Outubro 23 2015

download (5).jpg

A pré época indiciava um Benfica de baixa autoestima a quem qualquer um poderia levar de vencida e a nós Benfiquistas apenas nos assistia o direito de ver o Bicampeão em queda livre longe dos momentos áureos de festejos e celebração das múltiplas e sucessivas vitórias. Parecia chegada a hora de vermos o velho e repetitivo filme de outrora em que o nosso Glorioso clube se afundava em resultados depressivos que exasperavam os seus fervorosos adeptos. E neste cenário catastrófico, a dar o peito às balas, aparecia sempre Rui Vitória com aquele ar sereno exasperante que parecia transpirar segurança, mas apenas deixava transparecer insegurança aos olhos dos adeptos mais críticos e impacientes. Havia sempre muito Rui no seu estilo calmo, educado de gentleman e pouco Vitória na falta de indignação pelos resultados negativos, pelas exibições pouco conseguidas, pelos passes falhados, pelas opções pouco seguras e eficazes. E os Benfiquistas faziam sentir a pressão, apostavam na saída de Rui Vitória, porque Vitória era apenas um nome e a ansiedade no universo encarnado estava instalada. E até mesmo os mais otimistas começavam a ceder, e alguns deixavam de acreditar que fosse possível que rui começasse a ser mais Vitória. E eis que de mansinho, com pezinhos de lã, no seu estilo paciente e sereno de gentleman, Vitória começa a trilhar um caminho de sucesso ao despontar de forma eficaz, sólida, confiante, e o Benfica emerge do seu sono qual Papoilas Saltitantes a rejubilar. E neste voo da Águia em ascensão, surge um Benfica de dimensão europeia, de cabeça erguida, sem medo dos grandes embates, e é aqui que Rui carimba Vitória e reencontra a sua maior glória ao fazer os encarnados sonhar e fazer parte do sonho. Rui deixou de ser apenas Rui e agora Vitória é o caminho do Benfica.

     Agora que encontramos de novo o caminho glorioso e a fórmula para as vitórias ambicionadas, só queremos que a próxima jornada seja mais uma vitória de Rui e de todos os Benfiquistas. E como não poderia deixar de ser, no derby com os rivais da segunda circular, apenas desejamos ter aquele Benfica de dimensão europeia, confiante do seu valor e da sua grandeza. E que em campo mostrem de que massa são feitos os Bicampeões. E que o timoneiro desta grande equipa, homem simples, de caráter irrepreensível, sem egos descontrolados ou laivos de fanfarronice, que honra o nome do Maior de Portugal, faça justiça ao seu nome e sem deixar nunca de ser Rui, seja principalmente VITÓRIA! E PLURIBUS UNUM!

# Claro que neste preâmbulo, existe um parêntesis que enquadra o jogo da Taça de Portugal com a mui digna equipa do Vianense. Taça é taça, e é do conhecimento do comum dos mortais que o melhor que pode a acontecer a uma equipa de um escalão inferior é ter como adversário o Sport Lisboa e Benfica. Mas melhor ainda é ascender ao estatuto de tomba gigantes e levar de vencida o Maior de Portugal. O Vianense, com a devida vénia (expressão mui nobre e recente no meu vocabulário), fez pela vida, e quando se encontra pela frente uma equipa que mais parece uma manta de patchwork o inusitado pode acontecer. Felizmente a armada Gloriosa resistiu e as Papoilas Saltitantes tiveram na parceria Águia Vitória/ Galo de Barcelos um final feliz.

     Em relação ao Galatasaray aspirava a um voo mais alto e pareceu-me, numa fase inicial, que era o Benfica a vestir o fato de gala num estádio diabólico, com adeptos infernais mas leais ao seu clube. Infelizmente não fomos dotados na dança do ventre para contornar um adversário, que não só precisava desesperadamente de ganhar como quis ganhar, e ganhou. E de repente comecei a revisitar alguns lampejos de desespero tristemente observados no jogo da Supertaça. Agora vem aí o eterno rival que não precisa de vencer, mas que deseja a vitória mais do que respirar, mais ainda a jogar no ninho da Águia. Podem morrer em campo, mas este é o verdadeiro título que desejam: Vencer o Benfica! E neste jogo do mata mata, com os pirómanos do desporto em brasa, como vai o Benfica reagir?

     Acredito que esta pausa no campeonato, após jogo adiado na Madeira, foi o pior cenário que podia acontecer ao Benfica. Perdemos o Nelson Semedo, ainda que felizmente, ao que parece, temporariamente; perdemos ritmo de jogo e o embalo das vitórias e a “poupança” na Taça foi mais um handicap do que uma mais-valia. Aliás, mais valia terem jogado com a equipa principal, como sempre defendo.

     Trememos na Taça frente ao Vianense, caímos na Turquia perante o Gala e agora frente ao rival da segunda circular?

     Quo vadis Benfica?

     Nós só queremos tudo a saltar ao som dos golos no Inferno da Luz!

     Já agora Rui, ignora o lixo tóxico que borbulha em redor do derby, larga a gravata e vai para cima deles, Vitória!

Autor: A S

publicado por Benfica 73 às 13:13

Forçaaaaaaaaaaaaaaaaa RUI VITÓRIA contra tudo e contra todos vamos ganhar forçaaaaaaaaaaaaaa
katia a 23 de Outubro de 2015 às 16:31

BENFICA 73
Outubro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13




comentários recentes
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...
Tanto quanto narra a história a Cinderela saiu ven...
Fosse eu a tratar deste assunto e se este está a d...

contador visitante