Janeiro 06 2011

O diretor de comunicação dos encarnados, João Gabriel, explicou ontem a desistência do Benfica da contratação de Funes Mori. Em declarações ao diário “Clarin”, o dirigente revelou que as sucessivas exigências do Rivel Plate esgotaram a paciência dos encarnados. “Cansámo-nos do vai e vem. O River pede muito dinheiro e as negociações estenderam-se demasiado. É verdade que Funes Mori é um jogador interessante, do qual gostamos muito, mas a crise está em todo o lado e a Europa não é exceção. O mercado do futebol mudou muito”, frisou João Gabriel que depois negou que tenha existido qualquer conflito entre o empresário e o tio do jogador.

“Nem sequer chegámos a conversar com os seus agentes. O Benfica só fala de contratos com o clube que tem os direitos desportivos do jogador. A transferência não aconteceu porque o River pediu mais do que estávamos dispostos a oferecer”, referiu. O diretor de comunicação confessou ainda que “será uma surpresa” se Funes Mori sair pelo valor que Passarela pede.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 20:50

Janeiro 06 2011

Ingleses precisam desesperadamente de um central. Brasileiro no topo da lista mas considerado caro. Joorabchian pode dar ajuda.
Mercado de transferências reaberto na Europa e o nome de David Luiz outra vez em cima da mesa de reuniões, apontado novamente aos ingleses do Chelsea, que há muito procuram reforço para o sector central da defesa. O brasileiro companheiro de Luisão no eixo encarnado é um dos nomes mais fortes na agenda do treinador Carlo Ancelotti, que não se tem cansado de reclamar a contratação de um central, tantos que são os problemas no sector.

Os blues de Londres já sondaram, indirectamente, os encarnados e ficaram a saber que o Benfica estudaria com atenção uma proposta oficial. Mas ficaram desde logo avisados que a SAD liderada por Luís Filipe Vieira não permitirá a saída de um dos seus principais jogadores a preço de saldo. Ou seja, nunca abaixo da oferta que chegou a ser registada no último Verão, em que o Manchester City ofereceu 32 milhões de euros. O Benfica resistiu na altura, o jogador também não fez pressão para deixar a Luz, como o próprio já admitiu. Agora, porém, se chegar uma proposta que satisfaça as partes envolvidas é provável que o cenário não se repita.

E é aqui que está o principal entrave para os ingleses: Ancelotti pode, de facto, querer muito David Luiz e reforços para a sua equipa (como ainda ontem admitiu após mais uma derrota para o Campeonato, e logo contra o último classificado), mas os ingleses estão longe de estar convencidos a fazer oferta tão alta quanto as pretensões encarnadas. Ou seja, David Luiz sim, mas não pelo dinheiro que o Benfica pretende, sendo que a imprensa londrina tem apontado que o patrão Roman Abramovich não espera gastar mais de 20 milhões de euros por um central. E já com muito boa vontade. Números longe, muito longe, dos valores considerados aceitáveis pela SAD benfiquista. E assim sendo... nada feito. Até porque estudam-se alternativas mais baratas, como Cahil, do Bolton, ou Subotic, do Dortmund.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 20:38

Janeiro 06 2011

Entrar no bairro Parque Chas (Buenos Aires) é fácil. Sair já implica ajuda de terceiros para descodificar as ruas circulares, que distinguem a zona de qualquer outra. E no seio deste críptico espaço está a Associação de Fomento Parque Chas, o clube de bairro onde Saviola jogou antes de chegar às camadas jovens do River Plate, na altura com tenros 9 anos. Hoje é um espaço em total remodelação, pois El Conejo faz questão de não deixar desabar as paredes entre as quais um dia foi tão feliz. O Parque Chas é pequeno, sim, mas tem história para dar e vender. Pelos tacos do seu campo passou um sem-fim de meninos que viriam a singrar na primeira divisão argentina e não só - Romagnoli (ex-Sporting, hoje no San Lorenzo), Zabaleta, Bottinelli e, claro, Saviola são apenas alguns exemplos. Pelo modesto emblema, o avançado encarnado vestiu de azul e branco e começou a crescer como jogador. "Era uma máquina de fazer golos. Não o podiam parar!", recorda Gabriel Rodríguez, o homem que descobriu Saviola. As portas do clube estão fechadas, e os miúdos do bairro jogam pelas ruas ao som das obras. Bolas, nem vê-las. Antes, sim, muitas sacas de cimento, ferramentas e um sonho que se vai construindo. Saviola quer reerguer a sua segunda casa, mas há duas coisas intocáveis no projecto: a parede onde está escrito "Ginásio Roberto Cacho Saviola", como foi baptizado depois da morte do pai do jogador; e as balizas onde o craque marcou centenas de golos. "Ele veio cá antes do Natal para ver como estavam as coisas e disse-me logo: 'Nem penses em tirar as balizas!' Quer colocá-las numa vitrina ao lado dos troféus, porque são as mesmas de quando jogava cá", explica Gabriel Rodríguez.

Craque argentino já falou com Luís Filipe Vieira

Saviola quer fazer do seu clube de menino um viveiro de talentos e até já falou com Luís Filipe Vieira no sentido de alinhavar uma eventual parceria de futuro. "A ideia não é que o Parque Chas seja uma filial de outros clubes, mas sim ter vínculos para abastecê-los. O Javier está a desenvolver esta ideia em Portugal, e sei que falou com os dirigentes do Benfica", revela Gabriel Rodríguez. De resto, até Roberto Mancini, treinador do Manchester City, já visitou as instalações a pedido do seu jogador Zabaleta - também ele defendeu as cores do Parque Chas - e mostrou interesse nesta futura fábrica de craques.

Também o seleccionador argentino, Sergio Batista, está envolvido no projecto e concorda que é necessário dar outro impulso aos jovens. "Reunimo-nos com o Sergio Batista e coincidimos na opinião de que nas camadas jovens se deixou de trabalhar a questão individual, em detrimento do colectivo. E precisamos de voltar às origens, à técnica de cada jogador. Melhorar o cabeceamento, o passe, a recepção, o remate, o treino físico...", esclarece Rodríguez.

Fonte: O Jogo

publicado por Benfica 73 às 19:31

Janeiro 06 2011

O que têm em comum os laterais João Pereira (Sporting) e Sílvio (Sp. Braga) ou o médio Manuel Fernandes (Besiktas)? Os três foram formados no Benfica, representam outros clubes e já chegaram à Seleção. São apenas três exemplos do esbanjamento dos encarnados no que aos jogadores saídos da formação diz respeito.

Se o leão e o “turco”, ambos lançados por José Antonio Camacho na equipa principal das águias, ainda foram campeões, Sílvio não teve oportunidade de saborear uma presença sequer. “Ele estava numa lista de jogadores que deviam ser emprestados para terem tempo de amadurecer”, recorda Rui Oliveira, que deixou o Benfica em 2005, após ter elaborado um programa de recuperação da formação, numa equipa que integrava Jesualdo Ferreira, Carlos Gomes, Porfírio Alves e, mesmo, António Simões, enquanto diretor-desportivo.

Esse trabalho iniciou-se em 2001, numa altura em que essa área da formação estava de rastos. Enquanto os rivais, nomeadamente o Sporting, lançavam talentos em catadupa, o Benfica estava órfão de uma referência. Rui Costa é a última grande bandeira. Rui Oliveira desmonta a ideia de que o Benfica esteve adormecido. “Nos últimos anos, 16 jogadores formados no clube foram internacionais A.”

Desperdício. A questão tem sobretudo a ver com o aproveitamento. “Isto é próprio de um clube rico, que desperdiça os jogadores que forma. Numa equipa que tem jogadores como Mozer, Vítor Paneira, Valdo... Talvez Rui Costa não teria tido oportunidade se não se sagrasse campeão do Mundo”, arrisca dizer. Hoje, no plantel do Benfica, há um jovem que Jorge Jesus quer segurar para contrariar a tendência recente: Roderick Miranda, ex-capitão dos juniores. O defesa-central, de 19 anos, está prestes a completar um programa de fortalecimento muscular, pelo que vai ter mais oportunidades.

“Quando o programa foi criado, ele era infantil. Nesse escalão, é difícil dizer quem pode vir a ser jogador. Mas o facto de estar no plantel mostra o trabalho que foi feito desde os infantis até aos seniores”, observa Rui Oliveira, adiantando que o importante, agora, é que não faltem oportunidades para que o o defesa-central mostre as suas qualidades e continue o processo de crescimento enquanto futebolista.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 18:50

Janeiro 06 2011

Acertos finais quanto a verbas e burocracia, entre o representante do jogador, Miguel Pires, e o Racing Avellaneda, seu antigo clube, entravam a concretização da transferência de José Luis Fernández para o Benfica e impossibilitaram que o campeão nacional possa já ter apresentado o seu primeiro reforço de 2011, assim como este de começar a treinar-se com o grupo.
Esta é, segundo A BOLA pode avançar, a explicação para demora na oficialização do negócio, depois de o jogador já se encontrar em Lisboa há quatro dias e de ter recebido a necessária aprovação nos exames médicos. Um problema inesperado, de última hora, questão burocrática externa ao Benfica, está a adiar o desenlace tão aguardado no outro lado do Atlântico, como ainda ontem nos confirmaram familiares seus.
De consciência tranquila, o jogador tem-se mantido à parte e (des)espera para iniciar o trabalho de águia ao peito. Até porque o Torneio Abertura, na Argentina, já se concluiu a 19 de Dezembro e gozou uma semana de férias (no México) após a conclusão da competição. Para todos os efeitos, José Luis Fernández está já há duas semanas sem se treinar, e pretende, naturalmente, voltar ao trabalho o mais rapidamente possível para se enquadrar e integrar no ritmo dos novos companheiros de equipa.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 18:02

Janeiro 06 2011

Se Nolito pode singrar na principal equipa de um grande europeu, ainda ninguém sabe, mas para já é possível constatar que o (ainda) extremo-esquerdo do Barcelona B também é artista fora dos relvados. Ontem mesmo, um sítio espanhol deu-se ao trabalho de fazer um artigo com as contradições do jogador nascido em Sanlúcar e, desde logo, há duas que saltam à vista. Não só por haver espaço ao dito por não dito, mas também pela envolvência do clube de José Mourinho. Em Dezembro do ano passado, Nolito declarou ao "Diário de Jerez" que, se o presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, avançasse com "uma boa proposta", iria para a capital espanhola. Vejamos agora as diferenças para mais recentes palavras do jogador, desta feita à Rádio Catalunha: "Para a equipa de Florentino [Pérez], não vou. Era uma brincadeira. Sou do Barça e nunca irei para o Real Madrid!" Da noite para o dia, assim alternou Nolito a sua agulha no que aos eternos rivais espanhóis diz respeito. Não se sabe se fará parte de uma estratégia para se manter nos focos da ribalta, mas certo é que o seu próprio empresário já admitiu... o Benfica como forte possibilidade para o esquerdino a partir da próxima época. De resto, o jogador também já se referiu às águias em tom muito elogioso, e o seu concurso está assegurado - a custo zero - para as próximas quatro épocas. A oficialização do negócio, essa, só deverá acontecer no final da presente temporada.

Fonte: O Jogo

publicado por Benfica 73 às 17:41

Janeiro 06 2011

Na história do Benfica não faltam exemplos de jogadores que não passaram de promessas. João Vilela, médio de 25 anos do Gil Vicente, é um desses casos.

No verão de 2004, fez a pré-temporada integrado no plantel comandado por Giovanni Trapattoni. Destacou-se num jogo com o Estoril e era mais um jovem saído da formação pronto a ser lançado, depois de João Pereira e Manuel Fernandes.

O pior estava para vir. Com a época em curso, contraiu grave lesão, que o afastou da competição nos últimos 6 meses. Depois, o técnico italiano seria substituído no cargo por Ronald Koeman e Vilela, que acabara de recuperar da lesão, não entrou nos planos do holandês.

Sem surpresas, a meio da temporada 2005/06, seria cedido ao emblema minhoto. Nunca mais voltou à Luz e perdeu-se mais um talento. “É uma situação difícil para qualquer jogador que deixe o clube de origem. E eu estive no Benfica 14 anos. Foi um choque. Estive muito perto de ter a minha oportunidade”, lembra quem soube ultrapassar a adversidade. “O Gil Vicente era um bom clube, da 1.ª liga...”

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 16:35

Janeiro 06 2011

Saviola está em grande, e que se cuidem os defesas do Leiria, pois o argentino nunca ficou em branco contra os agora comandados de Pedro Caixinha. Se nesta época os campeões nacionais ainda não tinham defrontado os homens do Lis, na última campanha El Conejo facturou nos dois confrontos realizados a contar para o campeonato. Na primeira volta (5.ª jornada), o camisola 30 abriu o marcador logo aos 4 minutos - as águias acabariam por vencer por 2-1 - e, na 20ª ronda, apontou o segundo dos três golos benfiquistas. E se tal não bastar para impor respeito à defesa leiriense, basta acrescentar que Saviola já é por esta altura o melhor marcador da equipa, com oito golos (mais um do que o "habitué" Cardozo). Para além disso, a embalagem do pequeno-grande avançado é notória, de tal forma que o dianteiro vem facturando há três embates consecutivos (Braga, Rio Ave e Marítimo).

A veia goleador, já se sabe, não é de hoje. Saviola dedicou golos ao seu falecido pai em todos os clubes por onde passou até hoje, e quem o descobriu traz à memória uma formiga goleadora. Gabriel Rodríguez recorda os tempos em que deitou as garras a El Conejo, tinha ele uns 8 aninhos e vestia as cores do Ateneo Colegiales "O Javier [Saviola] pegava na bola, iludia os adversários e não parava de marcar golos! Nesse capítulo, nem era o mais vistoso, mas sim o mais eficaz. Num jogo contra o Club Parque, deve ter tocado na bola umas dez vezes e marcou cinco golos! Ganhámos 9-3 e, ainda hoje, se perguntarem ao Saviola pelo melhor jogo da sua carreira, ele falará nessa tarde", relembra com saudade o descobridor, em declarações a O JOGO.

Lateral-direito do Almafuerte de San Martín, Rodríguez acabou a carreira aos 21 anos "por causa das lesões e também porque não tinha grande vontade de treinar". Hoje em dia com 51 anos, é um dos principais rostos do projecto de remodelação do Parque Chas, clube de Saviola em criança, que este está a revitalizar. "O Javier era um dos meus preferidos. Estava sempre comigo. Era um miúdo muito irrequieto, parecia que tinha formigas no corpo. Quando tinha uns 14/15 anos, no River Plate muitas vezes nem convocado era para os jogos e ia-se abaixo. Então pedia-lhe que me ajudasse no Parque Chas. Durante três anos vinha comigo para o balneário e assistia às palestras. Assim se criou o vínculo mais forte. Ainda hoje me conta as suas coisas, por isso tenho tanto orgulho neste projecto de reabilitar o clube onde ele se lançou como jogador e eu como treinador", remata Gabriel Rodríguez.

No próximo domingo, lá estará o internacional argentino em campo para tentar fazer novamente o gosto ao pé, e os leirienses já devem saber tão bem como todos os restantes que muitos dos festejos de Saviola começam... ao segundo poste.

Cardozo já leva três golos desde que chegou ao Benfica

Saviola marca sempre ao Leiria, Cardozo nem por isso, mas desde que chegou à Luz (2007) já apontou três golos ao União. Na última época, festejou um em cada um dos jogos do campeonato e, antes do "apagão" de 2008/09, já tinha facturado no empate caseiro (2-2) da 22ª jornada do campeonato. Agora, o internacional paraguaio já nem sabe o que é marcar há um mês - o último golo foi ao Olhanense, a 3 de Dezembro - e depois de ter falhado o jogo com o Marítimo, devido ao atraso na chegada a Lisboa (o filho recuperava de gripe A), está de volta para reeditar a dupla com Saviola no ataque. A julgar pela história, um dos dois vai marcar - ou até ambos.

Fonte: O Jogo

publicado por Benfica 73 às 11:20

Janeiro 06 2011

Pablo Aimar continua a ser o único caso clínico do plantel encarnado, já que continua a debater-se com uma mialgia na coxa esquerda. O argentino voltou a não trabalhar com os restantes companheiros na sessão de ontem, efetuando apenas tratamento e trabalho de ginásio mas é recuperável para a partida de domingo com a U. Leiria. O problema físico do camisola 10 não requer cuidados de maior e, em princípio, deverá estar apto para fazer parte dos planos de Jesus para o embate com a equipa leiriense. No entanto, o técnico pode não querer arriscar a utilização do internacional alviceleste já que na próxima quarta-feira os encarnados defrontam o Olhanense, em partida da Taça de Portugal. Atendendo a este facto o técnico pode querer gerir a condição física de El Mago, apesar do campeonato ser o principal objetivo. Recorde-se que a condição física do argentino é sempre gerida com pinças e raramente o jogador, de 31 anos, efetua dois jogos na mesma semana. Em sentido contrário estão Nicolás Gaitán e Ruben Amorim. No treino vespertino de terça-feira, aberto à comunicação social, os dois jogadores tinham ficado apenas pelo ginásio mas ontem já trabalharam sem limitações.

O esquerdino deverá repetir a titularidade no lado canhoto do meio-campo enquanto Amorim discute uma vaga no lado direito da defesa com Maxi Pereira, já que Salvio está numa forma espetacular e é o favorito para alinhar no meio-campo.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 11:14

Janeiro 06 2011

José Luis Fernández só saiu ontem do hotel de cinco estrelas onde está instalado desde domingo para jantar. Durante todo o dia ficou no quarto a aguardar notícias. De preferência boas. Faltavam alguns minutos para as 22h00 quando Paulo Gonçalves, assessor da SAD encarnada, levou o jogador e o seu procurador (Cristián Filippi), num Audi escuro, rumo a um restaurante da capital. Ao quarto dia em Lisboa, o extremo argentino, de 23 anos, continuou sem assinar com o clube da Luz, não porque tenha algum problema - tudo correu bem com os exames médicos -, mas porque Benfica e Racing de Avellaneda tardam em acertar a forma como a transferência será feita e, acima de tudo, paga. Por parte do Benfica, fonte do clube explicou a O JOGO que a oficialização estava pendente de meros "detalhes burocráticos". Pelo Racing de Avellaneda, o vice-presidente do clube, Pablo Podesta, falou-nos de um "depósito monetário" que aguardava que fosse feito, por parte do Benfica, para que o jogador rescindisse com o emblema onde se formou e o negócio ficasse concluído. De qualquer forma, de ambos os lados ficou a garantia de que a contratação de José Luiz Fernández pelos encarnados não estava, nem está, comprometida. "O negócio não está em risco. Podem ficar descansados que se irá fazer. Está quase", disse, a O JOGO, Pablo Podesta. Foi-nos dada a expectativa de que hoje será finalmente o dia... F: o jogador deverá assinar contrato e começar a treinar-se com os companheiros. Jorge Jesus agendou uma sessão de trabalho para as 10h30 no centro de estágio do Seixal, com 15 minutos abertos à comunicação social, o que não tem sido muito habitual esta temporada.

Ainda antes da chegada de Paulo Gonçalves ao hotel e da saída para jantar, O JOGO abordou o baixinho extremo-esquerdo no hall do hotel, enquanto este observava a montra de uma joalharia, onde se encontravam relógios de marca. Um pouco assustado, Fernández não deixou, no entanto, de ser educado e simpático. Apenas explicou que não podia prestar declarações porque ainda não tinha assinado pelo Benfica, nem tão-pouco sabia se já iria treinar esta quinta-feira (hoje).

O jogador não conseguiu disfarçar (nem sequer negar) a ansiedade que aperta pela espera prolongada. Horas antes, Juan Pablo, colaborador do empresário Miguel Pires, que mediou o negócio, já nos tinha adiantado algo acerca do estado de espírito do atacante esquerdino. "Ele já está bastante nervoso por as coisas nunca mais se resolverem", afirmou.

Fernández, que em declarações anteriores não recusou a comparação com Di María, deverá assinar até Junho de 2015. A SAD do Benfica irá dividir o passe do jogador com o empresário iraniano Kia Joorabchian.

Vai ser o mais baixinho dos já baixos argentinos... e do plantel

Não foi preciso olhar para cima para ficar olho no olho com José Luis Fernández. O primeiro (e, ao que tudo indica, único) reforço do Benfica deste Inverno tem apenas 1,68 metros. Ou seja, é mais baixo do que Aimar e Saviola, que eram até agora os elementos mais baixos do plantel. Ou seja, o extremo-esquerdo proveniente do Racing de Avellaneda vai passar a ocupar o último lugar no que toca à estatura dos jogadores do plantel, ficando no lado oposto de Óscar Cardozo, o mais alto, com 1,93 metros. Curiosamente, dos cinco jogadores argentinos já existentes no grupo encarnado, Jara é o mais alto, com 1,79 metros.

Extremo só viu Lisboa... ao jantar

Fernández foi esticar as pernas e ver as montras das lojas do hotel (de cinco estrelas) antes de voltar a subir ao seu quarto e de se preparar para um jantar descontraído, fora da unidade hoteleira.

Fonte: O Jogo

publicado por Benfica 73 às 11:06

Janeiro 06 2011

Histórico do Rio de Janeiro quer formar plantel com experiência para atacar o título. Capitão encaixa no perfil de um clube que quer fazer regressar Juan, Fábio Aurélio e Thiago Neves.
O Flamengo pretende reforçar o plantel com jogadores experientes tendo em vista a conquista do título nacional brasileiro, que fugiu na última temporada, depois da vitória em 2009 (com participação directa de Airton), e Nuno Gomes encaixa no perfil desejado pelos responsáveis do clube carioca, nomeadamente o técnico Vanderlei Luxemburgo.
Em cima da mesa está a possibilidade de o capitão benfiquista poder juntar-se a Ronaldinho Gaúcho, internacional brasileiro de 30 anos que está de saída do Milan e envolvido neste momento num leilão entre vários clubes do Brasil - Flamengo e Grémio de Porto Alegre estão na linha da frente para repatriar o Bola de Ouro de 2005.
Janeiro ou no final da época
O interesse em Nuno Gomes existe mas não é líquido que seja para o imediato, uma vez que o campeonato brasileiro só começa em Maio (ainda não existe uma data definida), justamente o momento em que terminará a liga portuguesa. Mas não é de descartar a possibilidade de o rubro-negro pretender o 21 para agora, tendo em vista o campeonato estadual do Rio de Janeiro (Taça Guanabara no primeiro turno, Taça Rio no segundo), que começa no dia 19 do corrente.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 08:41

Janeiro 06 2011

Antes de ser apresentado como reforço de inverno dos encarnados, José Fernández foi submetido aos habituais testes médicos. E, ao que Record apurou, o esquerdino passou com distinção os exames, que antecedem a oficialização do sul-americano.

A estreia de águia ao peito não deverá, contudo, ser imediata. O jogador contratado ao Racing Avellaneda está sem competir há mais de um mês e tem de recuperar a condição física para que possa estar nas condições mínimas de alinhar. Além disso, vem de um futebol diferente e tem de se adaptar às ideias de Jorge Jesus. Não será, aliás, de estranhar que o técnico aproveite jogos-treino ou outros, como a Liga Centenária, para acelerar a integração do argentino, à semelhança do que aconteceu há um ano com Airton, Éder Luís e Kardec.

Reforço de inverno (é alternativa para a ala esquerda do meio-campo), Fernández poderá vir a ser útil na ponta final da temporada, quando a sobrecarga de jogos produzir efeitos nos elementos mais utilizados.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 08:05

Janeiro 06 2011
publicado por Benfica 73 às 08:02
Tags:

Janeiro 06 2011

Até o grande José Mourinho, enquanto se atrasava nos Natais nevados de Nova Iorque, opinou negativamente sobre a paragem do futebol nacional no fim do ano. É assunto recorrente, não obstante a criação da Taça da Liga, ao jeito de algumas alvitrarias encartadas que gostam de assacar culpas a cartórios de costas largas, em particular ao invertebrado e inimputável movimento associativo.

Passaram cinco anos sobre a redução da 1.ª Liga a 16 clubes, talvez mais do que a economia desportiva nacional comportaria de forma equilibrada e racional, mas nenhum estudo credível desacredita a opção tomada ou aponta de forma definitiva uma melhor solução. Mas nesta altura sempre aparecem saudosistas de uns joguinhos à portuguesa, enquanto seguem deleitados, no quentinho da lareira, horas e horas de futebol intenso, taticamente desastrado, mas plasticamente inimitável, via “tvbox”, o mais aproximado que se pode arranjar, no meio desta crise, das alegrias de um “boxing day” inglês, com baixo custo e alta comodidade.

Airrazoabilidade do futebol português de Natal não é apenas cultural, mas sobretudo económica. Os clubes suportam um problema de tesouraria por um mês inteiro sem atividade, mas evitam com este blackout o prejuízo de terem de montar espetáculos deficitários. As andanças tradicionais das famílias e a falta de motivação para uma atividade que obrigaria milhares a alterarem rotinas seculares são justificações mais que suficientes. Todos os sectores agradecem a paragem, incluindo a comunicação social, que reduz substancialmente a produção, interrompe publicações e serve “enlatados”, com a consciência de que haverá menos venda de jornais e menos audiência para as televisões.

Apresunção de que o país estaria disponível para intensas jornadas ao longo da última semana do ano, como em Inglaterra, reduz-se ao espetro dos clubes grandes e ignora os custos incomportáveis para os outros. Este ano, a Liga experimentou organizar uma jornada da 2.ª Divisão na semana do Natal e conseguiu juntar 7.544 espectadores em oito partidas, menos de mil pessoas em média, apesar de os portugueses “gostarem muito de futebol”.

Em contraste, por estes mesmos dias, foi possível assistir a eventos de multidões nos Estados Unidos, como as fases finais dos campeonatos profissionais e universitários de futebol americano, sobressaindo o chamado “Winter Classic” de hóquei sobre o gelo, que nos dias de Ano Novo leva esta modalidade de volta às suas raízes de ar livre, ou seja, um grande estádio: este ano, foi em Pittsburgh, com 65 mil espectadores no Heinz Field e as maiores audiências da noite televisiva. Imagine-se o absurdo de transpor esta ideia de marketing a um país sem cultura desportiva como o nosso.

Um quadro desportivo de padrões modernos em Portugal vai demorar pelo menos duas ou três gerações a esboçar e meio século a concretizar. Depende da educação desportiva dos portugueses que estão para nascer e de reformas sociais que dependam menos de economistas e de advogados – uma absoluta utopia, embora não mais do que outra construção que é preciso iniciar pelos alicerces e não pelo telhado.

Autor: JOÃO QUERIDO MANHA
Fonte: Record
publicado por Benfica 73 às 01:06

Janeiro 06 2011

O Vitória de Guimarães venceu em Lisboa o Benfica por 76-71 e carimbou a passagem aos quartos-de-final da Taça de Portugal de basquetebol.
Os encarnados começaram melhor a partida e chegaram ao final do primeiro período com dez pontos de vantagem (23-13), mas os minhotos reagiram e ganharam vantagem nos dois parciais seguintes (19-14 e 26-12).
O Benfica ainda tentou chegar à vitória no último período, mas o Guimarães acabou por segurar o triunfo que lhe valeu o apuramento para os quartos-de-final, onde já se encontram Eléctrico Ponte Sor, CAB Madeira, Ginásio, FC Porto, Ovarense e Penafiel.
Paulo Cunha (21 pontos) foi o melhor marcador do V. Guimarães, ao passo que Gregory Jenkins (20) se destacou pelo Benfica.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 00:56

Janeiro 06 2011

O director de comunicação do Benfica, João Gabriel, assegurou que o clube desistiu das negociações por Funes Mori, avançado de 19 anos do River Plate.

«Estamos cansados das viagens. Se o venderem por esse preço [11 milhões de euros], será uma surpresa», disse João Gabriel em declarações ao Clarin.

«O River Plate pede muito dinheiro e as negociações estenderam-se por muito tempo. A realidade é que Funes Mori é um jogador interessante, que nos agrada bastante. Mas a crise está em todo o lado e a Europa não é excepção. O mercado de futebol mudou», prosseguiu o dirigente encarnado, esclarecendo que as negociações decorreram directamente com os responsáveis pelo clube de Buenos Aires.

«Nem sequer chegámos a conversar com os empresários. O Benfica só fala de transferências com o clube que tem os direitos desportivos do jogador. Isso só não aconteceu porque o River sempre pediu mais do que estávamos dispostos a oferecer», atirou.

De acordo com o Clarin, o presidente do River Plate, Daniel Passarella, nunca quis colocar a fasquia abaixo dos 11 milhões de euros, enquanto o Benfica esticou até 8,5 milhões.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 00:45

Janeiro 06 2011

O plantel do Benfica realizou esta quarta-feira, à porta fechada, no Seixal, mais um treino de preparação para o jogo de domingo com o União de Leiria, para o Campeonato.
Pablo Aimar, a recuperar de mialgia na coxa esquerda, é o único elemento entregue ao departamento médico do clube. O médio argentino realizou tratamento e trabalho de ginásio.
Amanhã, quinta-feira, a equipa volta a treinar-se no Seixal a partir das 10,30 horas.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 00:41

Janeiro 06 2011

O antigo avançado Pepa está de regresso ao Benfica, onde irá assumir funções de adjunto do coordenador do futebol de formação do clube.
«Vim para o Benfica muito cedo, tinha 13 anos, e agora voltar a tempo inteiro para ajudar estes jovens é uma sensação muito forte. Vejo isto como uma segunda oportunidade que o Benfica me está a dar. Quero agarrá-la e passar aos jovens tudo o que aprendi de bom. Apesar de ter 30 anos, possuo uma experiência de vida muito rica e estou disponível para ajudar em tudo», afirmou Pepa à Benfica TV.
O antigo jogador do Benfica, que passou ainda pelo Varzim, Paços de Ferreira e Olhanense, confirma que a recepção no Caixa Futebol Campus «foi fantástica». «Há muitas pessoas que se lembram de mim e que têm muito carinho por mim. A integração na estrutura tem sido fácil, porque todos estão a ajudar», acrescentou.
Para Armando Jorge Carneiro, director-geral do centro de formação e treino, a chegada de Pepa «é uma mais-valia para a formação».
«Foi nosso jogador e formado no Benfica. Vai ficar 24 horas por dia disponível no Caixa Futebol Campus e penso que será um grande acréscimo para os miúdos, principalmente para os juniores e juvenis, na sua passagem para o futebol profissional», afirmou Armando Carneiro.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 00:33

BENFICA 73
contador grátis
Janeiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9





subscrever feeds
comentários recentes
Do You Need A Loan To Consolidate Your Debt At 1.0...
Here is a good news for those interested. There is...
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...