Abril 24 2010

Encarnados podem conseguir hoje a 23.ª vitória na Liga e a 10.ª consecutiva. São realmente estatísticas… À CAMPEÃO

 

Serão perto de 65 mil pessoas esta noite, no Estádio da Luz, à espera de uma noite que – a acontecer – deixa o Benfica à distância de um ponto do título. Á uma semana, em Coimbra, já deu para sentir o cheiro no ar: a maré vermelha segue imparável, a equipa continua a impressionante cavalgada de golos, vitórias e pontos e, por tudo isto, a conquista do campeonato está cada vez mais perto.

Se somar frente ao Olhanense a 23.ª vitória na Liga (10.ª consecutiva!) é possível que, pela noite dentro, já se vejam festejos “à campeão”, na expectativa até de um eventual deslize do Braga, na Figueira da Foz, que arrumaria de vez com a questão.

Os adeptos não vivem um momento semelhante desde 2005, o ano de Trapattoni. É essa euforia que estará prestes a romper de novo, ainda que, desta vez, assente numa brilhante campanha que pode culminar num triunfo final indiscutivelmente mais justo. Para além de todas as virtudes técnicas, Jorge Jesus merece ver destacado o mérito suplementar de saber dosear exaltações, gerir ansiedades e manter toda a gente com os pés firmemente assentes no chão, recusando perigosas vitórias antecipadas.

Ainda ontem o treinador lembrava, e bem, as dificuldades que este Olhanense conseguiu criar a FC Porto e Sporting quando de deslocou ao Dragão e a Alvalade, para além do empate que impôs ao Benfica na primeira volta (2-2). Por isso, é provável que, na hora da palestra, Jesus exija aos seus jogadores respeito pelo valoroso adversário, que, ainda por cima, continua a precisar de pontos para garantir a permanência na primeira Liga (objectivo, já agora, que bem merece ver concretizado).

O “problema” de Jorge Costa é que a águia está mesmo com pressa de voar para a grande festa. E a realidade é que as contas ainda só não estão encerradas porque o Sp. Braga, esse “teimoso”, vem conseguindo prolongar o suspense muito para lá da sua obrigação. Até quando irá resistir?

 

Autor: Nuno Farinha

Fonte: Jornal Record

publicado por Benfica 73 às 12:34

Abril 24 2010

Amanhã, pode haver campeão. Basta que o Benfica vença o Olhanense, tarefa nada fácil na medida em que, apesar de mal classificados, os algarvios gostam de dar nas vistas de cada vez que visitam os grande palcos – pegaram susto medonho em Alvalade (2-3) e roubaram dois pontos no Dragão (2-2) - , razão pela qual, como Jesus insistentemente tem alertado, todas as precauções se recomendam aos jogadores do emblema da águia; em concomitância, exige-se que o Sporting de Braga tropece na viagem ao campo do Naval, entendendo-se por tropeção simples empate o que, em rigor, é um exagero, pois estamos a referir-nos ao semifinalista da Taça de Portugal e ao 9º classificado da Liga.

Amanhã, pode não haver campeão. Basta que braga obtenha idêntico resultado ao do Benfica diante do Olhanense.

Simples exercícios jornalísticos que não se ficam por aqui… Até agora o acento tónico tem sido colocado precisamente na possibilidade de o Braga diluir a desvantagem para o Benfica e disparar o seu projecto de estabilidade e crescimento em obediência ao tratado de boa vizinhança estabelecido com o aliado o FC Porto.

Desportivamente, os clubes nortenhos uniram-se para tramar o Benfica, mas como sempre acontece nas histórias para as crianças, os bons ganham aos maus, de aí emergir terceira hipótese para confundir as anteriores: O Benfica somar mais três pontos, Braga empatar e o FC Porto ganhar. Neste caso, haveria campeão amanhã mas, tal como Egas Moniz de baraço ao pescoço, o presidente António Salvador, para segurar o segundo lugar, única via de acesso à Champions, teria de libertar-se do braço amigo do presidente Costa e pedir ao presidente Vieira para o proteger da reacção portista. O destino tem destas coisas…

 

Autor: Fernando Guerra

Fonte: Jornal A Bola

publicado por Benfica 73 às 12:30

Abril 24 2010

 

Autor: Ricardo Araújo Pereira
Fonte: Jornal A BOLA

 

Recordar é viver: «Ao fim da 2ª jornada da I Liga, podem tirar-se já algumas conclusões. Uma: que o FC Porto é, dos três grandes, a equipa mais consistente. (…) Outra: que, perante equipas mesmo inferiores à sua no papel, o Benfica de Jorge Jesus não vai lá. (…) Aimar, Saviola e Di Maria não são, como já o vêm demonstrando há muito, jogadores (digamos assim) de campeonato.»

António Tavares-Teles, 25 de Agosto de 2009.

 

«(…) parece que (…) vira o disco e toca o mesmo: o FC Porto continua a ser o grande favorito a dominar a nova época que aí vem, a nível interno.»

Miguel Sousa Tavares, 21 de Julho de 2009.

 

«Eu sei que ainda é cedo para tirar conclusões. E não é meu timbre embandeirar em arco, mas gosto da nova equipa do FC Porto. Quer-me parecer que temos uma equipa muito lutadora, e na boa tradição das velhas equipas portistas, com jogadores que dão tudo o que podem e que se esfarrapam para conseguirem ganhar cada bola, cada duelo. (…) pelo que me foi dado a ver, chegou mais um lote de jogadores com essas características. Teremos, pois, nesta época, uma equipa de combate, com diversas alternativas (…)»

Rui Moreira, A Bola, 31 de Julho de 2009.

 

«O Porto conseguiu três vitórias e (…) a equipa dá sinais de ter amadurecido e começa-se a esquecer Lucho e Lisandro».

Rui Moreira, 9 de Outubro de 2009.

 

«Ao contrário do que alguns dão a entender, o grande adversário do FC Porto no campeonato é o Braga e não o Benfica»

Pinto da Costa, Outubro de 2009.

 

« (…) o facto de o Porto estar mais forte, ter tantas opções e parecer mais à vontade fora de casa é muito animador (…).»

Rui Moreira, 11 de Dezembro de 2009.

 

«Nós vamos a partir de hoje aqui solenemente dizer-lhe, interpretando o pensar dos treinadores aqui presentes, dos jogadores aqui presentes, que nós queremos este ano dedicar a vitória do campeonato a si. A si, que vai ser campeão.»

Pinto da Costa, dirigindo-se a uma fotografia de José Maria Pedroto, e interpretando vários pensares, 7 de Janeiro de 2010.

 

«Caiu bem a promessa de Pinto da Costa de oferecer este campeonato a Pedroto.»

Miguel Sousa Tavares, 12 Janeiro de 2010.

 

«Todos os anos têm-me dado gozo ganhar, mas este ano vai dar ainda mais. Confesso que esta época vai dar-me claramente mais gozo ganhar.»

Jesualdo Ferreira, 13 de Fevereiro de 2010.

 

«Somos Porto e vamos continuar a ganhar.»

Nuno Espírito Santo, 20 de Fevereiro de 2010. Oito dias antes de ganhar 3 do Sporting, 17 dias antes de ganhar 5 ao Arsenal e um mês antes de ganhar 3 do Benfica.

 

« (…) o autoproclamado maior candidato ao título deste ano (…)»

Miguel Sousa Tavares, 16 de Dezembro de 2009. Referindo-se, surpreendentemente, ao Benfica.

 

« Na sequencia das negociações encetadas, a Futebol Clube  do Porto – Futebol, SAD vem comunicar (…) ter finalmente chegado a um princípio de acordo com o Cruzeiro Esporte Clube, para a inscrição desportiva do jogador Kleber.»

Comunicado oficial do Porto, 29 de Janeiro de 2010.

 

«Hulk (…) não sabe jogar de costas para a área (…). Além disso, parece ter entendido mal os recados do treinador e o mais que dele se viu foi que se entreteve a adornar as jogadas, a tentar ‘quaresmices’ e a simular faltas.»

Rui Moreira, 25 de Setembro de 2009. Cerca de três meses antes de Hulk passar a ser o melhor jogador do mundo, depois de galardoado com a expulsão na Luz.

 

«Gostei de ver Hulk sentado no banco. (…) talvez lhe devessem ter explicado que fora preterido por causa dos seus tiques e individualismo, das suas inócuas simulações. Talvez assim tivesse optado por uma outra atitude, logo que surgisse a oportunidade de jogar. Em vez disso, e como tem sido costume, Hulk foi de pequena utilidade quando entrou.»

Rui Moreira, 27 de Novembro de 2009. 23 dias antes de Hulk passar a ser absolutamente indispensável e decisivo na equipa de Porto.

 

«Uma desilusão. (…) Desconcentrado, desconsolado, conflituoso.»

« (…) esperava-se (…) que criasse embaraços à defesa benfiquista.»

« (…) a inspiração jamais foi a desejada, sendo que, aqui e ali, até abusou do individualismo.»

A Bola, O Jogo e o Record, respectivamente, apreciam a prestação de Hulk no dia em que castigado e passou a ser uma espécie de mistura entre Ronaldo e Messi, mas para melhor. 21 de Dezembro de 2009.

 

«Sempre achei e sempre o disse que, em minha opinião, as equipas verdadeiramente vencedoras não perdem tempo a discutir árbitros nem a queixar-se de arbitragens.»

Miguel Sousa Tavares, 3 de Novembro de 2009.

 

« (…) atentem no golo que todos concordam ter sido mal anulado ao FC Porto(…)»

Miguel Sousa Tavares, 3 de Novembro de 2009.

 

«O que valeu ao Benfica em Olhão foi (…) um fiscal de linha desatento à posição de Nuno Gomes no golo do empate e um árbitro atento ao facto de domingo haver um Benfica-Porto, quando se encaminhou para Cardozo, depois de expulsar Djalmir, e pelo caminho mudou o vermelho a Cardozo para amarelo.»

Miguel Sousa Tavares, 15 Dezembro de 2009.

 

« (…) antes haviam sido anulados dois golos ao FC Porto, um dos quais duvidoso e o outro claramente mal anulado (…); havia sido validado o primeiro golo do Leiria, também em posição duvidosa, mas com diferente critério de apreciação».

Miguel Sousa Tavares, 19 de Janeiro de 2010.

 

«Façam o choradinho que quiserem, esta é a minha opinião: futebol assim, com (…) árbitros que protegem o anti-jogo e os sarrafeiros, não vale a pena esperar por público nas bancadas.»

Miguel Sousa Tavares, 16 de Fevereiro de 2010.

 

 

«Segundo ‘A Bola’, o Benfica ganhou no Funchal ‘à campeão’. (…) sinceramente, não sei se o teria conseguido sem o que me pareceram dois erros de arbitragem em dois minutos (…).»

Miguel Sousa Tavares, 16 de Março de 2010.

 

« (…) já lá vão quatro golos limpinhos anulados ao Falcão,»

Miguel Sousa Tavares, 16 de Março de 2010.

P.S. Mesmo correndo o risco de, em termos humorísticos, não conseguir fazer melhor do que os intervenientes anteriores, gostaria de acrescentar o seguinte: ao que parece, Jesualdo Ferreira obteve grandes vitórias no Porto, foi importantíssimo na história do clube, mas este ano demonstrou quem o seu tempo no Dragão chegou ao fim. Já Pinto da Costa obteve grandes vitórias no Porto, foi importantíssimo na história do clube, e este ano demonstrou que o seu tempo no Dragão ainda agora está a começar. O anúncio da sua recandidatura à presidência deve, por isso, ser saudado com entusiasmo. Por um lado, permite-lhe acabar de cumprir o castigo de dois anos de suspensão por tentativa de corrupção, que seria uma pena não levar até ao fim na posse da funções nas quais foi castigado; por outro, é evidente que o máximo responsável por ter apetrechado o plantel do Porto com Prediguer, Guarín, Tomás Costa ou Valeri, e o plantel do Braga com Luís Aguiar, Alan e Renteria, é o portista mais bem colocado para liderar o clube nos próximos anos. Além disso, o Porto ainda pode fazer história nesta época: a manter o terceiro lugar, é a primeira vez que um tetracampeão acaba o campeonato atrás do Braga. A boa gestão dá muitas alegrias.

 

publicado por Benfica 73 às 09:49

Abril 24 2010

publicado por Benfica 73 às 07:49
Tags:

BENFICA 73
contador grátis
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11




subscrever feeds
comentários recentes
Do You Need A Loan To Consolidate Your Debt At 1.0...
Here is a good news for those interested. There is...
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...