Setembro 23 2010

Roberto precisou de poucos meses para concluir que «o Benfica é o melhor clube do Mundo». O guarda-redes espanhol, que os encarnados contrataram ao At. Madrid, está rendido à dimensão do clube e diz que às águias interessa, apenas, ganhar a todos os seus rivais.
«Desde o dia em que cheguei que interiorizei que o Benfica é o melhor clube do Mundo, a minha casa, a minha família, todos os outros são apenas rivais aos quais vamos ter de ganhar», afirma Roberto, em entrevista ao jornal do clube, aludindo, entre outros, ao FC Porto, «agora um rival directo» e diante do qual se lesionou com gravidade, na época transacta, ao serviço do At. Madrid.
Há poucos meses de águia ao peito, o guardião espanhol admite ter ficado surpreendido com a realidade que encontrou no Benfica, «sobretudo os adeptos». «Na pré-época, na Suíça, ver duas e três mil pessoas nos treinos a apoiar-nos, e todo o carinho que nos dispensam aqui todos os dias, mesmo na rua, impressionou-me muito», revela, acrescentando: «Internamente, a organização é impressionante. Tem tudo o que é preciso para que o Benfica chegue onde quiser».

Alvo de duras críticas nos primeiros jogos de águia ao peito, Roberto esclarece que nunca perdeu a tranquilidade, tão-pouco a confiança no seu valor. «O mais importante é acreditar em mim», diz.
«As pessoas têm o direito de pensar o que quiserem. Eu limito-me a fazer o meu trabalho o melhor possível. O mais importante é acreditar em mim, e saber sempre qual é o meu limite. Por isso, estive tranquilo durante todo este tempo porque sabia que se trabalhasse como estamos a trabalhar todos os dias, não apenas eu, mas toda a equipa, iria melhorar muito e que as coisas iriam começar a acontecer como calculámos quando começámos a trabalhar», explica o guarda-redes espanhol, em declarações ao jornal do clube.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 22:22

Setembro 23 2010

A BOLA referiu anteontem, com justo destaque, que «desde 1976» não se via no campeonato português «um arranque tão fabuloso» como o arranque do FC Porto nesta prova de 2010/11. Cinco vitórias nas cinco primeiras jornadas e quatro pontos de avanço sobre o segundo classificado, o Vitória de Guimarães, eis o registo actual do FC Porto que só encontra paralelo na competição de 1976/1977, com o Sporting, de Jimmy Hagan, que, à quinta jornada somava o mesmo número de pontos de avanço sobre o segundo classificado, o Varzim.

Francamente, não me lembro. Passaram-se 34 anos entre as duas proezas e, sendo o Varzim o segundo classificado no Outono de 1976, nem consigo imaginar em que lugar da tabela navegava o Benfica. Seria o terceiro? Ou estaria em oitavo, como está hoje, ou estaria na décima quarta posição, como estava na semana passada?

Não importa, o que lá vai, lá vai.

O que importa é a classificação final desse campeonato de 1976/1977 que deve ter sofrido uma grande reviravolta a meio do percurso, visto que o Benfica foi o campeão, acabou no primeiro lugar, com 9 pontos de avanço sobre o Sporting, o segundo classificado. Quanto ao Varzim, depois de um arranque não menos espectacular, quedou-se por uma bastante honrosa sétima posição, a 20 pontos do campeão nacional.

Ao longo da sua história secular, o futebol teve sempre destas reviravoltas surpreendentes.

Ainda no domingo passado, por exemplo, no Estádio da Luz, o paraguaio Óscar Cardozo que, há menos de quatro dias, tinha sido declarado persona non grata pela exigente plateia da casa, acabou com as más-línguas despachando, sozinho, o Sporting com dois golos muito bonitos e que deixaram a multidão de ingratos ao rubro. Ao rubro, certamente, de corados pela vergonha recente que é a de assobiar um jogador do Benfica por mais inapto que seja, o que, ainda por cima, não é o caso.

De acordo com as investigações estatísticas da concorrência, Cardozo é o avançado mais eficaz do Benfica dos últimos 30 anos. Ou seja, quase desde aquele campeonato em que o Sporting entrou triunfalmente e o Benfica acabou por ganhar, não se via na Luz um homem-golo tão produtivo e regular.

Ainda assim há quem não esteja satisfeito. Ouvi, na noite de domingo, censurá-lo por não ter feito um hat-trik que ‘estava perfeitamente ao seu alcance’. Ora isto é dar importância de menos ao Cardozo…

Entre os assobiadores arrependidos, também ouvi censurar Jorge Jesus por não ter tirado Cardozo a cinco minutos do fim ‘para receber os aplausos da concórdia’. Gente com remorsos tem sempre tendência para efeitos dramáticos espectaculares…

Fez bem Jorge Jesus em ter deixado Óscar Cardozo em campo até ao fim do jogo. Quem sabe se não fazia mais um biscate e marcava mesmo o terceiro golo… por causa das dúvidas.

 

PAULO BENTO é o novo seleccionador e, lamentavelmente para ele e para o bom nome da Federação Portuguesa de Futebol e da Selecção Nacional, não entrou pela porta grande como devia e como mereceria qualquer técnico convidado a desempenhar um cargo de tamanha responsabilidade.

Imagine-se uma situação em que um indivíduo, depois de passar meia hora a contar anedotas parvas, resolve pôr-se com conversas responsáveis e profundas. Torna-se difícil levar a sério semelhante polivalência de reportório, não concordam?

E é este, precisamente, o óbice que marca a entrada do novo seleccionador ao serviço da FPF. Paulo Bento, inocente, vê-se na posição do assunto sério que chega depois da anedota parva e que vai ter de carregar o fardo da risota para o qual não contribuiu e que, certamente, dispensava.

A expedição da FPF a Madrid para contratar José Mourinho para os próximos dois jogos da Selecção Nacional foi a anedota, como já terão adivinhado. Mourinho e o Real Madrid foram os protagonistas forçados da laracha e lá se desenvencilharam, sem perder a compostura, o que deve ter sido difícil, dos rogos da patriótica comitiva lusitana que foi pedinchar ao melhor treinador do mundo e ao clube mais poderoso do mundo uma atençãozinha, em part-time, em favor da malta desnorteada da ponta ocidental da Ibéria.

A imprensa espanhola foi bastante impiedosa com a anedota portuguesa e tratou o assunto abaixo dos malucos do riso, não era para menos. Não há pãp para malucos, foi só o que lhes faltou dizer e escrever.

O pormenor do convite a José Mourinho ser só para os dois próximos jogos, já neste Outubro, com a Dinamarca e com a Islândia, pode, no entanto, ser passível de várias interpretações. Umas de foro do calculismo frio e mais racional.

Como é do conhecimento do público em geral, Gilberto Madaíl despediu Carlos Queiroz e, aparentemente, despediu-se também a si próprio, anunciando a convocação de eleições para os órgãos sociais da FPF. Seria da máxima conveniência para a actual Direcção da FPF uma recandidatura engalanada com a bandeira de José Mourinho, mesmo em regime de biscate, até porque, depois dos dois jogos de Outubro, a selecção só voltará ao trabalho a sério no mês de Junho de 2011, recebendo a Noruega em jogo do Grupo H de qualificação para o Europeu de 2012.

Felizmente, Mourinho não faz biscates. Boa sorte, Paulo Bento. E muita, muita paciência.

 

NO domingo, enquanto a Luz e o País inteiro se preparavam com furor para mais um clássico, jogou-se por todo o País, discretamente, a segunda eliminatória da Taça de Portugal em que se viram envolvidas apenas equipas das divisões secundárias. Um jogo houve que nos disse respeito. O Centro Desportivo de Fátima, jogando em casa, eliminou o Clube Oriental de Lisboa, por 2-1. E disse-nos respeito porquê? Questão efectiva, obviamente.

Frente a frente, na qualidade de treinadores principais, encontraram-se Diamantino e Carlos Manuel que, na década de 80 do século passado, juntos e ao vivo fizeram vibrar o terceiro anel, o segundo anel e o primeiro anel. E isto é dizer muito como compreenderão. O resultado final, para o caso, tanto faz. Ganhou o Diamantino ao Carlos Manuel, para os que se interessam por essas coisas. Por mim, ganhavam os dois. Viva o grupo do Barreiro!

PS: A ‘Operação Vindima’ continua, o que não surpreende porque estamos no Outono, tempo de encher os lagares para garantir um Inverno tranquilo. Até o bom do Rolando ficou chocado. Maior do que a sua desfaçatez de jogar a bola à mão dentro da sua área, foi a desfaçatez do grande Bruno Paixão que mandou seguir para bingo. Enganou-se. Sou pelo profissionalismo total dos árbitros no futebol profissional. Isto de andarem a fazer biscates ao fim-de-semana tem de acabar.

Autor: Leonor Pinhão

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 17:45

Setembro 23 2010

O defesa do Benfica volta a fazer parte da lista de convocados do seleccionador do Brasil, Mano Menezes. Desta feita, o avançado do FC Porto Hulk, que tinha sido chamado recentemente para estágio em Barcelona, ficou de fora dos eleitos.
O principal destaque da lista é, no entanto, a ausência do jovem avançado do Santos Neymar, que tem sido protagonista de vários casos de indisciplina no seu clube. Para o seleccionador Mano Menezes, trata-se de «uma mensagem do que se pretende do comportamento dos jogadores».
Neto (guarda-redes do Atlético Paranaense), Mariano (lateral do Fluminense), Giuliano (médio do Internacional), Elias (Corinthians) e Wesley (Werder Bremen) são novidades.
A convocatória tem em vista dois jogos particulares a realizar na Europa, o primeiro no dia 8 de Outubro, o segundo no dia 12.
Eis a lista completa:
Guarda-redes: Victor (Grémio), Jefferson (Botafogo) e Neto (Atlético Paranaense;
Defesas: Daniel Alves (Barcelona), Mariano (Fluminense), André Santos (Fenerbahce), Adriano (Barcelona), David Luiz (Benfica), Alex (Chelsea), Thiago Silva (Milan) e Rever (Atlético-MG);
Médios: Lucas (Liverpool), Ramires (Chelsea), Sandro (Tottenham), Elias (Corinthians), Carlos Eduardo (Rubin Kazan), Philippe Coutinho (Inter de Milão), Wesley (Werder Bremen) e Giuliano (Internacional);
Avançados: Alexandre Pato (Milan), Robinho (Milan), André (Dínamo Kiev) e Nilmar (Villarreal).

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 16:37

Setembro 23 2010

O extremo do Sport Lisboa e Benfica, Eduardo Salvio, fez um balanço dos primeiros meses de águia ao peito e anteviu a partida frente ao Marítimo. Numa entrevista exclusiva à Benfica TV e ao Site Oficial do Clube, o argentino revelou uma grande confiança para os próximos jogos.


Em relação à partida no Estádio dos Barreiros, Salvio tem noção que vai ser muito complicada, mas está confiante: “Estou muito ansioso por este jogo. Ganhámos o dérbi com o Sporting e isso ajuda-nos muito, dá-nos mais confiança e agora é concentração total no Marítimo, que vai ser uma partida muito complicada.”
O argentino não está no Benfica há muito tempo, mas confessou que tem tido uma adaptação fácil ao Clube da Luz.
“Tem sido muito boa. Estou muito contente desde o primeiro dia em que cheguei e a verdade é que me sinto muito cómodo. Tenho companheiros argentinos, depois há o Maxi e o Cardozo, os espanhóis e todo o plantel, que me está sempre a ajudar na integração”, afirmou o atleta, que cedo percebeu a grandeza do Benfica. “Cheguei a um Clube com uma grandeza enorme e por isso estou muito contente de jogar no Benfica.”
O futebol português tem as suas características, mas não será uma adaptação complicada, como revelou Salvio: “Todo o futebol tem as suas características específicas. Hoje em dia estou a adaptar-me ao futebol português e creio que não será uma adaptação difícil. Só quero que as coisas me corram bem aqui no Benfica.”
A vitória frente ao Sporting foi muito importante. Não só pelos três pontos, mas também pela parte psicológica do plantel. “É muito importante vencer um dérbi. Dá confiança à equipa e aos adeptos. Agora temos mais confiança para defrontar o Marítimo, que vai ser muito complicado.”
Os pontos perdidos já fazem parte do passado, até porque é no final que se fazem as contas: “O que conta é o final do campeonato e da temporada. Todos sabem que não começámos da melhor maneira, mas estamos tranquilos e já estamos a recuperar. Agora é olhar para a frente!”
Quando chegou ao Benfica viajou com a equipa à Madeira para ver o jogo com o Nacional. A partida acabou com uma derrota para os campeões nacionais, mas agora vai ser diferente: “Espero que seja diferente. Nesta altura a equipa está melhor e com a confiança que temos vamos jogar melhor de certeza.”
O novo técnico da selecção argentina falou na possibilidade de convocar o seu colega Nico Gaitán. Salvio ficou muito contente com esta afirmação do treinador que substituiu Maradona: “Fiquei muito contente pelo meu companheiro e amigo. Ele merece e por isso fico muito feliz pela sua possível chamada.”
O Estádio da Luz esteve praticamente lotado frente ao Sporting. A reacção do argentino foi: “Incrível! A primeira vez que entrei no Estádio da Luz fiquei encantado e contra o Sporting foi incrível e muito lindo. Foi uma das situações mais bonitas que tive na minha carreira. Estou muito feliz por estar no Benfica!”
O encontro frente ao Marítimo acontece no sábado, dia 25 de Setembro, pelas 19h15, na Madeira. Esta partida é referente à sexta jornada da Liga portuguesa.

Fonte: SLB

publicado por Benfica 73 às 16:33

Setembro 23 2010

O Benfica faz sempre o pleno! Quando ganha, quando perde, quando joga, quando não joga, no defeso, sempre e alhures. Tendo o apoio de uma maioria absoluta, não deixa ninguém indiferente. Vencedor, abraça milhões numa alegria transbordante (que pena as estatísticas oficiais não medirem o seu contributo para o bem estar nacional). Perdedor, não deixa os seus oponentes alheios e alimenta os despeitados, invejosos ou simplesmente adversários.

Nas fases mais críticas de resultados do Benfica, acentua-se aquilo que é uma quase regra dos comentários e comentadores escritos e falados: mesmo sendo de clubes rivais, de tão obcecados pela magia do Benfica, é sobre este que dissertam, às vezes em forma de coligações espúrias. Por vezes, chego a pensar que são mais anti-benfiquistas que do seu próprio clube, o que é uma forma apreciável – para um benfiquista – de consideração. Assim como na economia há o imposto negativo, o Benfica deveria instituir a “quota negativa” para os opositores. Ou seja, subsidiá-los…

Como benfiquista, só tenho de agradecer tão entusiástica quanto convicta obsessão pelo SLB. Até porque, no desporto como em tudo, o que mais odeio é a indiferença e o amorfismo. Prefiro um duro antagonismo do que um delicodoce desinteressante. De facto, o Benfica não deixa ninguém indiferente. Campeão das notícias e das primeiras páginas. Das boas e das más. Das verdadeiras e dos rumores. Das compras e das vendas. Dos árbitros e dos arbítrios. Dos dias úteis e inúteis. Alguém imagina um jornal desportivo ser diário sem o Benfica? Ou as assistências nos estádios sem os seus apoiantes?

E bem pode agradecer o poder político. Vem o Benfica, vão-se os D do nosso calvário: défice, divida, desemprego, divergência. Talvez porque para muitos seja a única forma de conseguirem ver a Luz… ao fundo do túnel!

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 12:20

Setembro 23 2010

Se um árbitro erra num jogo é justo falar em erro de arbitragem. Mas se um conjunto de árbitros erram numa sucessão de jogos todos contra a mesma equipa é lícito pensar em algo mais que em simples erros humanos. E mais ainda quando alguns desses árbitros têm um historial de erros a prejudicar a uma mesma equipa.

O árbitro que há dois anos viu um penálti que não existiu mas com o qual os portistas se salvaram de uma derrota em casa frente ao Benfica, este ano viu uma falta que Javi García não cometeu de onde resultou um golo contra a nossa equipa. Mas não viu, na área do nosso adversário, uma falta para grande penalidade sobre Fábio Coentrão. O árbitro que em 2004/2005 não viu uma bola chutada por Petit entrar 70 centímetros dentro da baliza de Vítor Baía, em Guimarães viu, ou julgou ver, razões para amarelar 7 jogadores do Benfica por faltas corriqueiras. Mas não viu duas faltas claríssimas dentro da área do adversário do Benfica, uma das quais uma agressão a pontapé a Pablo Aimar merecedora de cartão vermelho para o agressor.

O Benfica não entrou bem na abertura do Campeonato, no qual lhe compete defender o título. Escusamos de enterrar a cabeça na areia. A equipa perdeu três titulares da época passada, tem novos jogadores com falta de entrosamento, outros falta de ritmo ou cansaço, está sob fortíssima pressão mediática e psicológica. Está ainda longe da equipa que no ano passado deslumbrava os adeptos e confundia os adversários. Mas, jogando o que jogou e como tem jogado, o Benfica poderia ter somado quatro vitórias nos primeiros quatro jogos, se não tivesse sido derrotada pelas arbitragens. Foi muito oportuno e adequado que o Benfica tivesse decidido dar um murro na mesa.

publicado por Benfica 73 às 12:18

Setembro 23 2010

O plantel às ordens de Jorge Jesus realizou mais um treino de preparação para o jogo da Madeira e a grande novidade vai para a recuperação de Pablo Aimar.

O central brasileiro David Luiz realizou treino condicionado, porque se encontra a recuperar de uma mialgia na face posterior da coxa esquerda. O lateral português Fábio Coentrão também fez treino condicionado devido a um traumatismo e entorse do tornozelo direito.

Javier Balboa fez corrida, tratamento e trabalho de ginásio, por causa de uma lesão no menisco externo do joelho direito.

Os campeões nacionais voltam a treinar na sexta-feira, dia 24 de Setembro, pelas 10 horas, no Caixa Futebol Campus. O apronto é à porta fechada.

Fonte: SLB

publicado por Benfica 73 às 12:15
Tags: ,

Setembro 23 2010

publicado por Benfica 73 às 11:11
Tags:

Setembro 23 2010

Fábio Coentrão e David Luiz continuaram sem treinar-se, na última quarta-feira, limitando-se a fazer tratamento, na expectativa de que possam recuperar para o próximo jogo, sábado, contra o Marítimo. Os próximos dias serão determinantes para avaliar se ambos vão ser opção para Jorge Jesus. Por agora, na Luz, há esperança de que o melhor cenário possa concretizar-se.

O “derby” com o Sporting deixou Jesus sem Pablo Aimar, Fábio Coentrão e David Luiz. Se o médio argentino é praticamente carta fora do baralho para a deslocação à Madeira, prevendo-se que possa regressar no jogo da Liga dos Campeões, contra o Schalke, na Alemanha, o defesa internacional brasileiro, tudo indica, deve ultrapassar a mialgia na face posterior da coxa esquerda e viajar para a Madeira.

Já a dúvida sobre a condição física de Fábio Coentrão ainda é forte - sofreu traumatismo e entorse no tornozelo direito no jogo diante do Sporting. Mas o jovem tem respondido bem aos tratamentos. A influência de Fábio na equipa ficou, uma vez mais, provada no derby: foi um dos melhores em campo.

As estatísticas mostram, também, que, para o Benfica, vale a pena apostar na recuperação de Fábio Coentrão - é um dos três totalistas da equipa, juntamente com David Luiz e Cardozo, e lidera o ranking de toques na bola (319) e de passes (243).

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 10:32

Setembro 23 2010

Outro dos jogadores que deixou muitas saudades nos adeptos encarnados e que pode regressar à Luz no final desta temporada é Simão Sabrosa.

O antigo capitão dos encarnados, de 30 anos, também termina contrato com os colchoneros em 2011 e passa a ser um jogador livre para assinar por outro clube a custo zero.

Esta questão chegou a ser aflorada neste verão, mas os responsáveis encarnados preferiram esperar mais um ano para poderem contratar o jogador sem ter de pagar qualquer recompensa económica ao clube da capital espanhola.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 10:01

Setembro 23 2010

José Antonio Reyes está em grande no Atlético Madrid. O espanhol é uma das pedras chave no xadrez de Quique Flores e ainda no último domingo foi um dos jogadores mais inconformados na partida diante do Barcelona, que os catalães venceram por 2-1, merecendo inclusive grandes elogios da imprensa espanhola.

No entanto, e apesar de estar feliz na capital do país vizinho, o esquerdino, de 27 anos, não esconde o desejo de regressar ao Benfica, clube onde atuou na temporada 2008/09, com Quique Flores ao leme da equipa encarnada e onde deixou muitas saudades. Fonte próxima do jogador confidenciou a Record que Reyes via com bons olhos o regresso à Luz já que guarda um grande carinho do clube. Aliás, mesmo à distância, o camisola 19 do Atlético tenta sempre acompanhar, pela televisão, os encontros da formação de Jorge Jesus e mantém-se informado da realidade encarnada.

E, à primeira vista, o desejo do internacional espanhol até nem parece muito difícil de concretizar, já que Reyes termina contrato com os colchoneros no final da presente temporada, mas em janeiro, na reabertura do mercado, já poderá vincular-se a outro emblema sem qualquer custo. O nosso jornal sabe que o Atlético Madrid está a tentar renovar a ligação contratual com o atleta por mais alguns anos, mas até agora não foi possível chegar a acordo e o Benfica continua na lista de preferências do extremo.

Boas relações

Este cenário até pode ser facilitado pelas boas relações que os responsáveis encarnados mantêm com a direção dos colchoneros, presidida por Enrique Cerezo e também é preciso não esquecer que o clube da Luz continua a deter 25 por cento do passe do jogador.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 09:28

Setembro 23 2010

“O César Peixoto foi um achado!” Marinho Peres, treinador brasileiro com grande ligação a Portugal, em especial ao Belenenses, recorda como se fosse hoje a estreia do esquerdino na Liga. Ou melhor: como, sem esforço, resolveu um problema no plantel azul. “Não tinha um esquerdino”, conta.

Em 2001/02, logo no arranque do campeonato, o Belenenses foi jogar a Paços de Ferreira, onde perdeu por 3-1. No final do jogo, um jovem futebolista de 21 anos, que fizera toda a carreira na zona de Guimarães, na formação e na então 2.ª Divisão, mas que já havia sido sugerido, juntou-se ao plantel do Restelo. Não tardou a convencer Marinho Peres.

“O que mais impressiona nele é o remate forte. E nem precisa de tomar balanço!”, observa o técnico, de 63 anos. “Perguntei-lhe onde jogava. Ele disse-me que na esquerda. ‘Consigo defender e atacar’”, acrescenta.

Daí à estreia foi um passo. A 23 de setembro de 2001, o Benfica visitou o Belenenses, em encontro a contar para a 6.ª jornada. A 26 minutos do final da partida, com as águias em vantagem, o técnico lançou César Peixoto, tirando Neca. Três minutos depois da entrada do minhoto, Marcão assinaria o golo que ditou o resultado final (1-1).

Hoje, completam-se nove anos da estreia na alta-roda do futebol português. Foi como um “grito” de emancipação, cujos ecos ainda se ouvem. Após um trajeto recheado de sucessos (é o único jogador dos encarnados que sabe o que é vencer a Liga dos Campeões), o esquerdino celebra a efeméride com o lugar no onze benfiquista resgatado.

Lançado por Jorge Jesus no dérbi, a sua ação seria elogiada pelo treinador que, em 2009, patrocinou a sua transferência de Braga para a Benfica, onde conquistaria o quarto título de campeão nacional. Isto porque a combinação Peixoto-Coentrão resultou na anulação de João Pereira.

A adaptação às funções de lateral é, de resto, algo que não surpreende Marinho Peres. “Na minha época de jogador, havia extremos, pontas. Jogadores como Simões ou Garrincha acabaram. Já não existem aqueles extremos egoístas, fixos. Hoje, quem joga na direita ou na esquerda também se adapta ao meio-campo, conforme o adversário. Ele tem essa capacidade. Quando quiser segurar a vantagem, o treinador pode sempre adiantá-lo e fechar o meio-campo.”

Aos 30 anos, César Peixoto é elemento da confiança de Jesus, cujo percurso comum se iniciou em Braga e continuou na Luz. Nem sempre compreendido pelos adeptos, que por vezes não poupam assobios, o camisola 25, que soma 138 jogos e 22 golos na Liga, é daqueles jogadores que os treinadores não dispensam.

“Enquanto trabalhou comigo, sempre se cuidou de forma coerente fora de campo. Era uma referência para o grupo. Quando transmitia uma mensagem, ele passava-a para o grupo. Era uma extensão do treinador, porque tinha cultura”, sublinha Marinho Peres.

Hoje no Brasil, o técnico garante que, mesmo à distância, continua a acompanhar a carreira do jogador que lançou há nove anos. E a terminar deixa-lhe um pedido: “Que marque um golos e faça um M... de Marinho.”

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 09:25

Setembro 23 2010

publicado por Benfica 73 às 08:23
Tags:

BENFICA 73
contador grátis
Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





subscrever feeds
comentários recentes
Do You Need A Loan To Consolidate Your Debt At 1.0...
Here is a good news for those interested. There is...
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...