Outubro 03 2010

O Benfica venceu esta noite o Sp. Braga, por 1-0, com golo de Carlos Martins, aos 74 minutos, e subiu ao 2.º lugar da Liga Zon Sagres, com 12 pontos, em igualdade com o Olhanense.

Para consultar a ficha e as estatísticas oficiais do jogo, clique aqui.

O camisola 17 fez os encarnados respirar de alívio na sequência de um cruzamento de Saviola. Carlos Martins recebeu a bola com o pé direito e com o esquerdo atirou para o fundo da baliza defendida por Felipe.

CLIQUE AQUI PARA VER A REPETIÇÃO VIRTUAL DO GOLO

As equipas chegaram ao intervalo com um empate sem golos. Na segunda parte o Sp. Braga apareceu mais afoito, e foi exactamente no momento em que o meio-campo ficou por preencher que o Benfica chegou ao golo.

A perder, O Sp. Braga ainda procurou chegar ao empate, mas o Benfica controlou e o domínio de bola, o que impediu que os bracarenses criassem perigo.

A formação lisboeta espera agora um deslize do FC Porto, esta segunda-feira com o V. Guimarães, para capitalizar os três pontos conquistados esta noite. Neste momento as duas equipas estão separadas por seis pontos.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 23:53

Outubro 03 2010

O presidente de Timor-Leste assistiu ao Benfica-Sp. Braga

publicado por Benfica 73 às 22:39

Outubro 03 2010

O princípio monárquico continua vivo no nosso futebol. Não tenhamos dúvida que o polvo está de volta, agora com tentáculos mais fortes e métodos mais subtis, após o “susto” do “Apito Dourado”, que se transformou em mais um pagode, que coloca Portugal na latrina em matéria de justiça e decência. Voltando à monarquia. Benquerença. Como chegar a internacional ultrapassando outros, mais competentes e imparciais, tudo o que se pede a um árbitro, a um juiz. O pai de Benquerença é o presidente do Conselho de Arbitragem da AF Leiria. E quem é de Leiria? O ex-árbitro, vá vamos lá a pensar, está quente, quente, vá, vá… o ex-árbitro António Garrido. Esse mesmo, que trabalha há anos para quem? Para o FCP Youtube (sabor a fruta), e que está também nas escutas a levar um “arranque” do Major da semelha, que emigrou das Beiras para o Porto. Falando em beiras, chegamos a outro artista. Carlos Xistra. Que nomes. Mesmo assim tanto faz, podia ser Olegário Xistra ou Carlos Benquerença o resultado seria o mesmo. Têm tanta coisa em comum. Também o beirão é descendente de um ex-dirigente (já falecido) da AF Castelo Branco, Carlos Ramito Xistra. Ora cá está o princípio monárquico da arbitragem no futebol português. Soares Dias também é filho de um ex-árbitro, Paraty também era. Extraordinário!

Quanto ao polvo, volta a ocupar ainda a cadeira papal, à espera da altura para gritar “Habemos Papa”, o novo Salvador do “sistema” está só a vestir-se.

Como qualquer contraventor, sabemos, que após ser ilibado, reforça a força a sua veia criminosa. É o que vai acontecer. E se nova investigação voltar a acontecer, após as certas desconfianças de atitudes que aí vêm para inquinar a lisura desportiva, o argumento será: - Outra vez? Já no “Apito Dourado” diziam que éramos corruptos, mas “provou-se que não”. Agora voltam à carga? Isto é o centralismo de Lisboa.

Faço um apelo à união e vigilância. Cosme Machado, Proença, Duarte Gomes, Vasco Santos, J. Ferreira, B. Paixão, Elmano Santos, Gralha, Paulo Baptista e Jorge Sousa não sabemos de quem são filhos, mas há um princípio monárquico na arbitragem, ao qual não podem fugir.

O trabalho das 5 primeiras jornadas está à vista e é por isso que nenhum árbitro é órfão, disso tenho a certeza!

publicado por Benfica 73 às 18:14

Outubro 03 2010

O Benfica joga Domingo a sua hipótese de continuar a manter acesa a chama de revalidar o título.

Embora já todos antecipem a vitória dos azuis e brancos, mais pela sua força fora das quatro linhas do que pela espectacularidade dentro delas, a verdade é que uma vitória domingo poderia pôr o Benfica no segundo lugar à sétima jornada.

Ser segundo pode até nem ser famoso, sobretudo pela diferença pontual, mas seria um tónico óptimo para que o campeonato não tivesse sido decidido pela «fraude» arbitral das primeiras jornadas. A construção pacóvia dum discurso legitimador para aquilo que se passou teve o seu momento mais alto nas críticas ao responsável máximo da arbitragem. Agora parece que o grave não são os erros sistemáticos e unidireccionais, parece que o grave é reconhecê-los de forma honesta.

Vivemos a inversão total de valores no nosso futebol, é preciso ganhar de qualquer maneira que depois sempre haverá quem se disponha a escrever argumentários.

Se na última época a recepção ao Sp. Braga foi o jogo do título, na presente temporada a visita dos arsenalistas significa o direito de poder manter a esperança.

A derrota na Liga dos Campeões não traz nenhuma complicação pontual, nem na Alemanha nem em França haveria a obrigatoriedade de pontuar. A qualificação depende da vitória nos três jogos em casa e na deslocação a Israel. Isso será suficiente mas muito duro de obter.

Absolutamente notável pelo mérito e pela forma, a conquista da Supertaça de hóquei patins no passado domingo em Coimbra.

Notável pelos números com que foi obtida, e notável também pela qualidade do adversário.

O Prof. Luís Sénica, com a conquista consecutiva da Taça de Portugal e da Supertaça, devolveu o Benfica ao topo do hóquei patins português.

Autor: Sílvio Cervan

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 16:37

Outubro 03 2010

Está confirmado. Rúben Amorim junta-se a Óscar Cardozo entre as “baixas” do Benfica para a recepção ao Sp. Braga.
Pela terceira vez consecutiva, o médio fica de fora dos eleitos por Jorge Jesus, devido a uma tendinite rotuliana dos joelhos.
O técnico dos encarnados chamou 20 jogadores para o encontro desta noite (20.15 horas), entre os quais Nuno Gomes e Weldon.
Lista de convocados:
Guarda-redes: Roberto e Júlio César
Defesas: Luisão, Maxi Pereira, David Luiz, César Peixoto, Sidnei e Fábio Coentrão;
Médios: Airton, Javi Garcia, Felipe Menezes, Carlos Martins, Gaitán, Aimar e Salvio;
Avançados: Jara, Weldon, Nuno Gomes, Saviola e Kardec.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 15:40

Outubro 03 2010

Foi campeão nacional, mas saiu pela porta pequena. Éder Luís chegou à Luz a pedido de Jorge Jesus, em Janeiro, mas participou apenas em seis encontros (em todas as provas), marcando um golo.

Durante o defeso, o técnico deu carta branca ao seu empréstimo, num sinal de que não contava com o avançado de 25 anos contratado ao Atlético Mineiro. Surgiu a possibilidade de rumar ao Vasco da Gama e o jogador não pensou duas vezes, ganhando a aposta.

«Tenho jogado muito bem», diz, em contacto telefónico com A BOLA. Os números comprovam-no. Sob a orientação do técnico Paulo César Gusmão, Éder Luís marcou seis golos em 15 jogos.

Alguns desses golos têm merecido destaque pela beleza. «Até já se fala que posso ser chamado à selecção brasileira. Quem? A imprensa do Rio de Janeiro e o meu treinador, por exemplo», revela, confiante.

«No Vasco da Gama recuperei o meu futebol. Tenho jogado na minha posição, como segundo avançado, com muita liberdade para atacar, mas o mais importante é que fisicamente estou na melhor fase da minha carreira, melhor até do que quando jogava no Atlético Mineiro, onde tudo correu de forma fantástica», justifica.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 15:36

Outubro 03 2010

Meses depois de se terem encontrado naquele que foi o “jogo do título” da época passada (à 24ª jornada, em 27 de Março), Benfica e Sp. Braga voltam a defrontar-se no Estádio da Luz num cenário totalmente diferente. Se há seis meses as duas equipas eram as grandes protagonistas do campeonato, não permitindo à concorrência tradicional intrometer-se na luta pelo primeiro lugar, agora, tudo é ao contrário, com o Benfica em situação mais delicada.

O embate de mais logo tem, ainda assim, ingredientes bem aliciantes, mesmo não sendo o tal “jogo do título”. Em primeiro lugar, porque quem vai à frente da liga é o FC Porto; em segundo, porque desta vez o Benfica está atrás dos bracarenses na classificação; e em terceiro lugar porque as circunstâncias “obrigam” as duas equipas a vencer se quiserem manter viva a esperança de lutar pelo título. E como é impossível os dois ganharem, a pressão sobre Jorge Jesus e Domingos Paciência é bem maior do que desejariam num momento tão madrugador do campeonato.

E para não deixar nada ao acaso, num jogo deste cariz, Jorge Jesus recorre a todas as suas armas, fazendo regressar Pablo Aimar ao comando do meio-campo ofensivo da sua equipa. O argentino esteve ausente no jogo da Madeira, ante o Marítimo, e começou como suplente na deslocação à Alemanha ante o Schalke 04.

Dizem os registos que o Sp. Braga não se dá bem com os ares da Luz, tendo conseguido apenas um triunfo em 54 visitas. Curiosamente, até o próprio Jorge Jesus, na qualidade de treinador do Sp. Braga, admitiu que vencer na Luz era quase uma missão impossível quando brincou com a referência à PlayStation.

No jogo de logo, bem pode dizer-se que Jesus entrega o comando da Playstation encarnada a Pablo Aimar. A “máquina” benfiquista da época passada ainda não conseguiu fazer-se notar este ano e por isso a pressão que recai sobre a equipa – e Aimar como comandante natural de toda a movimentação ofensiva – que se vê na obrigação de não perder a oportunidade de colocar (alguma) pressão sobre o FC Porto.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 09:37

Outubro 03 2010

Lateral ou ala, seja qual for a posição, Fábio Coentrão tem sido invariavelmente um dos melhores jogadores do Benfica na primeira fase da época. Hoje, frente ao Sp. Braga, o internacional português de 22 anos deve recuar no terreno e voltar ao lado esquerdo da defesa pois Aimar está recuperado e vai voltar a ocupar o vértice ofensivo do losango.

Não deixa de ser curioso notar a forma como Jorge Jesus tem vindo a explorar a polivalência de Coentrão. Após ter conseguido adaptar o jovem à posição de defesa-esquerdo na temporada transata (solução posteriormente também utilizada por Carlos Queiroz na Selecção Nacional), o treinador dos campeões nacionais viu no português a alternativa ideal para render Di María numa fase em que Gaitán ainda está a atravessar um período de adaptação. Nas 9 partidas já disputadas pelas águias, o camisola 18 disputou 5 no sector recuado e 4 no meio-campo. A jogar em casa, frente ao candidato directo na luta pelo título, é quase certo que JJ vai voltar a apostar no mesmo quarteto que em 2009/10 só consentiu 20 golos no campeonato.

O provável regresso de Gaitán ao onze também deve implicar a saída de César Peixoto que, nos últimos três encontros, foi o eleito para defender o corredor esquerdo.

Após duas exibições positivas frente a Sporting e Marítimo, o internacional português de 30 anos errou em Gelsenkirchen, ao permitir o remate vitorioso a Farfán após ter falhado um corte na zona da pequena área. Tendo em conta que o esquerdino já é um dos futebolistas mais contestados pela massa associativa encarnada, surge como o mais forte candidato à saída. Recorde-se que na recepção à Académica o ex-jogador do Sp. Braga foi muito assobiado e já não entrou no segundo tempo devido a um problema físico que ditou o seu afastamento da equipa por algumas semanas.

Com o retorno de Aimar e a passagem de Carlos Martins à direita, Gaitán pode começar o duelo com os minhotos à esquerda, depois de na Alemanha ter iniciado o confronto no lado oposto. Ainda a tentar adaptar-se às características do futebol europeu, o argentino já mostrou qualidade e tem vindo a evidenciar-se no capítulo das assistências. Como o próprio admite está a tentar recuperar as rotinas de uma posição à qual já não estava habituado, mas é notória a sua subida de produção nos últimos jogos da Liga. A notícia do seu regresso à selecção argentina é outro factor de motivação que Jesus não deixará de aproveitar.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 09:33

Outubro 03 2010

Na semana em que recebeu a notícia do seu regresso à selecção da Argentina, Nico Gaitán aproveitou para fazer um breve balanço dos primeiros meses de águia ao peito. O jovem mostra-se satisfeito com o trabalho que tem desenvolvido no clube encarnado, e garante que ainda pode melhorar muito pois, em Portugal, está a adaptar-se a uma posição diferente daquela que desempenhava no Boca Juniors.

Numa entrevista concedida ao diário “Clarín”, o sul-americano de 22 anos começa por analisar o seu início de temporada: “Tenho de reconhecer que foi um pouco difícil voltar a jogar médio. Já não o fazia desde que fui orientado pelo Alfio Basile, que começou a apostar em mim no ataque. De qualquer forma estou tranquilo e sinto que estou a evoluir diariamente. O treinador do Benfica, que dá muita atenção a todos os aspectos tácticos, está convencido que não vou ter problemas em fazer esta posição. Tem-me dado todo o apoio que é necessário.”

Como é natural não são só as diferenças tácticas que têm impedido o camisola 20 de mostrar em Portugal todo o potencial que convenceu a exigente massa associativa do Boca Juniors, clube que o marcou e do qual admite “sentir algumas saudades”. Na Bombonera aprendeu a lidar com a constante pressão que marca o dia-a-dia dos grandes clubes, um fator que o tem ajudado a lidar com mediatismo que veio encontrar na capital portuguesa.

Mais complicado tem sido ambientar-se ao clima europeu. Apesar de ainda estarmos no Outono, Gaitán já sente alguma dificuldades em lidar com clima. Contudo, salienta que “está habituado aos relvados mais húmidos” que encontrou no campeonato nacional.

Outro ponto salientado pelo extremo prende-se com o apoio encontrado no balneário, onde teve a felicidade de contar com os apoios dos seus compatriotas Aimar e Saviola. “Ajudaram-me bastante nesta fase de adaptação”, salienta o futebolista que não tem dúvidas em afirmar que se encontra a viver um “período de sonho” na sua carreira.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 09:29

Outubro 03 2010

Apesar dos encarnados não estarem a ter um início de época recheado de vitórias, os adeptos nunca têm deixado de apoiar a equipa e vão voltar a marcar presença em bom número no jogo desta noite. Aliás, os responsáveis dos campeões nacionais esperam uma casa a rondar os 50 mil espetadores. E ontem, na conferência de imprensa, Jorge Jesus voltou a frisar a importância do apoio dos adeptos principalmente nos momentos menos bons dos encontros.

“São os adeptos que nos ajudam e nos transportam, muitas vezes, para a vitória. São positivos e apaixonados, estão com a equipa nos bons momentos durante o jogo. E nos momentos que não sejam tão bons, porque uma equipa durante os 90 minutos não está tão bem em algumas alturas, os adeptos do Benfica normalmente apercebem-se disso, incentivam os jogadores e empurram-nos para uma valorização e para uma mentalidade de campeão”, considerou. Note-se que no ano passado o jogo entre águias e bracarenses, praticamente o encontro que decidiu o título, foi presenciado por 63.679 adeptos.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 09:27

Outubro 03 2010

Olhanense é 2.º classificado e pode receber, hoje ou amanhã, a companhia de V. Guimarães, Sp. Braga ou Benfica. Encarnados desejam ser hoje segundos e amanhã... terceiros. Empatar na Luz significa muito para o Sp. Braga.

Benfica e Sp. Braga jogam este domingo, pelas 20.15 horas, no Estádio da Luz e em cima da mesa está o apetitoso 2.º lugar, pertença, neste momento, do Olhanense, com 12 pontos.

Os encarnados de Lisboa sonham com os três pontos para, assim, continuarem a ascensão que os levou, nas últimas duas jornadas, do 13.º ao 5.º lugar (agora 7.º com um jogo a menos) da tabela.

Os homens da Luz poderão dar mais um salto de três posições e, tal como o Olhanense, olhar para a frente e ver apenas o FC Porto. Nada de que Jorge Jesus se possa orgulhar, pois é campeão nacional em título, mas sempre é melhor, sobretudo psicologicamente, ser 2.º (mesmo em igualdade) a dez pontos do líder do que ser 5.º à mesma distância.

Por outro lado, talvez o Benfica, mesmo ganhando ao Sp. Braga, nem sequer queira ser segundo classificado na final da jornada, pois este facto significaria que o FC Porto ganhara em Guimarães: coisa que os benfiquistas nem por sombras desejam. O ideal, para Jesus, era ganhar ao Sp. Braga e ficar, mesmo assim, no terceiro lugar, a dois pontos do V. Guimarães.

O termo apetitoso, utilizado na entrada deste texto, aplica-se muito mais ao Sp. Braga. Se para os benfiquistas ser segundo é quase como ser último, para os bracarenses ser segundo é repetir a melhor classificação de sempre. Domingos Paciência tem a vantagem de poder empatar na Luz e ficar na vice-liderança.

Basta, para isso, que amanhã o FC Porto não perca em Guimarães. O Sp. Braga não tem dúvidas: quer ganhar na Luz, na pior das hipóteses empatar, sonhando que, o FC Porto vença o velho rival minhoto. Seria sinal de que mantinha (ou aumentava) a vantagem para o Benfica e que, no muito particular “Campeonato do Minho”, estava na liderança.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 09:23

Outubro 03 2010

publicado por Benfica 73 às 08:17
Tags:

Outubro 03 2010

Devia ser obrigatório, toda a gente, mas, mesmo toda a gente, ouvir estas escutas.
Desta maneira podia ser que alguns adeptos dos corruptos comecem a olhar para o corrupto-mor com outros olhos.
Que vergonha!
Cambada de CORRUPTOS

publicado por Benfica 73 às 00:24

Outubro 03 2010

Ainda moralizado pelo triunfo na Supertaça frente ao rival FC Porto, o Benfica estreou-se no Campeonato Nacional com uma vitória diante da Juventude de Viana, por 5-4, num jogo que parecia controlado mas que a dada altura ameaçou complicar-se.

De facto, os encarnados dominaram a primeira parte, mas na segunda sentiram alguns calafrios. A vencer por 4-1 ao intervalo, a equipa da Luz viu a formação de Viana do Castelo chegar à igualdade (4-4), mas aos da Luz valeu a inspiração de Cacau, que marcou o seu terceiro golo no jogo e o quinto da sua equipa, fixando, assim, o resultado final.

Consulte aqui os restantes resultados da ronda e a classificação.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 00:14

Outubro 03 2010

O Benfica não sentiu problemas de maior para bater o Xico Andebol, por 42-30, na 5.ª jornada do principal campeonato nacional masculino. Os encarnados, que se juntaram ao ABC e ao FC Porto no topo da tabela classificativa, já venciam ao intervalo por 20-17.

Durou escassos 10 minutos a resistência da equipa vimaranense, que na época passada surpreendeu ao conquistar a Taça de Portugal. Com efeito, os comandados de Nuno Santos equilibraram a partida nos primeiros instantes, mas os encarnados não tardaram a fugir no marcador.

Ao intervalo a vantagem encarnada era de apenas 3 golos, mas aos 45 minutos de jogo ia já nos 10 tentos, sempre com tendência a aumentar...

Destaque para as exibições dos benfiquistas Cláudio Pedroso e Georgy Zaikin (ambos com 6 golos), este último com 100 por cento de eficácia.

Nos vimaranenses, José Sampaio, com 8 golos, foi um dos elementos mais inconformados da equipa.

Consulte aqui os restantes resultados da ronda e a classificação.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 00:11

BENFICA 73
contador grátis
Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9






subscrever feeds
comentários recentes
Do You Need A Loan To Consolidate Your Debt At 1.0...
Here is a good news for those interested. There is...
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...