Junho 17 2010

“Com muito trabalho, humildade e uma pontinha de sorte posso garantir pontos. Trabalho sempre no duro e penso que posso ajudar a equipa do Benfica”.

 

“Quando era miúdo sempre fui maior que os meus colegas, já era alto. Essa é uma das minhas principais armas, que me ajuda no jogo aéreo e transmite segurança à equipa. Mas tenho outras características, sou muito trabalhador e humilde e estou sempre ciente da responsabilidade. Num clube grande como o Benfica isso é importante”.

 

Sobre o Benfica: “ Têm uma falange de adeptos incrível, é o maior clube em Portugal e um dos grandes da Europa”.

 

“Jogar a Liga dos Campeões é algo que todos os jogadores ambicionam e eu não fujo à regra. No ano passado alinhei alguns minutos com o FC Porto mas saí lesionado. Este ano quero voltar a jogar”.

 

“ Agradeço as palavras de Jorge Jesus. É sempre bom ouvir elogios e espero poder retribuir no campo, se for para o Benfica. Quando somos elogiados, é sinal que trabalhamos bem e isso é importante”.

 

“Quando terminou a época tinha a esperança de sair para uma equipa grande e felizmente apareceu o interesse do Benfica. Deixou-me muito feliz. Mas tenho de agradecer a todas as pessoas do Saragoça, que foram muito importantes na minha afirmação”.

 

Chegar à selecção

“É uma ilusão que todos os jogadores têm. Eu também tenho, mas sei que é um sonho muito complicado, até porque ainda sou um guarda-redes muito jovem. Mas, naturalmente, seria lindo representar a Espanha. Tenho essa ambição”.

 

Amigo Javi vai ser uma ajuda

“Se vier para o Benfica, o Javi será um apoio muito importante para mim, porque já conhece a cidade, o clube e vai auxiliar-me na minha adaptação ao Benfica”.

 

«Buffon como referência»

“Buffon é uma referência”, mas existem outros. “Gostava do Cañizares quando jogava. Agora sigo com atenção o Van der Sar e, claro o Casillas”.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 22:15

Junho 17 2010

O internacional argentino Angel Di María, do Benfica, esclareceu que não falou com ninguém sobre o seu futuro, mas voltou a admitir que gostava de jogar ao serviço do Real Madrid.

De acordo com o Marca, após o fim da partida frente à Coreia do Sul, Di María negou que estivesse em conversações com algum clube. No entanto, não escondeu o desejo de jogar no colosso «merengue»: «Não falei com ninguém, mas oxalá se confirme a ida para o Real Madrid»

Entretanto, o jornal Mundo Deportivo, de Barcelona, assegura que a transferência ficou definitivamente acertada na tarde desta quinta-feira, com o Real Madrid a pagar 35 milhões de euros ao Benfica e ainda a ceder o avançado Rodrigo Moreno.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 21:57

Junho 17 2010

 

O resultado de anteontem não foi nada mau. Em primeiro lugar porque foi muito melhor do que a exibição, como Jorge Jesus referiu. A exibição também não foi assim tão má quanto pintam os críticos da nossa Selecção.

Pode-se dizer que foi uma exibição eminentemente pálida na primeira parte e levemente descorada na segunda parte, sendo que nos minutos finais o panorama se apresentou em ameaçadores tons sombrios, tal foi a avalanche de ataques costa-marfinenses. Mas o jogo também estava quase a acabar e Drogba, graças ao peso da tala de gesso que carregava no braço direito, desequilibrou-se no momento do remate que podia ser fatal e atirou com a bola para trás em vez de a atirar para a frente.

Empatar com a Costa do Marfim, que é uma boa selecção, nunca pode ser um mau resultado. A não ser que seja no primeiro jogo da fase de grupos de um Campeonato do Mundo, em que uma vitória, seja contra o adversário que for, é o bálsamo para a campanha que se segue.

Do ponto de vista táctico, o confronto entre os dois treinadores teve aspectos curiosos. Eriksson sentou Drogba na primeira hora de jogo, para atrair os portugueses para facilidades inexistentes, e Queiroz sentou Simão Sabrosa nos primeiros 50 minutos, para atrair a substituição sempre mais fácil de fazer que é tirar Danny, que é meio venezuelano e ainda por cima joga longe, lá na Rússia, pelo que a sua saída nunca causa protestos.

Já Hugo Almeida esteve sempre sentado no banco. Ao contrário de Liedson que só se sentou duas vezes na relva em despiques com defesas contrários. Tirando isso, o Levezinho conseguiu rematar uma bola de cabeça num lance quase perigoso, aliás foi o único lance quase perigoso do ataque português em toda a segunda parte.

Se jogar muitas vezes, Liedson vai acabar por marcar alguns golos, como se viu no último campeonato português que teve 30 jornadas. O problema é que este campeonato só tem três jornadas garantidas, o resto virá por acréscimo e só para quem merecer.

 

A derrota da Espanha aos pés do suíço Gelson Fernandes, primo de Manuel Fernandes, se significar que a Espanha não vai ganhar o seu grupo, obriga a grandes contas no nosso grupo porque, francamente, ninguém o vai querer ganhar… e como o nosso último jogo é com o Brasil… Esta é uma boa notícia para Portugal.

 

A Liga de clubes da nossa terra, organiza o campeonato de bola cá da nossa querida terra, devia pôr os olhos no comité Organizador do Campeonato do Mundo de Futebol da FIFA que, por ser uma instituição de dimensão global, domina com grande eficácia e savoir faire todos os sobressaltos que lhe advêm.

Referimo-nos aos sobressaltos que advêm à FIFA enquanto organizadora de eventos, obviamente. Como este, por exemplo:

- Na noite de domingo, em Durban, depois da goleada da Alemanha sobre a Austrália, três centenas de stewards de serviço no Estádio Moses Mabhida, desagradados com o cachet recebido, manifestaram-se de forma tal maneira provocadora e desapropriada que houve necessidade, para manter a ordem pública, de recorrer às forças policiais que não hesitaram em correr à cacetada os rapazes dos coletes amarelos, despejando-lhes para cima gás lacrimogéneo e uma saraivada de balas de borracha sem cerimónia nenhuma.

A falta que fez o Hulk, especialista na matéria, naquela batalha campal com stewards nas de Durban!

Hulk, como sabemos, só não está na África do Sul por causa daquele incidente no túnel do Estádio da Luz que levou à sua suspensão, o que impediu Dunga, seleccionador do Brasil, de lhe observar as qualidades e, consequentemente, de o convocar para o escrete onde teria sempre lugar garantido. Fora do Mundial, Hulk está de férias no seu país e participou recentemente num jogo de beneficência em Campina Grande, Paraíba, onde teve oportunidade de, uma vez mais, falar à imprensa sobre o seu caso.

«Acredito que foi uma situação armada, combinada. Eu não fui culpado, foi uma confusão generalizada e tudo caiu em cima de mim. Acredito que se não fosse isso, poderia estar no Mundial», disse.

E disse curiosamente, no mesmo dia, um seu colega de equipa, o colombiano Guarín, que concedeu Omã entrevista ao O JOGO assumindo uma posição um bocadinho diferente da de Hulk sobre os mesmos acontecimentos. Considerando que «os castigos foram exagerados», Guarín, no entanto surpreendeu ao analisar o comportamento da sua equipa naquela já distante noite de Dezembro. O colombiano, que passou a época a ser assobiado no Dragão, disse apenas isto: «Erramos no túnel da Luz.»

O que significa que Guarín, a poucas semanas do início da próxima temporada, pode ficar certo de que ofereceu novas e sonantes razões para que os adeptos do FC Porto continuem a embirrar solenemente com ele.

Mas em que é que ficamos? Tem razão Guarín, que admite o erro, ou terá razão Hulk, para quem a situação «foi armada»?

Felizmente, situações «armadas» no futebol são muito poucas. No futebol português, então, sap raras. A última situação «armada» que a todos impressionou negativamente ocorreu já há um bom par de anos, quando Paulo Assunção, que estava a renegociar o contrato com o seu clube, revelou numa entrevista à RTP um episódio que metia meliantes anónimos e que metia as referidas armas. «Perseguiram-me de carro. Disseram-me que se não renovasse até quarta-feira levaria um tiro no joelho…» Recordam-se?

Regressemos, rapidamente, à actualidade, à África do Sul e ao corrente Mundial de futebol porque, sem Hulk por perto, foi com armas que as autoridades de Durban meteram na ordem os stewards de serviço no Estádio Moses Mabhida. Como já foi legislado em Portugal, stewards, tecnicamente, são público, por muito garridos que sejam os coletes que usam.

O que de notável esta situação gerou foi a reacção pronta da FIFA, emitida em comunicado: «O Comité Organizador do Mundial prescinde dos stewards nos jogos a realizar em Durban e na Cidade do Cabo e vai entregar os aspectos ligados à segurança do jogo às forças policiais locais.»

Ora aqui está uma solução de futuro. Que, aliás, era a solução do passado e sempre funcionou bem. Dispense-se as modernices e chame-se a polícia para fazer o trabalho da polícia nos estádios de futebol de todo o mundo e também nos estádios da nossa terra. Porque quando a coisa dá para o torto, não duvidem de que um homem fardado da cabeça aos pés vale muito mais do que um homenzinho com colete.

 

HOJE a Argentina joga com a Coreia do Sul. Com ou sem Di María? Tal como a exibição de anteontem dos portugueses no jogo com a Costa do Marfim, também a exibição de Di María no jogo com a Nigéria não foi tão má quanto a pintam. O estremo (ainda) do Benfica, por exemplo, fez duas assistências maravilhosas a que Lionel Messi não deu a melhor conclusão. Também não deixa de ser verdade que não houve ninguém que, anteontem, na selecção portuguesa fizesse duas, nem uma, nem sequer meia assistência maravilhosa para quem quer que fosse. Ou seja, pensando melhor, a má exibição global da equipa portuguesa contra a Costa do Marfim. E teria sido muitíssimo melhor a prestação de Di María se os colegas lhe passassem a bola…

Autor: Leonor Pinhão

Fonte: Jornal A Bola

publicado por Benfica 73 às 20:07

Junho 17 2010

O diário espanhol “Marca” garante na sua edição desta quinta-feira que o Benfica já tem acordo com o Real Madrid para a transferência do jovem avançado espanhol Rodrigo, negócio colocado à margem da mudança de Di María para o clube da capital espanhola.

A referida fonte explica que o acordo ficou alinhavado em reunião levada a cabo em Madrid na noite passada entre os principais responsáveis dos dois clubes, Luís Filipe Vieira e Florentino Pérez, tal como, aliás, A BOLA noticia também na sua edição desta quinta-feira.

Princípio de acordo para a transferência de Di María para o Real Madrid terá sido alcançado, alegadamente por 25 milhões de euros, mais bónus de prestação, mas também, diz a Marca, a mudança de Rodrigo Moreno Machado para o Benfica.

Com 19 anos, o avançado, nascido no Brasil mas há muito radicado em Espanha, tendo já actuado nas selecções jovens deste país, fez parte da equipa B do Real Madrid na época passada, tendo realizado 18 jogos e cinco golos.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 16:46

Junho 17 2010

Novo avanço entre Benfica e Real Madrid por Di María. Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, deslocou-se na passada quarta-feira a Madrid para se reunir com o homólogo do Real Madrid, Florentino Pérez, com quem alcançou, já noite dentro, segundo apurámos junto de fonte do clube merengue, um princípio de acordo para a transferência de Angel Di María.

À hora de fecho desta edição desconheciam-se ainda pormenores, tais como as verbas colocadas em cima da mesa para a concretização do negócio sendo certo que o Benfica desde sempre manifestou a intenção de não colocar jogadores no processo, tal como o Real pretendia sob forma de baixar os valores pretendidos pelos encarnados.

Luís Filipe Vieira, recorde-se, tem mostrado intransigência em negociar abaixo da cláusula de rescisão, de 40 milhões de euros, valor considerado elevado pelos espanhóis.

Vieira e Florentino encontraram-se, tendo por companhia a presença do empresário FIFA Jorge Mendes, e tudo indica que se terá obtido um aproximar de posições fundamental para que o negócio fique concluído nas próximas horas.

O Real terá de ceder e subir os valores oferecidos, mas provavelmente também a SAD encarnada terá abdicado dos valores exigidos. Não é de descartar que hoje, à hora do jogo entre a Argentina e a Coreia do Sul, o acordo esteja já formalizado com a necessária comunicação à CMVM.

José Mourinho, novo treinador do Real, esteve também presente em Madrid durante esta semana e acompanhou, ontem, igualmente o decorrer das negociações, ele que tem mostrado especial interesse no desenlace de todo o processo de modo a permitir aos merengues avançar para os outros alvos pretendidos. A confirmar-se o entendimento, Mourinho consegue assim o seu primeiro reforço da nova era Real.

Fonte: A bola

publicado por Benfica 73 às 16:43

Junho 17 2010

publicado por Benfica 73 às 07:25
Tags:

BENFICA 73
contador grátis
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9





subscrever feeds
comentários recentes
Do You Need A Loan To Consolidate Your Debt At 1.0...
Here is a good news for those interested. There is...
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...