Setembro 28 2009


Autor: Ricardo Araújo Pereira

Fonte: A Bola

 

Se alguma vez eu for, em tribunal, acusado de algum crime por uma testemunha ocular, espero sinceramente que essa testemunha seja o árbitro Pedro Proença. Aquilo que Pedro Proença presencia é sempre o rigoroso oposto daquilo que ele pensa que presenciou – o que é extremamente curioso. As coisas acontecem de pernas para o ar à frente de Pedro Proença. O mundo, que está direito para nós, apresenta-se-lhe do avesso. Repare o leitor: no ano passado, no estádio do Dragão, Yebda não cometeu qualquer falta sobre Lisandro López. Pedro Proença assinalou a respectiva grande penalidade. Na semana passada, Alvaro Pereira cometeu penalty sobre Alan. Pedro Proença, como é evidente, mandou seguir. Ambas as situações foram avaliadas ao contrário, e foi isso que me permitiu detectar aqui um padrão interessante. Só há uma coisa que nunca se inverte: quem está de azul e branco, sai beneficiado; quem está de vermelho, sai prejudicado.

O lagarto e o dragão são dois bichos escamosos que largam gosma. Este é um primeiro ponto. O segundo ponto é este: Pinto da Costa e José Eduardo Bettencourt vão assistir ao FC Porto-Sporting juntos, na tribuna presidencial do estádio do Dragão. Depois de ter assistido ao Nacional-Sporting junto do homem que prometeu ao seu clube o Paulo Assunção e, à última hora, o levou para o FC Porto, Bettencourt prepara-se agora para assistir ao FC Porto-Sporting junto do homem que recebeu o jogador que o seu clube estava quase a contratar. Os sportinguistas, que se saiba, não dizem nada. A única vez que censuraram uma atitude do presidente do Sporting foi quando ele cometeu o gravíssimo delito de dizer que o plantel do Benfica era bom. Mas hoje, Bettencourt terá, enquanto estiver sentado ao lado do dirigente que está a cumprir pena de suspensão de dois anos por tentativa de corrupção, a admiração dos sócios do Sporting. A menos que elogie o Benfica, claro.

O FC Porto-Sporting de hoje é, não me custa reconhecê-lo, um duelo de titãs. A equipa à qual foi perdoado o penalty de Alvaro Pereira sobre Alan, em Braga, defronta a equipa à qual foi perdoado um penalty de Miguel Veloso sobre Toy, em Alvalade, e a favor da qual se marcou um penalty inexistente. Prevejo, portanto, um jogo com muito futebol por alto. Quando duas equipas estão a ser levadas ao colo, não faz sentido jogar a bola pela relva. Ao colo do árbitro, os jogadores têm alguma dificuldade de chegar com os pés ao chão.

publicado por Benfica 73 às 11:11

Setembro 27 2009

 


Mais um jogo, mais uma enchente, mais uma goleada, e também, mais uma equipa que aparece a jogo com apenas uma finalidade, a de não jogar e não deixar que o adversário jogue.


É de estranhar a maneira como o Leixões se apresentou no Estádio da Luz e comparar esta mesma equipa no jogo que realizou no campo dos LADRÕES, onde jogou todo o jogo, olhos nos olhos. Dava a impressão que alguns jogadores do Leixões só tinham uma missão, partir ao meio os jogadores do Benfica.

Depois ainda temos que suportar aquele anormal do José Mota, a lamentar-se no final do jogo, que o árbitro teve dualidade de critérios e que devia ter acções pedagógicas. Realmente já não á pachorra para aturar esta escumalha de gente.


Quanto ao jogo, o Benfica entrou bem no jogo, atirando logo aos dois minutos uma bola ao poste, mas durante vinte minutos (foi nesta altura que começou o festival de porrada) não chegou a criar perigo. Após a primeira expulsão, aí sim, foi um fartote de futebol bem jogado, até que o Benfica, através de David Luiz inaugurou o marcador aos 48 minutos.


Na segunda parte o massacre continuou, só não se sabia a quantidade de golos que iriam ser marcado pelos jogadores do Benfica, toda a gente sabe que Jorge Jesus pede aos jogadores sempre mais e mais.


Portanto, os golos foram aparecendo naturalmente, Cardoso marcou o segundo golo, na conversão de um penalty, falta cometida sobre Aimar. O terceiro, por Ramires após cruzamento de César Peixoto, o quarto por Maxi Pereira (grande golo), o quinto, Peixoto mais uma vez a centrar e Cardoso de cabeça a fazer também um magnífico golo.


Por fim, já não é de estanhar, tenho de falar sobre a actuação do árbitro, o amarelo mostrado ao Aimar, é de uma falta de vergonha nunca vista, e dizer também que o homem não sabe distinguir uma carga de ombro de um valente empurrão, porque se soubesse teria de mandar marcar mais um penalty, no lance do Ramires.

publicado por Benfica 73 às 19:04

Setembro 21 2009

 

Num jogo em que a nação Benfiquista (mais uma vez) demonstrou estar com a equipa e com Jorge Jesus e assim encher aquele estádio (parecia a Luz em miniatura), os jogadores arrancaram mais uma vitória, não foi aquela goleada que alguns esperavam, mas o que interessa é a soma de três pontos.

O Benfica não podia entrar melhor, logo aos quatro minutos Saviola inaugura o marcador. Depois aparece o golo do empate, num lance em que David Luiz faz golo, mas na própria baliza.

Na segunda parte o Benfica deu a impressão que não valia a pena acelerar muito o jogo porque o golo mais tarde ou mais cedo iria aparecer.

E foi na milésima tentativa pelo meio, numa tabela entre Nuno Gomes e Aimar, surge a grande penalidade, falta cometida sobre Aimar. Chamado a converter, Cardoso não falhou, mas que foi mal marcado lá isso foi.

Toda a gente sabe que irão aparecer muitas equipas a jogar com estes esquemas, principalmente se o Benfica mantiver esta dinâmica de vitória, e com estas estratégicas só demonstram que têm respeito pelo Benfica.

Toda a comunicação social ficou a falar do penalty, mas a questão não é se foi falta ou não, mas sim, como é possível que Jorge Sousa tenha marcado um penalty a favor do Benfica, porque este é um dos que mais rouba o Benfica.

publicado por Benfica 73 às 18:16

Setembro 21 2009

Autor: Ricardo Araújo Pereira                                   

Fonte: A Bola


PRIMEIRO, foram as contratações. Como podiam ser boas se o Benfica faz contratações todos os anos e não tem ganho grande coisa?
E a este raciocínio, que seria excelente se não fosse falacioso, seguiram-se outras considerações. Um espanhol por sete milhões? Um absurdo. Se fosse bom, o Real Madrid ficava com ele. Saviola? Um bluff, disseram uns. Vem passar férias e é tão mau jogador como Aimar, disse um candidato a presidente do Benfica. Um homem com visão. Depois, foi o treinador. Era inexperiente, não tinha categoria e foi contratado fora de tempo. Fez um trabalho apenas regular no Braga, disseram uns. Iria ser dos treinadores mais rapidamente despedidos da História, disse um candidato a presidente do Benfica — para quem o treinador ideal era Carlos Azenha (por coincidência, um dos treinadores mais rapidamente despedidos da História). E a seguir foi a maldita pré-época. Que interessava ganhar todas as competições? Muitas vezes, as equipas que fazem as melhores exibições na pré-época são as que jogam pior no campeonato, disseram uns. O candidato a presidente do Benfica é que nunca mais disse nada, o que é pena.Depois, vieram os primeiros jogos do campeonato. Sim, a equipa joga bem, mas é demasiado cedo para estar a jogar bem, disseram uns. Ao que parece, as boas exibições têm o seu tempo, e não é este. O Benfica, por incompetência ou ingenuidade, cometia a estupidez de jogar bom futebol. Logo a seguir, veio a primeira goleada — curiosamente, a maior das últimas décadas. Não impressionou. Normalíssimo, disseram uns. No ano passado também deram seis ao Marítimo e depois ficaram dois meses sem marcar, disseram outros. Havia que esperar pela semana seguinte. E então, esperou-se. Infelizmente, houve nova goleada. E depois, nova vitória. Os reforços são óptimos, o treinador é muito competente, a pré-época cumpriu as suas promessas, e as goleadas persistem. Não se faz. É muito aborrecido quando a realidade contraria sistematicamente os desejos das pessoas. Julgo que este Benfica deve um pedido de desculpas a muita gente.

Até aos benfiquistas, que também estão desiludidos. Que graça tem estar a ganhar por três ao quarto de hora? Que sentido faz um adepto ter de pedir ao companheiro do lado que lhe ausculte o peito, a ver se o coração continua a bater? Não há um resultado tangencial que o sobressalte, um contra-ataque perigoso que o faça palpitar, uma bola na trave que o obrigue a dar sinal. O sr. Jorge Jesus e os seus pupilos têm consciência das dores musculares com que um ser humano fica quando é forçado a levantar-se de um salto oito vezes no espaço de uma hora e meia? Eu pago para ver futebol, não é para fazer aeróbica. Aviso já que vou passar a levantar-me apenas de três em três golos, uma vez que não tenho preparação física para acompanhar esta equipa. Espero em breve levantar-me por cinco vezes. Como sabem, ando há muito tempo a desejar um 15 a 0.

publicado por Benfica 73 às 17:18

Setembro 20 2009

                                                             Missão cumprida

 

 

 

publicado por Benfica 73 às 08:55

Setembro 15 2009

 

Mais um jogo, mais uma vitória e ainda mais importante, mais uma bela exibição.

Um jogo que à partida se apresentava difícil, por duas razões – uma deslocação a um terreno que já não ganhava-mos há dois anos, e a presença de Olegário Benquerença – e que tornou-se fácil, melhor, o Benfica da maneira como tem encarado cada adversário torna o desafio fácil.

 

Começo pelo Quim, depois de um erro logo no início do jogo, uma saída em falso e duas grandes defesas durante o encontro. Na defesa, Jorge Jesus fez uma alteração, á esquerda alinhou César Peixoto, que não comprometeu.

 

Os golos foram marcados pelos suspeitos do costume, Cardoso, Ramires, Javi Garcia e Saviola. Aliás, como é possível que alguma imprensa tenha ignorado um golo daqueles, alguns ainda têm o descaramento de afirmar, que os jogadores do Belenenses estenderam uma passadeira vermelha ao Saviola, é preciso ter lata. Um golo desta categoria irá aparecer em todas as televisões de todos os continentes.

 

Uma palavra para os adeptos, foi espectacular ver toda aquela mancha vermelha a proporcionar aos jogadores todo o apoio que precisam.

 

Por fim o vigarista do árbitro, desta vez não fomos roubados, até parece mentira.

publicado por Benfica 73 às 16:17

Setembro 03 2009

Mais um trofeu, sem espinhas.

 

 

 

publicado por Benfica 73 às 17:46
Tags:

Setembro 03 2009

Para mais tarde recordar.

 

publicado por Benfica 73 às 16:59
Tags:

Setembro 02 2009

 

 

Há 16 anos que o Benfica não marcava oito golos num jogo do campeonato nacional. Nem o Benfica, nem nenhuma outra equipa. Ontem, Jorge Jesus repetiu a proeza alcançada pelos encarnados (8-0 ao Famalicão) na já distante época de 1993 / 94 ( a dos 3-6 em Alvalade com Toni no banco, a ultima temporada de Rui Costa na Luz antes de rumar a Florença ) e conseguiu o feito de colocar a nação benfiquista em absoluto êxtase, tal a qualidadeda exibição produzida. O Benfica de ontem teve tudo : à arte juntou eficácia; à velocidade juntou discernimento ; à disciplina táctica juntou espaço para a iniciativa individual ; aos lances de bola parada juntou trabalho e viu-se recompensado com golos.

O Vitória de Setúbal ainda tentou estacionar o autocarro à frente de Mário Felgueiras, num 5x4x1 que pretendia evitar males maiores. Porém, os sadinos foram pura e simplesmente varridos por um furacão de grau 8, cruzamentos, remates, dribles e sprints que arrasaram o Vitória Setubalense. A primeira parte chegou a ser asfixiante para os pupilos de Carlos Azenha e se atentarmos no facto de o Benfica apenas ter feito a segunda falta aos 41 minutos quando os sadinos já tinham cometido 11, percebemos o massacre que ocorria dentro das quatro linhas.

Aos 37 minutos, quando o Benfica chegou aos 5-0 ( como fizera, até ao intervalo, contra o Sporting em 1978 / 79 e contra o Marítimo em 1985 / 86 ), já o Vitória estava tolhido com quatro cartões amarelos ( um dos quais, a Keita, até podia ter tido outra cor...) e atónico com os 62 por cento de posse de bola do adversário. Era Benfica a mais para um Vitória de Setúbal que precisa de melhorar muito ( mas mesmo muito ) se quiser continuar no principal escalão do nosso futebol.

 

Ontem, segunda-feira, dia de trabalho e véspera de dia de trabalho ( um horário péssimo, pois, para ir ver futebol ao vivo ! ) demandaram à Luz 40.915 adeptos, um número espantoso, que mostra a fé com que a nação benfiquista segue esta época a sua equipa. Há que dizer que quem foi à Luz viu um espectáculo por vezes deslumbrante, dentro e fora do Campo : se no tapete verde Aimar, Saviola, Cardoso, Ramires e Di Maria pintavam a manta, nas bancadas o clima de festa chegou a ser de autêntica apoteose, numa comunhão perfeita entre os jogadores que queriam agradar aos adeptos e estes que nunca regatearam apoio. As gerações mais novas perguntam, muitas vezes, como era o "Inferno da Luz". A resposta, ontem, no estádio do Benfica, era fácil de dar. Era assim, um vulcão imenso que empurrava a equipa para a baliza adversária, galvanizando uns e atrofiando outros. Uma constante de futebol atacante correspondida pela paixão dos adeptos. Na última década e meia o vulcão arrefeceu á medida que a mistica foi socumbindo à descaractização. Hoje em dia, o Benfica, no aspecto emocional, ressuscitou. Obra de Jesus? Também. Mas não só...

 

Quando Pablo Aimar pegou na bola e foi por ali fora, espalhando arte e magia, até fazer o 4-0, João Vieira Pinto, o menino-de-ouro, só pode ter sorrido ; quando Javier Saviola, na segunda parte, driblou meia cidade de Setúbal e quase marcou ( se tem dado a bola a Cardoso...), Fernando Chalana, o pequeno genial, só pode ter aplaudido, agradado ; e quando Òscar Cardoso consumou o hat-trick, o rei Eusébio só pode ter pensado, « temos gente ».

De facto, há na Luz matéria-prima para grandes cometimentos, a que se junta, de corpo e alma, uma imensa massa adepta sedenta de êxitos.

Resumindo, foi a noite dos diabos ( vermelhos ) à solta ! Teve azar o V. Setúbal, porque estava no sítio errado à hora errada...

 

                                                                     in A Bola   01-09-2009

publicado por Benfica 73 às 16:00
Tags:

BENFICA 73
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
16
17
18
19

22
23
24
25
26

29
30


subscrever feeds
comentários recentes
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...
Tanto quanto narra a história a Cinderela saiu ven...
Fosse eu a tratar deste assunto e se este está a d...
Semeaste muitos ventos ó nalguinhas! Agora, aguent...

contador visitante