Setembro 25 2015

O treinador do Benfica garante que não sentiu que a derrota no Dragão diante do FC Porto tenha deixado marcas negativas, mostrando-se convicto de que a sua equipa vai dar resposta positiva na receção deste sábado ao Paços de Ferreira.

«Quando não se ganha fica-se triste, mas temos noção das coisas boas que fizemos no Dragão. Fomos ao Dragão apostar em quem tínhamos que apostar, de dividir o jogo e ganhar. Não ganhámos mas sabemos o que fizemos bem feito, mas o campeonato é assim mesmo, todas as equipas perdem pontos», referiu Rui Vitória, salientando que sente «a equipa focada cada vez mais naquilo que tem de fazer com toda a ambição».

Perante isto, a expectativa para o jogo com o Paços de Ferreira só pode ser positiva: «Vamos jogar em casa, com a família benfiquista e com grande vontade de ganhar. Sabemos que se trata de um adversário difícil, mas queremos aproveitar o facto de jogar em casa para vencer.»

«Foi uma semana positiva, pois senti da parte dos jogadores uma convicção no trabalho que estamos a fazer. Passaram muitos dias [desde a derrota com o FC Porto], pois quem perde quer que o jogo seguinte seja imediato», considerou.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 14:32

Setembro 19 2015

O treinador do Benfica assume o caráter especial dos clássicos, vincando a ambição da sua equipa em jogar no Estádio do Dragão com ambição de vitória.
«É um clássico, um jogo que todos querem jogar e que todos gostam de jogar. Temos o máximo de respeito por todos os adversários, mas este é um jogo diferente. São duas equipas que se respeitam e vamos ao Dragão com ambição imensa, com grande vontade de ganhar», afirmou Rui Vitória.

O treinador não quis falar sobre possíveis alterações na equipa, nomeadamente se iria reforçar o meio-campo com a entrada de Fejsa para o lado de Samaris, preferindo vincar sempre a predisposição do grupo de trabalho:

«A nossa estratégia está delineada, os jogadores sabem o que pretendemos fazer. Sabemos muito daquilo que o FC Porto vai apresentar e naturalmente o adversário também saberá de nós. Entrarão os jogadores para dar resposta à estratégia que queremos implementar em campo. Até à data, têm sempre correspondido e isso amanhã também acontecerá.»

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 17:20

Novembro 27 2013
Jorge Jesus considera que está muito em jogo na partida que o Benfica vai realizar, para a Champions, no terreno do Anderlecht. O treinador dos encarnados fala em mais que um objetivo a atingir.

«Se é o jogo mais importante para o Benfica na Champions? São todos importantes. Está muita coisa em jogo frente ao Anderlecht, não só desportivamente. Queremos vencer. Eles são uma equipa forte no seu estádio. Na Champions todas as equipas são muito equilibradas. Em caso de vitória ainda podemos acreditar no apuramento e praticamente garantimos a Liga Europa. É um jogo em que não temos só um objetivo, temos vários», afirmou o técnico em conferência de imprensa, em Bruxelas.

Jorge Jesus manifestou ainda uma clara preferência quanto ao outro jogo do grupo, entre o PSG e o Olympiakos: «Ainda estamos a disputar o apuramento com o Olympiakos, por isso é muito melhor se o PSG vencesse mas isso não chega. Temos de fazer o nosso trabalho.
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 09:05

Novembro 08 2013
Foram novidades no onze frente ao Olympiakos, tendo estado em muito bom plano. Jorge Jesus deixa elogios tanto a Sílvio como a Rúben Amorim, mas refere que ambos não têm lugar assegurado na equipa titular para o derby do próximo sábado, frente ao Sporting.

«O Sílvio ainda não tinha jogado e poderia ter sido um risco, assim como o Rúben Amorim. Estiveram num ritmo muito elevado e isso só demonstra que o treinador não toma opções por acaso. Normalmente só analisam as situações depois de acontecerem e não antes, mas quando elas acontecem até um cego vê. De qualquer forma, apesar de terem jogado bem, não quer dizer que tenham lugar assegurado para sábado», referiu Jorge Jesus.
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 08:31

Novembro 07 2013
O treinador do Benfica reconhece que o Sporting tem o seu próprio ADN, pelo que vai tentar apresentar-se de igual para igual no derby do próximo sábado no Estádio da Luz, para decidir a passagem aos oitavos de final da Taça de Portugal.

«Acho que o Sporting está a fazer um campeonato de acordo com o historial e o prestígio do clube. Está muito mais forte do que esteve na época passada e acho que jogando na Luz ou no Dragão tem o seu próprio ADN e assim vai tentar mostrar neste jogo», afirmou Jorge Jesus.

Os dois rivais encontram-se dois meses depois de terem empatado em Alvalade para o campeonato. «São competições diferentes, mas as responsabilidades são as mesmas. É um derby e as duas equipas vão querer vencer, pois ambas têm por objetivo conquistar a Taça de Portugal», referiu o treinador dos encarnados, admitindo, contudo, que «o fator casa dá sempre mais confiança a qualquer equipa».
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 16:53

Novembro 05 2013
À imagem do confronto de há duas semanas no Estádio da Luz, Jorge Jesus perspetiva novo embate equilibrado entre Benfica e Olympiakos, desta vez em Atenas.

«As duas equipas têm um valor muito semelhante, com uma ideia de jogo muito ofensiva e com o objetivo do golo. Têm jogadores tecnicamente evoluídos e soluções para concretizar as oportunidades que podem surgir no jogo», caracterizou.

Em declarações ao jornal A BOLA, Fernando Santos, treinador português que orienta a seleção da Grécia, avisou que «o Benfica tem de jogar mais do que na Luz» se quiser alcançar um resultado positivo esta terça-feira. Jorge Jesus concorda.

«O Fernando Santos conhece o Olympiakos e o Benfica muito bem e, face ao jogo que ele viu, acha, tal como eu, que o Benfica tem de estar mais forte do que esteve na Luz para levar de vencida o Olympiakos. Estou inteiramente de acordo com ele», vincou.
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 16:57

Novembro 05 2013
Jorge Jesus recusa colocar o rótulo de decisivo ao embate do Benfica com o Olympiakos, sustentando que «o jogo mais importante» está marcado para 10 de dezembro, no Estádio da Luz, quando as águias receberem o Paris Saint-Germain na derradeira jornada do Grupo C da Liga dos Campeões.

«Este jogo não é uma final. Depois do jogo de amanhã [terça-feira] ficam a faltar outros dois. Na Champions todos os jogos são importantes. Este poderá ser mais por colocar frente a frente duas equipas com os mesmos pontos», começou por analisar o treinador, em conferência de Imprensa. 

«Penso que a decisão deste grupo vai ser até final, jogo a jogo. Este encontro é muito importante por ser o próximo. Mas, para mim, o jogo mais importante será sempre o último, pois poderá definir o apuramento de qualquer uma das equipas», notou.
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 08:21

Outubro 02 2013
O treinador do Benfica reconhece a grande qualidade dos jogadores do Paris Saint Germain, apontando os exemplos de Ibrahimovic, Lavezzi e Cavani. No entanto, garante que a sua equipa não vai remeter-se à defesa.

«O PSG é a equipa mais favorita do grupo teoricamente. Sabemos que contratou jogadores de muita qualidade, empenhando-se não só na reconquista do campeonato mas também em fazer boa carreira na Champions. No entanto, vamos jogar como temos feito na Europa nestes últimos anos, recuperando o bom nome do Benfica», referiu Jorge Jesus na antevisão ao jogo desta quinta-feira.

«O PSG é sobejamente conhecido, tem Ibrahimovic, Lavezzi e Cavani, pode destruir qualquer estrutura defensiva. Mas não viemos a Paris só a pensar em defender, queremos criar problemas quando tivermos a posse de bola e vamos ver se o PSG nos deixa», garantiu o treinador dos encarnados, salientando que tem trabalhado nos últimos dias sobre as debilidades do adversário.

Mostrou-se, por isso, alerta para os lances de bola parada, sobretudo porque o PSG marca muitos golos de cabeça, tal como os encarnados sofreram no passado sábado, diante do Belenenses.
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 08:20

Setembro 13 2013
Manter o Paços de Ferreira sem pontos no campeonato, até porque o Benfica também necessita de vencer. Esta é a ideia de Jorge Jesus para á receção de sábado à equipa da capital do móvel.

«Estamos no início do campeonato e a pontuação ainda não corresponde ao valor das equipas. Mas queremos que o Paços de Ferreira continue com os mesmos pontos, pois o Benfica precisa de somar estes três pontos», começou por dizer Jorge Jesus, que não se mostrou particularmente preocupado por a equipa apenas somar quatro pontos em três jornadas no campeonato:

«Nos três jogos que fizemos, perdemos um, vencemos um e empatámos outro. Empatar em Alvalade é, na minha opinião, normal, mesmo que normalmente, desde que aqui cheguei, o Benfica vá lá ganhar. Como tal, o resultado negativo que tivemos foi com o Marítimo, mas ainda temos muito campeonato pela frente, muito ponto para ganhar. O importante é continuar a evoluir e os jogadores conhecerem cada vez mais as ideias da equipa.»
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 08:39

Maio 10 2013
Confiança é a palavra de ordem para Jorge Jesus. O treinador do Benfica lembra o trajeto da sua equipa ao longo da época e puxa dos galões ao referir que é a única que pode festejar o título já este sábado. Por isso, garante que o objetivo é fazer um grande jogo no Estádio do Dragão.

«A resposta que temos de dar é aquela que temos vindo a fazer. Não importa se temos mais ou menos dias para trabalhar, mas sim aquilo que temos feito ao longo das competições em que estamos inseridos. Amanhã é a mais importante e se vencermos seremos campeões. Por isso, é para aí que estamos virados, com confiança: chegar ao Dragão e fazer um grande jogo.»

Jorge Jesus assumiu, contudo, que o empate cedido diante do Estoril, na passada segunda-feira, constituiu uma desilusão, mas... «Isso não nos tira a confiança, pois os jogadores estão no auge de uma época brilhante.»

«A época que o Benfica está a fazer não se resume a uma competição. Se calhar na minha carreira nunca mais terei oportunidade de chegar aos últimos quatro jogos com possibilidade de conquistar três títulos. Falta decidir se ganhamos os troféus, mas o trabalho está lá», vincou.
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 17:46

Maio 05 2013
O treinador do Benfica reconheceu que é muito importante garantir a vitória frente ao Estoril, na segunda-feira, e manter os quatro pontos de vantagem antes do clássico.

«É um jogo decisivo dentro daquilo que tem sido os nossos jogos. O Benfica neste momento tem jogado sempre com a necessidade de vencer para manter os quatro pontos de vantagem», afirmou Jorge Jesus, em conferência de Imprensa.

O treinador do Benfica está preparado para a estratégia do 
Estoril: «Na Amoreira foi complicado e têm como objetivo de garantir o “passaporte” para a Liga Europa. É um adversário que vai tentar defender ao máximo e sair em contra golpe, para aproveitar os jogadores rápido que tem na frente».
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 22:27

Abril 24 2013
Na antecâmara do jogo com o Fenerbahçe, na Turquia, para a primeira mão das meias-finais da Liga Europa, muito se tem falado do mítico ambiente de Istambul. Não é isso, no entanto, que assusta Jorge Jesus. O treinador do Benfica acredita que, nesta fase, os seus jogadores estão mais que preparados para aguentar a pressão dos adeptos adversários.

«Ao longo dos anos este Benfica foi-se habituando a este género de ambientes. Estamos habituados aos estádios mais complicados e sinceramente não será por aí que o Fenerbahçe vai ter vantagem. A maior dificuldade vai ser mesmo a mobilidade dos homens da frente e da qualidade dos seus jogadores. Já com o Newcastle assim foi e a verdade é que conseguimos superar as dificuldades», disse Jorge Jesus, esta quarta-feira na antevisão do jogo.

E, sem medos, o treinador dos encarnados garante que, apesar de jogar fora, o Benfica não vai entrar só a pensar em não sofrer golos.
«Sabemos que esta eliminatória, por si só, não vai resolver nada. Mas pode ajudar, por isso vamos manter-nos fiéis aos nossos princípios de jogo, às nossas ideias. Normalmente o Benfica faz golos em todo o lado, mesmo fora de casa, e independentemente dos ambientes. Acreditamos que amanhã é isso mesmo que vai acontecer», salientou o técnico.
Apesar disso nada de favoritos, para Jorge Jesus: «Nesta fase, numa meia-final, não existem favoritos. As duas equipas têm defeitos e virtudes e acredito que será uma eliminatória equilibrada».
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 17:23

Abril 21 2013
O erro do árbitro auxiliar no Benfica-FC Porto da época passada, validando o golo a Maicon, faz parte do passado. A ideia é defendida por Jorge Jesus, garantindo ter plena confiança na capacidade da equipa de arbitragem nomeada para o derby deste domingo frente ao Sporting.
Ricardo Santos é árbitro auxiliar em causa e vai estar este domingo na Luz com João Capela (árbitro principal) e Tiago Rocha (também auxiliar). 
Confrontado com a nomeação, Jorge Jesus referiu: «O que é importante é o presente. Essa situação [golo validado a Maicon no jogo com o FC Porto) aconteceu no ano passado e está posta de lado para nós. Temos a máxima confiança na equipa de arbitragem, que certamente vai estar à altura da responsabilidade. Tenho a certeza que amanhã vão estar três grandes equipas no derby.»
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 15:50

Abril 15 2013
Líder isolado do campeonato a cinco jornadas do fim, a um passo da final da Taça de Portugal e nas meias-finais da Liga Europa, o treinador do Benfica garante que a equipa vai tentar fintar fatores como o excesso de confiança, euforia ou desgaste para não deitar tudo a perder nesta reta final da temporada. 

«Estamos muito conscientes. Temos a possibilidade de, a poucos jogos do fim, vencer os títulos nas competições onde estamos inseridos. Estamos focados nessa tarefa. O futebol pode criar surpresas de um momento para o outro mas trabalhamos todos os dias para passar etapas e chegar ao fim destas corridas, que têm sido longas, na frente. Sabemos que nada está ganho antes das competições acabarem», disse em conferência de Imprensa.

Sobre as palavras do presidente Luís Filipe Vieira, que disse que o Benfica tem dez finais pela frente: «O Benfica joga sempre para ganhar, tem a responsabilidade e a pressão de conquistar vitórias. Faz parte do ADN que é preciso ter neste clube.»

Questionado sobre se sente um treinador diferente ou se aprendeu com os erros do passado, Jesus atirou: «É uma análise que vocês (jornalistas) têm de fazer. Não noto isso. Tento sempre melhorar todos os anos, trabalhar as ideias que tenho e fazer retrospetiva do meu trabalho. Isso faz parte de qualquer atividade. É preciso refletir para continuar a crescer e não deixar de evoluir.»
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 10:58

Abril 15 2013
O treinador do Benfica garante que os objetivos do clube na Taça de Portugal não vão desviar a equipa da trajetória pretendida no campeonato.
«Não vai desviar. Não existe esse perigo porque temos muitos dias para preparar o próximo jogo do campeonato com o Sporting [domingo]. Não há um desligar de uma competição para a outra. Temo-nos concentrado muito para o jogo de amanhã e, aconteça o que acontecer, nunca será por não estarmos preparados», disse Jorge Jesus na antevisão ao embate desta segunda-feira com o Paços de Ferreira, referente à segunda “mão” das meias-finais da Taça de Portugal.

O treinador garantiu ainda que não vai fazer poupanças a pensar no derby: «Não porque há uma margem de vários dias para recuperar. Se não houver problemas físicos, vai entrar a equipa que tem feito estes últimos jogos. Sálvio? Amanhã temos um treino e, se tudo correr dentro normalidade, vamos lançar os jogadores que achamos que estão melhor. Dentro dessa ideia está o Salvio.»

Jesus espera conseguir este ano o título que ainda falta ao currículo pessoal e há muito escapa ao Benfica: «É verdade que nunca ganhei a Taça de Portugal, nem como jogador, nem como treinador. É uma conquista para o meu currículo e tenho de a vencer, se for este ano, melhor. É um título que tem de entrar no meu palmarés. (...) O Benfica não está numa final há vários anos. Pela sua história, é um troféu muito valorizado pelos adeptos. Todas as equipas, jogadores e treinadores querem chegar à final e temos essa possibilidade.»
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 08:30

Abril 11 2013
Jorge Jesus eleva a fasquia e aponta à conquista de Campeonato, Taça de Portugal e Liga Europa. «A época está a ser brilhante mas pode ser de sonho», diz o treinador do Benfica.
«Aconteça o que acontecer, esta época será brilhante mas poderá ser ainda muito mais brilhante se conquistarmos as três provas em que estamos inseridos. Seria uma época de sonho», afirmou o treinador dos encarnados, na conferência de Imprensa de lançamento do jogo com o Newcastle, frisando que os encarnados «estão preparados para sofrer» em St. James Park.

«Estamos preparados para todos os cenários. O Newcastle vai procurar fazer o que fez em Lisboa: entrar forte e tentar marcar na primeira parte. Vai ser um jogo agressivo do ponto de vista do futebol direto. Vamos trabalhar em função do que temos feito na Liga Europa e na Liga dos Campeões», referiu.

Quanto ao onze que vai iniciar o decisivo embate com os magpies, Jorge Jesus não abriu o jogo. «Não temos problemas físicos. Vão ser lançados os jogadores que pensamos serem os melhores para este jogo», observou, esclarecendo que a partida de segunda-feira com o Paços de Ferreira, da segunda mão das meias-finais da Taça de Portugal, não constitui ainda uma preocupação.

«Só pensamos no jogo de amanhã [quinta-feira]», frisou, sem contudo retirar importância ao encontro que pode ditar o regresso das águias à final da prova ´rainha` do futebol português: «Os quartos-de-final da Liga Europa são importantes, mas a meia-final da Taça de Portugal também o é. A vantagem é que temos mais um dia de recuperação».
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 12:01

Abril 11 2013
Jorge Jesus congratula-se com as boas campanhas do Benfica nas competições europeias nas últimas quatro épocas, não duvidando que o sucesso da equipa tanto na Liga dos Campeões como na Liga Europa tem permitido recuperar o prestígio do clube além-fronteiras.

«É uma valorização. Penso que o Benfica tem recuperado o seu prestígio. Isso é bom para os treinadores, para o clube e para os jogadores. É bom para todos», salientou o treinador dos encarnados, na projeção do jogo com o Newcastle.

A propósito do embate no St. James Park, esclareceu Jorge Jesus que as águias vão manter-se fiéis os seus princípios, nomeadamente no que à utilização de dois avançados diz respeito.

«Não mudamos muito as nossas ideias em função do ambiente e do adversário. Naturalmente o Benfica jogará sempre com dois avançados, poderá é ser com jogadores diferentes», indicou.
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 08:24

Abril 06 2013
O treinador do Benfica, Jorge Jesus, não se quis alargar sobre o facto de Hugo Miguel ter sido nomeado para o encontro de amanhã com o Olhanense, apesar da arbitragem do juiz de Lisboa, no jogo do ano passado com a Académica, não ter deixado as melhores recordações. Jorge Jesus, no entanto, pouco disposto a polémicas, disse apenas que «passado é passado».

«Nunca falei de árbitros e não é agora que o vou fazer. Tenho a máxima confiança no seu trabalho. É verdade que no jogo do ano passado com a Académica tivemos alguns problemas com este árbitro mas passado é passado. Amanhã é outro jogo. Tenho confiança nesta na equipa de arbitragem e acredito que vão fazer um bom trabalho», disse o técnico.

«Estamos tranquilos em relação a isso. Teremos um adversário forte em campo, mas será o Olhanense e nada mais», concluiu.
Sobre o juiz designado para arbitrar o FC Porto – SC Braga, Jesus disse apenas que não lhe competia ter opinião.
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 17:40

Abril 03 2013
O treinador do Benfica diz que quando se está nos quartos de final de uma competição europeia não há jogos fáceis, pelo que não antevê que a eliminatória com o Newcastle fique já definida no encontro desta quinta-feira no Estádio da Luz.

«Prevejo um jogo difícil. Quando se chega aos quartos de final de uma competição europeia todas as equipas são fortes. O facto de o Newcastle estar em 15.º no campeonato não quer dizer que não seja boa equipa. Fez 12 jogos na Liga Europa e apenas perdeu um, os seus jogadores são quase todos internacionais, por isso será uma eliminatória equilibrada. Não será decidida amanhã, será tão difícil como foi com o Bordéus e com o Leverkusen», afirmou Jorge Jesus.

Instado a comparar a equipa inglesa com os adversários anteriores na Liga Europa, Jorge Jesus referiu que, por estar nos quartos de final, o Newcastle tem de ser melhor. «Sei que o Benfica eliminou uma grande equipa, que é o Bayer Leverkusen, mas agora as dificuldades também serão imensas», vincou, deixando ainda a convicção: «O Newcastle sente o mesmo que o Benfica, quer estar nas meias-finais.»
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 19:31

Fevereiro 26 2013
Jorge Jesus perspetiva um jogo difícil para o Benfica diante do SC Braga, nas meias-finais da Taça da Liga, o que não impede o treinador dos encarnados de depositar total confiança em nova presença das águias na final da competição.

«Vai ser um jogo complicado. É uma meia-final da Taça da Liga e tanto o Benfica como o SC Braga querem estar na final. O Benfica porque venceu esta prova nos últimos quatro anos, é um clube com cultura de ganhar títulos e estamos empenhados nisso; o SC Braga porque quer ganhar um título, uma vez que está fora do Campeonato e da Taça de Portugal», começou por observar Jorge Jesus, em conferência de Imprensa.

«Vai ser um jogo difícil pelos objetivos das duas equipas, mas o Benfica sabe que tem capacidade para levar de vencida a equipa do SC Braga», frisou, desvalorizando o facto de o conjunto minhoto apostar tudo na conquista da Taça da Liga.

«As equipas que jogam contra o Benfica não têm mais pressão de vencer. O SC Braga vai ter pela frente um rival forte e para atingir esse objetivo terá de vencer, este jogo não dá direito a empate. Vamos encontrar um SC Braga como nos jogos para o Campeonato, motivador e com espírito vencedor. O Benfica vai apresentar-se com o estado de espírito que tem sido apanágio este ano, uma equipa confiante e que pretende vencer esta eliminatória», referiu.
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 18:00

Fevereiro 14 2013
O treinador do Benfica reconheceu que fará no jogo da Liga Europa com o Leverkusen a gestão que achar necessária com vista ao duelo com a Académica, no domingo, para o campeonato. 

«Temos um jogo no domingo com a Académica. Vou partir para este jogo com esse pensamento, porque o encontro de domingo é tão ou mais importante que este», disse na antevisão ao duelo em Leverkusen, sublinhando que a conquista do campeonato continua a ser o principal objetivo para esta temporada:

«O Benfica está em quatro frentes, queremos discuti-las todas, mas temos prioridades. E nunca escondemos que a nossa prioridade é o campeonato. É com esta ideia que vamos partir para o jogo de amanhã. Neste aspeto, a Liga Europa é pior que a Champions, porque joga-se à quinta-feira e depois volta-se a jogar no domingo. Não dá para recuperar a 100 por cento.»
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 10:05

Fevereiro 14 2013
Depois de ter ficado pelo caminho na fase de grupos da Liga dos Campeões, Jorge Jesus disse que o Benfica era um dos favoritos a vencer a Liga Europa. E mantém a convicção.
«Claro que somos. Mas uma coisa de cada vez. Agora temos esta eliminatória, temos valor para a discutir sabendo que há outras prioridades e que não vamos fugir delas. A equipa que entrar amanhã em campo, será com a ideia de discutir o jogo para passar esta eliminatória», sintetizou.
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 08:09

Fevereiro 09 2013
O treinador do Benfica não espera facilidades na partida deste domingo frente ao Nacional, lembrando que os encarnados passam normalmente por dificuldades quando jogam na Madeira.

«Neste momento não podemos perder pontos, pois neste campeonato não vai haver muitos jogos em que o Benfica e o FC Porto possam perder pontos», afirmou Jorge Jesus, já depois de lembrar: «Os jogos na Madeira, seja com o Nacional ou com o Marítimo, são sempre difíceis, de alto risco.»

A partida surge depois de uma semana com vários jogadores ausentes nos trabalhos das seleções, mas Jorge Jesus diz que a preparação da equipa decorreu dentro da normalidade: «Apesar de termos tido alguns jogadores nas seleções fizemos o equilíbrio com outros da equipa B. Regressaram todos a 100 por cento, tirando o Ola John, de resto tudo está em condições.»
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 17:56

Fevereiro 03 2013
Sem margem de erro. Com a luta com o FC Porto ao rubro, Jorge Jesus diz que só um desfecho serve os desígnios do Benfica na receção ao V. Setúbal: a vitória.

«A equipa sente-se bem, estamos a fazer uma boa época. No Campeonato nacional, que é o nosso grande objetivo, estamos na luta com o nosso rival FC Porto. Temos consciência de que não podemos perder pontos para mantermos a posição ex-aequo com o FC Porto», sublinhou, desvalorizando a penúltima posição ocupada pelos sadinos na classificação da Liga.

«O adversário não conta muito. Amanhã [domingo] é o V. Setúbal, mas se fosse outra equipa, de menor nomeada ou com mais valor em termos de classificação - depois, na prática, pode não ser -, para nós a história é sempre a mesma. Estamos sob uma pressão positiva, os jogadores e o treinador do Benfica sabem que neste clube temos de jogar sempre para ganhar. A pressão deixa de o ser, é normal para nós. Frente ao V. Setúbal, vamos tentar ganhar e, se possível, com qualidade, que é o que temos feito na maior parte dos jogos no Estádio da Luz», realçou Jorge Jesus.
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 12:50

Janeiro 30 2013
Uma deslocação complicada. Jorge Jesus não espera facilidades no jogo desta quarta-feira na Mata Real frente ao Paços de Ferreira, a contar para a primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal.
«O Benfica foi a única equipa até agora a ganhar em Paços. Numa meia-final da Taça de Portugal, independentemente do nome do adversário, o que importa é a responsabilidade, que será acrescida. O Paços de Ferreira é um adversário que está a fazer uma excelente época, não só no campeonato, como também na Taça de Portugal. Mas convivemos com isso em todos os jogos, uns com mais dificuldades do que outros. Olhamos para aquilo que pretendemos e que passa por cumprir os nossos objetivos. O objetivo do Benfica é chegar ao Jamor. Mas vamos ter problemas. Se o Paços vai criar-nos dificuldades? Vai, agora teremos de ter argumentos para sermos melhores do que o Paços de Ferreira», afirmou o treinador do Benfica na conferência de Imprensa de antevisão ao encontro desta quarta-feira.
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 11:42

Janeiro 26 2013
O treinador do Benfica, Jorge Jesus, desvalorizou as ausências de alguns jogadores do SC Braga, que não vão poder alinhar no encontro de amanhã, no Estádio AXA, frente aos encarnados.
Um plantel com a qualidade do dos minhotos está pronto para lidar com esse problema, garante Jesus, que afeta todas as equipas, Benfica incluído.
«Ausências do SC Braga? Isso não é problema meu, é problema do treinador do Braga. Além disso é algo com que todas as equipas têm de lidar e um problema que nós também já temos tido ao longo do campeonato», defendeu.
«Se o SC Braga tivesse só 10 jogadores, penso que isso [a falta de jogadores] era um real problema, mas como não tem só dez, tem mais, não vai ser. Se não joga um jogador, joga outro. Em planteis deste nível, como seria se fosse o FC Porto ou o Sporting, isso é algo que não pode ser desculpa», acrescentou.
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 16:14

Janeiro 12 2013
Na antevisão à deslocação ao Estádio da Luz, Vítor Pereira, treinador do FC Porto, afirmou que o Benfica é sempre favorito antes do início dos clássicos mas depois, no final dos 90 minutos, o vencedor é sempre o mesmo. Jorge Jesus ouviu o seu homólogo e respondeu-lhe à letra. 

«O que interessa é o presente e não o historial. O Vítor Pereira tem uma vitória, uma derrota e um empate com o Benfica. Se olharmos para trás em 1943 [n.d.r. na temporada 1942/1943] o Benfica ganhou 12-2 ao FC Porto, não vamos por aí, o presente é que conta», começou por afirmar Jorge Jesus na conferência de Imprensa ao jogo deste domingo. De seguida, o técnico das águias assegurou que não irá mexer no ADN dos encarnados.

«O ADN, a ideia da equipa do Benfica será sempre a mesma. Não fugimos às nossas ideias. A surpresa nestes jogos quer por parte do treinador do Benfica, quer por parte do treinador do FC Porto, só pode ser em termos de estratégia de jogo, há estratégias individuais e coletivas. Vamos jogar amanhã com o FC Porto dentro daquilo que temos feito, com as nossas ideias de jogo», garantiu.
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 14:54

Janeiro 05 2013
O treinador do Benfica afirma que a equipa está sempre sob pressão e obrigada a jogar ao mais alto nível para sair do Estoril com mais três pontos.
«Se o Benfica está imparável? Não há equipas invencíveis, o Benfica também não é. Para sermos uma equipa vencedora, temos de jogar sempre a um nível alto e é isso que temos de fazer amanhã frente ao Estoril para conseguir o objetivo que são os três pontos», disse Jorge Jesus na projeção do encontro deste domingo (20.15 horas), na Amoreira, desvalorizando o facto de os encarnados terem perdido apenas uma vez em 20 jogos com os canarinhos.

«Os números têm a importância que têm. São factos que já passaram e não será por aí que o jogo será mais fácil, muito pelo contrário. Os jogadores sabem que não há jogos fáceis e este será mais um, como tem sido a norma em todos os jogos em que estamos inseridos. Estamos tranquilos, sabemos que estamos sempre sob pressão porque as exigências são muitas», prosseguiu.
Jesus espera que o apoio dos adeptos ajude na tarefa de passar mais um adversário complicado: «O Estoril está a fazer um bom campeonato e, na Amoreira, tem mostrado que é uma equipa forte. Mas o jogo é na zona de Lisboa e espero que os adeptos apareçam em grande número para dar força e ajudarem a ultrapassar as dificuldades que vão aparecer. Com eles, tudo será mais fácil.»

O técnico dos encarnados considerou ainda que o Benfica tem nesta jornada tarefa mais complicada que o FC Porto, principal rival na luta pelo título que hoje recebe o Nacional: «Jogamos fora com um adversário melhor em termos de forma. O Estoril está melhor classificado que o Nacional e não tenho dúvidas de que o nosso jogo é de maior risco.»
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 21:32

Janeiro 02 2013
Copo meio cheio, copo meio vazio. Depende da perspetiva. É assim que o treinador do Benfica analisa o facto da equipa encarnada ter entrado a perder nos últimos jogos. Por um lado é, naturalmente, mau, mas é também «muito positivo», porque mostra que o Benfica tem capacidade de reação.
«Entrar a perder? Mostra que somos fortes. Isso só depende do ponto de vista com que analisamos. Se formos positivos, sabemos que somos muito fortes, porque podemos entrar a perder mas conseguimos recuperar. Significa que temos uma equipa muito forte mentalmente, porque conseguimos dar a volta, temos capacidades para resolver os problemas», disse Jorge Jesus, na conferência de imprensa de antevisão ao encontro com o Desportivo das Aves, correspondente ao jogo em atraso da 5.ª eliminatória da Taça de Portugal.
«Claro que se formos mais negativos também temos de saber que não podemos começar sempre a perder, sempre a dar avanço ao adversário. Tudo depende de como depois expomos a questão aos jogadores», acrescentou o técnico.
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 16:26

Dezembro 14 2012
Jorge Jesus acredita que o Benfica vai demonstrar no jogo com o Marítimo, no Estádio da Luz, o momento «de muita confiança» que atravessa. O treinador dos encarnados garante uma equipa preparada para contornar a postura defensiva do adversário.
«O Marítimo há sete jogos que não perde em todas as competições. Normalmente é perigoso no Estádio da Luz. A sua maior força é o contra-ataque, tem jogadores rápidos, mas estamos preparados para as dificuldades que nos vai colocar», afiança.
Apesar de considerar que a equipa orientada por Pedro Martins «não se descaracteriza» na condição de visitante, acredita Jorge Jesus que o conjunto madeirense «vem à Luz como a maioria das equipas, com uma organização defensiva muito mais cuidadosa». 
«Sabem que tem de ser assim. Vão atuar com a maior parte dos jogadores atrás da linha da bola e a tentar surpreender no contra-ataque», prevê.
«O Benfica está a atravessar uma fase boa, de muita confiança. Espero e acredito que os nossos adeptos compareçam em grande número. Eles demonstraram, no jogo com o Sporting, que são muito importantes para nos ajudarem a tornar o jogo mais fácil», realça.
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 14:21

BENFICA 73
Janeiro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


comentários recentes
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...
Tanto quanto narra a história a Cinderela saiu ven...
Fosse eu a tratar deste assunto e se este está a d...

contador visitante