Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

Chelsea oferece 32 milhões por David Luiz

25.07.10, Benfica 73

O Chelsea, que fez chegar uma sondagem ao Estádio da Luz para a contratação de Ramires, pode avançar também com uma proposta por David Luiz, defesa-central que encabeça as prioridades de Mourinho no Real Madrid.

O clube de Roman Abramovich terá acenado ao clube encarnado com 32 milhões de euros, segundo noticiou o “Daily Mail” na edição de ontem. De qualquer forma, estes são números que dificilmente convencem Luís Filipe Vieira, que já recusou uma proposta do Manchester City de 35 milhões pelo defesa-central, de 23 anos. O Benfica não quer vender o menino bonito dos adeptos, a menos que algum clube esteja disposto a pagar 40 milhões de euros, 10 milhões a menos da cláusula de rescisão.

Ramires, por seu lado, continua no Brasil, a gozar os últimos dias de férias, enquanto o seu futuro continua indefinido.

Fonte: Record

Airton festeja primeiro golo

25.07.10, Benfica 73

Airton Ribeiro Santos, médio de 20 anos contratado ao Flamengo em janeiro deste ano, marcou ontem o seu primeiro golo com a camisola do Benfica, provando que esta pré-época não podia estar a correr-lhe melhor depois de meia temporada a dar sinais de grande maturidade futebolística apesar da tenra idade que possui.

O médio voltou a ser escolhido por Jorge Jesus para o lugar que foi entregue a Javi García na época passada e mostrou mais uma vez que não só é uma alternativa mais do que credível para a equipa mas também que o clube encarnado tem o futuro garantido no que a médios-defensivos diz respeito. Ao minuto 30 do jogo de apresentação 2010/11, Airton seguiu à risca o nome da nova música de Pedro Abrunhosa – “Vamos fazer o que ainda não foi feito” – e marcou o seu primeiro golo de águia ao peito.

Pior defesa e melhor ataque. O Benfica voltou a sofrer golos e a verdade é que já encaixou tantos golos (9) este ano em 6 jogos como em 10 da pré-temporada transata. Contudo, o ataque está bem mais produtivo: 19 golos nas 6 partidas, mais 9 do que em 2009/10 na mesma fase...

Fonte: Record

Os reis Jesus, David e Coentrão

25.07.10, Benfica 73

Jorge Jesus, David Luiz e Fábio Coentrão receberam as maiores ovações na cerimónia de apresentação do Benfica (sem qualquer surpresa de última hora), versão 2010/11. A tarde ainda ia alta e a Luz registava mais de meia casa quando os jogadores iniciaram a caminhada individual em direção à plataforma que os acolheria. “O campeão voltou”, relembrava-se na bancada.

A massa afeta ao clube não regateou aplausos aos heróis da época transata, brindando-os com incentivos para a que se avizinha. “Nós somos campeões” era a máxima que se cantava no anfiteatro. Numa apresentação simples, salpicada por alguns efeitos pirotécnicos, os jogadores foram desfilando no novo relvado.

Reforços discretos

E aí se percebeu por quem mais batem os corações da nação campeã nacional: Jorge Jesus, David Luiz e Fábio Coentrão, acima dos restantes, embora Amorim, Cardozo, Aimar, Roberto, Nuno Gomes, Saviola e Rui Costa também tivessem arrancado enormes aplausos. Os reforços, esses, passaram quase despercebidos, com exceção do guardião espanhol (por razões óbvias), ou não estivessem ainda na antecâmara da fama lá para as bandas da Luz. O diretor-desportivo fez questão de cumprimentar individualmente todos os jogadores (Moreira, Roberto, Carlos Martins, Luís Filipe e César Peixoto entraram com os filhos) à boca do túnel.

Balboa e mundialistas

Quem não marcou presença na cerimónia foram os três jogadores que mais longe foram no Mundial – Maxi, Luisão e Ramires –, bem como Balboa, que está de saída do Benfica. O evento terminou com a atuação dos Da Weasel.

Fonte: Record

«Roberto está em período de evolução » - Jorge Jesus

25.07.10, Benfica 73

«Todos os dias trabalho para que todos os jogadores tenham mais capacidade. Do guarda-redes ao avançado. Olhe, tenho um grande problema. O meu problema é ter 27 jogadores com quem trabalhar. O Roberto faz parte deles e está em período de evolução, como os avançados.
Quando falha, os guarda-redes recebem críticas que um avançado não recebe.

Se vai continuar a ser aposta? Sou treinador, não jogo, não faço aposta no Totoloto».

«Não foi o meu melhor jogo» - Gaitán

25.07.10, Benfica 73

Na apresentação do Benfica aos sócios e adeptos (triunfo frente ao Mónaco, 3-2), Nicolás Gaitán esteve um pouco apagado, facto reconhecido pelo próprio avançado argentino, em declarações à imprensa, na zona mista.

«Não foi a minha melhor partida, não me encontrei no jogo», afirmou Gaitán, vincando: «Quero fazer o melhor e nunca me conformo com menos».

O argentino já reconheceu anteriormente que gosta de jogar mais avançado no terreno e não encostado à esquerda, no antigo lugar do compatriota Di María, mas garantiu que só pensa «em ajudar e jogar onde a equipa precisar».

Fonte: A Bola

Jorge Jesus - Declarações

25.07.10, Benfica 73

«Objectivo era por toda a equipa a rodar, sabendo que podíamos ter alguns períodos não tão bons. A equipa desenvolveu futebol dentro daquilo a que estamos habituados».

 

«Estes jogos são para a equipa crescer, para aqueles jogadores que não estão tão bem subirem de forma».

«É um goleador, não precisa de correr muito para fazer golos».

«Como treinador gostava que mais ninguém saísse. Mas se sair é fruto do que fizemos o ano passado, fruto do nosso futebol de grande qualidade. Os grandes de Europa têm jogadores do Benfica como alvos e estamos preparados para isso. Mas gostava mais ninguém saísse».


Confrontado especificamente com a situação de Ramires: «Essas situações não passam por mim, mas pela SAD, pelo presidente e pelo Rui Costa. Vou sendo informado conforme as coisas acontecem. Neste momento nada sei».

 

Por fim, Jesus comentou o regresso à Luz, considerando que «é sempre especial, uma casa única», devido ao apoio dos adeptos que «foram importantes para a conquista do título». «E espero que voltem a ser».

Benfica vence Mónaco (3-2)

25.07.10, Benfica 73

O Benfica apresentou-se hoje aos seus adeptos com uma vitória (3-2) sobre o Mónaco, de França, num jogo marcado por um bonito golo de Aimar, já na segunda-parte.

O Benfica apresenta-se aos sócios frente ao Mónaco. Recorde aqui as incidências da partida.

Perante pouco mais de 40 mil espectadores, a equipa do Benfica demorou a acertar o ritmo de jogo, mas aos 30 minutos colocou-se em vantage: foi Airton quem surgiu no centro da área a corresponder com cabeçada forte e bem direccionada a pontapé de canto marcado por Aimar.

Não durou muito a vantagem encarnada: Sagbo, aos 42, ficou isolado perante Roberto – num lance marcado por erro de Carlos Martins a meio-campo – e só teve de empurrar a bola para o canto mais distante.

Mesmo ao cair do pano da primeira-parte, Mongongu colocou os franceses em vantagem, ao transformar uma grande penalidade que castigou falta de César Peixoto. O Espanhol Roberto bem se esticou, mas mesmo adivinhando o lado do penalty, não conseguiu tocar na bola que, de tão colocada, ainda bateu no poste antes de entrar na baliza.

O Benfica entrou para a segunda-parte já com Fábio Coentrão no onze e com Júlio César no lugar de Roberto. Aos 50 minutos, o momento mais bonito da partida: um belo pontapé de Pablo Aimar levou a bola a entrar na baliza de Ruffier, junto ao ângulo mais distante.

Mais tranquila, a equipa de Jorge Jesus, treinador que celebra este sábado o 56.ª aniversário, chegou à vantagem aos 62 minutos. Autor do golo da vitória? Oscar Cardozo, avançado pararaguaio marcou 20 segundos depois de entrar, após passe de Fábio Coentrão.

As equipas alinharam:

BENFICA - Roberto; Ruben Amorim, Sidnei, David Luiz, César Peixoto; Carlos Martins, Airton, Aimar, Gaitán; Kardec, Saviola.

MÓNACO - Ruffier; Adriano, Mongongu, Hansson, Bulot; Coutadeur, Mangani; Aubameyang, Niculae, Malcuit; Sagbo.

Fonte: A Bola