Dezembro 10 2013
Domingos Soares de Oliveira, administrador da SAD do Benfica, denunciou a pressão que terá sido exercida sobre clubes promovidos esta época à Liga 2 para não se vincularem ao canal de televisão das águias.

«O contrato com o Farense foi assinado por três anos e será para continuar se for essa a vontade do Farense e a nossa vontade. E poderá haver mais clubes, desde que não tenham medo de assinar acordos com a Benfica TV. Houve clubes que se sentiram pressionados para não assinar contratos com a Benfica TV», revelou o dirigente, em entrevista concedida à televisão oficial dos encarnados.

O Académico Viseu, confirmou, foi um dos clubes que recusaram a proposta apresentada pelo Benfica.
«Falámos com todos os clubes promovidos à Liga de Honra e que não tinham contratos assinados com Joaquim Oliveira. Houve clubes que aceitaram a nossa proposta, que era mais interessante financeiramente relativamente àquilo que têm hoje, e houve outros que não assinaram. Se não foi pelo dinheiro, foi por outra razão qualquer», observou.
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 13:25

Maio 04 2013
Confiança sem limites. Domingos Soares de Oliveira, administrador da Benfica, SAD, considera que a equipa encarnada tem todas as possibilidades de levar a melhor no duelo com o Chelsea na final da Liga Europa, rejeitando, todavia, qualquer sentimento de vingança pela eliminação das águias às mãos da equipa inglesa na Liga dos Campeões, na época transata.

«Não é um sentimento de vingança, é um sentimento de demonstrar o valor do Benfica atual. É um adversário difícil, como disse o treinador, mas é um adversário que eu creio que está perfeitamente ao alcance do Benfica. Já o mostrámos quando jogámos a última vez com o Chelsea. Todos os resultados são possíveis, mas acho que o Benfica pode ganhar», vaticinou, em declarações prestadas aos jornalistas à margem do Portugal Open.

«Do ponto de vista de importância para o clube, é a nona final europeia que disputamos. Portanto, naturalmente que em mais de 100 anos de história é um momento marcante para todos os benfiquistas e para o clube», salientou.
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 15:34

Outubro 22 2012

Administrador encarnado quebra um silêncio de mais de dois anos para fazer um ponto de situação nas finanças das águias, lembrando o passado, elucidando sobre o presente e apontando metas para o futuro. Garante que o passivo está abaixo dos 400 milhões, que existem menos de 95 atletas com contrato profissional e que emprestados não custam um cêntimo.

RECORD – Uma das críticas mais fortes que se tem feito neste período pré-eleitoral tem a ver com os números do passivo do Benfica. Na realidade, qual é o passivo neste momento?

DOMINGOS SOARES OLIVEIRA – Se falarmos no passivo consolidado, que é o que interessa aos benfiquistas, existem duas vertentes: o passivo financeiro, que se situa em 237 milhões no final do último exercício, portanto muito abaixo dos 500 milhões falados por alguns, e o passivo não financeiro, que tem a ver com dívidas a parceiros e que se situa nos 119 milhões. Portanto, estamos a falar de um total que não chega a 400 milhões.

R – Elementos da lista de Rui Rangel insistem no passivo não bancário. O que é isto em concreto?

DSO – É aquilo que normalmente tem a ver com compras que se fazem e cuja parte essencial se refere a compra de jogadores. A maioria dos nossos parceiros aceita que o Benfica possa fazer esses pagamentos ao longo de determinado período.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 20:59

Fevereiro 29 2012
A família benfiquista reúne-se esta terça-feira no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, para comemorar o 108.º aniversário. O administrador-executivo do Grupo, Domingos Soares Oliveira, diz ser uma forma única de demonstrar a grandeza do clube.

«A grandeza do Benfica não se vê apenas no futebol, mas sim em todos os projetos que têm sido desenvolvidos. Por isso esta é uma forma única de mostrar a grandeza do clube», afirmou Soares Oliveira, em declarações prestadas à Benfica TV, pouco antes do início da Gala do 108.º aniversário.

«O Benfica está de parabéns não só pelo aniversário, mas sim pela sua grandeza. Somos o maior clube do Mundo, aquele que tem mais títulos», vincou o administrador.
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 08:33

Dezembro 15 2011

O administrador-executivo da SAD do Sport Lisboa e Benfica, Domingos Soares de Oliveira, esteve também presente no almoço de Natal e em declarações à Benfica TV, salientou a importância de juntar a família benfiquista nesta quadra natalícia.

“É um momento único durante o ano para juntarmos a família benfiquista toda, há aqui muita gente que só se vê nestas ocasiões porque estão espalhadas pelas várias instalações do Benfica. Creio que é uma maneira de festejar o Natal e festejar aquilo que é o benfiquismo por todos aqueles que trabalham no Benfica”, elevou.

Domingos Soares de Oliveira não esqueceu a importância de conseguir juntar todas as pessoas neste evento. “A maior parte das pessoas que aqui trabalham, apesar de fazerem tudo em prol das modalidade e do futebol, tentam conhecer melhor os seus ídolos e tem poucas ocasiões para isso. Portanto o facto de conseguirmos juntar todas as pessoas é muito bom sinal”, salientou.

Fonte: SLB

publicado por Benfica 73 às 10:15

Dezembro 10 2011

Domingos Soares Oliveira, administrador-executivo da SAD do Benfica, diz que não há necessidade para recorrer ao mercado em Janeiro, porém, admite a possibilidade de fazer pequenos ajustes no plantel.
«É pouco provável que isso venha a acontecer. A qualidade dos jogadores é suficientemente elevada par jogar frente a qualquer equipa. Admito que possa existir um ou outro ajuste, mas não será nada de extraordinário», disse em entrevista à Benfica TV.
Prospecção à Benfica
O dirigente dos encarnados revelou que o clube definiu uma estratégia para fazer fase à actual crise financeira mundial que assenta em três aspectos: 
«Aumento das receitas se melhorarmos os direitos televisivos e se formos mais activos na venda de jogadores do que temos sido até agora; redução de custos, ou seja, os salários têm de se manter muito controlados; menor nível de investimento, ainda que isso não signifique de repente que deixemos de estar no mercado». 
«Temos condições para estar no mercado, mas temos de ser mais selectivos, ou seja, a nossa prospecção tem de funcionar “à Benfica”, tem de ser imbatível. Se soubermos actuar em cada uma destas três vertentes, o Benfica vai ter condições para ultrapassar esta crise», finalizou.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 10:40

Dezembro 09 2011

Nápoles, Leverkusen, Marselha, CSKA, Zenit, Lyon e Milan. Nenhum dos sete adversários que as águias podem encontrar nos oitavos-de-final da Champions tira o sono a Domingos Soares Oliveira, administrador-executivo do Grupo Benfica.

«No futebol, quando se trata de uma eliminatória, tudo é possível. Olhando para o grupo de sete equipas que o Benfica tem pela frente, não vejo nenhuma que o Benfica não seja capaz de bater. Acredito que qualquer uma delas, inclusivamente o Milan, pode ser batida pelo Benfica», afiança, em declarações à Antena 1.

Para Domingos Soares Oliveira, a Liga dos Campeões não pode ser comparada à Liga Europa, representando «para o clube, jogadores e equipa técnica um factor de prestígio e de reconhecimento da qualidade do trabalho que é desenvolvido».

«Já estivemos na Liga Europa em anos anteriores e não é um desprestígio, mas não tenho dúvidas que todos os clubes que disputam a Liga Europa ambicionariam estar na Liga dos Campeões. Quem disser o contrário é falso», atira. 

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 22:15

Dezembro 09 2011

Domingos Soares Oliveira, administrador-executivo do Grupo Benfica, diz que uma eventual incursão das águias no mercado de Inverno, para contratar ou negociar a venda do passe de algum jogador, não ficará a dever-se à boa campanha da equipa de futebol na Liga dos Campeões.
«Tínhamos apontado do ponto de vista orçamental para a passagem da fase de grupos da Liga dos Campeões. Quando o orçamento foi feito ainda faltava disputar a terceira pré-eliminatória e não era, por isso, um orçamento isento de riscos. Estamos naturalmente satisfeitos do ponto de vista desportivo e financeiro por aquilo que foi alcançado. Daqui para a frente, tudo o que pudermos continuar a conquistar será positivo do ponto de vista de caixa e também do ponto de vista do que tem sido feito a nível desportivo», comenta o administrador da SAD encarnada, em declarações à Antena 1.
Quanto a eventuais alterações no plantel na reabertura do mercado de transferências, em Janeiro, explica Domingos Soares Oliveira que do que tem sido «debatido internamente, não há especiais ajustes a fazer». 
«Pode haver pontualmente uma ou outra situação, mas não será certamente por termos cumprido os objectivos na Liga dos Campeões. A nossa situação financeira e de tesouraria assim o permite», justifica.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 16:06

Novembro 30 2011

A SAD do Benfica não equaciona, nesta altura, ir às compras ou perder algum jogador no mercado de Inverno, apesar dos tempos de maior contenção financeira. 

Isso mesmo frisou Domingos Soares Oliveira, no final da Assembleia Geral de accionistas da sociedade anónima desportiva (SAD) do clube, que aprovou as contas do exercício de 1 de Julho de 2010 a 30 de Junho de 2011 – prejuízo de 7,8 milhões de euros – por larga maioria. 
O administrador-executivo do Grupo Benfica recusou, ainda, precisar o valor dos estragos provocados no Estádio da Luz após o derby de sábado, com o Sporting.
- As contas da SAD do exercício de 2010/11 foram aprovadas por esmagadora maioria. Há condições para retomar o ‘ciclo virtuoso’, como dizem no relatório?
- O ciclo virtuoso é algo que nunca quisemos dar por terminado, nem nunca terminará! É um processo em que os resultados desportivos conduzem a resultados económicos e os resultados económicos permitem continuar a política desportiva. O que este relatório diz é que tivemos, pela primeira vez nos últimos três anos, resultados operacionais positivos. Apresentámos um resultado operacional superior a 7 milhões de euros. Pela primeira vez, ultrapassámos os 120 milhões de euros, em termos de receitas, o que é muito significativo... e é a única forma de continuarmos a poder crescer. Num ano de contenção e em que, do ponto de vista desportivo, as coisas não correram tão bem como desejávamos [2010/11], continuar a crescer em termos de receitas é positivo. Mantendo esta política, vamos poder retomar esse ciclo virtuoso, com os resultados desportivos e económicos que todos os benfiquistas desejam.
- Um activo estimado em 410 milhões de euros, um passivo da SAD estimado em 395 milhões de euros. Estes números assustam as pessoas. E a vós?
- Há duas coisas que têm que ser encaradas em termos de passivo. Uma, é aquilo que é o passivo exigível, outra o que é o passivo não exigível. O nosso passivo tem-se mantido ao mesmo nível de anos anteriores. Teve um ligeiro crescimento, de cerca de 1 por cento, mas não tem tido grandes variações. E é importante dizer que neste passivo estão situações que se os clubes pagassem, porque clube algum paga a pronto, mas, repito, que se os clubes pagassem a pronto, este passivo já estaria muito reduzido com as operações que fizemos. Portanto, apesar de constarem alguns valores no passivo relacionados com determinado tipo de encargos, poderemos ter esses encargos já bastante reduzidos se, efectivamente, pudéssemos receber tudo a pronto. Mas hoje, ninguém paga a pronto. 
- O Benfica está salvaguardado das maiores taxas de juro que a banca pede agora, para conceder crédito?
- Não. O Benfica não tem capacidade para ter uma situação de excepção relativamente ao que é o mundo empresarial. Aquilo que afecta as empresas hoje em dia, que é um crescimento das taxas de juro, que é uma maior dificuldade no acesso ao crédito, também afecta o Benfica. Aí, também não somos diferentes e teremos que, obviamente, encontrar, como sempre encontrámos, as melhores soluções para fazer face a uma situação que é difícil para nós como é difícil para os portugueses e para todas as empresas.
- O que se altera na política de remunerações, um dos pontos aprovados nesta assembleia?
- Nada. É exactamente a mesma política de remunerações que em anos anteriores.
- Um dos pontos eram os prémios por objectivos. Se a equipa de futebol vencer títulos, o senhor, como administrador da SAD, passa a ganhar mais?
- Isso depende dos critérios que são fixados em cada ano.
- Mas esse critério foi fixado nesta AG de accionistas?
- Os critérios são fixados pela Comissão de Remunerações, aqui aprova-se uma política. Depois, existe uma Comissão de Remunerações que aprova em concreto aquilo que é a situação de cada um dos administradores. Reforço um aspecto importante: todos os administradores que são simultaneamente membros dos órgãos sociais do Benfica, e na SAD temos três, são administradores que, pelos próprios estatutos do Benfica, não podem ser remunerados.
- Há ‘fair play’ financeiro neste Benfica?
- Tem de haver. Esse é um aspecto importante. Temos consciência de que o facto de hoje ser mais difícil aceder ao crédito, e que o facto de hoje, simultaneamente, estar a ser exigido pela UEFA, e muito bem, que todos os clubes europeus cumpram critérios financeiros, vai exigir que todos os clubes, e a SAD do Benfica não é diferente, sejam mais rigorosos, do ponto de vista daquilo que fazem e dos resultados que apresentam. Temos consciência de que haverá que subir receitas, e subir receitas, nesta altura, pode parecer um contra-senso. Mas todos sabem que, no nosso caso, existe uma componente muito particular, dos direitos de transmissão televisiva, que está a ser negociada, e existe a perspectiva de podermos subir nessa matéria. Mesmo num segundo aspecto, que é a venda de jogadores. De há muito tempo que as principais SAD em Portugal integraram as operações com a venda de jogadores como operações do seu negócio. Vamos continuar a fazê-lo, teremos de continuar a ser muito criteriosos do ponto de vista daquilo que são os nossos investimentos. Se não há hoje a mesma capacidade financeira que havia no passado, teremos de ser, obviamente, mais restritivos naquilo que vamos fazer, ou mais selectivos. O nosso trabalho, do ponto de vista da prospecção, tem de ser muito importante. Agora, que vamos cumprir o que está no plano financeiro, vamos! E digo mais: somos o único clube em Portugal que está a participar, já, este ano, numa experiência piloto com a UEFA, em que querermos aplicar a nós próprios aquilo que são os mecanismos do Financial Fair Play, para depois anteciparmos em um ano o que serão as exigências da UEFA, a partir de 2012/13.
- Haverá compras em Janeiro? E vendas do plantel?
- Não temos nada previsto nesse aspecto. Com honestidade, naquilo que tem sido discutido no Conselho de Administração, não têm sido discutidas compras e vendas. 
- Vê essa nova parametrização financeira que a UEFA exige aos clubes que participam nas provas europeias a impedir outros clubes e SAD, como Sporting, FC Porto, Nacional ou Marítimo de participaram nessas competições, ou crê na capacidade dos dirigentes?
- Não. Com sinceridade, acredito que a capacidade de gestão que existe nas SAD portuguesas é muito boa. Considera que há profissionais competentes, naturalmente, na SAD do Benfica mas também nas SAD do FC Porto e na SAD do Sporting. Acredito que, em cada caso, será possível encontrar as melhores soluções. Não tenho dúvidas algumas de que todos os clubes e SAD portugueses cumprirão os mecanismos do Financial Fair Play.
- Trará uma maior moralização ao futebol?
- Não entendo a questão da moralização como questão que tenha de ser reequacionada. Estamos a fazer um bom trabalho, as SAD estão a fazer um bom trabalho, pelo que não se coloca aqui a questão de ter de haver uma maior moralização. Estamos todos moralizados.
- Mudando de assunto: já estão contabilizados os estragos no topo norte, após o derby de sábado? 
- A minha promessa é de não falar, aqui, sobre nada do que se passou no fim-de-semana. E não me compete, certamente, a mim, falar sobre o assunto.
- Mas é uma questão financeira...
- Não só.
- Mas já sabem qual o valor exacto dos estragos?
- Não vou falar sobre o assunto.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 18:42

Novembro 30 2011

Os accionistas da SAD do Benfica, reunidos na noite desta terça-feira no Estádio da Luz em Assembleia Geral, aprovaram por larga maioria o relatório de gestão e contas referente à época passada, com resultado negativo de 7,8 milhões de euros.

Em cima da mesa estiveram ainda mais três pontos, tendo os accionistas aprovado quase todos por unanimidade (houve apenas uma abstenção), incluindo um voto de louvor ao Conselho de Administração da SAD.

No final da Assembleia, o administrador Domingos Soares de Oliveira lembrou que o resultado financeiro foi referente a uma época menos feliz no aspecto desportivo e salientou que o Benfica, apesar do cenário de crise instalado no País, está a cumprir já com os requisitos exigidos pela UEFA para os clubes que participem nas competições europeias.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 16:46

Novembro 23 2011

O Benfica foi impedido de participar com o seu direito de voto na Assembleia Geral da Associação de Futebol de Lisboa desta noite, uma vez que a Mesa, presidida por Gouveia da Veiga, não reconheceu em Domingos Lima e Domingos Soares Oliveira a qualidade de representantes legais do clube, mesmo sendo, respectivamente, vice presidente e administrador da SAD. Isto por alegada irregularidade nas acreditações. 

A situação que provocou incómodo e veemente e formal protesto encarnado, que não concordou com a decisão, por considerar que foram aplicados critérios formais nunca antes exigidos, tendo os dois dirigentes abandonado a Assembleia Geral.

Esta situação veio apenas aumentar a constestação vigente à Direcção presidida por Carlos Ribeiro. A Assembleia Geral de hoje foi convocada para aprovar os novos Estatutos, enquanto amanhã haverá outra convocada de propósito para discutir e votar a distituição da Direcção, à luz do novo documento. 

Acusado por muitos dos principais clubes de alinhamento com as posições da AF Porto, a contestação subiu de tom quando Carlos Ribeiro decidiu não só apoiar como integrar a lista de Carlos Marta às eleições da Federação, contrariando a vontade dos principais clubes de Lisboa, que apoiam Fernando Gomes.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 00:18

Outubro 25 2011

Domingos Soares de Oliveira destaca a importância do Estádio da Luz, que celebra esta terça-feira oito anos. 
«Foi importante para o grupo empresarial e para o Benfica como um todo. Creio que a construção e inauguração do estádio marcam quase uma refundação do Benfica. Há claramente um antes e um depois do Estádio. Grande parte daquilo que se fez nos últimos anos, não teria sido possível se não tivéssemos construído o estádio. Isso é inequívoco», disse o administrador executivo da SAD, destacando o impacto do recinto dos encarnados.

«Não há ninguém que não fique impressionado com o estádio, não só do ponto vista arquitectónico, mas do ponto de vista daquilo que é a funcionalidade do estádio. É impressionante estar no relvado, olhar para as bancadas e ver o conforto do estádio», prosseguiu.

Em declarações à Benfica TV, Domingos Soares de Oliveira considera o «estádio é mais pequeno, mas muito mais funcional» que o anterior. «É um estádio que proporciona um contacto mais próximo entre os adeptos e os jogadores. Estes sentem-se claramente acarinhados pelo público. (...) É um estádio moderno, onde se pode realizar qualquer competição, e que está preparado para ser refeito de um dia para o outro. Ou seja, podemos ter aqui um grande evento e realizar outro no dia a seguinte. Este estádio continua a ser do melhor que se faz em termos mundiais.»

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 13:47

Março 25 2011

Os accionistas da SAD do Benfica, reunidos esta quinta-feira em Assembleia Geral, aprovaram uma emissão de títulos até 50 milhões de euros.
Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), pode ler-se que «foi deliberado por unanimidade autorizar o Conselho de Administração a proceder à emissão de papel comercial, ou instrumento de dívida equiparado, até ao montante máximo 50 milhões de euros, para reestruturação da sua dívida e ainda a executar a deliberação de autorização, nos termos mais convenientes para a sociedade».

O administrador-executivo da SAD, Domingos Soares de Oliveira, explicou, no final da reunião-magna, que «o facto de a operação estar aprovada não significa que a mesma vai ser executada, isto porque a transformação de passivo bancário em papel comercial será feita apenas e exclusivamente se conseguirmos encontrar no mercado condições financeiras favoráveis para essa operação».

Para Soares de Oliveira, «tudo depende agora das condições de mercado». «Se houver taxas interessantes para o papel comercial vamos avançar com a operação, caso contrário não avançamos», disse.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 08:49

Março 24 2011

Domingos Soares de Oliveira, administrador-executivo da SAD, revelou esta quinta-feira a possibilidade de o Benfica estabelecer parcerias com investidores do Abu Dhabi, no âmbito da internacionalização da marca do clube. 

«Temos pensado em como projectar melhor a marca Benfica e olhado para o mercado do Médio Oriente com interesse redobrado, na medida em que tem investido muito no desporto», disse Domingos Soares de Oliveira, esta manhã, durante a visita da equipa Ford Abu Dhabi Team ao Estádio da Luz.

«É uma oportunidade importante para potenciar a marca Benfica num mercado forte e que poderá criar uma oportunidade de incremento de receitas», sublinhou o administrador-executivo da SAD, anfitrião da equipa do PWRC juntamente com Rui Costa. 

«Houve uma demonstração de intenções de parte a parte, vamos ver como vai evoluir nos próximos meses», referiu ainda.

Bader Al Jabri e Majed Al Shamsi, responsáveis da Ford Abu Dhabi Team, mostraram-se entusiasmados com a visita ao recinto encarnado. A comitiva foi presenteada com camisolas e chacecóis das águias.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 11:41

Março 22 2011

Está marcado para 2 de Abril o reencontro entre Benfica e FC Porto. O clima entre os dois clubes está longe do mínimo entendimento, mas o administrador da SAD encarnada pede aos adeptos do clube que tenham comportamento civilizado.

«Seria desejável que as pessoas tivessem comportamento civilizado, pois não estamos em guerra com ninguém. A única coisa que queremos é bom futebol e transparente», sintetizou Domingos Soares de Oliveira, em declarações à Benfica TV.

A verdade é que continua o clima de crispação entre os dois clubes. Ainda recentemente o vice-presidente do Benfica, Rui Gomes da Silva, reclamou ter sido agredido por adeptos do FC Porto. Soares de Oliveira lamenta, diz não querer actos idênticos por parte dos adeptos do Benfica, mas também lança farpa ao presidente do clube portista.

«Se os benfiquistas atacassem alguém do FC Porto, a primeira coisa que o Benfica faria, através do seu presidente, era condenar esse acto. Não partilho minimamente da opinião de que devemos retaliar da mesma maneira de que fomos agredidos. A grandeza do Benfica deve reflectir na indiferença pela justiça feita por nós próprios», disse.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 13:51

Março 22 2011

O administrador da SAD do Benfica, Domingos Soares de Oliveira, diz que, apesar de a Olivedesportos ter o direito de preferência, o clube encontra-se já a negociar os direitos televisivos com outros eventuais parceiros.

«A Olivedesportos tem direito de preferência mas vamos continuar a falar com vários parceiros internacionais», revelou o dirigente, em declarações à Benfica TV.

Soares de Oliveira adiantou ainda aquele que considera ser o valor justo para a cedência dos direitos: 40 milhões. «Sabemos quais são as receitas e os custos da Sport TV. Agora, depende da Olivedesportos», disse.

O administrador da SAD lembrou ainda que o valor de mercado da marca Benfica estará entre 250 e 300 milhões de euros, ou seja, entre os 20 maiores clubes do mundo.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 12:19

Março 22 2011

Emprestado pelo At. Madrid para a presente época, o argentino Salvio poderá permanecer no Benfica para além do acordo de cedência. O administrador da SAD encarnada, Soares Oliveira, confirma.
«Salvio é um bom jogador e tem tido uma boa performance na equipa. Por isso, interessa-nos», disse o dirigente, em declarações prestadas à Benfica TV.
Domingos Soares de Oliveira aproveitou ainda para realçar o papel de Jorge Jesus, potenciando o desempenho do jogador, sobre o qual o Benfica terá sempre o direito de opção de compra definitiva.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 10:23

Março 21 2011

O convidado desta semana do programa Zona de Decisão é o administrador-executivo da SAD, Domingos Soares de Oliveira, que aborda vários assuntos da actualidade benfiquista. Não perca a estreia pelas 17 horas desta segunda-feira, dia 21 de Março, na sua Benfica TV.
Em entrevista ao canal de televisão do Clube, Domingos Soares de Oliveira falou da qualificação da equipa de Jorge Jesus para os quartos-de-final da Liga Europa e o que isso significa em termos de encaixe financeiro para os cofres da Luz. “Na prática significa mais um valor considerável por duas fontes, uma pelo prémio que vamos ganhar na Liga Europa e outra por uma boa receita que vamos ter. Não tenho, absolutamente, dúvidas nenhumas que, desta vez, o estádio vai estar cheio no jogo dos quartos-de-final”, anteviu sobre a recepção ao PSV Eindhoven, agendada para o dia 7 de Abril.
“Sempre prevemos que chegaríamos aos quartos-de-final e, desse ponto de vista, o orçamento está ser cumprido dentro de aquilo que eram os nossos pressupostos. Tudo o que seja ultrapassar os quartos-de-final já significa uma receita adicional”, acrescentou em relação à participação das “águias” na competição europeia.
O administrador-executivo da SAD mostrou-se confiante relativamente à possibilidade dos “encarnados” atingirem a final da Liga Europa, lembrando as boas actuações dos pupilos de Jorge Jesus na presente época. “O Benfica demonstrou que pode superar qualquer equipa neste conjunto de jogos que tem feito ultimamente. Vimos um Benfica dominador em vários palcos”, recordou.
Nesta entrevista, Domingos Soares de Oliveira falou também do canal de televisão do Clube. “A Benfica TV é uma empresa que, depois do investimento inicial, tem conseguido ter as suas contas equilibradas e aquilo que perspectivamos é que continue assim. A Benfica TV é o único canal de um clube que é rentável”, sublinhou o administrador-executivo, lembrando que os canais de outros emblemas internacionais dão prejuízo.
Questionado sobre a hipótese da Benfica TV integrar a operadora ZON no futuro, Domingos Soares de Oliveira afirmou: “Acredito que sim. É uma questão de tempo e de conseguirmos encontrar o enquadramento certo para conseguir fechar esse acordo com a ZON.”
Veja a entrevista na íntegra nesta segunda-feira, dia 21 de Março, pelas 17 horas. As repetições da Zona de Decisão com o administrador-executivo da SAD “encarnada” estão previstas para os dias 22 (00h59 e 14h29), 24 (04h00 e 18h30) e 26 de Março (00h00).
Salientar que os horários das repetições do programa podem sofrer alterações, pelo que não deixe de consultar sempre a grelha de programação da Benfica TV.

Fonte: SLB

publicado por Benfica 73 às 14:01

Fevereiro 11 2011

Domingos Soares Oliveira comenta 26.º lugar do clube no «Money League», relatório anual da Deloitte sobre os ganhos dos clubes europeus.
Primeiro, a boa notícia para o Benfica: é o clube português com maior receita pura - excluindo a compra e venda de passes de jogadores - tendo atingido 98,2 milhões de euros em 2009/10. Isso mesmo foi notado no 14.º relatório anual da consultora Deloitte sobre os ganhos dos clubes europeus, sob o título Money League.

Segundo, a má notícia: os encarnados ainda não figuram no top 20, onde já estiveram em 2007. Agora a notícia razoável: nesse ano, um ganho de 85 milhões de euros foi o suficiente para os encarnados figurarem na elite. Agora, quase 100 milhões não chegam para atingirem esse patamar - ficaram em 26.º. A razão está na disparidade das receitas televisivas, num crescendo vertiginoso noutros países europeus (especialmente Espanha, Inglaterra e Alemanha) e pouco mais que estagnado em Portugal.

«Se não fossem as receitas de TV, estaríamos seguramente no top 20», afirmou ontem a A BOLA o administrador executivo da SAD, Domingos Soares Oliveira, lembrando os 8,8 milhões de euros de ganhos por época, via Olivedesportos, que correspondem a nove por cento da receita total, quando a média é de 40 por cento nos clubes mais ricos da Europa.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 11:54

Fevereiro 07 2011

Domingos Soares Oliveira diz que a transferência de David Luiz para o Chelsea permitiu equilibrar as contas do Benfica. Administrador da SAD e responsável pela área financeira do clube fala em plantel disputado pelos maiores clubes do Mundo e em Fábio Coentrão com alta cotação a nível europeu.

«O facto de termos feito duas importantes vendas no final da última época [Ramires e Di María] e agora uma neste período [David Luiz], tem-nos permitido manter as contas equilibradas e não termos necessidade de recorrer a financiamentos externos», explica Domingos Soares Oliveira, referindo que o Benfica se tem «reforçado bem para depois vender bem»:
«Isto revela capacidade do ponto de vista de vendas, mas também revela a qualidade do plantel do Benfica, altamente disputado pelos maiores clubes do Mundo.»

Em declarações à Antena 1, o administrador da SAD considera que o clube fez «um bom encaixe» com a venda de David Luiz ao Chelsea, que rendeu no imediato 25 milhões de euros aos cofres encarnados:
«Foi uma boa operação interessante para ambas as partes [clube e SAD]. Na situação actual e observando a tendência dos próximos anos, com maiores restrições, acredito que esta será uma das maiores vendas, não só deste ano, como dos próximos anos. O importante foi conseguir uma excelente negociação para os interesses do Benfica. E creio que o Chelsea também terá feito uma excelente operação.»

Fábio Coentrão, apontado a alguns dos grandes da Europa, poderá ser a próxima grande venda do Benfica:
«Espero que o Fábio continue connosco por muito tempo mas é um jogador com elevada cotação em termos europeus. Não faço comentários relativamente a valores.»

Soares Oliveira falou ainda da época que a equipa está a realizar e dos objectivos que podem ser alcançados:
«Estamos a fazer uma grande época e espero que assim continue. Obviamente que acredito no título. Se somos a equipa a jogar melhor futebol em Portugal? Sem dúvida nenhuma!»

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 20:45

Novembro 04 2010

Foram publicados os resultados consolidados e individuais da Benfica SAD, relativos ao exercício 2009/2010. Em declarações à Benfica TV, o administrador executivo, Domingos Soares de Oliveira analisou a publicação.
“As contas reflectem a estratégia que a Benfica SAD tinha delineado há um ano atrás, portanto, um forte investimento no plantel e nos nossos jogadores e por outro lado, a opção de consolidação da Benfica Estádio dentro da Benfica SAD. São os dois grandes factores que influenciaram as contas, obviamente que em termos de proveitos, com uma melhoria significativa, pelo facto do Benfica ter tido uma excelente performance desportiva”, explicou Domingos Soares de Oliveira.

Em relação aos proveitos totais, o aumento foi de cerca de 41 por cento: “Só em proveitos totais, tivemos um aumento de cerca de 41 por cento, essencialmente influenciado pelas receitas das bilheteiras. Todas as rubricas, incluindo o merchandising, na qual toda a componente de patrocínios subiu, a única rubrica na qual tivemos um ligeiro decréscimo, foi em termos de transmissões televisivas. Globalmente é um ano muito bom com este crescimento de 41 por cento, não apenas influenciado pela integração da Benfica Estádio, mas sobretudo, por uma muito melhor performance em termos comerciais.”

O nível salarial e o crescimento das amortizações foi outro dos temas abordados: “Em termos de salários tivemos uma manutenção do nível salarial que tínhamos em termos anteriores, o valor é praticamente idêntico. Conseguimos um plantel mais competitivo, que ganhou o Campeonato Nacional, com custos idênticos aos que tínhamos no exercício de 2008/2009 e em termos de amortizações, elas crescem por dois motivos: Porque a integração da Benfica Estádio traz agarrada a si um maior valor de amortizações e, por outro lado, em termos de plantel, o facto de termos continuado a privilegiar a manutenção dos nossos principais activos e termos feito um investimento de cerce de 37 milhões de euros em novos jogadores, leva a que as amortizações com atletas aumentem.”

O administrador executivo da SAD do Benfica também abordou a estratégia do Clube: “Nós contratámos muitos jogadores. Lembro os casos de Javi García, Alan Kardec, Felipe Menezes, enfim, é um conjunto de cerca de dez jogadores que integraram o plantel no exercício de 2009/2010, o que, pelo menos, a aquisição dos respectivos direitos económicos foi realizada neste ano, portanto era natural que houvesse um crescimento significativo. Do ponto de vista de vendas, conforme é sabido, a única venda de relevo que consta no último exercício é a de Di María, que é claramente um valor inferior ao investimento que realizámos, o que reflecte a estratégia da empresa, que é continuar a investir, mais do que apostar numa política exclusiva de vendas.”

O passivo é um dos aspectos mais analisados e o facto de ter crescido é explicado por Domingos Soares de Oliveira: “O passivo cresceu, mas cresce pelo efeito da consolidação, ou seja, hoje quando analisamos os resultados da SAD, já não analisamos de forma isolada como o fizemos no ano passado, este passivo, hoje, tem uma expressão de 370 milhões de euros e é importante referir aos accionistas e aos benfiquistas em geral, que destes 370 milhões de euros, cerca de 217 milhões são o valor de dívidas, quer ao sistema financeiro, quer em termos de obrigações e de papel comercial, portanto, o nosso endividamento mantém-se nos mesmos níveis que tinha em termos anteriores e continua a ser um endividamento controlado, que permite à Benfica SAD e à Benfica Estádio fazer face ao serviço da dívida, sem especiais problemas.”
Para o próximo ano, o futuro afigura-se risonho, devido à participação na Liga dos Campeões: “Vamos ter uma componente que não nos beneficiou o ano passado. O facto de estarmos na Champions League vai permitir um aumento significativo das receitas. Todos sabem que essas receitas podem variar entre os dez e os vinte milhões de euros e só isso, já seria suficiente para cobrirmos o prejuízo que tivemos no último ano. É importante referir, também, que este prejuízo do último ano, ainda assim, reflecte uma melhoria muito significativa em relação a anos anteriores, mas acredito que vamos continuar a ter uma evolução destes resultados e espero que este ano seja já um ano de resultados positivos.”

Fonte: SLB

publicado por Benfica 73 às 16:37

Outubro 31 2010

RECORD – O trabalho de recuperação do Benfica está concluído?

DOMINGOS SOARES OLIVEIRA – Ainda há muito trabalho pela frente. Nestes dez anos, investiu-se num conjunto importante de infraestruturas e obras. Naturalmente, na próxima década, incidir-se-á noutro tipo de trabalho, nomeadamente na continuação do investimento no plantel.

R – Com essas infraestruturas, o mais difícil está feito? O investimento na componente desportiva é para continuar?

DSO – Não vejo razões para não se manter esse investimento. O estádio, o Caixa Futebol Campus e outros projetos, como a Benfica TV, são uma realidade, pelo que não é expectável que se avance para novas obras. O maior enfoque será no plantel. Por outro lado, há o trabalho de redução do endividamento associado a estas obras, que não será imediato, rápido. Os nosso planos apontam para que esteja concluído até 2024.

R – O mais importante numa primeira fase foi criar infraestruturas, lançar bases para o que vinha a seguir?

DSO – Sim. Não houve nenhuma direção que tenha feito tantos investimentos como esta. Não foi a primeira vez que o Benfica construiu um estádio. Este é o sétimo. Mas agora construiu-se o estádio, o centro de estágio, formou-se o canal de televisão... Nunca foi feito tanto.

R – É hora de olhar para o plantel...

DSO – Na génese do clube está a parte desportiva. O que os benfiquistas mais gostam de apreciar, quando vão ao estádio ou ao centro de estágio, não é a beleza daqueles; querem é ver o Benfica ganhar. Nunca houve dúvidas de que tudo é orientado para tornar as equipas de futebol e das modalidades mais fortes e competitivas, para terem êxito em campo.

R – Em final de março, a dívida consolidada do Benfica era de quase 342 milhões de euros…

DSO – Quando se fala do passivo, é preciso distinguir o que é exigível e não exigível. Uma coisa é o pagamento a fornecedores, as dívidas que temos para com outros clubes – e que os outros clubes têm para connosco. Este é o passivo normal, que por vezes é contestado pelos ignorantes. Outra coisa são os empréstimos obrigacionistas, o papel comercial, a dívida aos bancos. Esse valor ronda os 200 milhões de euros. Mas temos a expectativa de que o Benfica aumente as suas receitas para valores próximos dos 150 milhões de euros com a revisão do contrato de direitos televisivos. Não é uma situação que nos agrade, mas esperamos reduzir a dívida. Como se viu no último relatório, o passivo do clube é praticamente zero. Esperamos que isso aconteça noutras empresas participadas. Já na SAD, em função do investimento que temos feito no plantel, o passivo vai manter-se.

R – Quanto é que o Benfica pretende encaixar com o novo contrato de cedência de direitos televisivos? 40 milhões ou os 25 milhões de que se fala?

DSO – Isso é manifestamente pouco. Por essa última verba, se quiséssemos, já tínhamos acordo.

R – O pagamento total da dívida permitirá outro desafogo ao Benfica?

DSO – Tomara eu saber o que vai acontecer no futuro imediato. Ainda falta muito tempo. Dentro de 10/12 anos, contamos ter essa situação resolvida. De qualquer forma, é interessante saber que as dívidas do clube contraídas em 2000 e 2001 para construção do estádio vão ficar completamente liquidadas no final deste ano.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 19:45

Setembro 02 2010

O administrador-executivo da SAD benfiquista, Domingos Soares de Oliveira, revelou esta quinta-feira que a visita dos responsáveis da FIFA ao Estádio da Luz foi um sucesso.

No âmbito da candidatura ibérica à organização do Campeonato do Mundo 2018/2022, a FIFA teve a oportunidade de conhecer as infra-estruturas do Estádio do Sport Lisboa e Benfica.

Em declarações ao canal de televisão do Clube, Domingos Soares Oliveira considerou que o nome do Benfica e de Portugal foi dignificado. “A visita inseriu-se dentro do processo da recolha de informação normal para as candidaturas de 2018 a 2022. Tínhamos como responsabilidade apresentar o melhor estádio de Portugal e isso foi feito em pouco mais de uma hora. Foi uma visita extremamente produtiva porque não só dignificámos e muito o nome do Benfica, como o de Portugal, mostrando uma infra-estrutura que é provavelmente a melhor, senão uma das melhores da Europa”, afirmou.

O administrador-executivo da SAD revelou algumas das áreas que foram dadas a conhecer aos elementos da FIFA: “Recebemos os responsáveis da FIFA no camarote presidencial e, portanto, logo neste primeiro piso do estádio tivemos a oportunidade de lhes mostrar a área mais nobre e VIP. Depois estivemos no segundo andar, onde tivemos a oportunidade de apresentar os camarotes e mostrar como são geridos num dia de jogo.”

Domingos Soares de Oliveira adiantou também que a FIFA teve a oportunidade de ver os pavilhões do Clube, lembrando que estes “podem ser utilizados quer para media quer para tudo aquilo que tem a ver com o voluntariado”.

Os responsáveis da FIFA tiveram também a oportunidade de ver o voo da Águia Vitória, algo que os encantou particularmente.

“Ficaram maravilhados quer eles, quer os responsáveis da federação espanhola”, concluiu Domingos Soares de Oliveira sobre a visita que ocorreu na manhã desta quinta-feira, dia 2 de Setembro, no Estádio da Luz.

Fonte: SLB

publicado por Benfica 73 às 17:18

Maio 25 2010

A garantia pertence ao vice-presidente da SAD e responsável pela área financeira do Benfica. «Di María não está vendido ao Real Madrid», esclarece Domingos Soares Oliveira.
«O Di María não está vendido ao Real Madrid. Não falamos de saídas. Só quando fizermos comunicações oficiais poderão dar as saídas como garantidas. Até lá, não haverá qualquer intenção por parte do Benfica em comunicar possíveis entradas ou saídas».
«Como sabem, cada proposta que tenhamos em mãos teremos de a comunicar ao mercado [CMVM - Comissão do Mercado de Valores Mobiliários]. Não temos propostas neste momento, mas é natural que possam aparecer», admitiu, recordando que Luís Filipe Vieira «já definiu a posição estratégica da SAD relativamente a essa matéria: só vender pela cláusula de rescisão».
«Admitimos eventualmente alguma excepção, mas não falamos de casos concretos», ressalvou.
A contratação de mais reforços vai depender «do que existir como saídas». «Mas o nosso plano está delineado há algum tempo e não espero fazer muitos mais investimentos para além daqueles que são conhecidos: Franco Jara e Gaitán», rematou Soares Oliveira.

Fonte: Jornal A Bola

publicado por Benfica 73 às 21:58

BENFICA 73
Janeiro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


comentários recentes
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...
Tanto quanto narra a história a Cinderela saiu ven...
Fosse eu a tratar deste assunto e se este está a d...

contador visitante