Abril 08 2010

Podem faltar apenas seis. Mas não há benfiquista que, depois de uma tão longa e empolgante caminhada, não deseje abertamente que os seis passem a nove e que à Taça da Liga, conquistada com mérito indiscutível (meias-finais com o Sporting e em Alvalade, final com o FC Porto), se juntem o Campeonato, bem encaminhado, e a Liga Europa. A equipa continua construir com uma consistência e com uma dinâmica que impressionam e só alguns problemas na finalização têm impedido que as goleadas da primeira metade da época se mantenham constantes. Mais: a “fadiga muscular” referida pelo técnico, pouco adepto de poupanças, tem dado lugar à alma e à raça, ideias que, durante épocas, não foram facilmente associáveis ao Benfica. Mais ainda: em momentos decisivos e cirúrgicos, Jorge Jesus tem sabido justificar a dimensão e a variedade do plantel, descobrindo missões muito concretas para os atletas menos utilizados ou chegados a meio da época (Weldon agora, depois de Kardec, mas também Airton, Sidnei, Felipe, Menezes, Nuno Gomes, Éder Luís). Resolvida a questão Keirrison, conhecidas as limitações de Mantorras, não há cartas “fora do baralho”- e um balneário afinado significa pontos e vitórias.

Pode faltar a este Benfica – que só os arautos de falta de desportivismo se atrevem a contestar, recorrendo a desculpas de mau perdedor, incapazes de perceber que o seu papagueado discurso só convence e arrasta mentalidades curtas – apenas meia dúzia de jogos para fechar uma época que, aconteça o que acontecer, já foi um hino ao futebol, pelo que se passou nos relvados e pela extraordinária capacidade de mobilização. Além da Luz, que já ultrapassou o milhão de espectadores na presente temporada, o Benfica continua a ver os seus adeptos encher os estádios alheios e a resolver ou a minorar os problemas de tesouraria dos adversários. O prémio para essa dedicação seria completar os 9 jogos possíveis. Ou seja, atingir a final da Liga Europa e tentar fazer em Hamburgo a última festa de um tempo que fica com uma marca.

Percebem-se os cuidados de Jesus, que privilegia os jogos internos em detrimento do que possa passar-se a nível internacional. Caso atinja as meias-finais da Liga Europa, o Benfica terá um mês de Abril outra vez em sobrecarga: primeiro jogo depois da ida a Coimbra e antes da receção ao Olhanense, o segundo após o encontro com os algarvios e antes da passagem pelo Dragão. Se chegar à final, há de jogá-la três dias depois da ronda final do Campeonato. É muito? Claro que sim. Mas foram os jogadores, técnicos e dirigentes do Benfica que puseram os adeptos a sonhar. E se Anfield pender, de novo, para o vermelho português, é impossível não sonhar. Haja coração, amanhã. E depois…·

 

Autor: João Gobern

Fonte: Jornal Record

publicado por Benfica 73 às 09:50

Abril 08 2010

publicado por Benfica 73 às 05:54
Tags:

BENFICA 73
contador grátis
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11




subscrever feeds
comentários recentes
Do You Need A Loan To Consolidate Your Debt At 1.0...
Here is a good news for those interested. There is...
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...