Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

Coragem

26.05.11, Benfica 73

From: Domingos Amaral

To: Rui Rio

Caro Rui Rio

Admiro a sua coragem, e a sua coerência. Desde que é presidente da Câmara do Porto, o senhor definiu uma linha de separação clara entre a política e o futebol. Ao contrário do costume português, o senhor nunca se aproveitou da popularidade fácil nascida do conluio com a “malta da bola”, nem nunca patrocinou “negociatas” com os clubes da sua cidade. Isto, é claro, trouxe-lhe muitos inimigos. No país das palmadinhas nas costas, quem tem coluna vertebral é ostracizado como corcunda.

Mas, esta semana, o teste era ainda mais difícil, pois tratava-se de uma vitória europeia. Corajosamente, o senhor resistiu. Às pressões, às bocas, às piadas grosseiras. Consigo, o futebol e a política são como o azeite e a água, não se misturam. Afinal, e ao contrário da propaganda local, ainda há gente no Porto que não se verga nem deslumbra, não corre ao beija-mão, não lambe certas botas. Afinal, o Porto não é uma coutada privada dos que se limitam a ganhar jogos de futebol.

Consigo, o futebol não define a identidade da cidade. Uma cidade não é apenas um clube, é muito mais do que isso, e nunca se deve deixar reduzir uma cidade a um emblema, nem submetê-la ao jugo autoritário de uma agremiação desportiva. Por mais que gostemos de futebol, às vezes é preciso alguém corajoso que nos venha relembrar que uma cidade com séculos de história não se resume a golos de cabeça colombianos e cânticos ordinários a insultar os adversários. Houvesse mais políticos firmes como o senhor, e Portugal seria um país bem melhor.

Fonte: Record

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.