Setembro 16 2010

“Pelo fim de Setembro, as vindimas constituem uma das mais importantes actividades agrícolas do país”.

in ‘almanaque Borda d´Água’

 

“Cacho aqui, cacho ali, untava em cada vindima uvas suficientes para atestar dois lagares”.

João de Araújo Correia, ‘Terra Ingrata’

 

“Por esta altura o Douro é um frenesi de vindima”.

Eça de Queiroz, ‘A cidade e as serras’

 

“Lá no Norte, se alguém perguntar ‘oh filho da puta, tudo bem?’ ninguém vai achar que está a ofender a mãe. Se aparecer alguém que se tenha ofendido com isso…

Pinto da Costa, declamador de poesia

 

«SOBE o pano. Uma mesa comprida no centro de uma sala. Uma meia dúzia de personagens em mangas-de-alpaca exibe grande agitação. Há alegria no ar. A cena passa-se algures lá no Norte, naquela região demarcada onde se alguém perguntar ‘oh filho da puta, tudo bem?’ ninguém se ofende porque é um trato entre amigos que se respeitam…

 

- Silêncio! Silêncio, façam o favor de se manterem em silêncio porque temos de dar início aos trabalhos!

 

Impossível, no entanto, cumprir a ordem do primeiro orador. Há um frenesi delicioso à volta da mesa. Todos os filhos da puta falam ao mesmo tempo e estão mais interessados em ouvir-se do que em ouvir os outros. É natural que assim seja, sendo humanos padecem do pecadilho da vaidade e todos têm muito sobre que se gabar.

 

- Siiiiilêêêêêncio!

- Está boa, está! Essa do silêncio está impecável, até faz lembrar o secretário Laurentino a dizer que só quer ouvir o barulho dos adeptos e que não quer ouvir outros barulhos!

 

Os filhos da puta presentes parecem que foram impulsionados por uma mola. Saltam das cadeiras onde mal se tinham sentado e prestam uma grande ovação espontânea ao supra-referido secretário de Estado da Juventude e Desportos. Depois voltam a sentar-se, já mais calmos.

 

- Ora bem, não haja dúvida que foi muito bem metida!

- Ora bem, o excesso de zelo nunca fez mal a ninguém…

- Vamos lá então falar do que aqui nos trouxe… a Operação Vindima!

- Viva a Operação Vindima! Viva!

 

Gritam todos os filhos da puta presentes e trocam entre si fraternais apertos de mão e formidáveis palmadas nas costas.

 

- Ai, tenha lá cuidado com isso que o fato é novinho!

- Mas não lhe custou a comprar…

- E assenta-lhe na perfeição. O meu amigo está uma elegância!

- No que diz respeito à Operação Vindima…

- Está a ser um êxito, nunca pensei que corresse tão bem, parabéns a todos os presentes!

- Calma, muita calma porque, ao contrário do que disse ainda há momento o nosso estimado filho da puta do fundo da mesa, há situações em que o excesso de zelo pode fazer mal…

- Carago, vocês nunca estão satisfeitos! Então se a Operação Vindima foi sonhada para que o Benfica fosse arrumado antes do início da época das vindimas e as coisas já estão como estão, o que é que vocês querem mais?

- Queremos menos! Isto assim começa a dar muito nas vistas, não se pode sonhar tão alto…

 

Um coro de protestos ressoa pela sala. É o que acontece sempre que funcionários diligentes se vêm repreendidos em nome da diligência.

 

- Isto é incrível! Os passarinhos já estão a 9 pontos, os lagartos ainda estão vazios e vêm agora dizer-nos que estamos a exagerar! Mas não era este o objectivo da Operação Vindima?

- Faço minhas as palavras do caríssimo filho da puta anterior…

- Faça o favor de não me insultar! Eu não sou caríssimo, sou baratíssimo!

- Ordem na mesa! Silêncio! Eu quero saber quem é que teve a triste ideia de inventar uma homenagem ao desgraçado do árbitro, que é apenas humano, antes do jogo dos coitadinhos em Guimarães!

 

Fez-se pela primeira vez um silêncio que deu lugar a um vago murmúrio geral. Mas ninguém se acusou. E, mais importante ainda, ninguém acusou ninguém. Até que uma voz apaziguadora se fez ouvir.

 

- Oh meus filhos da puta, não nos vamos zangar por uma coisa destas!

- E por que não? Se alguém se zangar por causa de uma coisa destas até seria muito bom. Amua um bocadinho em público por razões misteriosas e depois, é o nosso candidato à presidência da Federação Portuguesa de Futebol!

- Isto não é genial! Isto ultrapassa todos os limites da inteligência humana!

- Então, no é que ficamos? Zangamo-nos ou não nos zangamos? No meu entender o nosso objectivo principal neste preciso momento é garantir o sucesso da Operação Vindima! E nem temos que fazer nada, basta sonhar para que as coisas aconteçam.

- Pois, mas isto da homenagem ao árbitro foi um bocado demais. O que é que se faz agora ao rapaz?

- Não se faz nada. Quando ele estiver perto do fim da carreira vai com certeza arbitrar um jogo do Benfica e, como errar é humano, se Deus quiser há-de enganar-se numa decisão e o Benfica há-de ganhar o jogo graças a um penalty que só ele é que descortinou…

- Brilhante, meu estimado filho da puta! E depois fica para a História como um árbitro-lampião!

- E os mouros a estrebuchar!

- E o rapaz não pode ir já no domingo apitar o Benfica-Sporting?

- Arre que você é burro todos os dias! Então não percebe que, por ora, precisamos dos lagartos. A Operação Vindima, para ter êxito, não pode vindimar a Segunda Circular toda ao mesmo tempo. Carago, Lisboa é Lisboa!

- Ainda se o Sporting fosse da ilha da Madeira, como o Marítimo…

 

Os convivas irrompem em nova manifestação de alegria. Com os seus sotaques abertos do Norte deitam-se a imitar o sotaque fechado das ilhas e o resultado é estrondoso, ainda que imperceptível. (Nota: são precisos actores muito talentosos para representar convenientemente esta cena.)

 

- Eu só espero que ninguém se lembre de homenagear o rapaz que vindimou o Marítimo no jogo com o Paços de Ferreira!

- É para aprenderem!

- O rapaz já esteve impecável no Benfica-Académica! Merecia uma homenagem.

- Cale-se com porcaria das homenagens, já basta a homenagem ao outro e sempre gostava de saber quem foi o estimado filho da puta que teve a ideia.

- Mas o outro mereceu mesmo ser homenageado. Eu quando o vi a dar o amarelo ao Javi García lembrei-me logo do José prata a fugir atrás dos rapazes todos e nem um amarelo mostrou!

- Para mim foi o melhor momento do jogo! Foi uma satisfação muito grande. Sete cartões amarelos!

- Parecia que estavam com icterícia!

- Genial!

- Por falar em icterícia, no meu entender, o Marítimo há-de ir direitinho para a Liga Orangina. E antes do Natal!

- Por amor de Deus, não se ponham com prazos! Isto da Operação Vindima já está a dar muita bandeira…

- Para o Marítimo havia-se de fazer uma Operação São Martinho, que é a 11 de Novembro.

- E para o Sporting?

- Os lagartos, neste momento, até dão jeito porque ajudam a revolver a terra.

- Isso são as lagartixas!

- E nós não queremos fazer nenhuma horta!

- Mas queremos fazer o Horta!

 

“E brindam, uma vez mais à agricultura. Desce o pano”.

‘A Operação Vindima’ Autor anónimo

Autor: Leonor Pinhão

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 22:46

Setembro 16 2010

Os altos comandos do Benfica reagiram à bruta contra arbitragens que, no balanço das primeiras 4 jornadas, têm prejudicado o campeão nacional. E não ficaram por aí; amplificando ao máximo o protesto, varreram quase tudo: o secretário de Estado, a Liga – cujo recentíssimo novo presidente apoiaram -, até com ameaça de ausência na respectiva Taça (!), a Olivedesportos e, por tabela, para aí 13 clubes… pois é isso o que, financeiramente, ressalta do apelo aos adeptos benfiquistas para não comparecerem nos jogos fora da Luz. Escapou alguém? Ah, sim, a depauperada Federação…

Na crónica do V. Guimarães – Benfica, desanquei Benquerença; há muito não via tão má actuação de árbitro, porque tão claramente virada contra uma equipa – nos erros técnicos (impossível não ver o segundo penalty!) e na chocante prepotência de alguns cartões amarelos. Mas tenho de fazer duas ressalvas. Primeira: escrevi ter dúvidas – admitindo acerto do auxiliar José Cardinal – no lance em que Cardozo meteu a bola na baliza; no dia seguinte, vendo imagem televisiva, passei a ter certeza: houve fora-de-jogo. Segunda: num texto posterior, referi mala pata de Benquerença em jogos com o Benfica; é verdade, mas, no que recordo das duas últimas épocas (portanto, bem longe do Benfica – FC Porto em que ninguém pode afirmar se o remate de Petit entrou ou não na baliza), em Alvalade e, na Luz, com FC Porto e Nacional, não foi o Benfica o mais afectado por erros de arbitragem…

Pois é, aplica-se a todos os clubes, aos seus dirigentes e à enorme maioria dos seus adeptos: erros contra nós, aqui d’el rei; erros a nosso favor, profundo silêncio. Bem frescos exemplos: FC Porto favorecido na Figueira da Foz; Sporting idem no golo espantosamente anulado ao Olhanense; Benfica aspas no claríssimo penalty por Luisão cometido frente ao Hapoel. Alguém já ouviu “ganhamos porque o árbitro errou”?

Volto à reacção de tudo arrasar. Uma de duas: ou há descontrolada perturbação face a inédita série de derrotas do Benfica em início de época, ainda por cima sendo o campeão, ou Vieira e seus pares têm mesmo muito seguros e fortes indícios de que, nos jogos de bastidores, outras forças estão ao assalto do controlo da arbitragem.

Sim, sem medo das palavras: pelo menos desde que sou jornalista, o que já se expressa nalgumas décadas, quase todos os dirigentes dos clubes, sobretudo dos gigantes, têm esta prioridade: obter o controlo da arbitragem. O controlo absoluto, ou, no mínimo, as migalhas… Chocante mentalidade - amiúde reforçada por maldita realidade - daqui não sai: para se ser campeão, é imperioso controlar os árbitros / a sua nomeação, ou não deixar que seja (m) o (s) adversário (s) a consegui-lo. Tão tenebroso quanto isto! De uma forma ou de outra (e os processos têm-se diversificado), todos tentam. Uns ganham, outros perdem… E, para quem perde, sempre ó da guarda! Fazendo questão fechada de passar ao ataque na temporada seguinte… Repito: tão tenebroso quanto isto! Não tanto assim nos últimos anos? Nenhuma dúvida, já foi muitíssimo pior! Mas a mentalidade permanece…; é só dar-lhe um pouco mais de terreno de acção, lá vai ela, a todo o gás.

Os dirigentes do Benfica saberão o que fazem, terão as suas razões - para além da impossível camuflagem de a equipa estar a léguas do que rendia há um ano - , mas, com tão bruta declaração de guerra, porque lançada contra todo o mundo do futebol português (!), ganhar amigos é que não vejo como… E uma pergunta coloco: já desistiram de Benfica bicampeão? Parece… quando pedem para a equipa não ter adeptos nos jogos em casa alheia. Tanto, e bem legítimo, orgulho por só o Benfica encher todos os estádios. Tanto, e tão justo, agradecimento aos adeptos pela preciosíssima ajuda a Benfica campeão ao conseguirem que, em 28 das 30 jornadas, a maioria do público fosse fervorosamente benfiquista. A represália de estádios vazios é tiro, aliás metralhadora, no coração… da equipa.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 22:44

Setembro 16 2010

Foi acionado o alarme vermelho. Quatro jornadas da Liga deixaram entender, com clareza meridiana, quão difícil vai ser o Benfica reeditar o título nacional. Fala-se do pior arranque de sempre em quase 80 edições da prova? Haverá alguém, na posse das suas faculdades futebolísticas, por mais limitadas ou sectárias, que se atreva a dizer que este plantel é o pior do historial benfiquista? Ou que a equipa técnica é a mais incompetente? Ou que o clube padece de uma liderança forte? Ou também que vive a sua maior crise financeira ou de identidade? Ou ainda que lhe escapa, como nunca, o apoio popular?

As causas são outras. Não é tanto a ausência de Di María ou de Ramires no elenco, menos ainda a presença de Roberto na defesa das redes. Não é seguramente uma pré-época atípica, muito menos um calendário adverso. No singular, a causa é uma arbitragem descomprometida com a verdade, comprometida com um antibenfiquismo chocante. Não foi assim, na Luz, frente à Académica? Não foi assim, na Madeira, perante o Nacional? Não foi assim, escandalosamente, em Guimarães, ante o Vitória de Guimarães?

O universo benfiquista está em polvorosa, não se subestime a sua pujança. Pretende equilíbrio, verdade, justiça. Os mesmos preceitos que até permitem reconhecer que uma grande penalidade, por ironia, não foi apontada no jogo frente ao Hapoel, em prejuízo da turma israelita, na abertura da campanha europeia. Mas não houve também um lance de penálti a favor do Benfica? E a exibição da equipa não legitimou o triunfo?

O alarme vermelho vai soar ruidoso. Não há limites para o som da razão.

Autor: LUÍS SEARA CARDOSO
publicado por Benfica 73 às 21:51

Setembro 16 2010

O “derby” com o Sporting marcado para domingo, no Estádio da Luz, vai ser antecedido da cerimónia de entrega da Taça de Campeão Nacional ao plantel do Benfica.
O troféu e as medalhas alusivas à conquista do título na época transacta serão entregues pelo presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Gilberto Madail, antes do pontapé de saída do jogo grande da quinta jornada, aprazado para as 20.15 horas.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 21:49

Setembro 16 2010

Mantém-se a esperança em poder contar com Salvio para o “derby”. O argentino já desceu ao relvado no treino desta quinta-feira, efectuando trabalho condicionado.
Salvio dá assim indicações de estar a melhorar de uma mialgia na face anterior da coxa esquerda, lesão contraída em vésperas do jogo com o V. Guimarães.
Quem também deu sinais positivos foi o brasileiro Alan Kardec, que, depois de pouco mais de uma semana a fazer integração progressiva, efectuou já treino livre, ainda que sob vigilância.
O plantel tem novo treino agendado para a manhã desta sexta-feira, novamente à porta fechada, no Caixa Futebol Campus, no Seixal.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 21:47

Setembro 16 2010

O encaixe financeiro do Benfica na Liga dos Campeões já atingiu os 8 milhões de euros. A vitória frente ao Hapoel Telavive rendeu 800 mil euros e ajudou a SAD encarnada a atingir aquela verba.

Pela participação na Champions, os encarnados garantem um bónus, esta época mais elevado, de 3,9 milhões de euros. A este montante acrescenta-se 3,3 milhões de euros pelos seis jogos que realizar na fase de grupos. O “bolo” pode ainda aumentar, dependendo da prestação da equipa comandada por Jorge Jesus.

Para já, o triunfo diante da equipa de Israel rendeu 800 mil euros. Cada empate dá um prémio de 400 mil, enquanto a derrota, como é óbvio, nada permite receber.

Os encarnados já assumiram que pretendem passar a fase de grupos. Se este objetivo for garantido, entrarão nos cofres da Luz 3 milhões de euros.

Seja como for, a campanha europeia desta época já superou, e muito, a anterior. A participação na Liga Europa – eliminação nos quartos-de-final, diante do Liverpool – rendeu uma quantia bem mais modesta, de 2,881 milhões de euros.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 13:14

Setembro 16 2010

O Benfica passou a deter a totalidade dos direitos de formação do defesa-central Roderick Miranda, na sequência de um protocolo, válido para os próximos cinco anos, ontem celebrado na Câmara Municipal de Odivelas entre o clube da Luz, a edilidade e o Odivelas FC e que contou com a presença de Luís Filipe Vieira e Domingos Soares Oliveira, a autarca Susana Amador e o administrador judicial da massa insolvente do Odivelas, Florentino Matos Luís.

Numa hipotética transferência para o estrangeiro do internacional Sub-19, aquele que é uma das maiores promessas do futebol encarnado, o clube da Luz, a troco de 228 mil euros, deixa de ter de pagar uma percentagem ao clube onde Roderick iniciou a carreira de futebolista, antes de se transferir para as camadas jovens do Benfica. Em troca, o Odivelas cede o direito de utilização das suas infraestruturas às camadas jovens dos encarnados e recebe importante compensação financeira numa altura em que corre risco de insolvência.

Roderick, de 19 anos, cuja cláusula de rescisão é de 30 milhões de euros, tem os mais importantes clubes da Europa atentos à sua evolução e recentemente renovou o contrato com as águias até 2017. Esta temporada chegou a ser dado como certo o seu empréstimo ao Rio Ave, mas acabou por ficar no plantel principal.

Utilização dos relvados

Como contrapartida pelas utilizações do campo relvado principal do Estádio Arnaldo Dias, aos domingos de manhã, para a realização dos jogos da equipa de juvenis na 1.ª fase, e do campo relvado sintético n.º 3, de segunda a sexta-feira, para a realização de treinos por parte das escolas e infantis, o clube da Luz pagará ainda a quantia mensal de 1.200 euros ao Odivelas e ficará com os direitos de preferência sobre jogadores que possam vir a despontar no futuro naquele clube.

Incidente

Um incidente inesperado a criar um sério embaraço marcou a cerimónia na edilidade. O administrador judicial, designado pelo Odivelas, Florentino Luís, que chegou quase com uma hora de atraso, começou por recusar assinar o protocolo entendendo que o Benfica devia pagar já as verbas que ficaram acordadas no protocolo. Após desencontros, foi a própria líder da autarquia a garantir que Florentino, que não quis esclarecer a situação, afinal, já tinha assinado.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 12:04

Setembro 16 2010

A história do Benfica tem sido construída por jogadores que se destacaram pelos muitos golos que marcaram. Apesar da íntima relação com as redes, isso não basta para evitar a contestação dos adeptos. Na estreia na Champions, Oscar Cardozo provou o sabor amargo dos assobios, algo que antigos goleadores do clube da Luz também sentiram.

Figuras como Nené, Rui Águas, Isaías ou mesmo Nuno Gomes, este ainda no ativo, não escaparam às críticas ou manifestações de desagrado. Frente ao Hapoel Telavive, o Tacuara não aguentou e, após marcar o segundo e último golo das águias, mandou calar, por gestos, a plateia, recebendo em troca enorme vaia.

“Aceito este tipo de reação a quente, mas sabendo que não deve acontecer”, assinala Rui Águas, de 50 anos. Filho de José Águas, uma outra referência das águias, que também se destacou na arte da finalização, foi o último benfiquista a sagrar-se melhor marcador do campeonato, em 1990/91, antes da longa travessia no deserto, que chegou ao fim na última temporada, graças a Cardozo, que superou Falcão e Liedson.

Não sendo um homem de área, Isaías, de 47 anos, também cimentou a sua posição no Benfica com golos, fazendo uso do seu forte pontapé. O antigo avançado, de 47 anos, não perdia a oportunidade de disparar à baliza, o que, por vezes, levava os adeptos ao desespero.

Sem reação

Isaías compreende, por isso, a reação do paraguaio, de 27 anos. “Não diria revolta. Sentia uma tristeza, uma insatisfação. Às vezes, a equipa estava a perder, tentava tudo para dar a volta e não era correspondido”, diz aquele que foi o melhor marcador sul-americano do Benfica, até ser ultrapassado por Cardozo, na temporada passada.

O antigo internacional português lembra como reagia aos apupos. Ou melhor, como não reagia. “Preferia não festejar. Não mostrava qualquer tipo de reação, nem positiva, nem negativa”, refere Rui Águas.

Como Isaías, o camisola 7 das águias também não desperdiça qualquer oportunidade para rematar, ainda que nem sempre acerte no alvo. O brasileiro deixa-lhe um conselho: “Desistir, nunca! O sinónimo de perfeição é a insistência.”

Na noite de terça-feira, assim que o árbitro russo Aleksei Nikolaev apitou pela última vez, Cardozo, ainda no relvado, apressou-se a pedir desculpas, algo que reforçou mais tarde. “Não volta a acontecer”, prometeu. No domingo, espera conseguir a redenção, marcando no dérbi.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 12:01

Setembro 16 2010

A cumprir a terceira temporada de águia ao peito, Carlos Martins nunca conseguiu alcançar o estatuto de titular indiscutível, mas mantém-se como uma opção de luxo para qualquer treinador. Fazendo um paralelismo com a NBA, não seria muito difícil atribuir ao internacional português o título de suplente mais valioso da Liga. O jogador, de 28 anos, aproveitando a ausência de Salvio, por motivos físicos, destacou-se nas últimas duas partidas e mostra-se como solução válida para o dérbi, mesmo que o argentino consiga recuperar até domingo.

Após ter ganho a confiança de Jorge Jesus na Supertaça, o médio-ofensivo acabou por ser uma das vítimas da derrota averbada pelos campeões nacionais em Aveiro. A gradual recuperação física de Maxi Pereira e a chegada do ex-colchonero acabaram por relegar uma vez mais Carlos Martins para o banco de suplentes, tornando-o assim uma alternativa para refrescar o meio-campo das águias. Agora tem a possibilidade de dar mais ao conjunto.

Poder de fogo

Desde cedo, quando despontou nas camadas jovens do Sporting, que o camisola 17 começou a destacar-se pela força do remate. Ciente do seu potencial, o futebolista não enjeita de tentar a sorte sempre que ganha espaço frente à área adversária, mesmo que ainda esteja a mais de 30 metros da baliza dada a violência do seu pontapé que, normalmente, costuma colocar sempre em grandes dificuldades os guarda-redes contrários.

Sendo assim não é de estranhar que o seu nome, invariavelmente, surja no top da lista dos mais rematadores. Frente ao Hapoel realizou mais de metade dos tiros à baliza contrária (cinco num total de oito), tendo também apresentado a pontaria afinada, pois em três ocasiões obrigou o guardião israelita a brilhar. Também deve ser sublinhado que o cruzamento que originou o primeiro golo do Benfica saiu do seu pé direito.

A nível interno os números são menos impressionantes, o que acaba por ser natural visto que Carlos Martins só fez parte da equipa inicial em Guimarães onde, apesar da derrota, acabou por ser o elemento mais inconformado. Certo é que mesmo saindo do banco nos três primeiros encontros, o futebolista divide com Cardozo a segunda posição nas estatísticas de finalização, ambos com oito remates cada. Melhor só Saviola que já tentou chegar ao golo em nove ocasiões. Tendo em conta que os rivais internos são os avançados e têm lugar cativo no onze, a performance de Martins merece ser destacada.

Impulsivo

O seu momento de forma e a paragem de Salvio podem ser decisivas para que Carlos Martins ganhe mais uma oportunidade de assumir um papel de maior relevo na equipa frente ao Sporting. Como é natural este encontro tem sempre um sabor especial para um atleta que sempre se sentiu desaproveitado em Alvalade, e teve mesmo de sair para poder singrar. O grande obstáculo do jogador continua a ser a sua impulsividade, que lhe tem custado sanções disciplinares.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 11:58

Setembro 16 2010

Uma incorreta interpretação das palavras de Aimar a propósito da decisão dos órgãos sociais do Benfica em apelar à não comparência de adeptos nos jogos que a equipa realiza fora de casa, levou-nos a fazer uma chamada na primeira página, na edição de ontem, que não corresponde ao sentido das declarações do jogador argentino.

Apesar de no interior do jornal ter sido escrito o que Aimar de facto disse, cometemos o erro, do qual nos penitenciamos, de alterar o sentido das suas palavras no título da primeira página. Apresentamos, pois, desculpas ao jogador, ao Benfica e naturalmente aos leitores.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 11:57

Setembro 16 2010

A atitude de Óscar Cardozo, que se insurgiu contra os adeptos no encontro com o Hapoel de Telavive, não deve ter mais consequências para o avançado, além da imediata repreensão dos espectadores presentes no Estádio da Luz na estreia das águias na Champions de 2010/11. Esta é a opinião de três velhas glórias do Benfica; António Simões, Toni e João Alves defendem, a O JOGO, que "não existe razão para multar" o internacional paraguaio, considerando que o jogador teve "uma reacção normal no calor do jogo" e que "pode acontecer a qualquer futebolista".

O Benfica está para já a estudar o assunto segundo o regulamento disciplinar definido e vai tratar o caso de Cardozo em total secretismo e com todo o cuidado, até porque a equipa vive um momento complicado e enfrenta no próximo domingo o Sporting. Por isso, fonte do clube da Luz limitou-se a dizer a O JOGO que este é um tema "do foro interno" do clube.

Se a Direcção das águias está ainda a equacionar a posição a tomar quanto ao Tacuara, o avançado já mereceu o perdão, pelo menos público, de Jorge Jesus - "Os jogadores e treinador falaram sobre isso e é uma situação normal", diz o Luvas Pretas -, ao qual se juntam agora os de António Simões, Toni e João Alves. O primeiro destaca, aliás, a "humildade" do jogador. "Teve uma atitude de nobreza e de dignidade ao pedir desculpa no final do jogo, enquanto os adeptos também foram nobres ao aplaudi-lo, percebendo que não está bem e como que dizendo 'estás perdoado'", diz. Opinião partilhada por Toni, que também aponta o "gesto bonito" do ponta-de-lança.

O campeão pelo Benfica enquanto jogador e treinador realça ainda que "os assobios se misturam muitas vezes ao longo da época com os aplausos", pelo que diz ser necessário "criar empatia entre jogadores e adeptos". João Alves refere a mesma questão e vai mais longe, lembrando que "não há nenhum jogador no Benfica que não tenha sido assobiado". "Até o Eusébio e eu próprio", recorda, justificando por isso que "é preciso ter uma grande personalidade para aguentar a exigência muito grande dos adeptos do Benfica".

Em Setembro de 2008, com Quique Flores, Cardozo foi proibido de treinar durante dois dias. Tudo por falta de aplicação

Após a época passada, o Tacuara gerou algum descontentamento na Luz quando pediu para sair

Na Taça UEFA de 2007/08, o jogador prejudicou a equipa ao ver o vermelho directo por dar uma cotovelada num jogador do Getafe

Fonte: O Jogo

publicado por Benfica 73 às 08:35

Setembro 16 2010

publicado por Benfica 73 às 08:30
Tags:

BENFICA 73
contador grátis
Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





subscrever feeds
comentários recentes
Do You Need A Loan To Consolidate Your Debt At 1.0...
Here is a good news for those interested. There is...
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...