposta passa pelo seu envolvimento, pela valorização da sua participação junto do Clube.
E nesta perspectiva, o papel das Casas do Benfica é insubstituível. A nossa dinâmica também se vê pela expansão das nossas Casas, pelo esforço que os nossos adeptos emprestam à divulgação do Clube e ao seu crescimento.
Queria, por isso, começar esta intervenção por felicitar os responsáveis pela Casa do Benfica do Seixal na pessoa do seu presidente e manifestar-lhe a minha satisfação por poder associar-me a esta inauguração.
O Benfica tem uma comunidade muito activa neste concelho. Tem, igualmente, no Seixal a sua segunda casa que é o Caixa Futebol Campus e é por tudo isto que esta inauguração se reveste de um simbolismo especial. Obrigado pelo vosso esforço e pelo vosso empenho!
Queria, igualmente, deixar uma palavra para os responsáveis da Casa do Benfica da Charneca da Caparica, a qual – com a nova imagem – foi hoje, também, reinaugurada.
Para mim, devo dizê-lo, tem sido uma honra ser Presidente do Sport Lisboa e Benfica durante um dos períodos mais difíceis da nossa história.
Sabíamos – quando esta caminhada começou - que apesar de contar com um projecto estruturado, iriam aparecer dificuldades. Sabíamos que teríamos de ser fortes para seguir em frente, e sabíamos também que a massa associativa que nos soube apoiar para salvar o Clube e devolve-lo à sua grandeza, iria continuar a apoiar este projecto e todos os que diariamente trabalham para garantir a consolidação e crescimento do Clube!!
Toda a gente sabe qual foi o ponto de partida e sabe, igualmente, tudo o que entretanto foi conseguido. Mas a verdade é que a dimensão do Benfica não nos permite ter tempo para recordar o que já foi feito, mas exige acção para continuar a construir o seu futuro!
É isso que os benfiquistas esperam de mim, um presidente activo e próximo dos seus sócios e adeptos. É isso que tenho procurado ser!
E devo dizer-vos que, independentemente do que fôr o futuro, – há ‘marcas’ neste quase oito anos de mandato que fundamentam a confiança que tenho no futuro:

- Recuperámos a credibilidade do Benfica

-Montámos uma estrutura profissional que ajudou a consolidar a recuperação do Benfica

- Apontámos para o crescimento do número de sócios que nos permite – hoje – ser o
Maior Clube do Mundo!

- Construímos o novo Estádio da Luz

- Edificámos o centro de estágio do Seixal

- Arrancámos com a Benfica TV

- A Fundação Benfica

- O Centro de Documentação e Restauro

É tudo isto que nos permite e nos autoriza a dizer que, se mantivermos o rumo, somos capazes de chegar onde desejamos. Sabendo, no entanto, que o pessimismo ou o discurso fácil e demagógico, não são os melhores caminhos para lá chegar.
Mas num momento em que falamos muito do futuro, não gosto de esquecer nem o presente, nem o passado. Na minha vida sempre fui reconhecido com quem me ajudou. Como Presidente do Clube sou reconhecido a todos aqueles que com o seu esforço e com a sua dedicação ajudaram o Clube a ser o que ele é hoje.
É por isso que tenho feito questão em homenagear, ao longo dos meus mandatos, os nossos campeões, as nossas referências, porque este é um Clube com memória e grato com todos aqueles que com o seu esforço construíram a grandeza do Benfica.
Permitam-me, pelo que acabo de dizer e por razões que, hoje, são conhecidas, que dedique uma palavra especial a um dos símbolos mais recentes do Benfica, mas que já ganhou o direito a ficar na sua história: Pedro Mantorras.
O Pedro é um exemplo de entrega, de sacrifício, de superação. É um exemplo de optimismo e de persistência. Alguém que nunca deixou de lutar, que sempre superou as dificuldades porque passou.
Acompanhei a sua luta, sei da sua capacidade de resistir, de nunca deixar de acreditar. Foi por isso que, apesar de tudo, se conseguiu manter no futebol.
Este é, porém, o momento em que o Pedro decidiu que chegou o tempo de parar de lutar contra o sofrimento, contra as dores e contra as limitações físicas que o impediram de ser o que ele merecia e podia ter sido: uma referência mundial do futebol.
Como sabem tenho uma ligação muito forte ao Pedro, sei o que ele viveu e tudo o que deu ao Benfica. Chegou agora o tempo de retribuir, de dizer a todos os angolanos que devem ter muito orgulho na pessoa, no carácter e no profissionalismo do Pedro.
É evidente que ele nunca deixará o Benfica, porque ele faz parte desta casa. Faz parte da nossa história e encarna os valores que fazem do Benfica o Clube que todos conhecemos.
No tempo certo, vamos promover a despedida formal, com a dignidade e o carinho que o Pedro merece.
Viva o Benfica!”

Fonte: SLB

publicado por Benfica 73 às 09:59

Fevereiro 20 2011

Quinze desportistas de topo comentam duelo entre leões e águias. O «derby» é de todos.
A bola de futebol parou em todos eles, nuns casos foi mais bem tratada do que noutros; nalguns casos, repete-se, que por delicadeza nem diremos quais, a bola quase chorou de tanto mau trato, de tanta falta de jeito para a prática. Noutros nem por isso, dir-se-ia que quase sorriu. Houve praticantes de outras modalidades que mostraram jeitinho com ela no pé, pelo menos no que à difícil tarefa de dar meia dúzia de toques diz respeito.
Porque, afinal, o certo é que ninguém lhe resiste: dar um toque numa bola que porventura nos coloquem à frente, que esteja ali à disposição, é tão necessário, quase tão instintivo, que o futebol, nessa altura, deixa de ser uma modalidade desportiva, passa a ser apenas um mero comportamento.
Um encontro
O Sporting-Benfica continua a ser mais do que um jogo de futebol. É um encontro. E como tal, por mais afastados que os clubes estejam na tabela, mesmo que isso retire importância ao jogo, não lhe retira atenções, nem paixões. Um Sporting-Benfica é um jogo que resiste a qualquer diferença pontual, mesmo que actualmente os encarnados tenham mais 12 pontos do que os verdes e brancos.
A BOLA lançou o desafio a atletas portugueses de várias modalidades, uns do Benfica, outros do Sporting, e outros sem clube, mas todos eles com opinião sobre o jogo, sobre o momento das equipas.
Recolheram-se prognósticos e, medindo as expectativas, parece que a maioria considera o Benfica favorito para este jornada.
Desde os craques Carlos Galambas e Obikwelu, do Sporting, a Sérgio Ramos, Nélson Évora e Telma Monteiro, do Benfica, passando pelo piloto portista Armindo Araújo - o único que optou por um empate na hora de adivinhar o resultado - ou pelos mais desconhecidos praticantes de snooker, matraquilhos, bowling e sumo, todos se interessam pelo jogo de amanhã e todos o verão.
Á espera que comece
A bola terminou a sua viagem no relvado do Estádio José Alvalade. A BOLA deixou a bola mesmo no centro do campo, com as bancadas ainda vazias, sem ruído, sem jogadores nas redondezas. Uma bola no sítio certo, mas sem ninguém que a chute. Haverá coisa pior para uma bola do que ficar ali num campo de futebol sozinha, sem ter quem lhe ligue, quem a passe, quem a remate, quem a agarre? Ainda lá está, apostamos, à espera que cheguem as 20.15 horas de amanhã, para que comece o Sporting-Benfica, o derby que é de todos.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 09:30
Tags:

Fevereiro 20 2011
publicado por Benfica 73 às 08:56
Tags:

Fevereiro 20 2011

Os melhores do futebol português estão no banco: José Mourinho no Millennium BCP, Cristiano Ronaldo no Espírito Santo. Enquanto estes ganham fortunas pelas suas campanhas, outros (Jorge Jesus, Simão Sabrosa e Luís Figo) veem parte das suas poupanças “arder” no BPP.

A contratação de José Mourinho pelo BCP foi a “bomba” da semana no mercado publicitário. Os valores não oficialmente confirmados apontam para um milhão de euros por ano, o que fará de Mou o “top model” mais caro da publicidade portuguesa. O treinador português estava disponível e o Millennium agarrou a oportunidade – e fez bem. Este banco era, há cinco anos, a marca portuguesa mais valiosa e quer recuperar a sua reputação de liderança, começando pela autoestima de quem lá trabalha. António Ramalho, o administrador que contratou Mourinho, foi esse “olheiro” e já abriu concurso entre agências para lançar as novas campanhas.

O investimento na contratação de Mourinho é revelador das associação das marcas às estrelas do futebol – neste caso, a um líder. E sucede depois de uma relação já histórica do BES a Cristiano Ronaldo. Como Scolari chegou a fazer publicidade para a Caixa.

Mas há relações de futebolistas com bancos bem mais negras. Que o diga Luís Figo, que conseguiu fazer o “pleno” no BPN (por quem deu a cara em campanhas de publicidade) e no BPP, onde tinha dinheiro investido. A edição de hoje do Negócios revela a lista de credores do Banco Privado Português e lá estão: Jorge Jesus reclama 865 mil euros, dos quais a Comissão liquidatária só lhe atribui 350 mil; Figo reclama 1,2 milhões, de que deverá receber 560 mil euros; Simão Sabrosa pede 193 mil euros.

A banca e o futebol estão de braços dados e não apenas nos créditos e nas reestruturações financeiras. Também na publicidade. E nas aldrabices.

Autor: PEDRO S. GUERREIRO
Fonte: Record
publicado por Benfica 73 às 00:16

BENFICA 73
contador grátis
Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9





subscrever feeds
comentários recentes
Do You Need A Loan To Consolidate Your Debt At 1.0...
Here is a good news for those interested. There is...
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...