Fevereiro 15 2011

O holandês Eric Braamhaar será o árbitro do Benfica-Estugarda. Há quatro anos, apitou um PSV-Ajax e celebrou um dos golos do Ajax. Ronald Koeman, ex-treinador do Benfica, ficou furioso e pediu-lhe explicações.
Frederikus Johannes Braamhaar foi notícia há quatro anos.
A 18 de Março de 2007, num clássico PSV Eindhoven-Ajax (1-5) da liga holandesa, foi apanhado pelas câmaras de televisão – e pelo treinador dos locais, que tinha vindo... do Benfica, Ronald Koeman – a festejar o quinto golo dos visitantes, obra de Kenneth Pérez: fechou o punho e saltou, numa expressão de alegria, imagem que correu Mundo.
No fim do jogo, Koeman pediu explicações pelos festejos. «Claro que fiquei feliz quando o Ajax marcou, encantado até, na verdade. Mas não como um adepto, antes pela forma como o golo surgiu. Houve uma falta sobre o médio Tom De Mul no início da jogada, mas dei a lei da vantagem. Marcarem demonstra que acertei na decisão. Por isso festejei, estava satisfeito comigo próprio. Foi errado?», disse, então, Eric Braamhaar.
Braamhaar, de 44 anos, residente em Entre, na província holandesa de Vijssel, já se cruzou com o Benfica em três ocasiões.
Dirigiu, em Glasgow, o Celtic-Benfica (3-0) da fase de grupos da Champions, a 17 de Outubro de 2006, e o Espanhol-Benfica (3-2), da primeira mão dos quartos-de-final da Taça UEFA, a 5 de Abril de 2007. Foram mais felizes as águias no terceiro confronto: vitória por 1-0 na Dinamarca, diante do FC Copenhaga, golo de Katsouranis, na pré-eliminatória da Champions, a 29 de Agosto de 2007.
A 8 de Outubro último, dirigiu ainda, no Dragão, o Portugal-Dinamarca (3-1), da fase de qualificação para o Euro-2012.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 23:51

Fevereiro 15 2011

Bruno Labbadia não tem dúvidas: o Benfica «é uma equipa de topo» e «claramente favorito» para a eliminatória dos 16 avos-de-final da Liga Europa com o Estugarda.

«Vamos defrontar uma equipa de topo, formada por várias estrelas e jogadores internacionais, tais como Luisão e Aimar, ambos em muito boa forma. Têm jogadores fortes e dinâmicos, são claramente favoritos. Nós somos outsiders, teremos de ser compactos e esperar com paciência pela nossa oportunidade», perspectiva Labbadia, convicto de que os encarnados «vão exercer forte pressão desde o início».
«Mas estes jogos internacionais são bons para nós, a equipa trabalhou muito para aqui estar», vincou.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 23:42

Fevereiro 15 2011

Paulo Tonietto, representante de Sidnei, diz que o central brasileiro deve concentrar-se em recuperar o seu espaço no Benfica.
«É um jogador jovem que fez uma boa temporada em 2008/09 mas com jogadores como Luisão e David Luiz, ambos da selecção brasileira, é difícil conseguir espaço na equipa. Mas é um jogador de qualidade e o Benfica, quando vendeu o David Luiz, sabia das qualidades de Sidnei», disse Paulo Tonietto em declarações à Antena 1.

O empresário considera que jogar ao lado de Luisão será muito importante na evolução do jogador: «Luisão é um jogador de selecção que transmite toda a experiência para o Sidnei e o deixa com toda a tranquilidade para jogar. Isso é muito importante.»

Sobre a renovação, Tonietto sublinha que existem outras prioridades: «Neste momento, o Sidnei não tem que se preocupar com questões contratuais mas sim em reconquistar o seu espaço na equipa.»

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 22:40

Fevereiro 15 2011

FC Porto, Benfica e SC Braga foram multados pela Comissão Disciplinar da Liga por comportamento incorrecto do público nos jogos da 19.ª jornada da Liga.
Assim, a SAD portista foi punida com multa pecuniária de 1800 euros, a do Benfica de 1500 e a do SC Braga de 2950 euros – a fatia maior do castigo imposto aos minhotos, 2000 mil euros, resulta de agressões perpetradas por adeptos durante o encontro com o FC Porto.
Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 21:29

Fevereiro 15 2011

O guarda-redes do Sporting Timo Hildebrand considera que uma vitória do Estugarda na Luz, para a Liga Europa, pode motivar a equipa que está a lutar para evitar a despromoção no campeonato germânico.
«O Benfica tem uma grande equipa e está a atravessar um grande momento. Venceram o FC Porto, líder do campeonato, para a Taça. São uma equipa tecnicamente muito forte que joga bom futebol. O médio Pablo Aimar é um jogador excepcional mas, no global, são uma equipa forte com um plantel com muitas soluções», disse Hildebrand em declarações ao site do Estugarda, clube que representou durante nove temporadas.
Apesar de torcer pela vitória do Estugarda na Luz, Hildebrand considera que o clube germânico, actual penúltimo classificado na Bundesliga, se deve concentrar em assegurar a manutenção: «O Benfica pretende chegar o mais longe possível nesta competição e o Estugarda está concentrado na manutenção na Bundesliga. Uma vitória em Lisboa pode ser uma motivação extra e conferir confiança no campeonato. O Estugarda ainda está no meu coração e espero que consigam evitar a descida.»

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 20:47
Tags:

Fevereiro 15 2011

A equipa de andebol masculino vai jogar esta quarta-feira no recinto da Académica de São Mamede, em jogo a contar para a 18.ª jornada do campeonato nacional. Em declarações à Benfica TV, o treinador José António Silva destacou o bom momento dos “encarnados”.
“Recuperámos a nossa forma de jogar nos últimos tempos e sabemos que, se ganharmos todos os jogos, chegaremos ao final no primeiro lugar. Estamos unicamente e exclusivamente concentrados na nossa tarefa e na nossa prestação desportiva”, garantiu o timoneiro.
José António Silva assegurou ainda que o grupo está focado no seu trabalho, de forma a alcançar o tão desejado título nacional. “Os nossos adversários farão os jogos e os resultados que tiverem de fazer. Nós estamos concentrados no nosso objectivo”, afirmou.
Com vista essa meta final, a Académica de São Mamede surge como o próximo obstáculo a superar pelos comandados de José António Silva. O adversário ocupa o 10.º lugar da tabela classificativa, mas isso não vai fazer com que o Benfica subestime a formação nortenha.
O jogo tem início marcado para as 21h30 desta quarta-feira, dia 16 de Fevereiro, no Pavilhão Municipal Padrão Légua.

Fonte: SLB

publicado por Benfica 73 às 20:31

Fevereiro 15 2011

O hóquei em patins do Benfica prepara-se para jogar a segunda mão da Taça CERS com o Amatori Lodi. O capitão dos “encarnados”, Valter Neves, fez uma antevisão a este importante desafio, que se vai realizar em Itália.
“É um jogo muito importante para o qual vamos com o intuito de ganhar. Não estamos a pensar na vantagem de três golos que levamos, porque vamos lá para ganhar o jogo. É esse o objectivo do grupo, porque queremos passar a eliminatória”, explicou Valter Neves, em declarações à Benfica TV.
A táctica dos adversários já está bem estudada, pela equipa de Luís Sénica: “Normalmente, os italianos defendem sempre muito bem e tentam aproveitar o contra-ataque, jogando no erro do adversário. Pode-se dizer que acabam por ter algum cinismo na maneira de jogar, que é uma das características das equipas italianas.”
A formação transalpina é conhecida por ter muitos adeptos a apoiar em casa, mas o Benfica também está preparado para contrariar este factor adverso: “Vai ser um jogo complicado, num ambiente muito adverso, mas nós estamos preparados para isso. A equipa já tem alguma maturidade, mais do que noutros tempos e acho que estamos preparados para tudo o que vier. Em Lodi há sempre mais de duas mil pessoas a ver os jogos e acaba por ser um ambiente bom, porque é positivo jogar em ambientes assim. Dá-nos motivação, porque gostamos de jogar em pavilhões cheios e vamos transformar esse factor num estímulo.”
Este encontro dos oitavos-de-final da Taça CERS está marcado para o próximo sábado, dia 19 de Fevereiro.

Fonte: SLB

publicado por Benfica 73 às 20:03

Fevereiro 15 2011

O Estugarda não vai poder contar com o avançado russo Pavel Pogrebnyak para o encontro desta quinta-feira com o Benfica, referente à primeira mão dos 16 avos-de-final da Liga Europa.
Pogrebnyak, melhor marcador da equipa na Bundesliga, com sete golos, contraiu lesão nas costas e deverá ficar cerca de duas semanas de baixa.
Além do avançado russo, o treinador Bruno Labbadia também não deverá contar com o romeno Ciprian Marica, que foi recentemente afastado do grupo de trabalho por problemas disciplinares.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 17:11

Fevereiro 15 2011

A UEFA designou o holandês Eric Braamhaar para apitar o encontro desta quinta-feira entre Benfica e Estugarda, no Estádio da Luz, referente à primeira mão dos 16 avos-de-final da Liga Europa.
Braamhaar, de 44 anos, terá os compatriotas Arend Brink e Rob van de Ven como assistentes, Reinold Wiedemeijer e Tom van Sichem serão os chamados árbitros de baliza, enquanto Pol van Boekel desempenhará funções de quarto árbitro.
A última vez que esteve em Portugal foi em Outubro passado, dirigindo a vitória da Selecção Nacional sobre a Dinamarca (3-1), encontro da fase de qualificação para o Campeonato da Europa.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 14:23

Fevereiro 15 2011

O defesa-central e o Benfica devem, muito em breve, passar ao papel a renovação, com melhoria salarial, do contrato do brasileiro por mais uma época (de 2013 para 2014).

A vontade do clube em alcandorar o brasileiro no jogador estrangeiro que mais anos representou o Benfica - leva sete temporadas e meia, até ao fim do presente vínculo chegará às 10, tantas quantas soma Pedro Mantorras, mas suplantará o angolano se ficar na Luz até 2014, com 11 anos de águia ao peito - foi confirmada pelo próprio presidente do Benfica, na madrugada de ontem, por ocasião da festa do 30.º aniversário do central, realizada num restaurante da zona ribeirinha de Lisboa, após o triunfo sobre o V. Guimarães (3-0).

«Além de ser um grande jogador, é um grande homem. É um jogador de raça, um jogador à Benfica. Está identificado com o nosso clube, com a massa associativa e tudo leva a crer que vai acabar a carreira no Benfica, tenho quase a certeza absoluta», disse na ocasião o dirigente máximo do clube à Benfica TV.
Vieira confirmou, aliás, o que A BOLA adiantou a 5 de Setembro: o gigante deve ficar na Luz pelo menos até aos 33 anos.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 14:03

Fevereiro 15 2011

Argentino fará 100 jogos com a camisola do Benfica frente ao Estugarda, na quinta-feira. Luz rendida à magia do número 10.
Agosto de 2008, dia 24, em Vila do Conde: o Estádio dos Arcos, casa do Rio Ave, foi o primeiro palco português a receber a magia de Pablo Aimar.

Foi aqui que se estreou oficialmente com o emblema do Benfica, então orientado pelo espanhol Quique Flores, treinador que contou com a ajuda de Rui Costa para conseguir a contratação de um dos jogadores argentinos mais deslumbrantes da última década.

El Mago, como é conhecido na Europa, chegará esta quinta-feira, caso Jorge Jesus opte por o colocar em jogo contra o Estugarda, para a Liga Europa, à centena de jogos com a camisola encarnada.

Um número atingido em duas épocas e meia, o que revela bem da sua importância para os treinadores que orientaram o número 10, primeiro Quique Flores, depois Jorge Jesus, com quem festejou o título de campeão na época passada. O registo só não foi conseguido mais cedo atendendo a algumas lesões que periodicamente o têm impedido de dar o contributo à equipa.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 14:00

Fevereiro 15 2011

Franco Jara deverá ser a grande novidade no onze encarnado no regresso do Benfica à Liga Europa, na quinta-feira, frente aos alemães do Estugarda. O jovem argentino vai substituir Javier Saviola na frente de ataque, já que El Conejo não pode dar o contributo à equipa, porque atingiu o limite máximo de cartões amarelos frente ao Schalke 04, na última jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões, e terá de cumprir um encontro de suspensão.

Jara tem subido a pulso na formação encarnada e, nos últimos jogos, soube aproveitar da melhor forma as oportunidades que Jorge Jesus lhe concedeu, contribuindo com boas exibições e, acima de tudo, golos. O avançado, que veio do Arsenal Sarandi, tem 5 golos de águia ao peito e 4 foram apontados em 2011. Olhanense, Nacional, D. Aves e V. Setúbal foram as vítimas do camisola 11 neste novo ano, ele que apontou também o primeiro tento dos lisboetas na Liga, na jornada inaugural, frente à Académica.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 13:48
Tags: ,

Fevereiro 15 2011

José Shaffer não tem tido vida fácil também na Argentina. O lateral-esquerdo, de 25 anos, esteve muito perto de ser dispensado do Rosário Central, o que deixaria a SAD encarnada com um problema para resolver. Os responsáveis do emblema argentino acabaram por dar mais uma oportunidade ao jogador, mas no final da época volta para o Benfica, com quem tem contrato por mais dois anos e meio. Jorge Jesus não gostou do jogador e dispensou-o na época passada.

Fonte: O Jogo

publicado por Benfica 73 às 12:17

Fevereiro 15 2011

Funes Mori chegou a estar na mira do Benfica, que tentou mesmo a contratação do avançado argentino, mas as negociações acabaram por falhar. Daniel Passarella, presidente do River Plate, explicou ontem a razão do desfecho negativo para as águias. "Chegou a existir uma oferta de oito milhões de euros, mas depois essa proposta caiu e surgiu uma no valor de sete milhões de dólares [pouco mais de cinco milhões de euros]", revelou, à Imprensa do país das pampas, reforçando: "Não queremos vendê-lo por esse valor. Tem muito para dar."

Fonte: O Jogo

publicado por Benfica 73 às 11:56

Fevereiro 15 2011

Lionel Carole continuou ontem à tarde o seu processo de integração no plantel encarnado. Depois da vitória frente ao V. Guimarães, por 3-0, o plantel regressou aos trabalhos e o lateral-esquerdo fez na íntegra os 50 minutos do jogo treino com a equipa de juniores, que decorreu no centro de estágio do Seixal.

Apesar da pouca intensidade do encontro, que acabou com goleada fácil (6-0) para os mais velhos, o esquerdino, que chegou a ser convocado para a partida com os vimaranenses, mostrou bons pormenores aos espectadores, que, apesar da chuva, surgiram em bom número. O ex-Nantes destacou-se a defender, especialmente na marcação, não dando qualquer hipótese aos juniores encarnados. No plano ofensivo, aventurou-se pouco nas movimentações da equipa, à procura de se enquadrar melhor na manobra da formação benfiquista.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 11:19

Fevereiro 15 2011

O Benfica recusa-se a pagar qualquer indemnização ao Defensor Sporting pela contratação de Rodrigo Mora, avançado uruguaio de 23 anos. O futebolista, que esteve em destaque no Campeonato Apertura, termina contrato com a antiga equipa de Maxi Pereira no próximo Verão, tendo já assinado um acordo com o emblema benfiquista. Insatisfeitos com a situação, os dirigentes do conjunto uruguaio pediram uma compensação financeiro ao Benfica, ameaçando apresentar uma queixa à FIFA, mas Luís Filipe Vieira não está disposto a aceder a este desejo.

"Falei com o presidente do Benfica várias vezes, mas ele disse-me que assinou um pré-contrato com o jogador de boa-fé e que não ia pagar nada", explicou a O JOGO Dante Prato, líder do Defensor Sporting.

Apesar da nega benfiquista, o emblema sul-americano ainda não desistiu de ser ressarcido pela saída de Mora no final da presente temporada, tentando tudo por tudo para convencer as águias a abrirem os cordões à bolsa. Por isso, está a preparar a queixa à FIFA "caso o jogador assine mesmo pelo Benfica no próximo Verão". "Estamos a tratar do processo, a trabalhar com os nossos advogados e também com o departamento jurídico da Associação Uruguaia de Futebol, que nos está a dar apoio", acrescentou o presidente do Defensor Sporting, mostrando-se, no entanto, algo resignado: "O Benfica não quer fazer nada, não está disposto a negociar, e vai levá-lo a custo zero em Junho."

Fonte: O Jogo

publicado por Benfica 73 às 11:17

Fevereiro 15 2011

A saída de David Luiz abriu caminho a Maxi Pereira na hierarquia dos capitães do Benfica. O lateral-direito, a cumprir a quarta temporada de águia ao peito, viu-se promovido na estrutura com a transferência do internacional brasileiro para o Chelsea, vendo assim o seu peso no balneário sair reforçado.

O líder na hierarquia é Nuno Gomes, mas o facto de o avançado raramente ser opção para Jorge Jesus leva a que no relvado seja Luisão a exercer o papel de capitão - num estatuto que o próprio Luís Filipe Vieira já reconheceu. Porém, a lista não termina aqui, contando até ao passado dia 31 de Janeiro com o nome de David Luiz no terceiro lugar da hierarquia, seguindo-se ainda Maxi Pereira e Moreira.

Agora, o lateral-direito sobe de estatuto e passa a ser o número três na lista de capitães, ainda que, precisamente pelo facto de Nuno Gomes ainda não ter sido titular este ano, acabe por funcionar como subcapitão. Aliás, esse é um papel que tem desempenhado nos últimos três jogos, surgindo mesmo na ficha de jogo com essa indicação. E no passado domingo, com a decisão de Jorge Jesus em substituir Luisão, Maxi Pereira terminou a partida com o Guimarães envergando a braçadeira de capitão - ainda que durante escassos minutos, pois o camisola 4 saiu já nos descontos.

Reconhecido pela sua capacidade de entrega e abnegação, nunca virando a cara à luta, o camisola 14 é bastante acarinhado pelo adeptos. Internacional pelo seu país - foi indiscutível no último Campeonato do Mundo, cumprindo todos os minutos nos sete desafios disputados pelo Uruguai -, Maxi Pereira é um elemento forte na estrutura benfiquista. Assim reconheceu Jorge Jesus quando chegou à Luz, que lhe entregou a braçadeira de capitão no primeiro jogo em que orientou o Benfica, frente ao Sion, no primeiro particular de 2009/10.
Líder assumiu renovação

Luís Filipe Vieira vai tratar pessoalmente da renovação de Maxi Pereira. Apesar das más relações com o empresário Paco Casal [ver peça ao lado], o presidente encarnado decidiu não delegar em nenhum outro responsável do clube este dossiê. As negociações deverão ser, de resto, entre o próprio jogador e o líder benfiquista, sem necessidade de intervenção do agente FIFA. Maxi Pereira, que prima pela discrição e por um temperamento sereno, já se reuniu com Luís Filipe Vieira, tendo ambas as partes manifestado a vontade em prolongar o vínculo. O camisola 14, actualmente com 26 anos, tem contrato até Junho de 2012, devendo prolongar por mais duas ou três temporadas e ver o seu salário aumentado.

Fonte: O Jogo

publicado por Benfica 73 às 10:30

Fevereiro 15 2011

Franco Jara deve fazer esta quinta-feira o seu primeiro jogo a titular nas competições europeias, frente ao Estugarda, no Estádio da Luz, para a Liga Europa. Saviola vai ter de cumprir castigo por acumulação de três cartões amarelos - transitam da Liga dos Campeões - e o camisola 11 será, ao que tudo indica, o escolhido para ocupar o lugar do experiente camisola 30, ao lado de Óscar Cardozo.

Jorge Jesus já começou ontem a ensaiar o avançado argentino de 22 anos, num jogo-treino com os juniores, destinado apenas aos suplentes do encontro com o Guimarães. E, mais uma vez, o técnico confirmou o que já vem verificando desde há algum tempo: Jara tem muito talento, está numa forma física impressionante e cada vez mais confiante.

O camisola 11 foi, ontem, um dos mais produtivos, tendo marcado um bonito golo de chapéu, assistido por Carlos Martins. E só não marcou mais um, porque se atrapalhou numa bicicleta à entrada da área. Foi o único elemento a ser substituído, numa clara gestão de esforço.

Jorge Jesus já reconheceu que Jara é uma excelente alternativa a Saviola, embora com características diferentes, pois "tem uma intensidade mais alta, mas não é tão cerebral". "É o presente e o futuro do Benfica", disse o técnico recentemente, sobre um jogador que foi comprado, por 5,5 milhões de euros, ao Arsenal de Sarandí, no início da época. Jara só ainda fez dois jogos a titular, mas já tem cinco golos marcados - quatro deles no último mês - o que faz dele já o segundo melhor marcador do Benfica em 2011, a seguir a Cardozo, que leva seis.

Aimar é uma hipótese remota

Franco Jara deverá ser o eleito para ocupar o lugar de Saviola no ataque, mas esta não é a única hipótese que Jesus tem no plantel. Também Pablo Aimar poderá surgir como segundo avançado, embora esta seja uma possibilidade mais remota. El Mago atravessa um bom momento de forma, conhece bem a posição e poderia surgir sem prejuízo para a equipa ao lado de Óscar Cardozo, ficando Carlos Martins a conduzir o jogo ofensivo da equipa.

Fonte: O Jogo

publicado por Benfica 73 às 08:22
Tags: ,

Fevereiro 15 2011
publicado por Benfica 73 às 07:38
Tags:

Fevereiro 15 2011

Vimos a assistir, nos últimos tempos, a inúmeros alertas em relação ao perigo que o populismo representa para o Sporting. Compreende-se a preocupação, uma vez que o clube se tem dado tão bem com o elitismo. Afinal, o que seria hoje do Sporting, se não tivesse sido gerido por gestores de topo? Provavelmente, acumularia um passivo preocupante, ou implementaria uma lógica completamente irracional na contratação e demissão em série de altos funcionários. Tudo isto de acordo com os mais modernos princípios de gestão (inclusive aquele que defende que uma empresa deve estar plenamente satisfeita por ser a segunda do seu sector com mais quota de mercado, em vez de almejar a liderança). Com aristocratas destes, quem é que precisa do povo?

Dito isto, começa a instalar-se junto de alguns sócios a sensação de que as eleições no clube (um mecanismo legal de exceção que é acionado quando a sucessão e a cooptação falham) não serão inteiramente livres, e o pior é que parece estar muito longe um 25 de Abril no Sporting – razão pela qual não se compreende de todo a fuga de Liedson para o Brasil.

Algo vai mal numa instituição desportiva, quando até o relvado do estádio é demitido. A última cabeça a rolar foi a do diretor para o futebol. Só agora, quase um ano depois de tomar posse, é que se percebeu por que razão Costinha terá elaborado um severo código de conduta, que desencorajava os jogadores do Sporting a lerem jornais desportivos e a verem programas de desporto na televisão: no fundo, era para os proteger das suas declarações bombásticas em programas da Sport TV. Por outro lado, assiste-lhe alguma razão. Antes da entrada de José Couceiro, Costinha continuava a ser conhecido como “o Ministro”. Depois da entrada do diretor-geral, passou a ser “o Ministro sem pasta”.

Autor: MIGUEL GÓIS
Fonte: Record
publicado por Benfica 73 às 00:32

Fevereiro 15 2011

O demissionário presidente do Sporting diz que o poder não caiu na rua. José Eduardo Bettencourt é um homem que transmite franqueza em muitas das afirmações que faz. Às suas palavras pode mesmo, por vezes, associar-se uma ideia de ingenuidade, que surpreende, por inabitual em dirigentes desportivos envolvidos em estruturas ajustadas à dimensão de um grande clube.

Admito que Bettencourt acredite convictamente que o poder na sua agremiação não tenha caído na rua. A verdade, no entanto, é que está de rastos. Os péssimos resultados desportivos da equipa de futebol, a venda de Liedson e a demissão de Costinha são o corolário de sucessivos erros que, pedra a pedra, sem travão, vêm abalando o edifício de competência e prestígio, desde há anos. A realidade que revela é que o Sporting de hoje está longe de corresponder ao que a herança de glória que lhe foi legada reclamaria. A frustração dos adeptos e sócios está em correspondência direta com o declínio que a formação de Alvalade assume no contexto do futebol português, de cuja cúpula se foi afastando, em detrimento do Futebol Clube do Porto e do Benfica.

A tarefa que aguarda o candidato que acabe por conquistar a cadeira da presidência é gigantesca. Não apenas a situação financeira obriga a intervenção urgente, realista e determinada, como a necessidade de relançar o Sporting como um clube com ambição de campeão pressupõe inteligência, pragmatismo, capacidade de mobilização e conhecimento.

Uma instituição que descobriu, criou e formou jogadores como Nani e Cristiano Ronaldo, sem citar mais nomes que me roubariam espaço nesta crónica, tem obrigação de ser coisa diferente daquilo que vem exibindo. É confrangedor assistir a uma equipa, outrora prestigiada e temível, arrastar-se nos relvados, insegura e frágil, sempre atormentada pela incerteza do desempenho, tal a vulgaridade para que convergiu.

Há ocasiões em que, claramente, a bola é um instrumento que queima... Sem tranquilidade, sensatez e rumos definidos dificilmente o Sporting dará a volta ao panorama em que se arrasta. A coragem para a rutura com o marasmo representa condição fundamental para que uma mudança ocorra. A não ser assim, o ciclo do declínio não conhecerá fim e outros Liedsons hão-de ser vendidos para pagar salários dos jogadores. Os dedos desaparecerão e os anéis a eles se juntarão.

Autor: JOSÉ EDUARDO MONIZ
Fonte: Record
publicado por Benfica 73 às 00:03

BENFICA 73
contador grátis
Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9





subscrever feeds
comentários recentes
Do You Need A Loan To Consolidate Your Debt At 1.0...
Here is a good news for those interested. There is...
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...