Novembro 23 2010

O Benfica derrotou esta terça-feira, na Luz, os suíços do Lugano, por 89-84, na segunda jornada do Grupo C da Eurochallenge. Trata-se do primeiro triunfo dos encarnados na prova, depois do desaire da primeira ronda, na Bulgária, frente ao Lukoil.

A equipa lisboeta protagonizou uma primeira parte sofrível, durante a qual esteve a perder por 14 pontos, mas surgiu transfigurada após o intervalo, graças ao acerto dos norte-americanos Ben Reed e Greg Jenkins, com 22 pontos cada qual.

O Benfica, que na próxima ronda volta a jogar em casa, igualou o Lugano Basket no segundo lugar do grupo, liderado pelo Lukoil Academic, que hoje venceu por 80-72 na Estónia, no pavilhão do "lanterna vermelha" Tartu Rock.

O Lugano Basket manteve sempre o comando do marcador durante a primeira parte do jogo, aumentando a vantagem de quatro pontos (22-18) no fim do período inicial para nove ao intervalo (47-38), beneficiando da apatia dos jogadores encarnados.

Em ambos os parciais a vantagem da equipa suíça, que chegou a situar-se nos 14 pontos (47-33), foi amenizada por lançamentos triplos nos últimos segundos, de Sérgio Ramos e de Ben Reed.

O Benfica surgiu muito mais motivado após o descanso e passou para a frente a meio do terceiro período (57-54) com um lançamento triplo de Sérgio Ramos, mas os suíços, após receberem um parcial de 17-2, mantiveram-se a curta distância, terminando o parcial a perder por apenas um ponto (65-64).

O equilíbrio manteve-se no último período, mas o bicampeão nacional manteve a concentração e conseguiu segurar a vantagem até ao fim, com Ben Reed novamente em destaque, com os últimos cinco pontos - um triplo, a 20 segundos do fim, e dois lances livres, a 10.

Enquanto Reed e Jenkins foram os melhores do Benfica, juntamente com Sérgio Ramos (17 pontos), destaque nos forasteiros para os 28 pontos e 10 ressaltos do norte-americano Mohamed Abukar.

Jogo no Pavilhão no Estádio da Luz, em Lisboa.

Benfica-Lugano Basket, 89-84

Ao intervalo: 38-47

Sob a arbitragem de Haydn Jones (País de Gales), Dragan Neskovic (Sérvia) e Ronny Venis (Bélgica), as equipas alinharam e marcaram:

Benfica: Heshimu Evans (6), Miguel Minhava (6), Ben Reed (22), Greg Jenkins (22) e Francisco Jordão. Jogaram ainda Sérgio Ramos (17), Rodrigo Mascarenhas (4), Elvis vora (2) e Cordell Henry (10).

Lugano Basket: Derek Stockalper (3), Dusan Mladjan (6), Michael Efevberha (16), Mohamed Abukar (28) e Matt Schneiderman (8). Jogaram ainda Sean Finn (16), Edwin Draughan (7) e Byron Sanders.

Marcha do marcador: 8-11 (05 minutos), 18-22 (primeiro período), 31-35 (15), 38-47 (intervalo), 54-55 (25), 65-64 (terceiro período), 71-75 (35) e 89-84 (resultado final).

Primeira jornada (16 de novembro)

Lugano Basket (Suíça)-Tartu Rock (Estónia), 73-61
Lukoil Academic (Bulgária)-BENFICA (Portugal), 92-71

Segunda jornada (23 de novembro)

BENFICA, (Portugal)-Lugano Basket (Suíça), 89-84
Tartu Rock (Estónia)-Lukoil Academic (Bulgária), 72-80

Classificaçãodo Grupo C

1. Lukoil Academic, 4 pontos/ 2 jogos
2. Lugano Basket, 3/2
3. BENFICA, 3/2
4. Tartu Rock, 2/2

Terceira jornada (30 de novembro)

Lugano Basket (Suíça)-Lukoil Academic (Bulgária)
BENFICA (Portugal)-Tartu Rock (Estónia)

Fonte: A Bola / Record

publicado por Benfica 73 às 23:55

Novembro 23 2010

O capitão da equipa de futsal do Benfica reconhece que o título europeu conquistado o ano passado traz responsabilidades acrescidas às águias.

Na antevisão da Ronda de Elite da UEFA Futsal Cup, Pedro Costa admitiu que o Benfica parte para a prova desta ano com uma “responsabilidade acrescida”:

“Temos uma responsabilidade acrescida por sermos o campeão europeu e somos o alvo a abater nesta fase”.

Apesar de reconhecer as dificuldades acrescidas, o capitão encarnado mostrou ambição na defesa do título.

“Vamos fazer tudo para estar novamente na final four, porque esse é um objectivo do clube e o grande objectivo da época. A partir daí tudo é possível”, perspectivou Pedro Costa, realçando ainda que para a deslocação à Sérvia espera “adversários muito fortes a nível técnico e físico”.

Fonte: Sapo Desporto

publicado por Benfica 73 às 23:27

Novembro 23 2010

Depois de no ano passado se ter sagrado campeão europeu de Futsal, o Benfica inicia novo percurso na Europa e o treinador encarnado quer chegar novamente à final four da UEFA Futsal Cup. Na quinta-feira, o Nacional Zagreb é o primeiro adversário.

 

Paulo Fernandes realizou esta segunda-feira a antevisão dos encontros europeus da Ronda de Elite da UEFA Futsal Cup e assumiu que o objectivo da equipa passa por revalidar o título europeu.

Ainda assim, sublinhou que nesta fase “não se pode dizer que haja favoritos”, embora reconheça que as maiores dificuldades no trajecto encarnado podem chegar da Ucrânia, quando o Benfica enfrentar o FC Time Lviv.

“Pela análise que fizemos, acreditamos que os ucranianos podem ser a equipa a criar mais dores de cabeça, até porque é a base da selecção ucraniana. Têm um grande historial e uma grande experiência nestas andanças.”

Paulo Fernandes lembrou que a Ronda de Elite é “curta e intensa” – com três jogos em quatro dias – assumindo que, por isso mesmo, “há que dosear bem os esforços”.

O Benfica desloca-se à Sérvia para jogar esta fase e o técnico não acredita que o ambiente possa condicionar a equipa, lembrando que o Benfica é o campeão europeu:

“Uma equipa que é campeã europeia e cujos jogadores estão habituados aos grandes momentos, quer a nível de clubes quer de selecções, não podem ser afectados por um ambiente hostil.”

Sobre a possibilidade de o Sporting poder acompanhar o Benfica na final four da competição, Paulo Fernandes revelou estar apenas concentrado em que os encarnados atinjam esse objectivo, dizendo, ainda assim, que “seria fantástico para o Futsal português” que também os leões chegassem à final da prova.

Fonte: Sapo Desporto

publicado por Benfica 73 às 23:06

Novembro 23 2010

O Benfica recebe esta quarta-feira o Sp. Horta, em partida da 13.ª jornada do principal campeonato nacional masculino, e David Tavares não antevê facilidades para os encarnados. "É uma equipa que se reforçou bem e que está a fazer um bom campeonato. Venceram-nos na primeira volta em casa e temos muita vontade de jogar contra eles, para darmos uma resposta”, afirmou o ponta direita, em declarações ao site do Benfica.

O Sporting da Horta tem no seu plantel o atual melhor marcador do campeonato - o ucraniano, Yuriy Kostetsky: “É um excelente jogador, que está em Portugal há vários anos, é internacional ucraniano e é a grande referência do Sporting da Horta. Vamos tentar contrariá-lo.”

O encontro realiza-se às 19 horas.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 20:31

Novembro 23 2010

O Hapoel Telavive está arredado da luta pela passagem à próxima ronda da Liga dos Campeões, mas Eli Gutman espera mesmo assim um Estádio Bloomfield lotado para apoiar a turma de Telavive, no encontro da 5.ª jornada do Grupo B da Champions. "Vai ser o último jogo em casa, perante os nossos adeptos, e espero que o estádio esteja lotado. O Benfica joga ao ataque mas nós também sabemos fazê-lo", garantiu o técnico israelita em conferência de imprensa.

Sobre o facto de os encarnados poderem jogar em pressão, Gutman desvaloriza, garantindo que a equipa lisboeta está habituada a este tipo de jogos. "O Benfica nunca está pressionado. É uma equipa que está habituada a estes jogos. Vamos entrar em poupanças porque ainda podemos chegar ao 3.º posto e vamos lutar por isso", frisou.

O técnico da equipa israelita aproveitou ainda para comentar os lances polémicos do jogo da Luz, garantindo que agora tudo será diferente: "Merecíamos um penálti, agora é um jogo diferente, com um árbitro diferente e esperemos que tudo corra bem"

Eli Gutman confirmou ainda que Etey Shechter, uma das estrelas da equipa, deverá estar operacional para o encontro de quarta-feira, agendado para as 19H45 no Estádio Bloomfield.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 17:23

Novembro 23 2010

Na conferência de imprensa desta terça-feira, que antecedeu o encontro do Benfica frente ao Hapoel Telavive, Cardozo revelou "não estar tão bem fisicamente como desejaria". Ainda assim, o avançado garantiu que "apenas sente uma impressão", depois da recuperação da lesão no joelho esquerdo.

O paraguaio, que foi a principal novidade da convocatória para o encontro das águias em Israel, adiantou que está a trabalhar bem para ajudar a equipa:

"Tenho trabalhado com os meus companheiros, tenho feito muito bem o meu trabalho. Se jogar tratarei de fazer o meu melhor. Caso contrário, vou esperar no banco e ver o que posso fazer."

Quando questionado sobre o seu papel no Benfica, Cardozo respondeu:

"Não me sinto uma estrela, os meus companheiros podem fazer o mesmo. Têm mostrado que podem estar na equipa."

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 17:17

Novembro 23 2010

O técnico do Benfica considera que as recentes notícias que apontam para o reforço do plantel na reabertura do mercado de transferências, em Janeiro, não afectam o actual grupo de trabalho.
«Os jornais publicam as notícias que quiserem e sabemos que, por vezes, não são verdadeiras. De qualquer forma, o plantel tem a consciência que essas notícias são da responsabilidade da imprensa e isso não mexe com eles, até porque estão instruídos nesse sentido», disse Jorge Jesus, que falava no decorrer da conferência de imprensa de lançamento do jogo desta quarta-feira, diante do Hapoel Telavive, para a Liga dos Campeões.

Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 13:24

Novembro 23 2010

De regresso à equipa, após dois meses de ausência a recuperar de lesão, o avançado paraguaio garante estar pronto para dar o seu melhor e contribuir para a vitória diante do Hapoel, que considera ser importante para o Benfica poder manter a ambição de qualificar-se para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões.
«Estou pronto para jogar», começou por garantir Takuara na conferência de imprensa de lançamento do jogo desta quarta-feira com o Hapoel, que marca o seu regresso à equipa após dois meses de ausência. Se vai ou não ser titular, «depende do treinador», respondeu, mas diz estar preparado para esperar pela sua «oportunidade de poder ajudar o Benfica».
«Não me sinto uma estrela, pois os meus companheiros têm muita qualidade e trabalharam sempre muito enquanto não pude jogar», atirou Cardozo, não concordando com a ideia de que a sua ausência tenha tido reflexos nos resultados da equipa: «Todos trabalharam muito e fizeram tudo para ganhar e ajudar o Benfica.»
O regresso não poderia ser em palco mais privilegiado, a mais importante competição a nível de clubes na Europa. E Cardozo até marcou naquela que foi a última vitória do Benfica fora de «casa» nesta prova, diante do Shakthar Donetsk: «Lembro-me bem, estava muito frio. Vamos ver o que acontece agora.»
Certa cautela nas palavras de Cardozo, tendo até endereçado elogios ao Hapoel. Porém, também deixou a garantia: «Vamos fazer o nosso trabalho para que possamos ganhar e dar um passo em frente.»

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 12:25

Novembro 23 2010

O técnico do Benfica não tem dúvidas de que as possibilidades de seguir para os oitavos-de-final passam muito pelo jogo desta quarta-feira em Israel. A vitória frente ao Hapoel é fundamental, por isso garante que vai apresentar o esquema de jogo habitual.
É certo que Jorge Jesus teme a primeira meia hora do Hapoel, mas o técnico dos «encarnados» também diz que a sua equipa vai entrar para vencer. «Sabemos que o apuramento passa por este jogo. Esperamos um adversário que vai entrar com ritmo muito alto nos primeiros 30 minutos e cabe-nos contrariar isso», disse na conferência de imprensa de lançamento ao jogo.
Para que o objectivo seja cumprido, Jesus garantiu que vai apresentar «o esquema em que o Benfica joga 90 por cento das vezes». Ainda assim, admitiu estar ainda «indeciso» entre a utilização de Kardec e Cardozo, uma vez que o avançado paraguaio está agora de regresso após dois meses de paragem.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 12:21

Novembro 23 2010

O Benfica treinou-se esta manhã no Bloomfield Stadium, onde amanhã irá defrontar o Hapoel Telavive em jogo a contar para a 5.ª jornada do Grupo B da Liga dos Campeões.

Os 21 jogadores convocados por Jorge Jesus trabalharam às ordens do técnico debaixo de uma temperatura elevada.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 12:13

Novembro 23 2010

O Benfica treina-se esta manhã no estádio Bloomfield, onde vai realizar-se o jogo com o Hapoel Telavive. A equipa encontrou um tempo muito ameno, cerca de 22 graus.
Jorge Jesus levou 21 jogadores para Israel, sendo a utilização de Cardozo uma incógnita.
Pelo que foi possível observar nos 15 minutos abertos à comunicação social, os três guarda-redes começaram à parte, os restantes jogadores em exercícios ligeiros.
O estádio vai estar bem composto amanhã, com cerca de 15 mil espectadores.

 

IMAGENS RELACIONADAS



Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 12:08

Novembro 23 2010

O Benfica regressa a Israel, país onde jogou uma única vez para as competições europeias. A 26 de agosto de 1998, os encarnados perderam (2-4) no reduto do Beitar Jerusalém, num encontro em que os jogadores, conta quem viveu essa experiência, tiveram um comportamento… anormal. Amanhã, as águias esperam que a história seja diferente.

Recuando no tempo, o escocês Graeme Souness, após ter assumido o comando técnico das águias em novembro de 1997, conduziu os lisboetas ao 2.º lugar do campeonato, conquistando o direito de discutir um lugar na fase de grupos da Liga dos Campeões. O nome do adversário (Beitar) criava a ilusão do regresso à ribalta do futebol europeu, quatro épocas depois da última participação.

O encontro da Luz, realizado a 12 de agosto, confirmou o favoritismo das águias: uma goleada por 6-0 permitiu aquelas voarem tranquilas para o Médio Oriente. Contudo, Souness foi bem claro na mensagem que passou na véspera da 2.ª mão da 2.ª pré-eliminatória: “Não admito facilidades.” Parecia que adivinhava uma catástrofe.

Perante 7 mil espectadores, Nuno Gomes, na conversão de penálti, aos 17 minutos, colocou o Benfica em vantagem. O Beitar daria a volta ao jogo e João Pinto ainda marcaria para os portugueses, aos 89 minutos. “Houve exibições que me deixaram desapontado”, disse o técnico escocês. “Os jogadores não cumpriram com o que lhes pedi”, queixou-se, ainda.

No balneário, os jogadores falaram sobre a exibição da equipa. “Houve qualquer coisa que não era muito normal. Não tínhamos reação, o tempo de salto não era o mesmo e, nos duelos individuais, perdíamos todos os lances. Sentíamo-nos cansados. Comentámos que se calhar foi alguma coisa que colocaram na água ou na comida”, sugere Paulo Madeira, de 40 anos, que cometeu o penálti de que resultou o 2.º golo dos israelitas.

Para o antigo defesa-central, o Beitar era um conjunto ao alcance do Benfica. “Eles estiveram ao nível do que tinham estado em Lisboa. Não tinham grande equipa. Aproveitaram um pouco a nossa falta de reação”, realça, frisando: “Aquela ida a Israel foi algo estranha e o jogo atípico, até pela falta de reação dos jogadores.”

O desafio com o Beitar é daqueles que ficam na memória, mas por “razões negativas”. Há 12 anos, a goleada conseguida na 1.ª mão permitiu amortecer o impacte da derrota averbada em Jerusalém. Desta vez, os encarnados esperam reagir perante o 3.º lugar que ocupam no Grupo B para não perderam o comboio dos oitavos-de-final da Champions. “Aposto numa vitória por 2-0”, remata Paulo Madeira.

Fonte:Record

publicado por Benfica 73 às 12:04

Novembro 23 2010

Amigos, companheiros de equipa no Hapoel Beer Sheva e vizinhos de prédio, Ricardo Fernandes e Bernardo Vasconcelos vivem a deslocação dos encarnados a Israel de forma diferente. Um já vestiu as camisolas do FC Porto e do Sporting e pouco mais será do que um mero espectador, o outro, filho do antigo médico do Benfica, de quem herdou o nome, é adepto assumido das águias e, por isso, vai marcar presença no Bloomfield Stadium.

“O Benfica vai ganhar claro”, dispara Bernardo Vasconcelos, de 31 anos, para quem a receita para vencer passa por “marcar primeiro”, considerando que essa será “a grande dificuldade” da equipa de Jorge Jesus. “Se isso acontecer, o jogo torna-se mais fácil, como aconteceu na Luz. Caso contrário pode complicar-se. O Hapoel troca bem a bola e vai apostar no contra-ataque porque tem jogadores muito rápidos na frente. É preciso ter muita atenção com isso. O Hapoel não tem muito a perder, mas é um jogo da Champions e, até por uma questão financeira, vai querer ganhar”, analisa o avançado.

Também Ricardo Fernandes, que já passou pelo futebol cipriota (APOEL, Anorthosis e AEL Limassol) e pela Ucrânia (Metalurg Donetsk) chama a atenção para “um ou outro jogador rápido” que o adversário das águias tem na frente. “Gosto muito do Schechter e penso que é aquele que pode criar mais perigo ao Benfica”, realça, deixando claro, porém, a diferença entre ambas as formações: “Sinceramente não me parece que o Hapoel seja uma equipa que tenha argumentos para o Benfica.”

O médio, de 32 anos, acredita que, apesar de ter muito pouco a ganhar, a formação israelita vai tentar contrariar a equipa da Luz e recorda mesmo o jogo de sábado com o Bnei Sakhin, para o campeonato local, no qual Eli Gutman apostou na gestão de jogadores: “Começaram a perder e acabaram por ganhar 3-1. Aos 60 minutos entraram alguns titulares e a equipa acabou a jogar da forma que deverá fazer com o Benfica. Notou-se que o treinador esteve a poupar atletas para a Champions. De qualquer forma, penso que o Benfica não deve preocupar-se em demasia. Venham é atentos!”

Javi Garcia foi o primeiro a falar do público israelita, que, segundo o espanhol do Benfica, transforma “todos os jogos numa festa” e Bernardo Vasconcelos confirma será esse o ambiente que os encarnados vão encontrar, à imagem do que acontece “na Grécia ou na Turquia”. “Eles vivem muito o jogo, há muita gritaria durante os desafios. Vai ser quente de certeza”, afirma.

Certeza partilhada por Ricardo Fernandes, embora o médio entenda que essa questão “não será um problema.” “O Benfica é muito superior a isso”, refere o jogador, para quem o potencial regresso de Cardozo ao onze de Jesus é uma mais-valia: “Um jogador como ele faz sempre falta, até pelos golos que marca.”

Longe de Lisboa, onde nasceu, Bernardo Vasconcelos continua a torcer pela formação da Luz – chegou a jogar no Benfica B – e segue sempre que pode o campeonato português, mas fica-se por aqui a ligação ao nosso país. “Há muito tempo que não penso em regressar. Nunca estive num clube de topo em Portugal e sei que nunca me vão dar as condições que tenho, neste momento, no estrangeiro”, desabafa o atacante, que já representou, entre outros, o Alverca, o Estoril, a U. Leiria, bem com os cipriotas Omonia Nicósia, o APOP e o AEP Paphos.

Nesta convicção é, aliás, seguido por Ricardo Fernandes que vai andar “por fora, mais dois ou três anos”, onde pretende terminar uma carreira que teve como ponto alto a conquista da Liga dos Campeões pelo FC Porto de José Mourinho na temporada 2004/05.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 11:56

Novembro 23 2010

O negócio Funes Mori atravessa fase decisiva, o que provoca um inevitável nervoso miudinho no jovem jogador de 19 anos. «Tenho procurado concentrar-me no River Plate e deixei a discussão do meu futuro nas mãos dos meus empresários, mas admito que estou um pouco ansioso...», reconheceu o atacante argentino em conversa com A BOLA.
Funes Mori não consegue ficar indiferente ao assédio das águias e à iminência de atravessar o Atlântico. «Claro que o interesse do Benfica me deixa muito contente porque o meu sonho é jogar na Europa e o Benfica é um dos maiores clubes da Europa e do Mundo.»
É mais Cardozo do que Saviola
O jovem prodígio, descoberto num reality show de futebol nos Estados Unidos, Sueño MLS, em 2008, sabe que se rumar à Luz vai encontrar vários compatriotas.
«Conheço-os a todos, claro. Saviola e Aimar sobretudo, pois são os mais consagrados», sublinhou. Então e Óscar Cardozo, o paraguaio que já brilhou no futebol argentino, ao serviço do Newell´s?
«Claro que sei quem é!», atirou prontamente, esclarecendo até, para quem não o conhece bem, que tem um estilo mais próximo de Cardozo do que de Saviola. «A finalização é o meu forte, embora também trabalhe muito para a equipa. Podia aprender muito com Cardozo e Saviola.»
Funes Mori lembra que ainda é «muito jovem», pelo que a eventual mudança para a Luz seria um «passo muito importante» e «bom para crescer».
Reunião decisiva por horas
É o empresário Kia Joorabchian quem está a tentar comprar o passe de Funes Mori, para depois o colocar no Benfica (como fez com Ramires). Ou seja, as águias nesta fase estão também na expectativa, pois não têm influência directa no negócio. A primeira proposta (5,5 milhões de euros) foi recusada e hoje ou amanhã segue-se novo encontro, com a oferta a subir até aos oito milhões.
Daniel Passarella, presidente do River, começou por pedir 15 milhões mas já terá baixado a fasquia até aos 12, segundo a imprensa argentina. O acordo pode ser alcançado algures nos 10 milhões, até porque o clube argentino atravessa grave crise financeira e o jogador não tem sido titular.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 08:16

Novembro 23 2010
publicado por Benfica 73 às 06:21
Tags:

Novembro 23 2010

A equipa do Benfica já chegou ao hotel Hilton, em Telavive, mas a entrada em Israel sofreu um ligeiro contratempo.
A comitiva teve de esperar cerca de 15 minutos no autocarro por Carlos Martins, que ficou retido no controlo de passaportes.
Foi necessária a intervenção de Lourenço Pereira Coelho, assessor da SAD encarnada, para desbloquear o problema.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 00:26

Novembro 23 2010

 

publicado por Benfica 73 às 00:19

Novembro 23 2010

Em fim-de-semana de Taça e com o Benfica-Sp. Braga adiado, dedico estas linhas à reflexão. Haverá quem lhe chame “bater no ceguinho”, “malhar no morto” ou expressões semelhantes. Mas as vacas gordas de quarta-feira passada, como disse e bem Paulo Bento, só dão “prestígio”.

É extraordinário a diferença entre a Selecção que enfrentou a Espanha no Mundial, em Junho, e a que se apresentou na Luz para, juntamente com os campeões da Europa e do Mundo, promover a candidatura Ibérica à competição maior do futebol de nações. Não há volta a dar: Carlos Queiroz deu cabo disto. Sempre afirmei o meu desgosto profundo por ter o professor à frente da Selecção. E tinha razão. Preferia não ter. Preferia não ouvir o CR/ e companheiros a dizer nas entrelinhas “andaram a tramar-nos”. Mas é importante mantermos na memória os últimos dois anos do nosso futebol. Pelo seguinte: os convocados por Paulo Bento são sensivelmente os mesmos, com Carlos Martins, Moutinho, Nani e Pepe recuperados; a estrutura federativa – mal, muito mal – é a mesma. Os resultados, as relações de trabalho e o salário do seleccionador é que são outros. Um treinador que não é doutorado senão na sua tranquilidade própria, que saiu do SCP com o clube em baixa mas que desconhece a soberba vaidosa e fala para interlocutores de qualquer altura. Que não segrega à mesa de jantar, estrelas das chuteiras para um lado e roupeiros para outro. E que tinha dois jogos de qualificação para ganhar e uma candidatura para promover – ganhou os três.

Mas a estrada ainda está cheia de buracos. Serão muitos meses sem jogar e a mesma urgência desgraçada em ganhar todos os jogos de sempre. Mas mesmo sem bandeiras à janela, quarta-feira as quinas regressaram à bandeira verde e rubra.

Autor: MARTA REBELO
publicado por Benfica 73 às 00:10

Novembro 23 2010

A operação para a contratação de Rogelio Funes Mori pode ficar com custos substancialmente baixos para o Benfica. Ao que Record apurou, o empresário Kia Joorabchian pretende adquirir o jogador por um valor nunca superior a 8 milhões de euros e colocá-lo a “rodar” no clube da Luz, sem qualquer venda da percentagem do passe que será adquirida pelo empresário anglo-iraniano na sua totalidade.

Desta forma, a operação em torno da jovem pérola do River Plate pode ser diferente daquela que assegurou a contratação de Ramires no início da temporada passada, fase em que Luís Filipe Vieira fez questão de ficar com uma percentagem do passe do internacional canarinho, embora com o compromisso de vender metade ao final da primeira época de águia ao peito por um valor previamente estipulado.

Com a aquisição de Funes Mori, o Benfica ficará apenas com o encargo financeiro relativo aos salários do atleta, com valores perfeitamente comportáveis para aquilo que a SAD benfiquista pratica atualmente. A possibilidade mais forte neste momento é a de Kia Joorabchian continuar como único detentor do passe do jogador, à semelhança do que já fez com Carlos Tévez e Javier Mascherano, quando os dois argentinos saíram do Corinthians rumo ao West Ham, em Inglaterra.

Proveitos encarnados

No caso de conseguir ganhar a corrida por Funes Mori, as águias também têm vários dividendos a tirar de toda a operação. Em primeira instância, o usufruto desportivo de um dos pontas-de-lança mais cobiçados do futebol mundial. Tal como o nosso jornal já noticiou, o jovem avançado argentino nunca ficará na Luz por um período inferior a época e meia, podendo em seguida dar o “salto” para um clube com maior poderio económico numa transferência que, previsivelmente, nunca será negociada abaixo dos 20 milhões de euros, tendo em conta as previsões das partes envolvidas no negócio.

Para além do rendimento desportivo de Funes Mori, o Benfica poderá vir a ficar com uma percentagem das mais-valias numa eventual transferência. Na prática, os responsáveis encarnados ficarão sempre com uma percentagem (que poderá atingir os 30%) da verba que o jogador for negociado acima dos 8 milhões de euros pelo que foi contratado.

Esta é uma das possibilidades de negócio em cima da mesa, o que não invalida que Luís Filipe Vieira entenda ser um bom investimento para uma verba considerável na aquisição do passe do jogador, tal como sucedeu com Ramires, alargando assim a possível margem de lucro com a aquisição de Funes Mori.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 00:07

BENFICA 73
contador grátis
Novembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9





subscrever feeds
comentários recentes
Do You Need A Loan To Consolidate Your Debt At 1.0...
Here is a good news for those interested. There is...
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...