Setembro 28 2010

Jorge Jesus tem um sonho: chegar à final da Liga dos Campeões. "E tenho o direito de sonhar".

 

"O nosso objetivo é passar a primeira fase. Se não o conseguirmos, será uma desilusão", o Schalke 04 é "uma equipa forte, formada por excelentes jogadores e com um tridente ofensivo perigoso, formado por Jurado, Huntelaar e Raúl".

 

"Se ganharmos amanhã, ficamos com 60/70 por cento do apuramento garantido", referiu, admitindo que as águias estão inseridas num "grupo difícil, com três equipas que lutam pelo mesmo objetivo - Benfica, Schalke e Lyon -, mas onde há ainda o Hapoel, que pode baralhar as contas".

 

"Vou lançar os jogadores que melhor servem a equipa taticamente, aqueles que podem aguentar a intensidade da partida. Vão jogar os melhores, porque ainda não estou preocupado com o jogo com o Braga.

 

"Aimar está pronto para ser lançado no jogo. Esteve quatro ou cinco dias sem competir e, portanto, é natural que não esteja no seu melhor, mas é um jogador com que conto para o jogo de amanhã".
publicado por Benfica 73 às 23:38

Setembro 28 2010

"Antes, só pensava com os pés. Mas, felizmente, tive pessoas à minha volta que me explicaram as coisas. Mudei e hoje penso com tudo, com os pés e com a cabeça. Faltava-me isso para ser um jogador de futebol e, actualmente, posso dizer que sou um jogador de futebol".

 

"O Benfica reconheceu o meu trabalho, mas a minha motivação foi sempre a mesma".

 

Sobre o jogo de amanhã, na Alemanha, o lateral/extremo esquerdo não tem dúvidas de que o Benfica vai ganhar. "É claro que sim, estou confiante. Vai ser um jogo complicado, mas estamos a atravessar um momento melhor, tenho confiança na equipa e o Benfica joga sempre para vencer."

publicado por Benfica 73 às 23:29

Setembro 28 2010

«O Benfica foi campeão no ano passado e tem jogadores com muita qualidade e experiência. É uma equipa muito completa.»

publicado por Benfica 73 às 23:22

Setembro 28 2010

1.º - O que se passou na última sexta-feira no Afonso Henriques, não é nada que eu não estivesse à espera. Já tinha alertado que as baterias para a Liga desta época estavam apontadas ao nosso clube para evitar a todo o custo bicampeonato e, se possível, ficar fora do 2.º lugar. Depois de ver o Olhanense espoliado de uma vitória claríssima, mais se acentuou aquilo que eu profetizara.

No futebol português não acredito em árbitro nenhum. Segundo a terminologia filosófica, por exemplo, João tem um cão, o cão desapareceu, logo o cão é do João. Se transformar isto no que se está a passar contra nós, então é assim, os árbitros são corruptos, o Olegário é árbitro, logo Olegário é corrupto. E contra a imprensa a minha opinião é exactamente a mesma. Há excepções? Talvez! Quem não se sentir lobo que não lhe vista a pele.

2.º- No princípio da época passada numa mesa-redonda, três benfiquistas (?), David Borges, Mário Fernando e João Rosado teciam considerações acerca do campeonato que se ia iniciar e o Benfica, na opinião deles, estava arredado, à partida, do 1.º lugar. Mas o que me causou mais confusão (será que causou?) foi o servilismo com que os três falavam do Porto e do homem que comanda o futebol português há mais de 30 anos.

Medo? De serem saneados como Jorge Baptista e José Eduardo, por exemplo? Anti-Vieiristas eram os três. Será que queriam integrar a instituição que é o SLB? O que é que estes três jornalistas fizeram contra a corrupção no futebol português? Nada, de nada. Querem é o lugar deles assegurado e o resto é conversa. Não chega o Manha no “Correio da Manhã”, há por aí muitos Manhas e Manhosos, à procura de um lugar na nossa estrutura, mas os benfiquistas não caem duas vezes na mesma esparrela.

3.º - Ah! Vivo a 400 Km de Lisboa, não tenho nenhum cargo no SLB, sou livre de dizer o que penso, penso pela minha cabeça, sou frontal e não tenho memória curta. Não sou a favor nem contra ninguém. Mas também não sou cego nem urro. Para que conste.


Setembro 28 2010

É doloroso, não só para os benfiquistas, ver e sentir este miserável futebol português caminhar a passos largos para a sua falência total! A culpa é dos que andam a emporcalhar a modalidade há muitos anos sem que tenham sido condenados e castigados por isso! E já foram apanhados, registados em escutas, confirmados crimes, até põe estes tribunais tão permissivos quantos nossos, mas o certo é que ESTÃO AÍ e em FORÇA!

Que poderemos nós fazer perante isto? Utilizar a nossa única arma: a GRANDEZA DO SLB! Estou inteiramente de acordo com as medidas anunciadas pelo presidente da Assembleia Geral depois do Plenário dos Órgãos Sociais do Clube. Temos de impor a justiça, a verticalidade e a seriedade com a força dos nossos argumentos! O Benfica não reclama para ele que os árbitros nos beneficiem. Não pede penaltis, nem golos fora de jogo a nosso favor. Só pede seriedade e isenção! Mas isso é coisa que os nossos rivais não querem, porque se jogarmos com as mesmas armas NÓS GANHAMOS!

A Liga Portuguesa de Futebol não pode ficar parada estrategicamente à espera que chegue o tempo em que já não há nada a fazer! Os «grandes de Lisboa» confiaram em Fernando Gomes. E em Vítor Pereira. Será que é para manter essa confiança depois de tudo isto que se está a passar? Que fazer para que toda esta gente faça o que tem a fazer? E o que é que o secretário de Estado de Desporto tem de se meter nas coisas do futebol? Quem o manda? Ele não sabe que é proibido pela FIFA?

Mas o que já devia ter feito não fez! Por caso já «obrigou» as velhas e retrógadas associações de futebol a aprovar a passagem da Comissão de Arbitragem e de Disciplina para a Federação?

Claro que não! Não interessa, não é?

 

É por estas e outras que isto está como está!

publicado por Benfica 73 às 17:18

Setembro 28 2010

Fábio Coentrão chegou atrasado ao aeroporto da Portela, esta manhã, motivando atraso na partida da comitiva do Benfica para Dusseldorfe.

O esquerdino surgiu no aeroporto cerca de 30 minutos depois do previsto, na sua viatura particular, tendo entrado por uma porta lateral. O atraso explica-se, previsivelmente, com problemas de trânsito na deslocação para o aeroporto.

A partida para solo germânico fez-se em silêncio absoluto. Os 50 quilómetros que separam Dusseldorfe de Gelsenkirchen serão cumpridos de autocarro. Para as 19 horas locais (menos uma em Lisboa) está marcado o treino de adaptação ao palco do jogo com o Schalke. Antes da sessão, Jorge Jesus e um jogador do plantel farão a antevisão do segundo compromisso na Liga dos Campeões.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 12:25

Setembro 28 2010

Depois de Fábio Coentrão, a SAD encarnada está a ultimar as renovações contratuais de David Luiz e Luisão. Segundo A BOLA apurou, os dois processos conheceram ontem avanços muito significativos e o anúncio está por horas. Pode acontecer ainda durante o dia de hoje ou, o mais tardar, após o jogo com o Schalke, para a Liga dos Campeões.

O aumento salarial está definido - os dois internacionais brasileiros entram para o lote dos mais bem pagos do plantel - e as cláusulas de rescisão não devem sofrer alterações: 50 milhões no caso de David Luiz, 20 no de Luisão. Ontem faltava apenas acertar alguns detalhes respeitantes à duração dos vínculos, mas tudo aponta para que, em ambos os casos, os vínculos sejam prorrogados por mais uma temporada, até porque no caso de tal não acontecer tratar-se-ia apenas de um aumento de ordenado.

David Luiz, 23 anos, e Luisão, 29, renovaram há sensivelmente um ano. O mais novo acrescentou duas épocas ao antigo contrato, ficando ligado às águias até 30 de Junho de 2015, e o mais velho somou à ligação igual período de tempo, até 30 de Junho de 2013. A confirmar-se a extensão dos acordos laborais, David Luiz e Luisão ficariam presos às águias até 2016 e 2014, respectivamente.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 09:06

Setembro 28 2010

O encontro entre o Schalke 04 e o Benfica, amanhã à noite, vai colocar frente a frente dois antigos avançados do Real Madrid: Raúl González e Javier Saviola protagonizarão um duelo de titãs no Arena AufSchalke, em Gelsenkirchen. Eles são os jogadores com mais jogos realizados na Champions dos respectivos clubes – 133 no caso do internacional espanhol; 41 no caso do argentino.

Raúl, de 33 anos, e Saviola, de 28, partilharam o balneário merengue nas temporadas de 2007/08 e 2008/09. No clube da capital espanhola, sagraram-se campeões há três anos. Pouco utilizado no Real Madrid, El Conejo decidiu, em 2009, fechar o capítulo espanhol da sua carreira, depois de também ter representado Barcelona e Sevilha, e transferir-se para o Benfica. Já Raúl, símbolo dos merengues, trocou este ano o Real pela formação comandada por Felix Magath.

Um reforço de peso, cuja experiência internacional é uma mais-valia para a participação na Liga dos Campeões. Decano, Raúl é o futebolista com mais jogos realizados (133) e golos marcados (66) na competição. Sagrou-se campeão europeu três vezes (1998, 2000 e 2002), tendo marcado em duas finais.

Saviola tem um currículo mais modesto na Champions. Formado no River Plate, chegou ao Barcelona em 2001. Quando se estreou na montra do futebol europeu, o espanhol havia feito o seu debute seis anos antes. Ainda assim, contabiliza 41 jogos e 15 golos marcados.

Esta temporada, Saviola e Raúl têm um golo cada pelas respectivas equipas. Falta-lhes festejar na Champions. O camisola 30 não sabe o que é marcar neste competição há seis anos (D. Corunha-Monaco, 0-5, 8 de Dezembro de 2004).

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 09:06

Setembro 28 2010

A cidade de Gelsenkirchen vai ser palco de autêntica cimeira de jogadores que representaram o Real Madrid. Do lado do Benfica, estão Saviola e Javi García. O Schalke 04 também se reforçou junto dos espanhóis: Raúl, Huntelaar e Metzelder. Jurado representou o clube madridista em 2005/06, antes de se transferir para o Atlético.

Raúl é um símbolo dos merengues. Chegou ao Real em 1992/93, depois de um percurso nos escalões de formação do rival Atlético. Estrear-se-ia pela equipa principal a 20 de Outubro de 1994, lançado por Jorge Valdano. É o jogador com mais jogos realizados com a camisola branca (741) e golos marcados (323). “Era a minha última oportunidade de experimentar jogar no estrangeiro”, disse, quando se transferiu do Real para o Schalke.

Já Saviola, campeão pelos merengues em 2007, ao lado de Raúl e Metzelder, optou pelo Benfica, após duas épocas de pouca utilização. “Aqui voltei a sorrir”, disse quem marcou 6 golos na Liga Europa a temporada passada.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 09:05

Setembro 28 2010

O desempenho de Carlos Xistra, no recente jogo entre Benfica e Sporting, foi avaliado pelo observador Amílcar Ventura com nota 3,3 (satisfatório), numa escala de 1 a 5. Ao árbitro de Castelo Branco é apontada como principal falha a marcação da falta de Fábio Coentrão sobre Liedson. Como pode ler-se no relatório do observador, a que Record teve acesso, o cartão devia ter sido mostrado ao avançado leonino e não ao polivalente jogador das águias.

O lance em causa aconteceu aos 44 minutos do encontro, realizado no dia 19 deste mês. Liedson, já no meio-campo dos encarnados, procurava isolar-se, quando Coentrão surgiu-lhe ao caminho. Apesar do gesto com a perna esquerda, o camisola 18 benfiquista não tocou no avançado, que caiu no relvado. Xistra, de 36 anos e que dirigia o seu primeiro dérbi lisboeta, assinalou falta e mostrou o cartão amarelo a Coentrão.

“Em jogada disputada no flanco esquerdo do ataque da equipa B [Sporting], pelo seu n.º 31 e n.º 18 adversário, o árbitro puniu a equipa A [Benfica] com um pontapé livre directo, quando o seu jogador não cometeu qualquer infracção”, pode ler-se no relatório de Amílcar Ventura, antigo árbitro de 2.ª categoria, de Leiria.

Feito o reparo técnico, o observador do encontro entre Benfica e Sporting centra-se no aspecto disciplinar, escrevendo que “foi incorrectamente exibido o cartão amarelo” ao internacional português do Benfica. “A haver sanção disciplinar, seria para o n.º 31 de B por simular ter sofrido uma falta, levando o árbitro a exibir o cartão amarelo ao adversário.”

Yannick e Amorim

Há outros dois lances mencionados pelo observador, os quais, no entanto, não merecem contestação. O primeiro é o protesto de Yannick junto do assistente Alfredo Braga, após lhe ter sido marcada falta, aos 22 minutos. Xistra repreendeu verbalmente o atacante do Sporting. “Apesar da punição disciplinar requerer exibição do cartão amarelo, admitimos o procedimento”, condescende Amílcar Ventura.

Já aos 71 minutos, Ruben Amorim, que substituíra Pablo Aimar ao intervalo, controlou a bola com a mão junto da linha lateral. O futebolista do Benfica não foi punido, o que mereceu a concordância do observador. “Foi boa a decisão”, é sublinhado no documento, uma vez que aquele procedimento “não se enquadra nas jogadas puníveis disciplinarmente”.

O duelo entre arquirrivais, cujo grau de dificuldade foi classificado como “normal”, decorreu “num relvado excelente e com boas condições atmosféricas”. Para quem teve por missão avaliar Xistra, “foi por vezes disputado com intensidade, decrescendo de ritmo à medida que o resultado ficou mais definido”, destacando que o comportamento dos jogadores “foi por vezes quezilento”, embora sem “excessos significativos”. Ainda assim, sublinha a “postura correcta” de espectadores e técnicos.

Em síntese, o árbitro albicastrense realizou “prestação de nível satisfatório, controlando a partida nos aspectos técnicos mais evidentes”, defendendo “a integridade física dos jogadores” e decidindo “correctamente nos lances nas proximidades das áreas de grande penalidade”. No entanto, o “critério apertado” utilizado não passou despercebido a Amílcar Ventura.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 09:02

Setembro 28 2010

À saída do pavilhão de Coimbra, os adeptos do hóquei em patins estavam incrédulos. «Não é todos os dias que um único jogador marca quatro golos ao Edo Bosch...», foi o comentário escutado por A BOLA, a sublinhar a qualidade de João Rodrigues. Alguém mais velho, conhecedor da matéria, estava rendido: «Nasceu uma estrela!».

O hoquista do Benfica foi o herói do encontro, por ser o autor dos quatro tentos que estabeleceram o resultado final e que permitiram aos encarnados levar a Supertaça António Livramento para a Luz. Golpe de sorte do jovem? Não parece... Habitual aposta dos seleccionadores nacionais das camadas jovens - capitão dos sub-20 -, o treinador Luís Sénica sabia perfeitamente o que estava a fazer quando convenceu os dirigentes das águias a estabelecerem contactos para a sua transferência, o ano passado.

«Já tinha tido convites do Benfica em anos anteriores, ainda para alinhar pelos escalões mais novos. Achei que não era a altura certa e mantive-me na melhor escola do Mundo», esclareceu João Rodrigues, referindo-se ao clube Paço D'Arcos, onde despontaram muitos dos melhores internacionais portugueses.

João Rodrigues tem potencial para ser mais uma estrela numa constelação em que Portugal tem inúmeras referências. Sem ter herdado genes da modalidade, o jovem hoquista sentiu pela primeira vez o chamamento para o hóquei era ainda muito novo. A primeira experiência com o stick, porém, aconteceu no hóquei em campo. «Por influência do meu pai, que era praticante no Belenenses e chegou a internacional. Mal comecei a andar entretinha-me nos intervalos dos jogos do meu pai», recorda com orgulho. A irmã, Raquel, enveredou pela patinagem artística e João Rodrigues seguiu o caminho... do meio: hóquei em patins.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 07:48

Setembro 28 2010

Foi por intermédio do sítio de O JOGO na internet que Josefina e Bernardino souberam ontem da renovação do filho com o Benfica. Fábio Coentrão prolongou contrato até 30 de Junho de 2016, embora a cláusula de rescisão do jogador - como O JOGO tinha noticiado na quinta-feira - tenha permanecido igual: 30 milhões de euros. "Cheguei do trabalho por volta das 16h30 e, como faço todos os dias, fui ver as notícias de Portugal pela internet. Abri a página de O JOGO e li que o meu filho tinha renovado", conta Josefina Coentrão a partir de Le Cannet, França, onde quase toda a família reside há largos anos.

"Só logo à noite é que consigo falar com ele. Agora está a treinar. Ainda liguei à minha nora, mas ela não atendeu", acrescenta a mãe do jogador, pessoa simples e humilde que trabalha a fazer limpezas em casas particulares. O pai, Bernardino, vive, por seu turno, do negócio do peixe.

"Fiquei muito contente com a notícia, pois sei o quanto o meu filho adora estar no Benfica. Ele até disse que ia inscrever a filha como sócia do clube", afirma. "Quando comentam que ele vai sair para um clube estrangeiro, ele só diz que gosta de estar onde está. Inclusive, já comentou comigo que gostaria de acabar a carreira no Benfica", acrescenta.

A mãe defende que Fábio "pode dar graças ao Jorge Jesus por estar onde está", pois foi o treinador que mais apostou no seu benjamim. E também o que mais lhe tem ensinado, apesar de ser duro e exigente. "Um dia comentei com o Fábio: 'Parece que o Jorge Jesus está sempre a mandar vir contigo. É mesmo assim?', perguntei. E sabe o que ele me respondeu? 'É para me fazer homem, mãe'", conta Josefina Coentrão.

"Concordo com ele: o Jorge Jesus fez do meu filho um homem. Noto a diferença. Tudo nele está melhor. Está mais homem, até já usa palavras de homem. Está mesmo mais maduro", comenta ainda a mãe babada, que às vezes não sabe onde o filho "vai buscar tanta força e energia".

"Já em pequeno era raro o dia em que não me aparecia em casa todo amachucado. E era sempre na cara que se magoava; uma vez até teve de fazer um enxerto. Por isso tem tantas marcas no rosto", recorda.

A propósito da resistência do filho às lesões, Josefina conta que, no dia a seguir ao dérbi com o Sporting - os pais estavam nessa altura a passar uns dias em Lisboa -, Fábio acordou a queixar-se do pé direito. "Quando se levantou, de manhã, tinha o tornozelo todo inchado, queria andar e não podia. Até fazia impressão", conta. "Eu e o meu marido voltámos para França no dia a seguir e, quando lhe liguei na quarta-feira, disse-me que já estava quase bom e ia jogar frente ao Marítimo. E não só jogou como marcou", acrescenta, orgulhosa.

Golo de pai babado para a Vitória

Fábio Coentrão dedicou o golo que marcou no sábado, frente ao Marítimo, à sua filha, Vitória, que está quase a completar três meses de vida. Não passou despercebido quando, na hora de festejar o golo, o esquerdino levou um dos polegares à boca, fingindo que estava a chuchar.

A mãe do esquerdino, Josefina Coentrão, confirmou ontem, a O JOGO, a dedicatória do filho à neta, revelando ainda um pouco do pai babado em que se tornou Fábio Coentrão, com apenas 22 anos.

"Nem contava que ele viesse a ser um pai tão dedicado. Dá gosto ver. Adora chegar a casa e ficar com a Vitória horas no seu colo. E também faz questão de lhe dar banho, de lhe dar a comidinha", conta Josefina, que, com o nascimento de Vitória, ficou com nove netos.

Fábio Coentrão casou-se pelo civil antes de representar a Selecção Nacional no Mundial da África do Sul. Aliás, foi no dia logo a seguir ao jogo com o Rio Ave, no qual o Benfica se sagrou campeão nacional. O esquerdino já não participou nos festejos de segunda e terça-feira para se poder unir a Andreia. A filha, Vitória, nasceu depois, a 9 de Julho.

O casal faz ainda questão de se casar pela igreja. Até já há data marcada para a cerimónia religiosa; será no próximo dia 22 de Dezembro, aproveitando as férias de Natal do plantel encarnado.

De menina a... craque

Fábio Coentrão é o mais novo de três irmãos, todos rapazes: António tem 39 anos, Rui 30 e Fábio 22. "Queríamos ainda ter uma menina, por isso é que decidimos ter um terceiro filho. Então nasceu o Fábio", confessa a mãe, Josefina, entre risos. O casal não concretizou o sonho, mas ganhou um craque de futebol.

O jogador das Caxinas já é vedeta e está debaixo de olho de grandes clubes europeus, mas mantém a sua personalidade e atitude intactas. Continua simples, humilde, como se não fosse nada com ele. Basta conversar um pouco com a sua família para perceber onde herdou a sua maneira de ser. E, pelos vistos, também a sua determinação e vontade de trabalhar.

"O Fábio é como toda a gente na nossa família: quando é para trabalhar, é para trabalhar; quando é para brincar é para brincar. Somos todos assim", garante o irmão, Rui.

Fonte: O Jogo

publicado por Benfica 73 às 06:22

Setembro 28 2010

O Sport Lisboa e Benfica disponibilizou ontem aos seus associados, no sítio oficial das águias, o Relatório de Gestão do clube, destacando-se o facto de, após dois anos seguidos de prejuízos, apresentar resultados líquidos positivos, com um lucro de 2,383 milhões de euros. Para isso muito contribuiu o projecto de restruturação do Grupo Sport Lisboa e Benfica, aprovado em assembleia geral do clube no primeiro semestre do exercício, que permitiu liquidar as dívidas que o clube tinha com empresas do grupo e reforçar os capitais próprios da Benfica, SAD.

Fonte: O Jogo

publicado por Benfica 73 às 06:19

Setembro 28 2010

publicado por Benfica 73 às 06:15
Tags:

Setembro 28 2010

publicado por Benfica 73 às 01:39

Setembro 28 2010

Sábado, 19h15, entramos no Barreiros em 4x4x2. Quando é que acreditamos nos triângulos de meio-campo e ataque, e teríamos um Carlos Martins mais ofensivo e eficaz, menos perdido? Apostamos tudo nas alas, aquelas que perdemos e só agora começa o reencontro, com Gaitán a agigantar-se, mas à direita! Se tivemos ala-direito, as necessidades da esquerda destituem-nos de um dos melhores defesas-esquerdos do Mundo, que faz o corredor até à assistência na área com a força da juventude e garra, para o colocar a lateral. Contra o Marítimo o barro colou à baliza, e o meu Fabito fez-se goleador! Mas o preço é demasiado penoso: César Peixoto na defesa esquerda. Sim, repito-me, mas Peixoto não tem calibre para este Benfica. É um remendo, e só se remedeia quando não se previne. Salvio prefere a ala direita. E Jara? Serve para a esquerda? Contra o ataque do Braga não podemos remendar o corredor esquerdo, seja atrás ou a meio-campo. Fabito deve regressar ao seu berço, que aquele ataque não é para brincadeiras. E na ala? Permanece a questão.

Entramos com o segundo equipamento. O nosso treck record com a vestimenta suplementar é de má sorte. E a estrelinha, de facto, não brilhou. Porque a basculação ofensiva foi pujante, mas o desperdício frustrante. Tacuara não é infalível nem intocável. É tempo do paraguaio saber que tem de fazer para ganhar o lugar. A quem? A Kardec. Na primeira metade, não largámos a baliza de Marcelo. Aos 12’, aos 16’, 18’, aos 22’, 24’, aos 27´ e 29´, aos 31’. E só aos 39’ há perigo dos do Marítimo, com Roberto a voltar às defesas de aviário com um soco em mau alívio, que não deu golo porque defendeu a recarga. Na segunda parte Cardozo falha sem vergonha aos 50’ e aos 53’. E aos 58’ veio o tento merecido pelo menino de ouro do nosso Glorioso. Há muito que Fábio merecia marcar. Foram mais de 20 remates.

O ano passado demos 5. Este ano demos prejuízo. Mas vencemos! Segue-se a Champions… e o SCB.

Autor: MARTA REBELO
publicado por Benfica 73 às 01:37

Setembro 28 2010
publicado por Benfica 73 às 01:35

BENFICA 73
contador grátis
Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





subscrever feeds
comentários recentes
Do You Need A Loan To Consolidate Your Debt At 1.0...
Here is a good news for those interested. There is...
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...