Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

«Fábio Coentrão podia até dizer que gostaria de jogar no FC Porto» - Joaquim Evangelista

08.06.11, Benfica 73

O presidente do Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol (SJPF) critica a postura do Benfica em relação a Fábio Coentrão. Para Joaquim Evangelista, é inaceitável que se ponha em causa o nome do jogador «que levou o Benfica às costas». 

«A maior parte dos regulamentos internos são ilegais, todas as normas que violem a Lei ou a Constituição não valem nada, na medida em que não respeitam a liberdade de expressão. O Fábio tem todo o direito de manifestar as suas opiniões, desde que não colidam com os interesses do clube. O que não é o caso. Manifestar que gostaria de jogar num grande clube, no Real Madrid, no Barcelona, no Manchester ou, até, no FC Porto, não constituia nenhum crime. Podia ser inconveniente para com os adeptos, mas, do ponto de vista jurídico, não havia matéria para qualquer processo disciplinar», argumentou o presidente do SJPF, em declarações à Antena 1.

«O Fábio foi o jogador que levou o Benfica às costas ao longo da época, deu tudo ao clube. Custa-me, enquanto presidente do Sindicato, ver este tipo de tratamento e custar-me-ia muito mais se os adeptos deixassem de gostar do Fábio por causa deste episódio. Não é aceitável que, por mero cálculo político-desportivo, se ponha em causa o nome do jogador», acrescentou.

Joaquim Evangelista comentou, ainda, a saída previsível de Nuno Gomes do clube da Luz. «O Nuno não sabe muito bem o tratamento que vai ter. Era justo que o clube o defendesse e lhe desse o tratamento adequado», referiu.

Fonte: A Bola