Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

Ricardo Silva salva águia nos Açores

06.02.11, Benfica 73

O Benfica foi este sábado ao reduto do Candelária empatar (4-4) e bem que pode agradecer ao seu guarda-redes Ricardo Silva o facto de ainda ter somado um ponto na visita aos Açores.

Montivero abriu o marcador aos 12 minutos, respondendo o Benfica, através de Luís Viana, aos 18'. Montivero voltou a fazer das suas e deu vantagem à equipa da casa ao intervalo.

No segundo tempo, os encarnados voltaram a pressionar e conseguiram dar a volta ao marcador e chegar aos 4-2. Contudo, quando tudo parecia decidido, a turma da casa acordou e chegou ao empate por Mauro Fernandez.

Com 17 segundos para fechar o encontro, Ricardo Silva vestiu o papel de herói encarnado e defendeu um livre direto de Sérgio Silva, ficando o resultado mesmo por um empate.

Mercê desta igualdade, o Benfica (46) soma agora apenas 2 pontos de vantagem para o segundo classificado Oliveirense (44).

Confira os resultados e a classificação.

Fonte: Record

Roberto guarda boas recordações do V. Setúbal

06.02.11, Benfica 73

Um marco na carreira de um guarda-redes em quem a SAD investiu 8,5 milhões de euros no Verão (pagos ao Atl. Madrid), e que tardava em mostrar o seu valor, assinala o reencontro do Benfica com o V. Setúbal, e, em particular, o de Roberto Jimenez Gago com os sadinos.

Muitos são ainda os que se interrogam sobre os sortilégios em que o destino é fértil quando, a 28 de Agosto último, e depois dos desaires na Supertaça (0-2) e nas duas rondas inaugurais da Liga (Académica e Nacional, ambas por 1-2), Jorge Jesus retirou a titularidade entre os postes ao guardião espanhol e concedendo-a a Júlio César.

Mas à passagem do minuto 24, o brasileiro cometeu uma grande penalidade, foi expulso (cartão vermelho directo) e Roberto, que pela primeira vez na temporada passava pela condição de suplente, fruto de um somatório de erros causadores de desconfiança e interrogações a adeptos e crítica, saltou do banco de suplentes lá para dentro para iniciar nova etapa.

Ao deter a grande penalidade cobrada por Hugo Leal, Roberto passou de vilão a herói de um jogo em que, mesmo reduzido a dez jogadores, o Benfica venceu (3-0).

Fonte: A Bola

Criativos para o Bonfim

06.02.11, Benfica 73

O objetivo traçado por Jorge Jesus de atingir, esta noite, no Bonfim, a 15.ª vitória consecutiva em encontros de provas nacionais, está cimentado, também, no alargamento das opções táticas à sua disposição. Para ultrapassar a esperada muralha defensiva sadina, o técnico poderá contar com os seus principais criativos na máxima força – Pablo Aimar e Carlos Martins – sendo certo, contudo, que não deverá arriscar colocar em campo os dois homens ao mesmo tempo.

O argentino e o português, pelas suas características, poucas vezes têm sido utilizados em simultâneo (só aconteceu por 5 vezes na Liga) e Jorge Jesus tem apostado mais em Aimar para comandar o ataque da sua equipa. Na única ocasião em que Pablo Aimar não desempenhou a função 10, que ficou a cargo de Carlos Martins, foi no Dragão, com os resultados conhecidos.

Fonte: Record

Agora é com Peixoto

06.02.11, Benfica 73

A confiança do técnico está ganha há muito e agora só falta cair no goto dos adeptos encarnados. César Peixoto tem sido um dos casos mais paradigmáticos do plantel: apesar de muitas vezes criticado, tem tido a experiência e habilidade para dar a volta aos maus momentos. Agora, e depois de algumas exibições menos conseguidas, que o afastaram inclusive das convocatórias, o ex-jogador do Sp. Braga voltou a responder da melhor forma à chamada de Jesus e efetuou uma exibição de qualidade no Dragão, sendo peça basilar na vitória dos atuais campeões nacionais.

Hoje à noite, no Bonfim, Peixoto tem nova oportunidade para mostrar serviço, já que vai atuar no lugar do castigado Coentrão tal como confirmou ontem Jesus na conferência de imprensa. Aliás, o técnico foi mais longe e teceu rasgados elogios ao internacional português.

Fonte: Record

Voltam os diamantes

06.02.11, Benfica 73

Jorge Jesus inovou, surpreendeu e ganhou em toda linha quarta-feira, no Dragão, com a aposta num reforço do meio-campo materializada por César Peixoto mais adiantado, ao lado de Javi García, no apoio particular a Coentrão. O campeão volta ao esquema habitual.

Mas, esta noite, no Bonfim, para procurar a 15.ª vitória consecutiva em provas nacionais desde 7 de Novembro - e 12.ª, em termos absolutos, desde 12 de Dezembro, pois desde então que a águia só sabe ganhar -, o campeão nacional vai voltar a lançar mão dos seus diamantes.

Quer o diamante táctico que costuma utilizar a meio-campo, com Javi García no vértice mais recuado, Salvio à direita, Gaitán à esquerda, quer na aposta no seu diamante distribuidor de jogo, Pablo Aimar, o número dez, de volta à titularidade, depois de ter iniciado o clássico de quarta-feira no banco e ter sido utilizado apenas 21 minutos diante do actual líder do Campeonato, na partida da primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal.

Porque se em equipa que ganha e em fórmula vencedora - e sedutora, na qualidade das exibições produzidas, agora a um patamar conquistador, bem acima dos níveis patenteados no início da época - não se mexe, continuar o caminho de vitórias que os encarnados anseiam passa pelo regresso à estratégia que mais (e bons) frutos tem dado esta temporada.

Fonte: A Bola

SC Lusitânia – SL Benfica, 85-90 Exibição segura

06.02.11, Benfica 73

O basquetebol do Sport Lisboa e Benfica venceu este sábado o Lusitânia dos Açores, num encontro referente à 14.ª jornada da liga portuguesa da modalidade. Os “encarnados” estiveram sempre em vantagem no marcador.
A formação de Henrique Vieira entrou muito forte no jogo e chegou a estar a vencer por 0-10. O primeiro período terminou com o Benfica a vencer, por 12-22. O período seguinte foi o único no qual os “encarnados” perderam (24-20). No recolher aos balneários, o Benfica estava na frente (30-32).
No terceiro período, os bicampeões nacionais voltaram a estar em grande plano e foram para o período seguinte a vencer. O marcador registava uma vantagem de nove pontos para o Benfica (56-65).O Lusitânia apostou bastante na última fase e até recuperou alguns pontos, no entanto a qualidade do plantel de Henrique Vieira subsistiu. No final da partida o triunfo, por 85-90, não sofria contestação.
Na próxima ronda o Benfica recebe o FC Porto no Pavilhão Império Bonança.

Fonte: SLB

Benfica – Alpendorada, 26-0 Goleada histórica

06.02.11, Benfica 73

Os campeões europeus alcançaram este sábado uma vitória histórica. Em jogo da 18.ª jornada do Campeonato Nacional, os “encarnados” golearam o Alpendorada, por 26-0 e continuam isolados na liderança da prova.
Num encontro disputado no Pavilhão da Casa do Povo de Aveiras de Cima (casa emprestada), o Benfica entrou com tudo e dominou a seu belo prazer. Ao intervalo, o marcador já apontava uma vantagem de 13 golos a favor dos “encarnados”.
Na segunda parte o ritmo não abrandou e marcaram-se mais 13 golos, completando desta forma uma goleada que fica para a história. Os golos foram alcançados por Joel Queirós (9), Arnaldo (3), Gonçalo Alves (3), Marinho (3), Teka (2), Diego Sol (2), Pedro Costa (1), Anilton (1), Davi (1) e Rui Lopes (1). Além dos nove golos marcados por Joel Queirós, o destaque vai também para Rui Lopes, um júnior que se estreou com um golo pelos seniores do Benfica.
Na próxima jornada segue-se a visita ao reduto do Freixieiro, actual quinto classificado do Nacional da modalidade.

Fonte: SLB

Benfica – Clube K, 3-0 - Vitória a fechar 1.ª fase

06.02.11, Benfica 73

Os comandados de José Jardim terminaram a primeira fase na liderança da classificação. Os “encarnados” venceram o Clube K, por 3-0 e concluíram esta fase com 20 vitórias em 22 jogos. Registo impressionante, na entrada para a fase final.
Com a liderança consolidada, o Benfica entrou para esta partida para cumprir calendário e demonstrou, mais uma vez, a grande qualidade do seu plantel. O adversário que chegou dos Açores não teve hipóteses e saiu da Luz com uma derrota que não sofre contestação.
O primeiro set terminou com 25-17 no marcador, o set seguinte foi o mais desequilibrado (25-14) e o terceiro e último set ficou em 25-15. O voleibol do Sport Lisboa e Benfica promete uma grande fase final.

Fonte: SLB