Julho 11 2010

publicado por Benfica 73 às 20:33

Julho 11 2010

O treinador do Benfica, Jorge Jesus, diz que os “encarnados” perderam «injustamente» com o Sion.

«Fizemos um jogo melhor que ontem, contra equipa mais forte. Perdemos injustamente porque o Sion marcou nos únicos lances em que foi à nossa baliza. Nesta altura não há capacidade para acelerar o jogo. É importante, mesmo sem estar bem, não perder. Queremos sempre ganhar», disse o técnico encarnado, defendendo o guarda-redes Roberto das falhas que deram origem aos dois golos do Sion.

«Ainda está a conhecer os companheiros. Não está adaptado à nossa forma de jogar mas estes treinos servem para trabalharmos em cima do erro e sermos cada vez melhores», afirmou, assegurando que Roberto parte em igualdade com os restantes guarda-redes na luta pela titularidade: «Todos os jogadores são uma grande aposta.»

Jorge Jesus disse ainda que o Benfica ficará mais forte com a chegada dos internacionais que estiveram ao serviço das respectivas selecções no Campeonato do Mundo da África do Sul: «Faltam os jogadores que estiveram no Mundial. São primeiras opções e com esses jogadores somos muito mais fortes.»

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 20:29

Julho 11 2010

Um dia depois de ter vencido o Monthey por 3-0, o Benfica perdeu (2-1) com o Sion no segundo jogo-treino integrado no estágio que os “encarnados” estão a realizar na Suíça. O guarda-redes Roberto esteve em destaque pela negativa ao facilitar nos dois golos que deram a vitória à formação helvética.

Recorde aqui os principais lances do encontro.

Foi logo aos quatro minutos do encontro que o guardião espanhol contratado pelo Benfica ao Atlético de Madrid viu a bola lançada pelo guarda-redes adversário bater à sua frente e deixá-lo fora do lance. Nas costas apareceu Mpenza que ganhou a David Luiz e encostou para o golo.

O Benfica cresceu e foi sempre superior ao Sion, porém, bateu-se com um guarda-redes inspirado, o letão Vanins, que em diversas ocasiões negou o golo aos “encarnados”. Foi assim a remates de Kardec, aos 31 e 34 minutos, e de Carlos Martins, aos 43 minutos.

Gaitán e Jara entraram na segunda parte e deram maior profundidade ao ataque do Benfica. Do primeiro viram-se várias jogadas que desequilibraram a defesa adversária, do segundo saiu o cruzamento que deu origem ao golo do empate. Após um grande passe de David Luiz, Jara recebeu na esquerda e cruzou para Saviola que atirou para mais uma defesa difícil de Vanins. Na recarga, Aimar encostou para o fundo das redes.

Aos 81 minutos, Vanins voltou a negar o golo ao Benfica defendendo remate “à queima” de David Luiz. No contra-ataque, o Sion chegou ao golo com Roberto a sair mais uma vez mal aos pés de Prijovic, que só teve de desviar para a baliza. Até ao apito final, mais uma excelente oportunidade para o Benfica, mas Vanins voltou a mostrar-se inspirado defendo remate de Weldon.

No Estádio Tourbillon, em Sion, jogaram pelo Benfica: Roberto; Airton (Luís Filipe, 58m), Sidnei, David Luiz e Fábio Faria (Gaitán, 46m); Javi Garcia, Carlos Martins (Felipe Menezes, 58m), Pablo Aimar (Weldon, 71m) e César Peixoto; Saviola (Nuno Gomes, 75m) e Kardec (Jara, 46m).

Golos: 1-0, por Mpenza (4m); 1-1, por Aimar (64m); 2-1, por Prijovic (81m).

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 20:25

Julho 11 2010

Melhor guarda-redes do Mundo: Casillas

Melhor guarda-redes de sempre: Buffon

Melhor treinador que já teve: Aprendi com todos

Melhor defesa do Mundo: Piqué

Melhor avançado que já defrontou: Messi

Jogo que não esquece: Despedida do Saragoça (contra o Vilarreal), por ter sido um momento emotivo com os adeptos a gritar o meu nome.

 

Quais são as sensações depois dos primeiros dias a trabalhar no Benfica?

A verdade é que não estava preparado para a grandeza e para a dimensão do clube que vim encontrar. O Benfica é enorme e apesar de tudo o que me disseram antes de aqui chegar, o contacto com a realidade supera qualquer discrição que te tenham feito antes.

Há alguma coisa que o tenha impressionado mais nestes primeiros tempos?

As instalações, sem dúvida. Quer o estádio quer o Caixa Futebol Campus. Mas, mesmo assim, o Marquês de Pombal. Foi verdadeiramente uma coisa de loucos! Todo aquele mar de gente é algo que marca e que espero poder viver já esta temporada. Mas pelo que pude ver no Seixal e por estes primeiros dias aqui na Suíça, já deu para perceber bem a dimensão e o apoio humano que o Benfica tem.

E já consegue definir a forma de Jorge Jesus trabalhar e lidar com os jogadores?

Sim, claro. Percebe-se que é um apaixonado pelo que faz, muito cuidadoso com os pormenores e muito interventivo. Já deu para ver que é muito exigente, mas para qualquer jogador que chegue a este a exigência deve ser algo natural.

Afirmou que assume a responsabilidade de ser o guarda-redes mais bem pago da história do Benfica. Mas sente-se preparado para as críticas, num jogo que corra menos bem, tendo em conta que custou 8,5 milhões de euros?

Acho que os jogadores devem sempre valorizar as críticas e não ligar muito aos elogios. Errar é próprio do futebol e todos erramos, mas os guarda-redes devem ser aqueles que erram menos, porque é onde se sente mais. Estou preparado para ajudar o grupo a alcançar os seus objectivos. Os adeptos têm o direito de “cobrar” dos seus atletas, independentemente do custo, da idade, do percurso. Os adeptos têm esse direito e nós só temos de corresponder às exigências deles. Eles são os donos do clube. Podem e devem exigir.

Sabe que no Benfica existe a expectativa de ver a equipa fazer uma boa carreira na Liga dos Campeões. Não será um desafio demasiado alto e uma responsabilidade acrescida para os jogadores?

Quem conhece a história do Benfica também sabe que este é um clube habituado a estar na Liga dos Campeões. Anormal foi o que se passou nos últimos anos. O que vamos viver esta época deve ser a regra para um clube com a dimensão do Benfica. Temos de saber que a nossa responsabilidade é sempre ganhar, seja a prova que for. Quando falamos da Liga dos Campeões é evidente que o grau de dificuldade aumente, mas também temos de ter a ambição e a ilusão de querer ir o mais longe possível. Já percebi que no Benfica é preciso estar preparado para ganhar sempre.

Sente que terá que conquistar a maior parte dos adeptos, que eventualmente não o conhecem assim tão bem?

É como lhe disse, estou aqui para ajudar o Benfica e de certeza que é isso que os adeptos esperam de mim. Portanto, se fizer o meu trabalho de certeza que estarei a fazer o que me é exigido. Tens que fazer bem o teu trabalho, essa é sempre a prioridade. Se o fizeres de certeza que vais ser reconhecido por isso!

O facto de haver muitos jogadores a falar espanhol no plantel pode facilitar a sua rápida integração?

É evidente que isso é positivo para mim, mas o futebol tem uma linguagem universal. Aquilo que verdadeiramente ajuda a uma rápida integração é uma estrutura humana do clube, muito profissional e dedicada. É verdade que é agradável poder trocar algumas impressões com pessoas que conheces – caso do Javi – ou que alguém te traduza uma palavra ou uma indicação que nos primeiros tempos ainda não consegues perceber, mas já pude perceber que todo o grupo é muito solidário.

O Benfica inicia a época contra um rival directo. Promete estar à altura de defender as redes da equipa, frente ao FC Porto?

É para isso que aqui estou. Sinto que existe cultura de vitória, respira-se ambição por todos os lados e há uma ilusão muito grande em torno da equipa. Portanto, vamos tratar de começar bem a época trazendo o primeiro troféu do ano para o Estádio da Luz.

Júlio César pouco jogou na época passada e Moreira ainda menos. O que lhe parece a concorrência que irá ter na luta pela baliza do Benfica?

Creio que ambos são excelentes guarda-redes e partimos todos em condições de igualdade. Pela minha parte vou fazer aquilo que me compete, trabalhar diariamente nos limites e depois será o treinador a decidir quem vai ocupar o lugar na baliza. Vim para ajudar e para “somar”. O grupo é muito bom.

Conhece Quim, o guarda-redes titular do Benfica na época passada?

Teve uma grande infelicidade e quero por isso desejar-lhe que regresse o mais rapidamente possível à competição. Foi o guarda-redes menos batido na Liga portuguesa na última temporada e isso diz bem da sua qualidade.

Qual a principal razão por que aceitou trocar a melhor Liga da actualidade por campeonato de dimensão muito menor?

É interessante que desvalorizem dessa maneira o campeonato português, porque, na verdade, não tenho essa ideia. Quando o Benfica só consegue confirmar o título de campeão na última jornada é porque se trata de uma Liga muito competitiva. Quando se vê os estádios portugueses, a sua grande maioria tem melhores condições que muitos da Liga espanhola, se há tantos jogadores portugueses nas ligas europeias é porque foi a Liga portuguesa que os produziu! Não troquei nada, apenas aceitei um convite irrecusável.

Espanha tem hoje alguns dos melhores guarda-redes do Mundo: Casillas, Reina, Valdés, Almunia, para além de fortes promessas como De Gea ou Asenjo. Qual é o segredo?

Além de um bom trabalho de formação, creio que se concentraram num curto espaço de tempo muito bons talentos. De nada adianta ter bons métodos de trabalho se não existir qualidade, da mesma maneira que se houver qualidade sem o necessário trabalho de formação, essa qualidade vai-se perder. Parece que houve um encontro feliz destas duas variáveis.

Espanha joga amanhã a final do Mundial, na África do Sul. Como está a viver o omento?

É especial, de facto. Ficará para a história de Espanha. Repetir o sucesso do Euro’2008 no Mundial’2010 seria fantástico e poucos acreditavam que fosse possível, principalmente depois do jogo com a Suíça. Mas seria injusto isolar o sucesso do futebol do resto do desporto espanhol: ténis, basquetebol, automobilismo e por aí fora. Houve um investimento sério nas últimas décadas e agora os resultados estão à vista.

A Jabulani tem sido alvo de muitas críticas. Também se queixa?

É uma bola diferente, que nalgumas situações inverte a trajectória e dificulta-nos muito a vida. Mas é a que foi escolhida e não vale a pena ninguém se queixar. Todos jogarão com a mesma bola…

Por que motivo ainda não chegou a guarda-redes de primeiro plano no futebol espanhol?

É sempre uma questão de oportunidade, mas jogar na primeira Liga de Espanha é estar nas opções de primeiro plano. Ter contribuído para que o Saragoça não tivesse descido de divisão é algo de que me orgulho e que motivou o interesse do Benfica. Faço parte da equipa do Benfica e isso é o que realmente importa. É verdade que tive momentos de alguma infelicidade, nomeadamente quando estava no Atlético Madrid e me lesionei, o que correspondeu à oportunidade do De Gea, que a agarrou e muito bem. O futebol é o momento e eu espero corresponder à aposta que fizeram em mim.

Por falar em momento, como é que encarou a recente proposta que o Benfica recebeu do Arsenal para a sua transferência? Ficou surpreendido pelos valores em causa?

Isso é um tema que deixo ao cuidado do meu empresário e do clube. Sei que antes de aparecer o Benfica havia clubes ingleses interessados, mas a partir do momento em que soube que podia vir para Lisboa, nem houve hesitação, foi imediato. Cheguei ao maior clube do Mundo e não quero sair!

Mas aposta numa passagem longa pelo futebol português ou admite que este passo pode ser apenas um trampolim para campeonatos mais competitivos?

O Benfica não é trampolim, o Benfica é a piscina! É um clube onde qualquer jogador ambiciona jogar. Quando se chega a um clube como este a nossa vontade só pode ser uma, ficar cá o maior número de anos que for possível. Tenho um contrato de cinco épocas que espero poder cumprir. Pelos poucos dias que aqui levo já verifiquei que o presidente coloca a componente desportiva acima da financeira e, portanto, só tenho de fazer bem o meu trabalho e ajudar o Benfica a ganhar.

Viu algum jogo do seu novo clube em 2009/10?

Nomeadamente o jogo de apresentação, porque estive no Estádio da Luz (n.r.: Benfica-Atlético Madrid). É sempre um jogo especial, mas o ambiente de festa que presenciei, confesso que me impressionou.

Sabe que o Benfica teve a defesa menos batida da última época. Pergunto-lhe que opinião tem dos centrais que vão poder estar à sua frente, Luisão e David Luiz?

São dois excelentes jogadores. Um deles é opção da selecção brasileira, o que só por si diz tudo, e o outro dentro em breve também pode lá chegar, mas sei que todo o plantel é muito homogéneo.

Que mensagem final gostaria de deixar aos adeptos do seu novo clube?

Que acreditem no nosso trabalho e nos apoiem como sei que apoiaram o ano passado. Podem ter a certeza que vou trabalhar para honrar a camisola do Benfica.

publicado por Benfica 73 às 12:30

Julho 11 2010

O Benfica continua ativo no mercado e garantiu de uma assentada dois reforços de peso. Neto, fixo de 28 anos, e Dierce, universal de 24, ambos internacionais pelo Brasil, já terão chegado a acordo com os encarnados e devem ser apresentados na Luz no decorrer da próxima semana.

A contratação de Dierce visa colmatar a saída de Ricardinho para os japoneses do Nagoya Oceans - equipa orientada por Adil Amarante, antigo técnico do Benfica. O brasileiro jogava no V&M Minas e tudo aponta para que o vínculo com os encarnados seja válido por 5 épocas.

Quanto a Neto, campeão mundial pelo Brasil, terminou contrato com os espanhóis do Interviú - formação que perdeu a última final da Taça UEFA para o Benfica - e será outro trunfo para Paulo Fernandes. Estes dois reforços de renome serão duas armas para o técnico benfiquista tentar reconquistar o título nacional, que venceu pelo Sporting

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 11:50
Tags:

Julho 11 2010

A BOLA entrevistou Rodrigo, avançado do Real pretendido por Jesus. «Qualquer um gostaria de estar na minha posição», diz.

Rodrigo Moreno Machado, avançado, 19 anos, é internacional espanhol de sub-19, nascido no Rio de Janeiro («no Brasil, meu clube é o Flamengo») mas vive em Espanha desde os 11 anos.

A presença de A BOLA na concentração da equipa nacional do país vizinho, em Las Rozas, a cerca de 30 quilómetros de Madrid, foi motivo para abordar o Benfica sem esconder natural ansiedade e felicidade.

«Sinto-me um felizardo por estar no Real Madrid e ser disputado também, pelo que me dizem, pelo Benfica. Tenho noção que muitos gostariam de estar no meu lugar. A minha carreira de futebol mudou muito nesse último ano: saí do Celta de Vigo, onde estive quatro anos. E num ano passei dos juvenis para os seniores do satélite do Real, o Castilla, convocado como profissional. Agora surge esse interesse do Benfica... que posso dizer? Sinto-me muito feliz porque vejo que todo o trabalho que tenho feito desde pequeno está a conhecer resultados», disse-nos um jogador que procura manter-se à margem de um processo que deverá culminar no seu ingresso na Luz na sequência da ida de Di María até ao Real, no qual a SAD ficou com direito de opção sobre quatro jogadores dos merengues (Alípio é, para já, o único garantido).

«Ter chegado ao Real já é uma grande conquista para mim. Acho que não há jogador algum que, se lhe perguntássemos, não gostaria de jogar no Real Madrid. Fico feliz por este reconhecimento do meu trabalho. Não só pelo interesse do Benfica, mas também pela minha convocatória para os sub-19 da Espanha. Está tudo a acontecer muito rapidamente. O último ano foi maravilhoso, espero que as coisas continuem assim no futuro», afirmou.

Dos nomes do actual plantel do Benfica, para já, ainda só conhece Luisão e Ramires... «de ver jogar pelo escrete».

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 11:03

Julho 11 2010

Jorge Jesus estava satisfeito pela vitória sobre o Monthey. Mas apenas isso. Para ele tratou-se simplesmente do primeiro teste da época, e foi perante um adversário mais acessível o que lhe permitiu desde já traçar o diagnóstico dos primeiros dias, intensos, de trabalho.

«Não é fácil a adaptação à forma exigente que o Benfica tem de trabalhar. Em termos tácticos e técnicos os jogadores demoram algum tempo a adaptar-se. O Jara e o Gaitán são jogadores que ainda estão num processo evolutivo, têm muito ainda para evoluir...» destacou Jorge Jesus numa primeira análise à forma como os argentinos se apresentaram na estreia com o emblema encarnado.

Os dias de trabalho na Suíça têm sido bastante intensos, com treinos tridiários, daí que Jorge Jesus garanta, também, que a resposta dada ontem pela equipa foi, afinal, aquela que já esperava: «Este jogo vem dentro de uma filosofia de treino que temos vindo a fazer, com a equipa extremamente fatigada devido às cargas de treino que tem tido. Temos feito três treinos por dia, mas mesmo assim houve jogadores que tecnicamente já estiveram num plano razoável. Esta equipa foi a ideal para começarmos os nossos jogos particulares», destacou.

Jorge Jesus ouviu com atenção as declarações de Luís Filipe Vieira, que na véspera garantiu a continuidade de David Luiz, pelo menos por mais uma época. «Essas são questões que não passam por mim, se ele garantiu que o David fica isso é uma boa notícia. Se o Benfica tiver de vender mais jogadores estou preparado», garantiu.

Preparado está também para receber de braços abertos mais reforços para o plantel, embora esse seja tema que prefere não aprofundar. «Mais reforços? Seguramente sim, não tenho dúvidas disso... Rodrigo e Alípio? Não falo em nomes nem em posições», cortou o treinador dando por encerrado o diálogo com os jornalistas.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 08:34

Julho 11 2010

publicado por Benfica 73 às 08:15
Tags:

Julho 11 2010

publicado por Benfica 73 às 08:08
Tags:

Julho 11 2010

publicado por Benfica 73 às 07:55
Tags:

BENFICA 73
contador grátis
Julho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9





subscrever feeds
comentários recentes
Do You Need A Loan To Consolidate Your Debt At 1.0...
Here is a good news for those interested. There is...
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...