Junho 26 2010

Com que impressões ficaste do Estádio da Luz, agora que tiveste oportunidade de o visitar?

A verdade é que fiquei muito surpreendido com e estádio. Ver o Estádio da Luz, majestoso, faz-me sentir pequeno. O Benfica é a realização de um sonho. Poder chegar a um clube tão grande, com estruturas modernas e igualmente cheio de história, é uma honra. Estou a gostar muito do que vejo e só penso em começar a jogar pelo Benfica para poder sentir este estádio a vibrar com os nossos triunfos.

Acompanhaste o caminho para a conquista do 32.º campeonato do Benfica na Argentina?

Sim, claro. Todos conhecem o Benfica. É um nome conhecido a nível mundial. No meu país, já ouvia falar do Clube e seguia as notícias, mas logo que chegamos a acordo para a minha transferência ainda passei a acompanhar mais o desempenho da equipa. O Benfica tem uma equipa muito importante e tem jogadores de grande qualidade, como ficou provado com a conquista deste campeonato. A capacidade da equipa ficou mais visível quando fomos campeões. Digo fomos porque já me sinto parte da família e só posso agradecer ao Benfica por me ter dado esta oportunidade de integrar um grupo tão forte e ambicioso.

Acabado de chegar a Portugal, como estão a correr as tuas primeiras horas em Lisboa?

Estou deliciado, está a correr tudo muito bem. Não podia esperar melhor. Acabei de chegar esta manhã [segunda-feira] e estou a gostar de tudo o que tenho visto. As pessoas do Clube trataram-me com muito carinho, o movimento do trânsito na cidade dá para entender como é o ritmo de vida na Europa… Depois, quando vi este Estádio fiquei emocionado… É lindíssimo!

Quando aqui entraste o que é que te veio à cabeça?

O que pensei imediatamente quando entrei no Estádio foi na enorme felicidade que tenho em ser tão jovem e poder representar um clube tão grande como este e ter a possibilidade de jogar num Estádio lindo. Acima de todos os outros sentimentos, sinto orgulho por vir para um Clube tão grande como é o Benfica.

Seguiste a festa do título do Benfica?

Sim. Claro que vi a festa. À distância, mas evidentemente não me consegui alhear do que estava a acontecer deste lado do Oceano com a minha futura equipa. As imagens da festa do título que vi foram algo de impressionante: tanta gente, o autocarro com os jogadores nem podia avançar com tantas pessoas na rua. Tudo o que observei, pela televisão e na Internet, fez-me ficar ainda mais emocionado por poder vir jogar para um Clube tão grande como este.

Esperavas poder vir a jogar um dia com jogadores tão conhecidos como Pablo Aimar, Javier Saviola e Angel Di María?

Todos os futebolistas desejam jogar em grandes equipas, com grandes jogadores. É fantástico chegar ao futebol europeu e encontrar colegas que são amados na Argentina e respeitados em todo o Mundo. Aimar, Saviola e Di María são jogadores muito importantes e vão certamente ajudar-me na minha adaptação, tal como o Nicolás Gaitán. A minha prioridade é começar a trabalhar e dar tudo de mim para poder corresponder às expectativas que depositam em mim e, assim, contribuir para o sucesso do Benfica.

E como jogador, o que podes dizer de ti próprio?

Bom, penso que como jogador destaco-me por gostar de ter a bola comigo, de acelerar o jogo e, sempre que possível, arrancar para a baliza. Tenho muita vontade de começar a treinar com os meus colegas e uma grande ansiedade por jogar. Mais importante do que impor o meu estilo de jogo é adaptar-me rapidamente ao estilo próprio da equipa e contribuir para as vitórias. Penso que isso é bem mais importante do que a minha afirmação individual como jogador.

O teu nome foi dos primeiros a serem confirmados como contratações do Sport Lisboa e 2010-2011. Estás preparado para corresponder as expectativas dos adeptos?

Os adeptos podem contar que vou dar o máximo! Os benfiquistas podem confiar em mim, porque eu tenho muita vontade de entrar em campo e dar o meu melhor pelo Benfica. Sei que é uma enorme responsabilidade vestir esta camisola, mas podem ficar descansados que tudo farei para dignificar a sua história.

Como sabes, esta é uma temporada importante para o Benfica, já que o Clube voltou a ser campeão de Portugal e terá entrada directa na prestigiada Liga dos Campeões. O que esperas desta tua primeira época na Luz?

Para mim poder falar na possibilidade de jogar a Champions League é algo de muito especial. A verdade é que na Argentina sempre acompanhei os jogos desta importante competição pela televisão e sonhava um dia poder estar ali, entre a elite do futebol mundial. Sei que o Benfica aposta em todas as provas em que participa e só penso em poder ajudar o meu Clube a alcançar o sucesso em conjunto com os meus colegas.

Já conheces o treinador da equipa, Jorge Jesus?

Pessoalmente ainda não tive a oportunidade de estar com Jorge Jesus, mas sei que é um treinador muito inteligente. Tenho a certeza que vai ajudar-me a evoluir e a crescer como futebolista.

Para terminar, queres deixar uma mensagem para os benfiquistas?

Já me disseram que os benfiquistas são adeptos que vivem intensamente o Clube e que são incansáveis no apoio à equipa. O que lhes posso dizer é que quando eu entrar dentro de campo vou entregar-me a 200 por cento ao jogo, vou esforçar-me sempre por lhes dar alegrias. Vou dar sempre o máximo pelo Benfica, essa é principal mensagem que posso deixar aos adeptos.

publicado por Benfica 73 às 21:05

Junho 26 2010

publicado por Benfica 73 às 18:47

Junho 26 2010

HÁ quem seja fanático quanto à política, quanto à religião, quanto à nacionalidade. Pessoalmente, prefiro guardar o facciosismo para aquilo que verdadeiramente interessa: o Benfica. Os temas menores despertam em mim emoções apropriadas à sua dimensão. Talvez por isso tenha, sobre a Selecção Nacional, um olhar mais distanciado e neutro do que aqueles hooligans aos quais alguns chamam jornalistas.

Durante o Campeonato do Mundo, deixo o fanatismo suspenso. Os jornalistas desportivos fazem o contrário. Passam quatro anos a praticar aquilo que eles tomam por isenção. Em foras-de-jogo escandalosos, talvez o árbitro mereça o benefício da dúvida. Perante o maior penalty do mundo, ficam com algumas dúvidas mas respeitam a decisão. Assim que começa o Mundial, entregam a carteira de jornalista e mandam a imparcialidade às malvas. O código deontológico deixa de valer quando a Selecção joga. Por exemplo, quando Tiago caiu na área do Brasil, percebi logo que não tinha havido falta. Os jornalistas que faziam o relato na televisão começaram a gritar penalty ainda a bola não tinha passado do meio campo. Foram necessárias duas repetições para reconhecerem, muito relutantemente, que ninguém tinha tocado no jogador português. Quando Juan jogou a bola com a mão, os comentadores do jogo começaram a preencher um requerimento à FIFA com vista à irradiação do defesa brasileiro, e depois lamentaram que o árbitro tivesse aplicado as regras, mostrando apenas um amarelo. O único brasileiro a quem os nossos jornalistas não arreganharam o dente foi mesmo o Pepe. Curiosamente, também foi o único brasileiro que merecia, de facto, ter sido expulso. Nas entrevistas rápidas e conferências de imprensa, o modelo das perguntas é sempre o mesmo: trata-se de elogios com um ponto de interrogação no fim. Fulano de Tal, não é um enorme orgulho acabar a fase de grupos sem qualquer golo sofrido? Ninguém se lembra de perguntar, ainda que de passagem: Fulano de Tal, não é um bocadinho preocupante acabar a fase de grupos tendo conseguido marcar golos apenas à Coreia do Norte?

 

ENTRETANTO, os meus compatriotas continuam divididos: scolaristas de um lado e queirozistas do outro. Pela minha parte nunca achei que Scolari e Queiroz fossem treinadores que merecessem clube de fãs. É verdade que Scolari é o treinador mais bem sucedido de sempre da Selecção Nacional, mas talvez isso diga mais dos seleccionadores que temos tido do que dele. Quanto a Queiroz, parece assombrado pelo fantasma de Scolari. E, por isso, aparentemente resolveu emular o treinador que mais retumbantemente venceu Scolari: Otto Rehhagel. O ex-seleccionador da Grécia teria apreciado a equipa portuguesa que ontem empatou com o Brasil. Estavam em campo dois laterais esquerdos, quatro centrais, dois médicos, um extremo e um Danny – cuja posição confesso que ainda não percebi exactamente qual é. A selecção portuguesa está, portanto, assombrada por dois fantasmas: o de Scolari e o de Rehhagel. Se algum médium conseguir convocar o fantasma de Mourinho, talvez Portugal seja campeão.

 

HÁ um limite para além do qual a rivalidade clubística deixa de fazer sentido. Uma coisa são saudáveis picardias, outra não altercações azedas. A BOLA tem colunistas do Benfica, do Sporting e do Porto, e tanto benfiquistas como sportinguistas devem reconhecer, sem sectarismo, que se encontram em desvantagem. O Porto é o único que tem, entre os seus representantes neste jornal, um homem que, além de colunista, é escritor – e dos bons. Um abraço para o Francisco José Viegas.

Autor: Ricardo Araújo Pereira

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 12:45

Junho 26 2010
O Bayern continua interessado em Fábio Coentrão. O lateral-esquerdo do Benfica reage com satisfação às intenções do clube alemão, admitindo uma transferência, mas só se for positiva para todas as partes.

 

"É um clube bom, uma liga boa, mas a Liga Portuguesa também é boa e o Benfica um grande clube. Fico contente por isso. Se o Benfica achar que é bom para eles e para mim aí vou. Se o Benfica achar que não é bom, irei ficar", afirmou Fábio Coentrão.

Fonte: Rádio Renacença

publicado por Benfica 73 às 07:42

Junho 26 2010

Não parece haver volta a dar - quem quiser tirar David Luiz do Benfica, terá mesmo de pagar os 50 milhões de euros estipulados na cláusula de rescisão do jogador. Ao que O JOGO apurou, Rui Costa fez na última quarta-feira um raide a Inglaterra, mais concretamente a Manchester, e tudo para se sentar à mesa com os responsáveis do City. O emblema inglês está muito interessado no defesa-central, e os seus responsáveis preferiram ter a presença de um dirigente encarnado no sentido de tomarem pessoalmente o pulso às exigências relativamente ao camisola 23. O JOGO sabe, todavia, que o director-desportivo da Luz se manteve irredutível e estipulou a cláusula rescisória do brasileiro como valor a pagar pela transferência.

Ao que foi possível apurar, os responsáveis dos citizens, liderados pelo seu endinheirado dono, o xeque Mansour Bin Zayed Al Nahyan, até estariam dispostos a chegar aos 30 milhões de euros, mas perante o valor prontamente avançado por Rui Costa, acabaram por nem formalizar qualquer proposta. Por agora, ainda não está completamente descartada uma nova investida do Manchester City, mas certo é que os ingleses terão de subir a parada se quiserem satisfazer o desejo do técnico Roberto Mancini, profundo admirador das características do habitual companheiro de Luisão no eixo da defesa. No decorrer da última época, os mais altos dirigentes do City vieram conhecer pessoalmente o Estádio da Luz e foram apresentados à estrutura directiva encarnada e, desta feita, foi Rui Costa a ir a Manchester para se sentar à mesa com os responsáveis do emblema britânico.

Fonte: O Jogo

publicado por Benfica 73 às 06:23

Junho 26 2010

publicado por Benfica 73 às 06:17
Tags:

Junho 26 2010

publicado por Benfica 73 às 02:22
Tags:

BENFICA 73
contador grátis
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9





subscrever feeds
comentários recentes
Do You Need A Loan To Consolidate Your Debt At 1.0...
Here is a good news for those interested. There is...
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...