Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

«Só saio se o Benfica quiser» - Fábio Coentrão

14.07.10, Benfica 73

"Sinto-me muito orgulhoso, pois estamos a falar do Real Madrid e do Bayern Munique. É sinal que estão atentos ao meu trabalho e dá sempre maior motivação para continuar a trabalhar".

 

"Só saio do Benfica caso chegue uma grande proposta que agrade a todas as partes. Caso contrário, estou muito feliz no Benfica, foi o clube que me deu a mão e proporcionou a grande mudança na minha vida".

"O ‘mister’ diz que posso vir a ser um dos melhores do Mundo, por isso vou continuar a trabalhar nesse sentido".

Rui Costa «à vontade» para falar de Roberto

14.07.10, Benfica 73

As críticas lançadas ao guarda-redes espanhol Roberto não desassossegam o director desportivo do Benfica. Rui Costa mostra-se tranquilo no que diz respeito à qualidade do guardião contratado por 8,5 milhões de euros.

«Pelo primeiro jogo, onde sofreu um golo com a bola a fazer trajectória muito estranha, está a colocar-se tudo em causa. Parece-me demasiado exagerado e precipitado, pois temos a consciência de que contratámos um óptimo guarda-redes», começou por dizer Rui Costa, que diz estar «à vontade» no que diz respeito à qualidade de Roberto.

«Não o observámos apenas uma vez e não o fomos buscar porque era usual sofrer golos destes. Por isso, estamos muito à vontade», atirou.

Fonte: A Bola

«Benfica está tranquilo no mercado» - Rui Costa

14.07.10, Benfica 73

Tanto no que diz respeito com possíveis entradas como em eventuais saídas, o Benfica está tranquilo no mercado. Garantia dada pelo director desportivo Rui Costa, na partida da comitiva «encarnada» de regresso a Lisboa, após estágio de pré-época na Suíça.

«Sabemos que o mercado ainda demora algum tempo, mas estamos tranquilos em relação a possíveis saídas. Sabemos os valores que temos em casa, que são jogadores valiosos a todos os níveis», disse Rui Costa, reforçando de imediato: «O mercado está aberto, mas os jogadores do Benfica não são vendidos ao desbarato.»

Da mesma forma falou sobre potenciais entradas, até porque Jorge Jesus ainda ontem reclamou novos jogadores: «Esta equipa já foi elogiada por aquilo que fez no jogo de ontem [frente ao Aris, vitória por 4-1] e ainda falta chegar os jogadores que estiveram no Mundial. Como tal, não me parece que esta equipa seja fraca. O ‘mister’ tem maior consciência da qualidade que tem no plantel e certamente que não está impaciente.»

O director desportivo aproveitou ainda para fazer um balanço sobre o estágio que decorreu na Suíça, local onde a equipa já tinha iniciado a pré-época no ano passado: Saímos daqui com as mesmas perspectivas do ano passado, conscientes que trabalhámos bem e que estamos no início da época, período em que é normal haver erros. Não é fácil fazer três jogos em quatro dias, mas as análises são positivas e sabemos aquilo que podemos fazer.»

Fonte: A Bola

O grande reforço já lá estava

14.07.10, Benfica 73

No dia em que realizou o terceiro dos dez jogos da pré-temporada, o Benfica mostrou que, afinal, o melhor reforço para 2010/11 é capaz de não ser Gaitán, nem Jara e muito menos Roberto. Já havia sinais de que andava por ali um “monstro” meio escondido, com futebol e maturidade suficientes para obrigar Jorge Jesus a dar algumas voltas à cabeça no momento em que começasse a preparar o núcleo duro da nova época.

 

Andam todos com as pernas pesadas (as tareias físicas nesta altura costumam ser fortes), é preciso recuperar os automatismos que ficaram, algures, perdidos nas férias e, pelo meio de treinos sem fim, o Benfica encerrou ontem o ciclo de particulares no estágio da Suíça. Os olhos dos adeptos caem sempre em cima das novidades. Este ano há uma lupa em cima de Gaitán para perceber o que se perde e o que se ganha em relação a Di María; outra para descobrir as sete diferenças entre Jara e Saviola e ainda mais uma entender por que há guarda-redes que custam mais dinheiro do que um 10 que se chama Pablo César Aimar Giordano.

 

Só que na ânsia de avaliar os novos existe o perigo de um seminovo passar despercebido. E ontem, na vitória folgada frente ao Aris Salónica (voltaram as goleadas?), qualquer semelhança entre o Benfica campeão nacional e o que agora prepara o regresso à competição só se notou quando Jesus deu ordem para que o polvo Airton saltasse lá para dentro. Acabaram-se as saídas dos gregos para o ataque porque as bolas passaram a cair todas naquele alçapão. Podia ser só um amigável, daqueles em que os jogadores nem festejam os golos, mas a atitude e o acerto do brasileiro pareciam próprios de uma final da Liga dos Campeões. Geralmente, é assim que se começa a conquistar alguma coisa.

 

Javi Garcia ainda apresenta duas velocidades abaixo e só tem desculpa porque é provável que a vitória de Espanha no Mundial o tenha deixado na Lua. Que volte depressa, porque se não é capaz de ter uma má surpresa quando chegar cá abaixo.

Autor: Nuno Farinha

Fonte: Record

Jorge Jesus “prende” saída de Rúben Amorim para o Génova

14.07.10, Benfica 73

O treinador do Benfica, Jorge Jesus, afirmou no sábado, após o jogo com o FC Monthey (3-0) que está preparado para perder mais jogadores, além de Di María - rumou ao Real Madrid - caso a SAD entenda que precisa de o fazer, por motivos financeiros, mas há um jogador que o técnico tudo fará para manter sob as suas ordens: Rúben Amorim.

Perante o interesse assumido do Génova, cujos representantes estão em Portugal para tentar levar o médio do Benfica ou Miguel Veloso, do Sporting, Jorge Jesus já fez saber à SAD que considera Rúben Amorim um jogador fundamental no plantel encarnado e que não gostaria de o ver partir.

Nesse sentido, perante a primeira abordagem do emblema italiano, que já pescou em Portugal o guarda-redes Eduardo, o Benfica fez saber desde logo que só está disposto a perder Rúben Amorim por uma proposta considerada irrecusável.

De acordo com o jornal Gazzetta dello Sport, a SAD encarnada só admite conversar por uma verba a rondar os 10 milhões de euros. Uma informação também confirmada pelo nosso jornal junto de fonte próxima do processo.

Fonte A Bola

«É melhor que os erros surjam agora» – Roberto

14.07.10, Benfica 73

"O Saragoça é uma equipa mais defensiva, que lutava para a manutenção, por isso, deixava o adversário controlar a bola e depois tentar o contra-ataque. Já o Benfica é uma grande equipa, que joga muito adiantado, o que obriga o guarda-redes também a jogar mais em cima, algo a que tenho de adaptar-me.”

 

“A bola é inimiga, não só dos guarda-redes, mas de todos os jogadores. A bola é muito má, mas é a que há e temos de a conhecer.”

 

“O Benfica é uma equipa com estilo diferente. Tenho de adaptar-me a uma forma diferente de jogar e é natural que surjam alguns erros.”

 

“É importante que os erros surjam nesta fase e que aprendamos com eles, para que não voltem a acontecer. Não há problema e há que continuar a aprender.”

 

"Estou aqui porque o Benfica me quis. Quero contribuir para a grandeza do clube, tudo o resto não me diz respeito".

Jara: «Quero desfrutar»

14.07.10, Benfica 73

“Graças a Deus marquei o meu primeiro golo. Trabalho diariamente com o objetivo de melhorar o meu rendimento mas, como é natural, quero desfrutar deste momento com todos os meus companheiros de equipa.

O meu grande propósito é ganhar ritmo. Estou a adaptar-me, e creio que tudo vai acontecer rapidamente.”

«Os ataques vão aparecer na última semana» – Jorge Jesus

14.07.10, Benfica 73

Jorge Jesus prevê «ataques» de clubes europeus aos jogadores do Benfica na recta final do defeso e admite que pode ver sair alguns deles, referindo-se em concreto a Fábio Coentrão e Rúben Amorim.

«Receio perdê-los, sim. A última semana vai ser determinante, vai ser aí que os clubes vão atacar», adivinha Jesus, que, ainda assim, se sente «satisfeito por ter ajudado jogadores com potencial a estar num nível alto». «Quando cheguei ao Benfica, alguns valiam zero», argumenta. A gestão psicológica dos atletas cobiçados afigura-se, igualmente, «um desafio» estimulante.

Sendo o tema as possíveis saídas do plantel, Jorge Jesus fez questão de falar de um jogador em particular: David Luiz. «É desses jogadores que eu gosto, pois deixam o clube e o treinador tranquilos ao colocarem o amor pelo clube à frente das questões financeiras».

Fonte: A Bola

Jesus e o mercado: «Perdemos algumas das nossas prioridades»

14.07.10, Benfica 73

«Estamos no mercado à procura do que nos interessa. Não nos queremos precipitar, sabemos do que precisamos apesar de já termos perdido algumas das nossas prioridades. Sabemos os jogadores que pretendemos para equilibrar o plantel e, seguramente, ficaremos mais fortes».

Convidado a revelar os nomes dos jogadores que interessavam mas que já não vêm para a Luz, Jesus foi peremptório. «Já não fazem parte dos interesses do Benfica e não faria sentido falar de situações que já não vão acontecer», observou, terminando com a certeza de que a contratação de mais jogadores «não é uma prioridade».