Outubro 17 2010

"Vou-me entregar ao Benfica até à morte"

O argentino tem espírito de campeão. Fala de um caminho de finais contínuas a percorrer pelo Benfica, tanto no campeonato como na Liga dos Campeões. Reconhecendo que já não há mais margem para erros...
Porque preferiste o Benfica ao FC Porto?
“Em primeiro lugar pelo projecto que me apresentaram. Depois por ter jogadores argentinos de renome. É um grande Clube, é um desafio interessante. Por isso aqui estou. E muito feliz!”
Mas, neste momento, vês o Porto sete pontos à frente do Benfica. Arrependes-te?

Não! De forma alguma! O Benfica participa na Champions. Isso faz muita diferença. Vim por um ano e cabe-me demonstrar porque vim para cá. Jogar na Liga dos Campeões faz sempre com que seja visto por mais gente. E, além disso, o Benfica é o maior clube de Portugal! E é o actual Campeão! Acho que por tudo isso valeu a pena a escolha.

No Atlético de Madrid tinhas dois companheiros que jogaram no Benfica – Simão e Tiago: falaram-te do Clube?

Sim, sim! Quando se pôs a hipótese de eu vir para o Benfica ficaram muito contentes e apoiaram a minha vinda. Disseram-me que seria uma boa escolha e que o Clube é muito grande.

E Quique?

Sim. Também ele. Mas não só. Os dirigentes do Atlético também me falaram muito bem do Benfica e aconselharam-me a vir.

Surpreendeste-te com algo que encontraste aqui?

Não. É o que eu esperava. Um Clube espectacular! Estou muito feliz por estar aqui e não me arrependo em nada da escolha que fiz.

Quando chegaste o que é que te chamou mais a atenção?
“O Estádio! É na verdade um Estádio fantástico! E os adeptos. São muito calorosos. Ter debutado no Benfica – V. Setúbal com o Estádio quase cheio foi incrível!”

Mas, para já, os adeptos ainda não puderam ver o verdadeiro Salvio…

Sim. Por causa da expulsão do Júlio (César). Depois lesionei-me. Mas a pouco e pouco estou a recuperar o ritmo e poderei jogar ao meu nível.

E como é o Salvio como jogador?

Sou um jogador que quer ganhar sempre. Que gosta de trabalhar para a equipa. E vou-me entregar ao Benfica até à morte!

Já disseste que o facto de o Benfica ter alguns argentinos foi importante na tua vinda para cá. Qual a tua opinião sobre os argentinos do Benfica?

São todos muito bons jogadores. Que é preciso dizer sobre o Pablo (Aimar) ou Javier (Saviola)? São gente da maior categoria. Mas todos eles não são apenas bons jogadores, são excelentes a nível pessoal. Sinto-me feliz por estar aqui com eles. Mas também é bom encontrar outros como Javi Garcia ou Roberto…

Chegaste a jogar com Roberto?

Muito pouco, porque ele depois saiu para o Saragoça. Mas conheço-o. E é uma grande pessoa!

Surpreenderam-te os problemas que ele teve no início do campeonato?

Não. São coisas próprias do futebol, coisas que acontecem. O Roberto já recuperou a confiança e está a demonstrar como é bom guarda-redes.

Como vês todos estes pontos perdidos pelo SL Benfica? Tantos em tão poucas jornadas…

Bom… sabemos que perdemos pontos importantes, mas o que interessa agora é fazermos todos os possíveis para recuperá-los, alcançar o FC Porto e cumprir aquilo que é a nossa vontade que é repetir a vitória do campeonato passado.

Que falam vocês jogadores uns com os outros sobre isso? Qual é a mentalidade?

Bem. A mentalidade só pode ser uma: ganhar! Não podemos perder mais pontos. Por isso é necessário entrar em campo com essa mentalidade de ganhar sempre. Recuperar a diferença para o rival que está acima de nós. Chegar ao topo o mais depressa possível. E sermos campeões!

Na Champions também um jogo já perdido…

Sim. Um jogo complicado… Penso que não merecíamos de forma alguma ter perdido esse jogo, porque fizemos uma partida muito boa e poderíamos ter trazido um resultado melhor. De qualquer forma creio que fizemos setenta e cinco minutos de muito bom nível.

Que esperanças tens para a Liga dos Campeões?

Vamos pouco a pouco… Primeiro tentar fazer o maior número de pontos possível nesta fase de grupos. Com determinação vamo-nos classificar para os oitavos-de-final… Depois são finais. E vamos jogar final a final mas sempre com o objectivo de ganhar, de ganhar sempre!

Final a final em todas as competições. Porque também não podes perder mais pontos no campeonato…

Sim! É como eu digo: é preciso ganhar! Há que continuar a jogar como estamos a jogar, com confiança. É esse o caminho!

Os pontos perdidos pelo FC Porto esta semana deram-vos algum alento especial?
“Bem... O importante em primeiro lugar é continuarmos a ganhar os nossos jogos. Só assim podemos pensar na recuperação. Mas claro que precisamos que o FC Porto perca pontos. E irá certamente perder. Até porque nós também vamos ao Dragão para ganhar.”
Estás feliz em Lisboa?
“Sim. Verdade que sim! Estou muito contente na minha vida pessoal. Sinto-me bem aqui. Muito feliz!

Gostas do treinador que tens? Ele surpreendeu-te de alguma forma?

Não. Não me surpreendeu.

Já te tinham falado dele?

Sim. Disseram-me tudo aquilo que estou a confirmar: que é bem treinador, muito bom! Que se preocupa em melhorar todos os dias e que trabalha afincadamente para que os jogadores se aperfeiçoem permanentemente. Tenho aprendido coisas novas com ele todos os dias.

Foi fácil a tua adaptação?

Sim. Bastante. Claro que os primeiros dias custam sempre um pouco, mas agora sinto-me tranquilo.

A verdade é que para aí metade dos teus companheiros fala castelhano…

Sim. É verdade. Mas entendo-me bem com todos, não apenas com os que falam castelhano.

Gostarias de ficar no Benfica mais do que o ano de empréstimo?

Sim. É como te digo. Sinto-me feliz aqui, tranquilo e cómodo. Por isso gostava de ficar ainda mais tempo.

Que diferenças encontras entre a Liga portuguesa e a espanhola?

São ambas muito competitivas, têm grandes equipas. São difíceis…

É mais fácil jogar aqui?

Não. Penso que não. Ainda por cima, se jogas no Benfica toda a gente te quer ganhar. Jogam até à morte para ganhar ao campeão! Nenhum adversário é fácil, mas nós com a nossa capacidade é que temos de tornar os jogos fáceis.

E que diferenças encontras entre o Benfica e Atlético de Madrid?

Bem… há diferenças nos jogadores e nos objectivos de cada clube…

O ano passado venceste uma prova importante com o Atlético.

Sim. Foi importante ganhar a Liga Europa com o Atlético, que também é um clube muito competitivo. Mas agora estou no Campeão de Portugal, num clube enorme, e estou muito feliz.

Gostas da forma como és tratado pelos adeptos?

Sim. Sim. São fantásticos!

Conhecem-te na rua?

Sim. Acontece. Às vezes vou passear com a minha namorada e falam comigo na rua. É natural. É um clube enorme!

O que é que te dizem?

Sei lá. Dão-me ânimo. Pedem-me que ganhemos os jogos.

Quando vamos poder ver finalmente o verdadeiro Salvio a jogar com a camisola do Benfica?

Estou a trabalhar para que seja o mais rápido possível. Tive o azar dessa lesão, mas agora há que trabalhar para poder ganhar um lugar na equipa e poder dar o meu melhor.

publicado por Benfica 73 às 19:42

Outubro 17 2010

O Benfica regressou este domingo ao trabalho após a goleada (5-1) imposta ontem ao Arouca, na Luz, triunfo que garantiu o apuramento para a 4.ª eliminatória da Taça de Portugal. Maxi Pereira foi a grande novidade da sessão.

O internacional uruguaio recuperou da gastroenterite febril que o impediu de treinar depois de regressar da selecção e já está às ordens de Jorge Jesus no arranque da preparação para o jogo da Liga dos Campeões com o Lyon, na quarta-feira.

Entregues ao departamento médico continuam Ruben Amorim (tendinite rotuliana nos joelhos), Óscar Cardozo (entorse no joelho esquerdo com lesão do ligamento lateral interno) e Fábio Coentrão (entorse da tibiotársica direita), que se limitaram a realizar tratamento e trabalho de ginásio.

Javier Balboa efectuou corrida e trabalho individual de campo, numa sessão em que o técnico dos encarnados chamou Zoro e Hélio Vaz e os juniores Cafu e Souleimane.

O plantel do Benfica volta a reunir-se amanhã (17 horas) no Seixal, de novo à parte fechada.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 16:13

Outubro 17 2010

O presidente da Fundação Benfica, Carlos Móia, teceu duras críticas ao FC Porto no seu discurso de agradecimento à homenagem de que foi ontem alvo na Casa do Benfica de Ovar, cidade de onde é natural. O empresário, de 64 anos, começou por explicar por que, nascendo tão perto da Invicta, preferiu apoiar a equipa de Lisboa.

“Ser do FC Porto era ser o que o FC Porto era: um clube a fechar-se dentro de uma região, a olhar todo o resto de Portugal como um espaço de inimigos em delírio, de mouros a abater. O Benfica dava-me a imagem oposta: a ilusão de um universo sem limites”, começou Móia por dizer, considerando que se “o FC Porto ganhou mais do que nós, não soube aprender a ganhar o que ganhou.”

Ditadura

Mantendo o mote, o responsável pela fundação encarnada fez uma referência histórica aos tempos da ditadura. “Naquele tempo, ser Benfica era escolher simbolicamente a liberdade. Enquanto os nossos adversários tinham a dirigi-los homens da Legião, deputados da União Nacional, magnatas e burocratas enfeudados no salazarismo, nós, no Benfica, tínhamos presidentes que tinham sido operários e sindicalistas, que tinham sido deportados e perseguidos pela PIDE, que não se resignavam à ditadura, antes pelo contrário”, disse.

E concluiu: “Não, o Benfica nunca foi o clube do regime, foi sempre o clube que o regime teve de suportar a contragosto e de que, depois, se apoderou para, na sua propaganda, lhe parasitar a glória.”

Ida ao Dragão

Móia, que recordou o papel da Fundação do Benfica na ajuda às vítimas das cheias na Madeira e na criação de um projecto na Amadora de combate ao absentismo e insucesso escolar, não se furtou ainda a comentar a próxima visita das águias ao Estádio do Dragão.

“Acusaram-nos de sermos ridículos por ameaçarmos não jogar no Dragão se não nos derem condições de segurança. Ridículos? Só assim, levando essa nossa luta para além dos 3 pontos que estão em jogo, poderemos ganhar o que é preciso ganhar: a batalha por um futebol mais respirável, menos subterrâneo. Onde a viagem a um estádio não se transforme na vertigem de uma intifada com meia dúzia de aprendizes de talibãs escondidos a rirem-se dos vidros partidos, dos desaforos, dos insultos, do sangue talvez”, concluiu acusador.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 16:06

Outubro 17 2010

O encontro de ontem deu para tudo, até para Nicolás Gaitán estrear-se a marcar pelo Benfica. Após ter desfeiteado Pedro Soares, o esquerdino pareceu limpar a camisola. Aquele gesto, característico dos sul-americanos, mais não é do que afastar os maus espíritos e fez lembrar Cardozo, quando fez o 1.º golo de águia ao peito, diante do Nacional, em setembro de 2007.

“Há muito tempo que não fazia um golo”, sublinhou o internacional argentino, explicando o gesto em campo. Na hora da celebração, Gaitán, de 22 anos, lembrou um ente querido: “Porque hoje é dia da mãe na Argentina, dedico este golo à minha mãe a todas as mães do Mundo. Foi um golo lindo, mas hoje o mais importante foi a vitória. Ontem, tínhamos de vencer.”

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 11:31

Outubro 17 2010

Alan Kardec foi o homem do jogo, não só pelos dois golos que marcou, mas também pela sua ação decisiva na equipa. O brasileiro, de 21 anos, contratado no mercado de inverno da época anterior, tinha tido o seu ponto alto ao marcar em Marselha, tento (resultado estava em 1-1) que garantiu ao Benfica a passagem aos quartos-de-final da Liga Europa. Ontem, Kardec voltou a brilhar. O número 31 estreou-se a marcar no Estádio da Luz e em competições nacionais.

No final do encontro, o avançado natural de Barra Mansa não escondia a sua satisfação, optando, no entanto, por elogiar o trabalho do grupo em detrimento do individual. “ Foi uma sensação muito boa, jogar uma partida como esta e fazer os golos. Tenho de destacar a dedicação de todos os jogadores. Em todos os momentos é sempre bom fazer golos, mas o mais importante é ajudar a equipa. O resto surge naturalmente”, referiu, em declarações à Sport TV.

O Benfica está de regresso a França, desta feita para defrontar o Olympique de Lyon, para a Champions. Kardec recorda com satisfação a sua experiência frente a uma equipa francesa e mostra-se confiante neste novo duelo que o Benfica terá de travar na próxima quarta-feira.

“Agora vamos pensar no jogo frente ao Lyon, para a Liga dos Campeões. É verdade que marquei ao Marselha, na época passada, mas cada jogo tem uma história diferente do anterior. Por isso, acredito que podemos ter sucesso nesta partida. Temos de trabalhar bem durante a semana para poder ter bons resultados”, concluiu.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 11:27

Outubro 17 2010

Júlio César enfatizou a vitória já com vista ao jogo da Champions, diante do Lyon. Ao mesmo tempo, o camisola 13 revelou ter-se sentido confiante.

“O triunfo foi importante depois destas duas semanas sem competição. Deu-nos confiança para o jogo com o Lyon”. E acrescentou: “Queremos vencer e chegar a toas as finais. Temos de jogar sempre com humildade, em todos os desafios. Agora, temos de chegar bem moralizados a Lyon para aproveitarmos depois a partida de cá com o Schalke.”

Quanto à titularidade e instado a comentar se será o guarda-redes para Taça de Portugal, foi taxativo: “Não sou a pessoa certa para falar sobre isso. Tenho aproveitado todas as oportunidades que me têm sido dadas. A entrada foi positiva e estive confiante.”

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 11:22

Outubro 17 2010

O Benfica estreou-se de forma contundente nesta edição da Liga. Os encarnados, que não conseguiram ir à fase final do Troféu António Pratas, derrotaram na primeira jornada do Campeonato o CAB Madeira, na Luz, por expressivos 102-69.

A equipa da casa entrou melhor no encontro, mas no segundo período os madeirenses mostraram que podiam ter uma palavra a dizer e chegaram ao intervalo a perder por apenas 10 pontos.

Todavia, toda e qualquer veleidade que a equipa insular pudesse ter nesta partida esfumou-se no terceiro período, pois marcou apenas 13 pontos, contra os 30 anotados pelo Benfica naqueles 10 minutos.

Destaque, nos encarnados, para as atuações de Heshimu Evans (20 pontos), Miguel Minhava (10 pontos e 13 assistências) e Gregory Jenkins (18 pontos e 13 ressaltos).

Pelos madeirenses, Bobby Madison (19 pontos e 9 ressaltos) e o internacional português Jorge Coelho (18 pontos) foram os mais inconformados.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 08:16

Outubro 17 2010

publicado por Benfica 73 às 08:12

Outubro 17 2010

O Benfica não sentiu problemas de maior para levar de vencida a Académica de São Mamede, por 37-23, na 7.ª jornada do principal campeonato nacional masculino. Os encarnados, que jogaram em casa, dominaram o encontro do primeiro ao último minuto e ao intervalo já tinham uma vantagem de 9 golos (19-10).

Destaque para as exibições de António Areia (8 golos) e Georgy Zaikin (6), dois dos elementos mais produtivos na equipa encarnada.

Consulte aqui todos os resultados da ronda e classificação.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 08:01

Outubro 17 2010

O Benfica derrotou a Académica de Espinho, por 7-4, fora de portas, mas contou com forte oposição por parte da equipa nortenha, principalmente na primeira parte. Com este triunfo na 3.ª jornada do Campeonato Nacional da 1.ª Divisão os encarnados mantêm-se no topo da tabela classificativa.

A Académica de Espinho tudo fez para fazer valer o factor casa e entrou bem no encontro. Aliás, esteve no comando do marcador em 3 ocasiões (1-0, 2-1 e 4-3) mas a verdade é que, na recta, final a maior experiência dos encarnados acabou por vir ao de cima.

Académica de Espinho-Benfica, 4-7

Marcha do marcador: 1-0 Eduardo Brás; 1-1 Vater Neves; 2-1 João Pinto; 2-2 Luís Viana; 2-3 Valter Neves; 3-3 Vítor Hugo; 4-3 Vítor Hugo; 4-4 Cacau; 4-5 Cacau e 4-7 Luís Viana.

Veja aqui todos os resulados da ronda e a classificação.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 07:57

Outubro 17 2010

publicado por Benfica 73 às 06:42
Tags:

Outubro 17 2010

O Lyon já vendeu os 36 mil bilhetes para o jogo com o Benfica, quarta-feira, para a terceira jornada do Grupo B da Liga dos Campeões. O estádio Gerland, com a capacidade reduzida 38 mil espectadores nas competições europeias (tem 40.494 lugares), vai estar cheio, pois o Benfica anunciou, na última quarta-feira, que os dois mil ingressos enviados para a Luz já tinham sido todos comprados.

Em Lyon, a expectativa quanto ao desafio europeu é enorme e o jogo, este domingo (20 horas), com o Lille, para a Ligue 1, passou para segundo plano. O treinador Claude Puel, segundo a imprensa local, arrisca o seu futuro contra os campeões portugueses.

O Lyon lidera o Grupo B com seis pontos, mais três do que Schalke e Benfica. O Hapoel Telavive ocupa a última posição, sem qualquer ponto.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 03:49

Outubro 17 2010

A equipa de futsal do Benfica ofereceu este sábado uma camisola do clube à embaixadora de Portugal em Cabo Verde, Maria Guimarães, onde os encarnados se encontram a participar no Torneio Internacional da Cidade da Praia, aproveitando a pausa no campeonato devido à presença da Selecção Nacional no Brasil, para disputar o Gran Prix.
A comitiva do clube da Luz foi recebida na embaixada de Portugal e retribuiu com a oferta da camisola do Benfica, facto destacado por Maria Guimarães. «Posso dizer que a maioria dos cabo-verdianos é benfiquista. Ainda me lembro da festa que foi quando o Benfica ganhou a Liga este ano», disse a embaixadora à BenficaTV.
A equipa do Benfica aproveitou o dia de ontem para realizar algumas acções junto dos mais novos, tendo visitado uma escola primária.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 03:44

Outubro 17 2010

O Benfica sofreu a primeira derrota da época este sábado, nos Açores, na 2.ª jornada da Divisão A1. Os encarnados, que tinham começado a temporada com um retumbante triunfo, em casa, frente ao Leixões, cederam agora diante do Fonte Bastardo, por 1-3.

Resultados da 2.ª jornada

Machico-V. Guimarães, 0-3 (13-25, 15-25, 14-25)
Marítimo-Vilacondense, 0-3 (22-25, 19-25, 21-25)
Fonte Bastardo-Benfica, 3-1 (25-13, 25-13, 23-25, 25-15 e 25-21)
Club K-Ac.Espinho, 0-3 (19-25, 14-25, 23-25)
Esmoriz-Sp. Espinho, 0-3 (16-25, 19-25, 23-25)
Castelo da Maia-Leixões, 3-2 (25-17, 22-25, 17-25, 25-18 e 15-10)

Classificação

1.º Vilacondense, 6 pontos/2 jogos
2.º Fonte Bastardo, 6/2
3.º V. Guimarães, 5/2
4.º Castelo da Maia, 5/2
5.º Sp. Espinho, 4/2
6.º Ac. Espinho, 4/2
7.º Benfica, 3/2
8.º Marítimo, 3/2
9.º Leixões, 1/2
10.º Clube K, 0/2
11.º Esmoriz, 0/2
12.º Machico, 0/2

Próximos jogos (domingo)

Vilacondense-Machico
Esmoriz-Castelo da Maia
Leixões-Sp. Espinho
Fonte Bastardo-Ac. Espinho
Marítimo-V. Guimarães
Club K-Benfica

publicado por Benfica 73 às 03:39

Outubro 17 2010

O treinador do Benfica, Jorge Jesus, considerou que era importante dar minutos a jogadores menos utilizados no jogo da Taça de Portugal, frente ao Arouca, apesar de já antes se ter queixado de os jogadores terem estado muito tempo sem competição.

«Estes jogos põe uma equipa com a capacidade do Benfica a estar sempre em situações ofensivas, torna-se complicado. Tivemos uma grande eficácia, sobretudo na bola parada e na segunda jogámos o bastante com o resultado e o tempo de jogo. Sabíamos que iriam aparecer os golos», disse na flash-interview da SportTV.

«Voltámos a golear um adversário bem organizado, que nos tirou alguns espaços na primeira meia-hora. Foi bom para jogadores que não tem jogado tanto, como o Airton ou o Kardec, que vai ser um goleador e precisava de golos e de minutos de jogo. Já tinha planeado poupar o Javi, mas se o Airton não estivesse a funcionar na direita, tirava o Javi e entrava o Luís Felipe», esclareceu.

Quanto à próxima partida, com o Lyon para a Liga dos Campeões, Jesus já fez algumas contas: «Temos jogos em casa, sabemos que ganhando-os e fazendo um ou dois pontos fora devemos conseguir o apuramento, podemos ter algum deslize em casa. Os dois jogos com o Lyon podem ser determinantes para o nosso apuramento.»

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 00:34

Outubro 17 2010

O avançado brasileiro do Sport Lisboa e Benfica fez uma análise à volumosa vitória frente ao Arouca, onde marcou este sábado dois golos.

“Fui uma sensação muito boa. É sempre bom marcar golos, mas o mais importante é ajudar a equipa”, salientou o jogador no final do jogo da 3.ª eliminatória da Taça de Portugal.

Alan Kardec mostrou-se ainda confiante para o encontro da próxima quarta-feira com o Lyon. “Acredito que podemos ter sucesso, temos de trabalhar bem durante a semana”, disse.

Fonte: SLB

publicado por Benfica 73 às 00:23

BENFICA 73
contador grátis
Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9






subscrever feeds
comentários recentes
Do You Need A Loan To Consolidate Your Debt At 1.0...
Here is a good news for those interested. There is...
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...