Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

Benfica 4 - 0 Hertha Berlim

24.02.10, Benfica 73

 

Jogo marcado para uma hora péssima, imposto pela UEFA, mesmo com mau tempo, o Benfica esmagou com grande facilidade os alemães do Hertha. Uma goleada, chapa 4, assistida por mais de trinta mil pessoas, simplesmente fantástico. O Benfica qualificou-se para os oitavos de final da Liga Europa, agora ficamos à espera do Marselha. Em relação ao jogo da Alemanha, Jorge Jesus fez regressar Maxi Pereira e Fábio Coentrão à titularidade e Ruben Amorim na posição do castigado Ramires. Foi um Benfica bastante superior e um Hertha defensivo, mesmo com a marcha do marcador os alemães nunca alteraram a sua maneira de jogar.


O Benfica começou a mostrar a intenção de marcar cedo, Javi Garcia foi o primeiro com um remate de fora da área. Aos vinte e cinco minutos o Benfica chega ao golo, Saviola faz um passe a desmarcar Aimar, que evitando ainda um defesa rematou cruzado para o golo. Apesar da estratégia defensiva do adversário, o Benfica conseguiu continuar a criar situações de perigo junto das redes alemãs. Ataque pelo lado direito, Saviola cruzou para o interior da área e Cardozo não chegou a tempo ao lance por milímetros. Destaque ainda para uma boa jogada de Maxi Pereira. O internacional uruguaio entrou na área e cruzou para um desvio de Saviola, mas o remate acabou por esbarrar na trave. O resultado ao intervalo era claramente injusto para tamanha superioridade demonstrada pelo Glorioso.


O segundo tempo começou com o Benfica a marcar cedo e a deixar, consequentemente, o adversário fora da discussão do resultado. Aos 48 minutos, grande iniciativa individual do Di María, a passar pelo meio de quatro adversários e a fazer um centro perfeito para a conclusão oportuna de cabeça de Cardozo. O terceiro pelo Javi Garcia, a aproveitar uma sobra após canto do Aimar. O quarto aparece quase na no ataque seguinte, novamente Cardozo. Mais uma assistência do Di María, Cardozo solto na área, a dominar de peito e a marcar de pé esquerdo. Com Carlos Martins, César Peixoto e Nuno Gomes já em campo, o Benfica continuou a procurar a baliza do inofensivo adversário. Fábio Coentrão esteve perto de conseguir o quinto golo.


Desta vez não destaco nenhum jogador porque toda a equipa esteve bem.

 

 

O rolo compressor está de volta.