Novembro 17 2010

O avançado paraguaio recebeu «luz verde» do departamento médico e já integrou trabalhou esta quarta-feira sem quaisquer limitações. Cardozo, que está afastado dos relvados desde 29 de Setembro, volta assim a estar à disposição de Jorge Jesus.

Takuara esteve a contas com entorse no joelho esquerdo, com lesão no ligamento lateral interno, na derrota dos «encarnados» na Alemanha, frente ao Schalke 04, para a Liga dos Campeões. Agora, sete semanas depois, o avançado é dado como clinicamente apto e torna-se assim opção para Jorge Jesus para o próximo compromisso dos «encarnados», agendado para o próximo dia 24, também para a Liga dos Campeões, diante do Hapoel, em Telavive.

As «boas novas» não se resumem a Cardozo, uma vez que o brasileiro Kardec, que se lesionou (traumatismo e entorse na tibiotársica esquerda) na partida do passado domingo frente à Naval, também já se treinou livremente.

Em sentido inverso, Airton fez tratamento a uma mialgia na coxa direita e o avançado Weldon treinou condicionado devido a contusão no joelho direito, juntando-se assim a Fábio Coentrão (tratamento e trabalho de ginásio a uma entorse no joelho direito) e Javi García (efectuou tratamento e trabalho individual de campo devido a traumatismo na perna direita) na lista de «clientes» do departamento médico.

Ausentes dos trabalhos voltaram a estar também os «internacionais» Carlos Martins (Portugal), Maxi Pereira (Uruguai), Nicolas Gaitán (Argentina) e David Luiz (Brasil), pelo que Jorge Jesus voltou a chamar três juniores aos trabalhos: Bernardo Lopes, Jean Silva e Luís Martins.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 19:44

Novembro 17 2010

Se todos pararmos um minutinho que seja, julgo que ficaremos fortemente habilitados a responder à pergunta: a quem interessa a guerra de palavras entre as direcções do Vitória de Guimarães e do Sporting de Braga? A ninguém, claro. Parece óbvio que, tudo somados, mesmo com eventuais deslizes pontuais de João Ferreira, os vitorianos têm mais razões de queixa da arbitragem do que os arsenalistas. E esse desequilíbrio passa sobretudo pelo golo validado quando é visível nas imagens que Alan se coloca – e está parado – em posição de off-side quando o livre é batido. Depois, sempre com o mesmo protagonista, eventualmente nervoso por causa do regresso a uma casa que já foi sua, a expulsão não oferece dúvidas: é agressão, pura e simples, intencional, transparente. Daqui para a frente é tudo excesso.

Antes de mais nada e acima de tudo da parte de António Salvador, um presidente que não se estreia em manifestações de mau perder. A exigência de explicações por parte de Vítor Pereira é tão ridícula como aquela que foi protagonizada, no mesmo estádio, por André Villas-Boas. Com uma diferença: o técnico portista assumiu um raríssimo “meã culpa” enquanto o presidente bracarense decidiu partir para um bate-boca desnecessário e incendiário com o seu homólogo de Guimarães. Atarefam-se a descobrir lances duvidosos para dessas dúvidas partirem rumo às certezas. Insisto: ninguém fica a ganhar com uma “guerra civil” minhota. O Vitória sabe que, subindo ao pódio, passa a ser um alvo a abater por todos, dos poderosos aos que lutam pela sobrevivência. Já o Braga faria melhor em preocupar-se com a continuidade europeia e com um qualquer arrepio de caminho a nível interno. Seria impensável imaginar o vice-campeão da época passada afundado na segunda metade da tabela – é décimo à 11.ª jornada – e atrás de clubes de orçamento bem mais modesto (Nacional, Beira-Mar, Olhanense, União de Leiria e Académica). O que parece ser suficiente para Domingos perder não só a paciência como a atitude de cavalheiro, que lhe assenta muito melhor.

Jorge Jesus parece hoje um homem mais nervoso, mesmo quando ganha. Esperava-se do treinador uma palavra especial para o seu capitão, não só por marcar um golo ao fim de três minutos como pelo significado especial – a dedicatória ao pai – que todos presenciaram. Aquele “eu é que sei”, digno de um acossado, caiu tão mal como a entrada em campo de César Peixoto – ambos eram escusados.

Já agora, fica uma dúvida: em tempo de amigável e com Liedson de baixa, não teria sido este o momento de uma convocatória de João Tomás? Marcou 7 dos 11 golos do Rio Ave, é o melhor português entre os goleadores, continua a mostrar “fome de bola”. Não poderia ter sido premiado?

Autor: João Gobern

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 16:54

Novembro 17 2010

NUNO RIBEIRO acabara de entrar para jogar os últimos minutos do Benfica – Naval. Quis o destino (e a sua capacidade) que marcasse o 4.º golo encarnado e o 200.º da Liga. Seguiu-se um momento humanamente muito rico e denso que escasseia no futebol. O jogador emocionado olha para os céus iluminados pela Luz (no duplo sentido) e reencontra-se com o seu Pai num misto de sentimentos que os seus olhos lacrimejantes expressaram: gratidão, ternura e felicidade. Mas ao mesmo tempo, com a dor da saudade e toda a carga emotiva do que ela significa: a presença da ausência.

Também fiquei enternecido e feliz. Emocionado, mesmo. Escrevi Nuno Ribeiro, seu nome de família e não Nuno Gomes, seu nome futebolístico. Porque naquele momento foi mais o primeiro que o segundo. Ou melhor dizendo, os dois, numa simbiose perfeita entre o filho e o profissional. Entre o homem atleta e o atleta homem.

Nuno Gomes é merecedor do reconhecimento dos benfiquistas. Vai na sua 11.ª época, dignificando a camisola encarnada, coisa rara onde a norma é os clubes serem placas giratórias monetárias pouco dadas a afeiçoes de coração.

Nuno Gomes está perto de terminar uma carreira imaculada. No fim, descontadas as nossas (e dele) naturais lamúrias por um qualquer golo falhado, fica o profissional exemplar, dedicado, persistente, eficiente, simples, com sentido ético. A ele devem os benfiquistas momentos de exultação e de magia.

Nuno Gomes merece estar entre os grandes atletas que viveram no Benfica e pelo Benfica. Não se limitaram a passar por ele, qual cometa fugidio. Tem sido uma estrela que simboliza o melhor do Benfica. Pela minha parte, o meu obrigado ao Nuno Gomes e sentido abraço ao Nuno Miguel Ribeiro!

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 16:17

Novembro 17 2010

O avançado angolano do Sport Lisboa e Benfica, Pedro Mantorras, fez uma visita de solidariedade ao Hospital de Santarém na terça-feira, dia 16 de Novembro. Inicialmente a visita era só à ala pediátrica da unidade hospitalar, mas o número nove “encarnado” fez questão de alargar a visita às restantes áreas.

“É sempre bonito ver o reconhecimento das crianças pelo que fizemos. É a grandeza do nosso Clube que é o Benfica”, afirmou o jogador à Benfica TV no final da visita. Foi um dia especial particularmente para as crianças, uma vez que tiveram a oportunidade de fazer algumas perguntas ao avançado angolano.

Entre as várias respostas, Pedro Mantorras revelou o desafio mais importante que realizou com a camisola “encarnada”. “Todos os jogos são especiais no Benfica, mas o jogo que mais me marcou foi contra o Boavista, isto depois de estar dois anos parado. Voltei e marquei um golo”, disse.

Mantorras considerou-se ainda um privilegiado por ter representado o Benfica na sua carreira. “Jogar no Benfica não é fácil. Só vencem os melhores e jogam os melhores. Só os grandes jogadores é que vão conseguindo vestir a camisola do Benfica, como eu consegui”, reforçou.

Mantorras destacou também os títulos conquistados ao serviço do Benfica, ainda que tenha existido outro que desempenhou um papel fulcral na sua vida: “Fui considerado o melhor jogador jovem de África e esse foi o prémio mais importante da minha carreira.”

Fonte: SLB

publicado por Benfica 73 às 16:02

Novembro 17 2010

Patric não encheu o olho na curta passagem no Benfica na pré-época de 2009/10. Chegou como promessa para a lateral-direita, mas Jorge Jesus despachou-o num instante. Esteve emprestado ao Cruzeiro e agora brilha no Avaí, onde é titular indiscutível. E até marca golos espectaculares.

Está emprestado pelo Benfica até Dezembro. Já sabe como vai ser a sua vida?

O Avaí quer renovar o empréstimo, mas ainda não sei. O Benfica ficou de dar uma resposta na próxima semana.

Qual é a sua vontade?

Tive só três meses no Benfica, não me adaptei muito bem, esperava mais oportunidades. E agora sonho em regressar para ter nova chance. Na verdade, peço todos os dias a Deus para que possa jogar pelo menos uma época no Benfica, para poder mostrar o meu valor.

Como foram esses três meses com Jorge Jesus?

Ele cobrava muito, dizia que eu não fazia bem a marcação ao adversário. E eu também não sentia muita confiança. Mas já melhorei muito e ainda tenho muito a aprender com ele.

Foi, então, por causa das suas dificuldades em marcar o adversário que não ficou?

Foi onde mais errei. Jorge Jesus fez de Fábio Coentrão um dos melhores defesas-esquerdos e eu também quero que ele faça de mim um excelente lateral.

Não achou Jorge Jesus demasiado severo?

Acredito que ele quer sempre tirar o melhor do atleta. Pode demorar um pouco até o jogador entender o que ele pretende. No início, não entendi o que ele me pedia, mas hoje sinto-me preparado. Gostei muito do seu trabalho.

Acredita que as coisas podem ser diferentes?

Pequei há um ano, mas tive uma boa evolução e rezo para que ele me esteja a ver.

O que melhorou?

O meu poder de marcação e também saber prever as jogadas para me poder antecipar e jogar com precisão.

Deixou-se intimidar pela "grandeza do clube"

Patric quis deixar bem claro, na entrevista que deu a O JOGO, que não teve "quaisquer problemas com as pessoas do Benfica". O lateral admitiu, contudo, que a grandeza do Benfica o terá intimidado um pouco, afectando a sua prestação. "O Benfica é um clube imensamente grande, acho que isso também me deu medo de mostrar o meu futebol", declarou. "Todos me trataram muito bem. A minha mulher chorou muito quando tivemos de vir embora, pois estávamos a adorar."

Como Valdo ou Léo no museu do clube

Patric foi o primeiro reforço garantido pelo Benfica para a época 2009/10, mas o internacional sub-20 acabou por não alinhar em qualquer partida oficial com a camisola da águia, tendo sido emprestado ao Cruzeiro logo em Setembro. Adquirido ao São Caetano por 1,8 milhões de euros, o lateral-direito, de 21 anos, assinou contrato com o Benfica até 2014. O jogador tenciona cumprir a totalidade do vínculo. Patric deseja até mais que isso: "Quero ser como Valdo e fazer história no clube", disse a O JOGO. "Como Valdo ou como Léo, que também teve muito sucesso aí. Quero ficar muitos anos no Benfica, porque é daqueles clubes para se jogar uma vida", acrescentou o lateral-direito.

À espera de ser chamado para "festejar o título"

Patric não se deixou desarmar. Quando lhe perguntámos se acompanhava o percurso do Benfica, disparou logo: "Então, está em segundo lugar, atrás do FC Porto, com uns 21 pontos. É isso?" O lateral-direito não chegou a ter direito de festejar o título nacional a época passada, pois não jogou qualquer partida oficial, mas tem-se mantido actualizado e assiste aos jogos sempre que pode. "Mudaram algumas peças relativamente à temporada anterior, mas acredito que as coisas virão a seu tempo, tudo precisa do seu trabalho, e o Benfica pode ainda passar o FC Porto e ser campeão outra vez. Acredito mesmo nisso", comentou.

O lateral-direito emprestado ao Avaí deseja poder ainda contribuir na luta pela renovação do título. Patric quer regressar ao Benfica já em Janeiro. "Espero ainda poder jogar de encarnado e festejar com os colegas, no final da época, a conquista de mais um campeonato", disse o jogador formado no Criciúma, no estado de Santa Catarina. Apesar de já ter regressado ao Brasil há mais de um ano, Patric ainda mantém contacto com alguns dos seus colegas na Luz: "Ainda o outro dia liguei ao David Luiz para lhe dar os parabéns por ter sido chamado à selecção do Brasil", comentou.

"O golo mais bonito da minha carreira"

Foi o golo mais rápido do Brasileirão até ao momento, apenas com 15 segundos decorridos, e também o mais espectacular da ainda curta carreira de Patric, de 21 anos. "O telefone ainda não parou. Toda a gente está a ligar-me para dar os parabéns", desabafou o lateral-direito a JOGO, dois dias depois do Avaí se ter superiorizado ao Internacional de Porto Alegre por 3-2, na 35ª ronda do Brasileirão. Após o apito inicial, o Internacional fez um passe errado e o Avaí saiu para o ataque, com Patric a arrancar pela direita, em sucessivas combinações até, à entrada da área, ter rematado de trivela, com o pé direito. Ainda fez uma assistência para golo. "Foi o meu quarto golo desta época e o mais bonito da minha carreira", sustentou.

Fonte: O Jogo

publicado por Benfica 73 às 12:07

Novembro 17 2010

Entra Funes Mori, sai Cardozo. É esta a pretensão da SAD, e Luís Filipe Vieira está a envidar esforços para concretizar o projecto, que, claro está, conta com o aval de Jorge Jesus. Além de ser um goleador e de actuar bem dentro da área, Mori também é tecnicamente muito evoluído, e isso permite-lhe recuar ligeiramente no terreno para dar outra dinâmica ao futebol atacante da equipa, algo que o treinador encarnado pretende há muito tempo e que, do seu ponto de vista, o Tacuara não consegue dar - independentemente de agora Jesus surgir a lamentar a longa ausência do camisola 7. Portanto, é certo que, caso surja uma boa proposta, o internacional paraguaio dirá adeus ao Benfica (em Janeiro ou no fim da época), iniciando um novo percurso noutro clube, aliás como fez questão de sublinhar que era seu desejo. A administração da SAD entende que a "troca" seria um bom negócio, uma vez que a venda de Cardozo será sempre por valores muito superiores aos da aquisição de Mori.

Na última semana, através do empresário Miguel Pires, a SAD fez a primeira aproximação ao atacante argentino apresentando uma proposta ao River Plate no valor de seis milhões de euros. No entanto, esbarrou na intransigência de Daniel Passarella, presidente do River, que considera Mori um dos elementos mais fortes do conjunto e, ao mesmo tempo, um dos jogadores que maior retorno pode proporcionar ao clube a curto prazo. O emblema de Buenos Aires pediu 15 milhões de euros ao clube da Luz, valor considerado demasiado elevado pelo elenco liderado por Luís Filipe Vieira.

O Benfica já percebeu que não será fácil contratá-lo, mas, segundo O JOGO apurou, não irá atirar a toalha ao chão e já tem um plano B para tentar adquirir o atacante. Em cima da mesa está uma parceria com o empresário iraniano Kia Joorabchian - o mesmo que ajudou a contratar Ramires, exercendo depois pressão para que ele seguisse para Inglaterra (Chelsea) - para levar o processo a bom porto. Kia conhece bem o mercado argentino, é um apreciador das qualidades de Funes Mori e vê no Benfica um excelente impulsionador para o arranque do avançado na Europa.

Para a SAD, o ideal seria a contratação de Mori no imediato, entrando em acção já a partir de Janeiro. Além de ajudar a equipa nos últimos meses, dava os primeiros passos da sua integração na cidade e no clube.

Lisandro em potência

Funes Mori é nesta altura um dos jogadores mais cotados do campeonato argentino, sendo mesmo comparado a Lisandro, que fez carreira e, com êxito, no FC Porto, seguindo depois para os franceses do Lyon. Mori tem 1,85 m, é rápido a executar, tem bom jogo de cabeça, é eficaz no remate, jogando bem dentro e fora da área. Além disso, actua com alma e muita determinação, disputando cada lance de um desafio como se fosse o último, um pouco à imagem de Lisandro, que conquistou os adeptos do FC Porto e, agora, do Lyon pela garra e combatividade com que se entrega ao jogo.

Mourinho e Guardiola estão muito atentos à jovem estrela das Pampas

Funes Mori tem uma extensa lista de interessados na sua contratação. Além do Benfica, o jovem (19 anos) atacante é seguido atentamente por Real Madrid, Barcelona, Saragoça e AC Milan.

Até ao momento, o emblema português é o que mais pressão está a colocar no River Plate para deixar sair o jogador, mas é óbvio que se José Mourinho ou Guardiola insistirem muito.... Funes Mori irá parar à liga espanhola. O River Plate atravessa um momento delicado, está a precisar de injectar dinheiro nos seus cofres e certamente não irá resistir muito mais tempo...

Fonte: O Jogo

publicado por Benfica 73 às 11:52

Novembro 17 2010

O nome do internacional brasileiro David Luiz, do Benfica, estará na linha da frente para reforçar o Chelsea já no mercado de Inverno, segundo revela a imprensa inglesa.

De acordo com o Daily Mirror o Chelsea enfrenta uma onda de lesões no eixo da defesa, com o brasileiro Alex a parar cerca de oito semanas e o «capitão» John Terry com uma lesão crónica e sem data de recuperação.

Perante esta situação, o clube inglês pretende apostar na contratação de um defesa-central e o nome de David Luiz é uma forte hipótese. Para garantir o internacional brasileiro o Chelsea estará pronto para oferecer cerca 29,5 milhões de euros.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 11:15

Novembro 17 2010

Uma iniciativa da Liga de futebol, As Lições de Gestão de Ferran Soriano, ex-vice-presidente do Barcelona, reuniu, ontem, em Lisboa, representantes de clubes e de outros sectores ligados ao futebol.

Os presidentes de Benfica e Sporting, Luís Filipe Vieira e José Eduardo Bettencourt, respectivamente, deram nas vistas ao chegarem juntos à palestra do gestor espanhol, ladeados pelo presidente da Controlinveste, Joaquim Oliveira, e do líder do Marítimo, Carlos Pereira. Mais tarde chegariam o agente FIFA Jorge Mendes e também o presidente da Comissão de Arbitragem da Liga, Vítor Pereira. Sem qualquer representante máximo do FC Porto, Vieira e Bettencourt não se largaram, formando um muro intransponível.

A todos, Ferran Soriano passou a experiência como responsável pela recuperação financeira do Barcelona que depois levou à conquista da Champions de 2005/2006 e ainda de 2008/2009. Sabendo-se que o FC Porto foi uma das referências do clube blaugrana à época, o gestor admitiu «admiração» por clubes portugueses devido aos «resultados económicos e desportivos substanciais». Advertiu, porém, que já lá vai o tempo de «investimentos loucos» fruto do amor dos dirigentes aos clubes.

O tema das equipas pequenas foi abordado pelo presidente da Liga, Fernando Gomes, a propósito do Beira-Mar. Expressou confiança na actual Direcção para ultrapassar «situações derivadas do passado», face às «provas de contenção» dadas até agora.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 11:07

Novembro 17 2010

Podia ser perfeitamente o programa das novas oportunidades mas adaptado à realidade futebolísticas. Os encarnados já preparam a próxima temporada e têm uma filosofia bem definida para reforço do plantel, baseada numa prioridade: jogadores a custo zero mas com qualidade e que possam ser mais-valias num futuro próximo. Esta estratégia não está obviamente separada da crise mundial e que levou mesmo Luís Filipe Vieira a anunciar alguma contenção nas finanças do clube.

Depois do investimento realizado na época passada em atletas como Gaitán, Roberto ou Jara, as águias procuram, agora, soluções que não façam sair um único euro dos cofres da SAD e que, simultaneamente, abasteçam a equipa com outras armas. Entrar em grandes loucuras financeiras é quase proibitivo e, por isso, os responsáveis encarnados procuram jogadores livres. Há vários atletas nos campeonatos europeus que terminam contrato no final da época, pelo que podem ficar comprometidos com outro clube na reabertura da janela de transferências, já em janeiro.

Os encarnados estão atentos a todas as hipóteses e é neste cenário que surge o nome do extremo do Barcelona, Nolito. Tal como Record noticiou atempadamente, as águias têm o espanhol, de 24 anos, debaixo de olho e podem resgatá-lo para a próxima época, já que o jogador termina a sua ligação com os blaugrana em junho de 2011.

Apesar das boas indicações que tem dado sempre que é chamado por Pep Guardiola à equipa principal, Nolito nunca se conseguiu impor no Barça, até porque a concorrência é forte e procura dar outro rumo à carreira.

Sabendo do potencial do jogador, são vários os emblemas que mostraram interesse nos seus serviços. O Benfica está bem colocado e pode avançar para uma tentativa de acordo já no próximo mês de janeiro, mas que só entraria em vigor no verão de 2011.

Alvos. Os encarnados definiram esta política para a próxima época, mas não é de excluir que existam algumas investidas no exterior já em janeiro. Jesus definiu algumas posições que gostaria de ver reforçadas, nomeadamente a de lateral-esquerdo, e à Luz poderão chegar caras novas.

Como o nosso jornal adiantou, Strinic e Monreal estão referenciados (este último subiu a cotação e acaba por ser um sonho adiado), mas a melhor solução em termos financeiros é Bruno Teles, lateral do V. Guimarães, que tem dado nas vistas neste início de campeonato.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 10:53

Novembro 17 2010

Jorge Jesus pode dormir descansado. Fábio Coentrão, Javi García, Alan Kardec e Oscar Cardozo entram nos planos do técnico encarnado para o encontro da Liga dos Campeões, em Telavive. A menos que surja algum percalço, aquele quarteto estará apto a alinhar num jogo determinante tendo em vista o apuramento para os oitavos-de-final da competição. Dos referidos jogadores, apenas Cardozo esteve no relvado ontem à tarde, treinando-se sem limitações.

Vamos por partes. Dispensado da Seleção, após ter alinhado os 90 minutos diante da Naval, Coentrão tem uma entorse no joelho esquerdo. Ontem, o lateral/extremo esquerdo esteve em tratamento e exercitou-se no ginásio.

Javi García, por seu turno, falhou a receção aos figueirenses, por causa de um traumatismo na perna direita. De acordo com a folha de presenças, o médio espanhol foi submetido a tratamento e trabalho individual de campo. Mas, no treino da tarde (de manhã os encarnados treinaram-se à porta fechada), nem sequer mostrou a cara no relvado principal do centro de estágio do Seixal.

Finalmente, Kardec viu confirmada a entorse na tibiotársica esquerda (também tem um traumatismo), lesão que o obrigou a ser substituído na partida de domingo. O atacante brasileiro esteve em tratamento e, por isso, não subiu ao relvado. No entanto, os encarnados acreditam na recuperação de Kardec, à semelhança do que acontece com Cardozo, Javi e Coentrão.

Contratempos. O treino vespertino de ontem ficou marcado pelos abandonos prematuros de Weldon e Airton. A sessão mal havia começado, ainda o grupo corria em redor do relvado, aquecendo num final de tarde frio, quando o avançado se juntou ao médico Bento Leitão, queixando-se da perna direita. Jesus acompanhou a conversa. O avançado voltaria a integrar o pelotão, mas por breves instantes, já que acabaria por abandonar o relvado. Já na parte final da sessão, foi Airton quem saiu mais cedo depois de uma disputa de bola com Zoro. O médio foi assistido (ligaram-lhe a perna direita) e deixou o relvado.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 10:45

Novembro 17 2010

Sergio Asenjo, guarda-redes de 21 anos do Atlético Madrid, adiantou ontem que o Benfica até o contactou na temporada passada, embora o negócio não tenha chegado a bom porto.

“Existiam reuniões com o clube [Benfica], mas nada mais houve além disso. Estou muito feliz no Atlético e ainda falta bastante tempo para o mercado de inverno”, assinalou o guardião, naquela que foi a sua primeira conferência de imprensa desde que há seis meses se lesionou no ligamento cruzado de um joelho, em Gijón.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 10:10

Novembro 17 2010

Thiago Silva deixou ontem grandes elogios a David Luiz, companheiro de sector na seleção brasileira.

“O nosso primeiro contacto foi muito bom. Achei o David uma pessoa dedicada, concentrada no trabalho e praticamente entendemo-nos só a conversar”, revelou o central do AC Milan.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 09:49

Novembro 17 2010

Adiamento do jogo com o SC Braga permite tempo para as recuperações de Coentrão, Kardec e Javi García. Além de maior tempo de repouso aos jogadores que estão nas selecções Pensamento exclusivo na Champions.

Lá diz o ditado que «há males que vêm por bem» e o Benfica de Jorge Jesus bem pode estar grato à cimeira que este fim-de-semana vai provocar vários condicionalismos em Lisboa e que impede os encarnados de receberem o SC Braga para a Taça de Portugal. Os encarnados têm vários jogadores em recuperação de lesões, outros que efectuam viagens longas durante a semana, para participar nos compromissos das selecções, e o próprio Benfica tem também uma deslocação longa para defrontar o Hapoel Telavive num jogo que pode ser decisivo na Champions.

Soma-se, ainda, a fase final da recuperação de Óscar Cardozo, que ontem voltou a treinar-se integrado com os restantes companheiros (ver pag. 9) e que mediante a resposta que der nos próximos dias, principalmente em termos físicos, pode já constituir opção para o confronto com os israelitas.

Se por um lado os adeptos ficaram privados de assitir à exibição dos seus craques no fim-de-semana, Jorge Jesus ficou, dessa forma, para trabalhar mais tranquilamente apenas com o jogo da Liga dos Campeões na mente, e tentar que tanto Fábio Coentrão, como Javi García ou Kardec, os jogadores que apresentam lesões mais preocupantes, possam regressar em pleno. Sem necessidade de recuperações apressadas.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 09:36

Novembro 17 2010
publicado por Benfica 73 às 08:36
Tags:

Novembro 17 2010

O Benfica registou esta terça-feira a quinta vitória consecutiva no Campeonato Nacional de futsal, ao receber e vencer o Instituto D. João V, por 3-0.
Os encarnados entraram praticamente a ganhar no jogo antecipado da nona jornada, mercê de um golo apontado por Davi logo aos três minutos.
O marcador só voltaria a funcionar na etapa complementar. César Paulo (32 min) e Diece (38 min) elevaram a vantagem encarnada para os 3-0.
O Benfica isola-se assim no topo da classificação com 25 pontos, mais três que o Belenenses.
A partir do próximo dia 25, a equipa orientada por Paulo Fernandes inicia a participação na Ronda de Elite da Taça UEFA de futsal, na Sérvia.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 00:41

Novembro 17 2010

O defesa central do Benfica David Luiz faz parte dos onze prováveis da selecção brasileira para o amigável desta quarta-feira com a Argentina.

No último treino antes do encontro, o seleccionador brasileiro, Mano Menezes, mostrou os prováveis titulares no jogo com a «alviceleste».

No onze canarinho as novidades são Elias, Neymar e Ronaldinho Gaúcho, este último regressado ao «escrete» ano e meio depois de na era Dunga ter falhado fase de qualificação e participação no Mundial na África do Sul.

Ronaldinho irá, ao que tudo indica, formar o tridente ofensivo com Neymar do Santos e Robinho do Milan. Outro dos titulares é o ex-Benfica, Ramires, agora ao serviço do Chelsea.

De acordo com a imprensa brasileira este será o onze provável de Menezes no Catar: Victor, Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e André Santos; Lucas, Ramires, Elias e Ronaldinho Gaúcho; Neymar e Robinho.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 00:19

BENFICA 73
contador grátis
Novembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9





subscrever feeds
comentários recentes
Do You Need A Loan To Consolidate Your Debt At 1.0...
Here is a good news for those interested. There is...
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...