Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

Benfica 1 - 0 Nacional

04.01.10, Benfica 73

 

Fonte: SLB

Autor: Rui Manuel Mendes

O Benfica começou o novo ano com uma vitória sobre o Nacional da Madeira. No jogo da primeira jornada da 3.ª fase da Taça da Liga, os “encarnados” fizeram uma boa exibição e mereciam, por isso, um resultado mais dilatado. Saviola voltou a ser decisivo.
Depois de terminado o ano de 2009 com uma vitória sobre o FC Porto para o campeonato nacional, o Benfica iniciou a defesa do título da Taça da Liga com apenas uma alteração no onze relativamente ao último jogo. Após ter cumprido uma partida de castigo, o jovem Fábio Coentrão apareceu no lugar do lesionado Ramires frente ao Nacional da Madeira. Por seu turno, o uruguaio Urreta mereceu novamente a confiança do treinador Jorge Jesus, tal como tinha sucedido na partida com o FC Porto, onde esteve em bom plano.
A equipa “encarnada” encontrou pela frente um oponente ultra-defensivo, o que dificultou a criação de grandes oportunidades de golo. Um remate de longe de Carlos Martins foi o lance que deu mais a sensação de golo no Estádio da Luz (8 minutos). De qualquer forma, o Benfica dominou totalmente a primeira parte, sendo a única equipa a procurar chegar à vantagem. A estatística a um minuto do intervalo espelhava isso mesmo, registando 72% de posse bola para os “encarnados” contra 28% do Nacional.
Para o segundo tempo, Jorge Jesus arriscou no ataque com a entrada de Weldon para o lugar de César Peixoto. Fábio Coentrão recuou no terreno e Weldon ficou com o lado esquerdo do ataque, mantendo-se Urreta do lado direito.
O Benfica continuou a dominar a partida, mas agora de forma muito mais acutilante. Como consequência, as oportunidades de golo começaram a surgir com mais frequência junto da baliza contrária. Saviola rematou por cima da barra logo no primeiro minuto, dando o primeiro aviso. Num cruzamento muito perigoso, Weldon (48) obrigou o guarda-redes do Nacional a uma defesa apertada com os pés. O mesmo Weldon não conseguiu minutos mais tarde desviar com êxito um centro da direita de Urreta (53), enquanto Javi Garcia cabeceou nas alturas para mais uma defesa do guarda-redes visitante (65).
A vitória do Benfica começou a nascer ao minuto 78. Após um excelente passe de Weldon, Saviola rematou para uma grande defesa de Bracalli. No mesmo minuto, Nuno Gomes entrou para o lugar de Carlos Martins e isso acabou por ser decisivo. Na primeira vez que tocou na bola, o experiente avançado português simplesmente desmarcou Saviola com um belo toque. Este entrou na área e rematou sem hipótese para o guardião contrário (79’).
Do lado do Nacional, o verdadeiro perigo só apareceu aos 87 minutos num cabeceamento de Anselmo. Muito pouco para uma equipa que ocupa actualmente a quarta posição da Liga portuguesa, mas que também demonstra a grande qualidade do sector defensivo “encarnado”.
O Benfica apresentou a seguinte equipa: Quim; Maxi Pereira, Luisão, David Luiz e César Peixoto (Weldon, 46’); Javi Garcia, Carlos Martins (Nuno Gomes, 78’), Urreta (Felipe Menezes, 68’) e Fábio Coentrão; Saviola e Cardozo.