Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

V. Setubal 1 - 1 Benfica

07.02.10, Benfica 73

 

Fonte: Sport Lisboa Benfica

O Benfica empatou este sábado (1-1) no terreno do Vitória de Setúbal, em encontro da 18.ª jornada da Liga portuguesa. Foi uma partida que ficou marcada pela má arbitragem.
Depois de ter cumprido um jogo de castigo frente à União de Leiria, o médio Carlos Martins regressou à titularidade no Benfica. A entrada do número 17 para o lugar de Ramires foi a única novidade no onze apresentado por Jorge Jesus.
O Benfica encontrou um adversário a jogar num sistema de 3-5-2, o que dificultou a tarefa dos “encarnados” em chegar à baliza contrária. Foi, por isso, num lance de bola parada que a equipa “encarnada” conseguiu chegar à vantagem na partida. Na sequência de um pontapé de canto de Aimar, o central brasileiro David Luiz cabeceou em direcção da baliza, vendo a bola sofrer um desvio certeiro por parte do setubalense Ricardo Silva (14’).
Em vantagem no resultado, o Benfica foi controlando as tentativas do adversário de sair para o ataque, nomeadamente pelo lado esquerdo do terreno. Depois de ter evitado o golo do V. Setúbal com um corte providencial (27’), David Luiz foi infeliz num alívio junto à baliza de Quim. O lance acabou por surpreender o guarda-redes português, dando o empate aos visitados (37’).
O segundo tempo começou com uma grande oportunidade para o Benfica. Di María cobrou um livre do lado direito e Saviola cabeceou com muito perigo ao lado da baliza dos sadinos (46’).
Depois de não ter assinalado uma grande penalidade sobre Javi Garcia na primeira parte, o árbitro Jorge Sousa voltou a não marcar castigo máximo num desvio com o braço de Zoro (54’). Após um livre de Aimar do lado esquerdo, Javi Garcia cabeceou em direcção da baliza, no entanto, o esférico não foi para a baliza por intervenção do defesa do V. Setúbal.
Com o Benfica a pressionar cada vez mais, o V. Setúbal começou a queimar tempo a partir dos 60 minutos. Mais uma contrariedade para o futebol dos “encarnados”.
Ainda assim, a equipa continuou a insistir e Saviola (66 minutos) e Di María (71) criaram situações para marcar. Com o adversário completamente fechado, o Benfica continuou a esbarrar no outro oponente do noite, o árbitro Jorge Sousa, que voltou a não assinalar uma grande penalidade aos 80 minutos. Di María foi derrubado na área e nada foi assinalado. Aos 89, o argentino não marcou devido à intervenção do guarda-redes.
Nos descontos, Kardec foi derrubado e o árbitro assinalou grande penalidade. No entanto, Cardozo atirou à barra.
Com este resultado, o Benfica comanda com 46 pontos.

O Benfica apresentou o seguinte onze: Quim; Maxi Pereira (Nuno Gomes, 82’), Luisão, David Luiz e Fábio Coentrão; Javi Garcia, Carlos Martins (Ramires 56’), Pablo Aimar (Kardec, 72’) e Di María; Saviola e Cardozo.